Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Sumidouro do Diabo - Brevala

    Compartilhe
    Shmul
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 493
    Reputação : 4

    Re: Sumidouro do Diabo - Brevala

    Mensagem por Shmul em Qui Jan 05, 2017 2:41 pm

    Todos os que estavam na sala se espantaram com o que ocorreu e a garota que estava quase inconsciente se recuperou, e com a fala de Brevala se levantou de supetão e correu abraçar o filho que não reagia. Ela então se desesperou e se pôs a chorar – Por quê? O que esta acontecendo com meu filho? Ele não acorda e nem se mexe. Por favor, me ajude. Me ajude!

    De algum lugar dentro da casa e se aproximando, foi possível ouvir uma voz grossa e irritada – Por que não estou ouvindo o choro de meu filho? – e todos os empregados se desesperaram, e em poucos instantes Sir Rothschild apareceu na porta com o outro guarda enquanto parte das mulheres saíram do quarto devido ao tamanho diminuto do cômodo.

    - Quem é esse homem? O que você fizeram com meu filho? – o homem começou a se encolerizar e perdera a razão, mesmo com as súplicas de Dalva e dos outros empregados. Até o guarda que acompanhou o parto tentava ajudar a resolver a situação, pois estava fascinado com o que Brevala acabara de fazer. O outro guarda, que acompanhava Rothschild, sacava sua arma e se mostrava irritado, simulando as emoções de seu chefe.

    A situação era caótica com muitas pessoas falando, chorando e gritando.

    Sir Rothschild:
    Sir Rothschild (Como na imagem, porém mais grisalho)
    Hellkite
    Garou de Posto Cinco
    avatar
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2006
    Reputação : 128
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: Sumidouro do Diabo - Brevala

    Mensagem por Hellkite em Sex Jan 06, 2017 11:31 am

    Brevala se sente parcialmente culpado pela situação, apesar de ter salvado a vida da jovem. Aquele bebe não estava normal, assim como o do sonho que tivera no dia anterior. Talvez houvesse uma presença maligna que estivesse impedindo-o de responder aos estímulos, algo terrível que também havia penetrado em seu sonho.

    As acusações do Sr Rothschild o trazem de volta a realidade. Brevala respira fundo e tenta lidar com o tumulto de maneira racional. Com a expressão séria e resoluta ele se dirige aos demais. Sem gritar e de maneira firme, ele diz:
    - Chega! Sou um médico e clérigo de Astrid. Exijo respeito comigo e minha paciente. Sr Rothschild, entendo sua preocupação, mas a jovem ainda precisa de cuidados, assim como o bebe, então peço sua compreensão e aguarde do lado de fora, junto com os outros, exceto Dalva. Estou finalizando, e logo chamarei o senhor para ver seu bebe.

    Brevala olha serio para os demais, esperando pelas suas reações.
    Shmul
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 493
    Reputação : 4

    Re: Sumidouro do Diabo - Brevala

    Mensagem por Shmul em Seg Jan 09, 2017 2:14 pm

    - Ele é um santo. Ele salvou a mãe e o seu filho, senhor. - disse uma das empregadas, enquanto elas obedeciam ao comando de Brevala e deixavam o quartinho.

    - As mãos dele emitiram uma luz e a garota foi curada - disse o guarda com os olhos cheios de lágrimas, ainda dentro do quarto.

    Rothschild retrucou possesso - Santo é uma ova. Você entra em minha casa, faz bruxarias e quer me dar ordens? VOCÊ É UM BRUXO! O QUE FEZ COM MEU FILHO, SEU DEMÔNIO? - então ele olha para os dois guardas e comanda - Quero ele preso.

    - Ele é uma pessoa boa, meu senhor. Apenas ajudou. Eu acompanhei todo o parto. Juro por Astrid. - disse Dalva após ouvir as palavras de Rothschild.

    Enquanto um dos guardas sacou sua espada para render Brevala, o outro sacou para defende-lo, pois presenciou a magia de cura e acreditava que o médico era um enviado do novo Deus, e eles iniciaram uma nova discussão e um empurra, empurra.

    Off::
    Muito drama, né? hahaha.
    Opções:
    1- caso queira lutar, Brevala pode pegar uma faca no cinto do guarda que esta ajudando (Breva tá sem as armas)
    2- caso continue querendo apaziguar o rolê role um "Diplomacia" com 1 boon devido às suas testemunhas favoráveis. (pena que seus dados não cooperam. hahaha)
    3- apenas se render.
    4- alguma outra ação que lhe vier a cabeça.
    Hellkite
    Garou de Posto Cinco
    avatar
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2006
    Reputação : 128
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: Sumidouro do Diabo - Brevala

    Mensagem por Hellkite em Seg Jan 09, 2017 6:08 pm

    Brevala estava cansado, e considerava um absurdo estar sendo tratado daquela maneira.
    - Não quero derramamento de sangue! Se o senhor desconsidera o fato de eu ter salvado a SUA MULHER e SEU FILHO, não tenho mais nada a fazer aqui! Se o senhor estivesse PRESENTE, eu teria perdido permissão para ajudar! Meu dever como medico e clérigo de Astrid foi cumprido e eu vou sair da maneira como entrei.

    Mas o que mais irritou foi Rothschild chamar a benção do novo deus de bruxaria. Isto não podia ficar assim. Com a fé que permeava seu ser, Brevala invocou o símbolo sagrado de Astrid em sua mão, o agarrou e colocou acima de si.
    - Bruxaria? Bruxaria? Voce acusa um seguidor do novo deus de bruxaria? Retrate-se agora mesmo, ou toda cidade saberá que Sr Rothschild é um herege!
    off:
    Ai vai toda a minha Diplomacia 9 que tirei!
    Shmul
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 493
    Reputação : 4

    Re: Sumidouro do Diabo - Brevala

    Mensagem por Shmul em Seg Fev 06, 2017 12:30 pm

    A indignação e as palvras de Brevala derrubaram o moral daquele senhor. Apesar de ter a habilidade de “se livrar” de um problema quando surge, Sir Rothschild não via saida para aquela situação senão se desculpar e recuar. Haviam muitas pessoas ali, e um dos malditos guardas contratados por ele se virou contra.

    O nobre engoliu com muita dificuldade seu orgulho e se desculpou – Me... me perdoe. Creio ter perdido a cabeça devido ao estado de meu rescem nascido. – proferia as palavras com os dentes cerrados e se afastou do quarto entrando para dentro do casarão e fazendo sinal para que seu guarda o seguisse.

    Todas as outras pessoas ficaram parcialmente aliviadas com o desfecho, agradeceram e abraçaram Brevala, ainda que a situação fosse muito triste.

    A criança permanescia imovel com as pupilas dilatadas e sem brilho, enquanto a mãe tentava desesperadamente acorda-lo. – O que devemos fazer com a criança, senhor Brevala? Ela vai acordar? – perguntou Dalva.

    Enquanto isso o outro guarda que mostrou apoio se ausentou brevemente informando que iria buscar as armas de Brevala que foram deixadas na entrada da propriedade.
    Hellkite
    Garou de Posto Cinco
    avatar
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2006
    Reputação : 128
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Re: Sumidouro do Diabo - Brevala

    Mensagem por Hellkite em Sex Fev 10, 2017 5:12 pm

    Brevala estava profundamente irritado com aquele homem, e em sua mente não surgiu nada que pudesse dizer para retirar o peso daquela situação, limitando-se apenas a observar aquele homem rude se retirar com o rabo entre as pernas.

    Um pouco da tensão foi aliviada, depois que pode abraçar as pessoas que o haviam acompanhado neste difícil parto. Porem o problema ainda persistia.
    Brevala pediu permissão a mãe para observar o bebe, para ver se tinha alguma pista do que poderia ter ocorrido. “Não se preocupe, mãe, o bebe respira, o que já é um bom sinal. Tente amamenta-lo, o primeiro leite é crucial, talvez o estimule um pouco mais...”, diz, entregando o bebe com cuidado. “Agora preciso ir.”

    Brevala agradece pelas armas trazidas pelo soldado, e puxa Dalva para um canto. “Escute bem, Dalva... A situação é complicada, e provavelmente o sr Rothschild irá se voltar contra mim em breve. Tenho que sair daqui. Por favor, informe-me sobre o que estiver acontecendo o mais rápido possível através de um mensageiro, neste local aqui...”, diz o clérigo, dando o endereço.

    Brevala sai da residência e retorna o mais rápido possível para conversar com seu amigo Augustus. Seu sonho profético havia se tornado realidade.
    Conteúdo patrocinado


    Re: Sumidouro do Diabo - Brevala

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Seg Nov 19, 2018 11:16 am