Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Surpresa

    Wordspinner
    Troubleshooter
    Wordspinner
    Troubleshooter

    Mensagens : 829
    Reputação : 28

    Surpresa Empty Surpresa

    Mensagem por Wordspinner em Ter Set 01, 2020 5:41 pm

    Marco está voltando do trabalho. Ele pegou o turno da manhã e ainda não trabalho o dia todo. Ele coloca uma caixa no sófa ao lado de Francis e diz algo em espanhol. O garoto não se explica e vai direto pro banheiro. A caixa é de papelão e tem um dois de paus colado em cima com "Francis" escrito. Mesmo tendo passado semanas da reunião ainda não dá para esquecer o cheiro de Amy, que está na caixa, e nem o do Michael que as vezes vaza dos pesadelos do cahalith. A caixa é leve demais para uma bomba séria e parece ter bastante vazio junto com algumas coisas sacolejando lá dentro.

    Nessa hora Connor chega em casa, voltando da primeira rodada na academia. Melhor horário do dia. Lá está Francis com uma caixa de papelão na mão. Sinceramente ele esperava ver uma das últimas garrafas de bebida boa da casa que estavam sendo rapidamente substituidas por versões mais baratas. Talvez fosse algum brinquedo sexual... mas nenhum adesivo indicava que tinha vindo por correio.

    O cahalith checa o celular e nada. Nenhuma mensagem sequer.

    Off:
    Ankou
    Tecnocrata
    Ankou
    Tecnocrata

    Mensagens : 430
    Reputação : 10

    Surpresa Empty Re: Surpresa

    Mensagem por Ankou em Qua Set 02, 2020 8:59 pm






    PThwhox.png

    Dá pra sentir o cheiro de suor de Connor de longe, as roupas de academia tão ensopadas, tem uma miríade de cheiros de suor de outras pessoas, um mais forte que os demais se destaca, provavelmente de um dos alunos que pagavam caro pra ter exclusividade de um professor com um físico visualmente invejável.

    A vontade é dele se jogar no sofá, mas sabe que isso não ia ser legal, a coisa ia ficar fedendo por dias, ele para e olha Franco com aquela caixa na mão, o cheiro de Amy logo vem nas narinas.

    - Não duvido nada ter uma cabeça enrolada em plástico aí dentro. – A piada tava nítida na voz, mas certamente havia um fundo de verdade.

    Ele olha o companheiro por um tempo - Então vai abrir esse treco ou não? - perguntava com uma curiosidade genuína.

    GodsCorpse
    Adepto da Virtualidade
    GodsCorpse
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1878
    Reputação : 37
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Surpresa Empty Re: Surpresa

    Mensagem por GodsCorpse em Qui Set 03, 2020 10:32 am


        
           
           
        

               

               

    Franco está trajando uma regata folgada e uma calça jeans preta, descalço.


                   

    Ficha


               

           

               

                   

    Franco estava bem folgado no sofá, com os pés bem a frente na sala, com um jornal em mãos, escondendo uma revista pornô do lado de dentro. Ele tinha um óculos de grau na testa, mas não era o grau dele (alias, nem precisava), nem lembra onde achou. Ele lambia o dedo vagarosamente, folhava uma folha, sorria, depois virava uma do jornal. Marco deixou uma caixa com nome de Francis numa cartinha do baralho.


                   

    - Ô ô ô! 'Cê me chamou de quê? - Franco entedia entre nada e titica de espanhol, mas tudo que ouvia para ele parecia um xingamento. Ele baixa a revista - Aqui ó brother, também sei espanhol: pendejo! Su mama me come! É é... Safado...


                   

    Já estava voltando para o jornal quando o nariz apitou o cheiro da Amy. Gostava, ele gostava de uma mulher que podia desmembrar ele e jogar no chão e fazer Atiçador parecer um boneco de pano depois de largado com três filhotes de pitbulls com dentes coçando.


                   

    Connor estava chegando, dava para sentir toda academia suada vindo com ele, Franco admirava a determinação, admirava mesmo, mas já estava satisfeito com seu próprio físico e a barriguinha. Francis estava com a caixa no colo, deixando o jornal de lado.


                   
    Connor escreveu:Não duvido nada ter uma cabeça enrolada em plástico aí dentro. Então vai abrir esse treco ou não?
                   

    Franco puxou a carta - Olha aqui... Dois de Paus... Ou tá me chamando de pirocudo... Ou tenho até medo de abrir. HEHEHEHEHE... - Franco então juntou a caixa até ele e a abriu.


               

           
    Ankou
    Tecnocrata
    Ankou
    Tecnocrata

    Mensagens : 430
    Reputação : 10

    Surpresa Empty Re: Surpresa

    Mensagem por Ankou em Qui Set 03, 2020 4:59 pm






    PThwhox.png

    Connor não consegue segurar a risada com o besteirol de Franco – Dois de paus cara significa ação e necessidade de superar desafios, coisa de tarô – ele para por um instante e olha pra Franco com uma cara séria. – Nem me pergunte como eu sei disso... – Ele pigarreia – Se tivesse uma cabeça a gente já tava sentindo cheiro do sangue. Vou tomar um banho que to é podre.

    Ele passa pro banheiro do quarto dele, não leva mais de três ou quatro minutos, o sabonete é sem cheiro, neutro ou de coco sempre, ele joga uma muda de roupa limpa no corpo, e logo dá pra ouvir a máquina de lavar do lado de fora, tinha só arrastado as roupas lá pra dentro e ligado com os produtos no lugar, deixando só as brancas de fora.

    Finalmente ele volta a sala e se joga no sofá do lado oposto a Franco, o sentimento era como se fosse uma locomotiva parando de trabalhar aos poucos.

    Wordspinner
    Troubleshooter
    Wordspinner
    Troubleshooter

    Mensagens : 829
    Reputação : 28

    Surpresa Empty Re: Surpresa

    Mensagem por Wordspinner em Qui Set 03, 2020 6:55 pm

    Franco abre a caixa com facilidade. Dentro dela tem um pedaço de cartolina dobrada, por cima mais coisas. Abrindo o pedaço de cartolina, porque quem não abriria, um desenho que é quase familiar para Francis. As linhas amarelas que ficam nos cantos das ruas vão descendo esticando. Direto para o fundo do poço onde cinco lobos assustadores feitos com... giz de cera... caçam suas presas. No fundo ossos enormes e desfocados. Pequenas formas escuras infestam a ossada. Uma névoa cor de sangue escapa entre os ossos infestados. Fora do abismo um lobo sem pelos, sem pele, observa. Francis pode jurar que olhos desse lobo o seguem, famintos e gananciosos. Uma assinatura estilizada com um 'smile': Arys

    Um par de luvas novinho está no fundo da caixa com um par de faixas para punhos também sem uso. Um toque e o cahalith consegue sentir os espíritos ali dentro. Pequenos e fracos. Mas presentes. Fetishes. Um baralho completamente normal também estava no fundo da caixa. Escrito por cima do plástico do baralho um endereço e: Hoje. 19:30. Trás o grandalhão.

    A letra é diferente daquela na primeira carta do lado de fora. As coisas dentro caixa cheiram a mais pessoas. Talvez Asia e o menino.


    GodsCorpse
    Adepto da Virtualidade
    GodsCorpse
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1878
    Reputação : 37
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Surpresa Empty Re: Surpresa

    Mensagem por GodsCorpse em Sex Set 04, 2020 8:23 pm


        
           
           
        

               

               

    Franco está trajando uma regata folgada e uma calça jeans preta.


                   

    Ficha


               

           

               

                   
    Connor escreveu:Dois de paus cara significa ação e necessidade de superar desafios, coisa de tarô... Se tivesse uma cabeça a gente já tava sentindo cheiro do sangue. Vou tomar um banho que to é podre.
                   

    - Meu pai falava que tarô é coisa de bruxo fodido... Mas também o que ele entendia? O puto uma vez ficou uma hora inteira gastando dinheiro naqueles mágicos de rua com os copos e bolinhas, tá ligado? O teimoso de merda insistia que ia conseguir na próxima vez. Fiquei sem almoço aquele final de semana. Heh...


                   

    Franco deu uma fungada na caixa - Faz sentido... As vezes esqueço quanto o nariz avisa. Não esquece de lavar atrás das orelhas, rapá. Heheheh...


                   

    Se deitou mais no sofá e botou a caixa em cima da barriga, desdobrou a cartolina e começou olhar o desenho. Logo que associou a representação, se pôs sentado inclinado para frente no sofá, tanto furioso quanto assustado - Puta merda, o guri é mental mesmo. Perturbador é a puta que pariu, moleque se puxou. - suspirou fundo e dobrou desenho para guardar no quarto depois. Juntou as luvas e se animou e Connor já chegou na sala - Ó! Tua namorada mandou presentes.


                   

    Franco jogou as luvas no colo do Connor e se levantou com baralho em mãos - Amy nos quer aqui às 19h. - virou o baralho para o Rahu e pegou o desenho - Sabia que o moleque dela é um desenhista do caralho? Olha aqui: o lobo nu deve ser o da coroa.


               

           
    Ankou
    Tecnocrata
    Ankou
    Tecnocrata

    Mensagens : 430
    Reputação : 10

    Surpresa Empty Re: Surpresa

    Mensagem por Ankou em Sex Set 04, 2020 9:10 pm






    PThwhox.png

    Franco escreveu:- Meu pai falava que tarô é coisa de bruxo fodido... Mas também o que ele entendia? O puto uma vez ficou uma hora inteira gastando dinheiro naqueles mágicos de rua com os copos e bolinhas, tá ligado? O teimoso de merda insistia que ia conseguir na próxima vez. Fiquei sem almoço aquele final de semana.

    Connor ri, mas no final sabe que não é engraçado – Tu sabe que esses filho das putas levantam o copo com as bolinhas junto né? – A coisa era claramente uma furada e o pai de Franco devia ser um cara ingênuo. – A última vez que eu contei minha mãe tinha uns cinco baralhos, e isso não deve ser nem metade do que a Maria tem, elas dizem que cada baralho tem que puxar as cartas de um jeito. Bato aposta que se a gente fuçar o quarto do Ethan a gente acha um pelo menos.– ele ri de maneira relaxada e gozadora.

    Franco escreveu:- Faz sentido... As vezes esqueço quanto o nariz avisa.

    - Quando eu era moleque, minha mãe dizia que a gente devia esperar 3 segundos antes de entrar em qualquer porta, ela dizia que era pra saber se seríamos bem recebidos ou não, hoje eu acho que ela tinha segundas intenções ao fazer isso, mas é esperto. – Ele saia deixando um dedo do meio pra Franco quando ele fala pra ele se lavar direito.

    ____________________________

    Franco escreveu:- Ó! Tua namorada mandou presentes.

    Ele olha o que caiu no colo dele, observou o par de luvas sentiu que a coisa não era normal – Cara tu vai me arranjar problemas com a Emillie falando da Asia assim. – Ainda assim ele dá uma risada, a mulher era gata demais, umas das poucas que ele tinha faturado daquele calibre. – Nunca daria certo, urathas não são feitos pra ficarem juntos desse jeito. Divórcio e kuruth não se misturam, imagina o tamanho da merda? – Ele entra na piadoca. – Tô feliz com a Emi, real é que meus relacionamentos todos sempre foram uma bosta, pela primeira vez na vida to sossegado. – Havia um grau de satisfação honesto e verdadeiro nele.

    Franco escreveu:Sabia que o moleque dela é um desenhista do caralho?

    - Eita porra... – Não dá pra acreditar. – O moleque tá vendo o Hisil em Dover, ou sonhando com ele, as linhas... – Ele respirou fundo por um instante, perplexo – Mano cada Sangue do Lobo é distinto e uns tem poderes assustadoramente fora do comum, eu antes da mudança, era só um cara, mas eu já vi coisas estranhas, e isso entra pra coleção delas. – estende de volta a Franco, tanto o desenho quanto as luvas – Isso te remeteu a alguma coisa, alguma visão em comum? – a pergunta soava casual.

    Ele só meneia em positivo olhando o endereço só pra ter noção de onde era – Às dezoito tô de volta, aí a gente parte, vou só jogar um almoço no bucho e aí é facul. Hoje vai ser foda. – Ele não parecia muito animado em ir pra faculdade não, mas aquilo era comum nos últimos tempos.

    GodsCorpse
    Adepto da Virtualidade
    GodsCorpse
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1878
    Reputação : 37
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Surpresa Empty Re: Surpresa

    Mensagem por GodsCorpse em Sab Set 05, 2020 9:45 pm


        
           
           
        

               

               

    Franco está trajando uma regata folgada e uma calça jeans preta.


                   

    Ficha


               

           

               

                   
    Connor escreveu:Tu sabe que esses filho das putas levantam o copo com as bolinhas junto né?
                   

    - Eu sei, o papai Roger não e nem fazia questão de me ouvir quando disse isso.


                   
    Connor escreveu:A última vez que eu contei minha mãe tinha uns cinco baralhos, e isso não deve ser nem metade do que a Maria tem, elas dizem que cada baralho tem que puxar as cartas de um jeito. Bato aposta que se a gente fuçar o quarto do Ethan a gente acha um pelo menos. [...] Quando eu era moleque, minha mãe dizia que a gente devia esperar 3 segundos antes de entrar em qualquer porta, ela dizia que era pra saber se seríamos bem recebidos ou não, hoje eu acho que ela tinha segundas intenções ao fazer isso, mas é esperto.
                   

    - Não juntei os pontos antes, tua mãe é ou era Uratha também? Esse negócio de baralho ai... Gosto daqueles que tem as minas peladas, Amsterdã tem um monte desses heheh. Mas esperto o truque. Bem esperto... - foi baixando a voz, fazendo uma nota mental.


                   

                   
    Connor escreveu:Cara tu vai me arranjar problemas com a Emillie falando da Asia assim.
                   

    Heheheheh... Escorreguei na manteiga. Xô ver: tu e Emilie, Shaw e Annie, Axel e Olannie? Falta o Ethan. Ou ele é viado? Não que eu esteja julgando. - estava.


                   
    Connor escreveu:Nunca daria certo, urathas não são feitos pra ficarem juntos desse jeito. Divórcio e kuruth não se misturam, imagina o tamanho da merda?
                   

    Cê tá louco, não tinha pensado nisso... As brigas por custódias seriam duelos até arrancar perna. Puta que pariu, que fantástico. Puta merda, que fantástico. - as cenas voavam na cabeça do Francis, se divertindo - Sossegado? Isso não é pra mim. Já tentei, levei um prato na cabeça... Não sem razão. hehehehe... Eu quero é montar uma franquia um dia: um mini-Franco a cada vinte quilômetros dentro do berço da Rainha Elizabeth. Um dia todos se juntam para me dar uma surra e me fazerem um pai orgulhoso pra caralho... Isso sim. Cê fala da mãe, e o pai?


                   
    Connor escreveu:O moleque tá vendo o Hisil em Dover, ou sonhando com ele, as linhas... Isso te remeteu a alguma coisa, alguma visão em comum?
                   

    - A lua gibosa vai chamar esse garoto quando ele tiver aprendendo a bater punheta. Se me lembra, me lembra o que conversamos no nosso bunker da areia... O lobo que aprece uma preguiça albina, é um lobo sem pelo. Lobo sem pelo é um lobo que queimou todos pentelhos. Os ossos soltando isso aqui... não manjei até porque o moleque ainda não é nenhum Picasso. Mas é a gente se fodendo, porque o Lobo da Coroa nos botou no bolso.... Eu acho.


                   
    Connor escreveu:Às dezoito tô de volta, aí a gente parte, vou só jogar um almoço no bucho e aí é facul. Hoje vai ser foda.
                   

    - Não sabia que Bodybuilder tinha facul. - exceto educação física, mas Franco não pensava nisso. Pegou uma cerveja da geladeira e abriu - Pô verdade, cê era linebacker e essas porras. Eu era mais do volei... Shortinho das gurias: perfeito. Vai se formar em quê?


                   

    Terminou a bebida e esmagou a lata entre as mãos - Bem, então vou forrar com uns bifes também...


               

           
    Acho que Franco vai ficar matando tempo em serviço até o horário enquanto Connor tiver na facul.
    Ankou
    Tecnocrata
    Ankou
    Tecnocrata

    Mensagens : 430
    Reputação : 10

    Surpresa Empty Re: Surpresa

    Mensagem por Ankou em Dom Set 06, 2020 1:31 am






    PThwhox.png

    Franco escreveu:- Não juntei os pontos antes, tua mãe é ou era Uratha também?

    - Um e sessenta e oito, cabelos vermelhos, atende pelo nome de Garra de Ébano? Ash Mcleary? – ficava olhando pra ele esperando ver se ele ligava os pontinhos, era difícil de acreditar que aquele moleque grotescamente grande havia saído de dentro de uma criatura tão bonita e até aparentemente frágil como Ash. – Mas a verdade é que eu puxei mais meu pai, eu me salvei de nascer galego. – ele diz aquilo com um certo orgulho até, já que na família a maioria dos parentes eram todos loiros ou ruivos. – Falar sério, é a única pessoa dos Sombras que eu não acho exótica... – tava definitivamente sendo bondoso com os esquisitões e medindo as palavras – Ou eu só me acostumei ao jeito dela, nem sei mais. – era sincero nem sabia mesmo, talvez ela fosse esquisita aos olhos dos outros, todos os Sombras Descarnadas meio que eram.

    Ele se levanta e vai pra cozinha, tira um pote da geladeira, uma marmita que ele fazia pra horas como aquela pra só jogar no microondas e pronto, ele clica no treco pra ele começar a esquentar e enquanto isso continua sua conversa com Franco.
    Franco escreveu:Escorreguei na manteiga. Xô ver: tu e Emilie, Shaw e Annie, Axel e Olannie? Falta o Ethan. Ou ele é viado?

    - Olenna – dizia corrigindo o parceiro. – Eu boto fé no Axel, espero que eles se deem bem, o problema é que o cara é devagar, até ele decidir chegar ela já casou e teve filhos. – dizia em tom de piada. – Shaw e Annie? Nah, aquilo ali foi só zoeira, certeza. – Parou e refletiu sobre o Ethan. – Definitivamente eu senti cheiro de buceta nele, antes da gente ir atrás do totem ou logo depois eu não lembro, mas eu tenho certeza que ele tá comendo alguém, ele passou uns três dias sumido. Ele só é diferentão, mas todos os Sombras são, olha a Maria mano?! – dizia dando uma risadinha logo depois.

    Franco escreveu:Cê tá louco, não tinha pensado nisso...

    Connor dá uma gragalhada com a reação de Franco, a porra era um cabeça de vento, mas era um cabeça de vento difícil de ficar entediado perto – Tu nunca se perguntou por que o juramento desencoraja esse tipo de relacionamento não? Mano! Tu ia gostar das reuniões de família, pessoal se sentando em volta da fogueira, contando causo das coisas mais cabreiras que tu pode imaginar, tem muita groselha, mas tem muita coisa que eu não duvido não. A gente não leva gente de fora nessas coisas, mas você agora é alcateia, você pode ir. Sempre tem alguém fazendo aniversário, muitas crianças. – o microondas finalmente apita, o rango sai cheiroso e fumegando, só tinha coisa pesada, batatas, um pedaço de carne de porco que tinha mais gordura que outra coisa, feijão branco com molho de tomate e pudim preto, dava pra um sujeito morrer enfartado com aquilo, Connor se senta com aquela coisa deliciosamente indigesta e começa a comer. - Vai que tu acha uma galega por lá, talvez tu nunca sossegou com mulher por que não era a mulher certa, semana passada quando a gente tava caçando eu tinha marcado um cinema com a Emi, tive que desmarcar... Três vezes! Que mulher tu acha que ia segurar essa bucha? Ainda mais tu não podendo falar o que tu tá fazendo de verdade? - Ele olha sério pra Franco - Bicho, não tem relacionamento que fica de pé você mentindo vinte e quatro barra sete. No final do dia quando tu tá todo fodido e rasgado tudo que tu quer é deitar do lado da mina e roçar a barba no cangote dela e dormir. - Aquilo quase soava em tom de conselho, mas a verdade é que era realmente satisfação pessoal.

    Franco escreveu:- A lua gibosa vai chamar esse garoto quando ele tiver aprendendo a bater punheta.

    - Ah eu lembro de tu falando dessa visão! -  os olhos ficavam mais espantados ainda -   O moleque a gente vai saber com o tempo, é possível, disseram que Maria sabe um ritual que dizem que um luno canta a pedra pra ela, eu tenho certeza que a velha parteira também sabe, eu sei que minha família sabia de mim... – Quando ele fala aquilo algo não parece bem, ele não parece muito disposto a continuar aquela conversa.

    Ele termina de comer e deixa Franco fazendo seus bifes, usa o banheiro rápido e se despede indo pra faculdade.

    Wordspinner
    Troubleshooter
    Wordspinner
    Troubleshooter

    Mensagens : 829
    Reputação : 28

    Surpresa Empty Re: Surpresa

    Mensagem por Wordspinner em Dom Set 06, 2020 11:15 am

    Horas mais tarde os dois estão saindo de casa juntos. Seguem para o endereço, oficialmente bem no limite do território dos Uivadores. Perto da praia em um bairro residencial quase abandonado pelo poder público. Um decreto forçou a prefeitura a manter a aparência antiga do lugar. Postes velhos. Ruas velhas. Calçadas velhas. Fachadas velhas. Ruas pequenas com imoveis que passam por cima delas. Para desconforto de Connor os dois passam por algumas dessas até chegar onde deveriam.


    Surpresa Ruas10


    Os pés vão sentindo as pedras da rua como algo exótico. Todo resto da cidade é asfalto liso e firme. Algumas pichações nas paredes de pedra mostram o lugar. O número não existe oficialmente e está escrito em vermelho bem forte na parede. Não há portas em nenhum dos dois lados. A curva da rua e dos imóveis deixa o lugar claustrofóbico. Como se fosse um pequeno portão em uma muralha. A sensação é um pouco piorada porque as pessoas parecem ignorar essas rua e as proximidades. Como se fosse um lugar perigoso, ou inútil ou mesmo como se nem vissem o lugar.

    Um estalo baixo e uma parde da parede se move lentamente. Só alguns centímetros e nada alinhado com o número em vermelho. Na verdade a porta se abre da parede oposta. As luzes dá rua apagam no mesmo instante.


    Surpresa Passag10


    Lá de dentro vem o distante som de música. Seria completamente compreensível hesitar, mas dava para sentir o cheiro dos Uivadores ali. De outras pessoas também. Do outro lado da parede tem uma rua muito parecida, porém extremamente curta que logo leva a uma descida digna de um contrabandista de whisky. Nessa parte não há pichações na parede. Só as marcas na pedra de que mãos e pés já passaram inúmeras vezes por ali.

    Surpresa Descid10


    No fim da desconfortavelmente apertada escada há um portão de ferro bem velho. Depois dele uma sala com barris que faz o nariz coçar. O cheiro das bebidas deixadas ali para envelhecer enche o ar. As luzes deixam claro que o lugar não é abandonado e o estado de limpeza também. Claramente ninguém passava panos ali todos os dias, mas não tinha cheiro de ratos e nem baratas.


    Surpresa Sala_b10


    Uma porta no fundo é o lugar de onde escapa o som da música. Além do cheiro de gente e suor. Sangue também. É inevitável a excitação que esses odores lançam no sangue. Dá para sentir o coração acelerando debaixo da pele. O sangue esquentando nas veias.  A porta bonita e delicada, mas lisa e simples está entre aberta. Uma faixa de luz mais clara risca o chão.

    Do outro lado o lugar ainda parece uma especie de caverna artificial, mas é ainda mais bem trabalhada. Como uma antiga adega. Mas com iluminação moderna. O teto mais alto e espaço bem amplo. Não é mais nem um pouco claustrofóbico. Além de o cheiro e frescor do ar ali deixarem claro que existe um sistema de ventilação.


    Surpresa Clube_10


    A música é mais alta do lado de dentro, mas não tanto quanto se esperaria. Ela é expelida de muitas caixas de som que parecem posicionadas aleatoriamente pelo lugar. A Primeira pessoa que vocês encontram é Bran logo ao lado da porta. Ele levanta para falar com os dois. "Bem vindos ao clube. De boas?" Ele não oferece a mão para apertar, mas faz um cumprimento estranho para Connor e familiar para Francis. Algo que só quem esteve atrás das grades entende. "A arena é lá no fundo." Ele aponta para uma ala sem barris e bem iluminada. De lá vem o cheiro de sangue. "O bar é pra lá. Mas eu levo umas bebidas pra vocês. Amy e Asia tão ali perto com a menina. " A voz dele é grave e carrega um tom calmo e lento de perigo, mas é sempre assim com ele. Ele está tentando ser amigável.


    Surpresa Arena10


    As pedras marcadas no chão não são exatamente uma arena convidativa. Sem cordas, sem grades e com um chão duro e frio. As luzes quentes não conseguem mudar isso.

    Yui está com Asia do lado de uma TV desligada. A voluptuosa e estonteante Asia. A ithaeur está mostrando a pequena alguma coisa no celular. Uma caneca de madeira na outra mão. As duas riem juntas. Mais ao fundo Amy está mostrando um chute em três movimentos a dois brutamontes. A primeira vez é lenta como mel em dia frio e depois ela repete mais rápido e de novo e outra vez.

    Asia percebe vocês chegando e lança um sorriso branco e brilhante tão quente quanto o sol. A menina anda logo para o outro lado, tímida. Amy parece entretida demais.


    Off:
    Meu plano era deixar as fotos todas do mesmo tamanho. Preferi usar o tempo de outra forma. Finjam que tá tudo organizado.
    GodsCorpse
    Adepto da Virtualidade
    GodsCorpse
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1878
    Reputação : 37
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Surpresa Empty Re: Surpresa

    Mensagem por GodsCorpse em Seg Set 07, 2020 6:00 pm








    Franco está com uma jaqueta preta em cima de uma regata folgada e uma calça jeans preta.


    Ficha






    Connor escreveu:Um e sessenta e oito, cabelos vermelhos, atende pelo nome de Garra de Ébano? Ash Mcleary?

    - Você tá de zoação com minha cara... - Franco estava boquiaberto - É, ainda bem que puxou teu pai, tu ficaria um leprechau muralha horrendo de olhar HEHEH. Bah mas interessante então: vô ficou, mãe ficou, mas o filho fez a própria alcateia. EU gosto dessa.


    Connor corrige o nome de Olenna, mas Franco sabia - Bonito. Bonito... É, quem comuna com não-físico não são tão... Não deve ter um parafuso certinho. E não digo isso de maneira ruim, eu tenho bem menos que eles. Mas porra... foda. Cê tu pensar, todo relacionamento acaba casando ou separando. Ou tá sempre empurrando com barriga... Aqui, nós, uratha, é morrendo ou afastando, né? - bebeu de algo que tinha em mãos, a essa altura, podia ser cerveja ou um whiskey abandonado.



    Connor escreveu:Tu nunca se perguntou por que o juramento desencoraja esse tipo de relacionamento não? Mano! Tu ia gostar das reuniões de família, pessoal se sentando em volta da fogueira, contando causo das coisas mais cabreiras que tu pode imaginar, tem muita groselha, mas tem muita coisa que eu não duvido não. A gente não leva gente de fora nessas coisas, mas você agora é alcateia, você pode ir. Sempre tem alguém fazendo aniversário, muitas crianças.

    - Heh.. É, a gente pensa que é o leão da porra toda, mas um leão e uma leoa. Chega em casa: "querida, cê matou aquele hospedeiro na rua do caralho?" e ela "Não seu bunda merda, era para tu ter matado ele". "Mas porra esposa, cê que é o rahu daqui caralho", e ela "E isso é motivo seu bunda mole?" e depois briga e foda... Ah, até poderia lidar com isso. Heheheh...
    Mas igual, não sei. Aquele treco lá dos Uivadores já foi demais pra mim, tirando o totem cabroso de merda. Nunca tive família em sangue... só derramado...
    - baixou a guarda um pouco. Em retrospectiva, não tinha amigos, nem ninguém para se abrir assim. Até Joe e outros no seu ramo eram só conhecidos.



    Connor escreveu:Vai que tu acha uma galega por lá, talvez tu nunca sossegou com mulher por que não era a mulher certa... [...] Bicho, não tem relacionamento que fica de pé você mentindo vinte e quatro barra sete.

    - Já minto sem aparecer rasgado, imagina. Isso de mulher perfeita não existe.. Negócio aí é do lado de dentro. Achando contigo, qualquer mulher é boa quando cê vê que você gosta de ti com ela... ou sei lá foda-se.





    Connor escreveu:... eu tenho certeza que a velha parteira também sabe, eu sei que minha família sabia de mim..

    - Bem mais fácil dentro da família, né. Quando começa a ficar maluco vendo diabrete no canto do olho. Mas digo ainda, será que a lua era para sempre ser a nossa? Já pensou se tua família vai cuidando e te faz despertar lua cheia ou sei lá? "NÃO VOU TER FILHO IRRAKA AQUI NÃO CARALHO!!" hehehehehe...


    Terminado, Franco dá um aceninho para Connor indo para faculdade - Tchau querido, estuda bem heheheh...




    - Qual a palavra quando cê quer dizer vintage, mas sem elogiar? - apontava para os prédios antigos que lapidavam o caminho que a dupla seguia. Era admirável: imagina que era assim como se andaria pela Itália ou França. Estava andando pela história, de uma forma de outra. Os corredores ficam mais apertados, que deixava Franco mais curioso. A sensação de ser perigoso fazia ele mais animado para "estrear" o lugar na porrada - Pô, isso dá uma cena linda de filme Francês. Sair na porrada com um mano nessa luz amarela de merda.... Hisil deve estar um estouro por aqui.


    Chegando no destino, um estalo anuncia a passagem secreta que faz Franco gargalhar baixinho - Tinha que ser Mestre de Ferro. - fizeram o caminho pelas escadas apertadas, com Franco deixando Connor ir pela frente e deixou um peido atrás - Mão amarela... Heheheh...


    Finalmente, o local vai se abrindo com odores maravilhoso pairam no ar. Odiava não ter um céu em cima dele, porra, podia cair tudo em cima deles. Mas era bonito. Bem ventilado e trabalhado. Música ficava mais alta, esperado de se aproximar do destino. Cumprimentou Bran da mesma forma estranha que ele fez e quando falou da arena, Franco retornou com uma piadinha - Primeira regra é não falar do clube? Heheh... Já que vai nos levar, vê um whiskey para o tio Franco, por favor. Se não tiver, qualquer coisa serve, menos mijo de gato...


    Franco andava pelo lugar como estivesse se deslizando por ele. Já esperava algo daquele lugar, já estava criando expectativas de ter a cara afundada na porrada, ou dar isso à alguém. Deu um tapinha no ombro de Connor, num "olha só" e foi se aproximando das mulheres - E aí meninas, qual o show de hoje?



    Ankou
    Tecnocrata
    Ankou
    Tecnocrata

    Mensagens : 430
    Reputação : 10

    Surpresa Empty Re: Surpresa

    Mensagem por Ankou em Seg Set 07, 2020 8:11 pm






    PThwhox.png

    Franco escreveu:É, ainda bem que puxou teu pai, tu ficaria um leprechau muralha horrendo de olhar HEHEH. Bah mas interessante então: vô ficou, mãe ficou, mas o filho fez a própria alcateia. EU gosto dessa.

    Dessa vez Connor gargalha de verdade, engolindo a comida desesperado antes que saíssem voando pedaços babados pra todos os lados, ele ria tanto da expressão de Franco quanto do “Leprechau muralha”. Uma crise de riso depois. – A coisa é mais complicada que isso, é o jeito dela me mostrar o amor dela, e me dissuadir de ser um Fantasma, por que ela acha que de uma hora pra outra eu vou pirar e sair matando todo mundo. Por que ela não aceita que eu me dispus a correr o risco, e por que ela idealizou um futuro e se decepcionou com isso por que as coisas não foram como ela queria. Mas o tiro dela saiu pela culatra, e ela sabe disso, eu fiz um monte de cagada, todo mundo faz, mas ela precisa aceitar algumas coisas também. – era um relato por alto do que acontecia na vida familiar dele, ele não parecia se importar de falar sobre aquilo, mas dava pra sentir que de alguma forma ele tinha sido vitorioso naquela disputa, mas a vitória era amarga, não havia brilho no olhar, nem orgulho, era só um fato.

    Franco escreveu:Aqui, nós, uratha, é morrendo ou afastando, né?

    - Nah, a gente não é diferente de ninguém não mano, só que as nossas emoções podem levar a consequências desastrosas, antigamente a gente ficava puto, enchia a cara de scotch, e no máximo voltava com o olho roxo pra casa, hoje a gente fica puto e gente inocente morre, tu não vai querer dois putos ao mesmo tempo, batendo cabeça, vai? – ele olhou Franco sério por um instante, sabia que tava chovendo no molhado e que não era nada que não tinha passado pela cabeça do amigo, mas não custava nada lembrar, logo voltou a comer seu almoço.

    Franco escreveu:Nunca tive família em sangue... só derramado...

    - Nunca é tarde pra começar uma. – Ele levanta o copo por um instante como se fizesse um brinde a aquilo, enquanto Franco bebia a tranqueira dele, ele o fazia com suco de laranja da padaria. – E é essa a razão por que eu fui totalmente teimoso em ficar por aqui. – ele respira fundo – Todo esse poder, se ele não for posto em uso pra salvar vidas e gente inocente ele perde sentido, principalmente a vida daqueles que você ama. Não que sejamos perfeitos, vai ter dias que a gente vai falhar, e vai ser um dia ruim, a gente não é perfeito, mas se não for pra isso, essa porra perde o sentido, se formos só o lobo, não somos melhor que os Puros. Tu pode ter um Franquinho a cada vinte quilômetros e nem ligar pra eles, mas então tu vai lutar por que? Lutar pelo que? Qual vai ser seu motivo de querer tanta glória, se não vai ter ninguém verdadeiramente especial pra te admirar por isso? – Não sabia se tava falando um monte de groselha pro companheiro de alcateia, mas verdadeiramente achava que aquele Franco que ele mostrava era só uma casca, lembrava da surpresa dele no churrasco dos Uivadores com as crianças, tinha certeza que lá no fundo de alguma maneira ele se sentia daquela forma, mas ele não prosseguiu com o papo cabeça, não queria estragar a manhã de solteirão dele.

    __________________________________

    Franco escreveu:Qual a palavra quando cê quer dizer vintage, mas sem elogiar?

    - Vintage uma porra! – parecia puto – Que merda de buraco é esse que Amy chamou a gente? – ele olhava pros cantos do beco como se alguém pudesse sair de uma daquelas portas e dar uma facada num deles a qualquer momento, não tinha nem de perto a mesma visão artística que Franco – Sair na porrada num lugar desses ia ser a pior coisa, é tudo que a gente não precisa.

    Quando a porta se abre ele olha pra Franco como se não tivesse gostando daquilo ele toca na parede ao lado da entrada e dá pra contar mentalmente ele esperando os três segundos um hábito comum enraizado que até aquele momento certamente passaria batido se ele não tivesse falado mais cedo, pra ele só um hábito comum ele nem se dava conta mais, logo depois disso ele entra se abaixando pra passar pela entrada de anão.

    – Isso mesmo já deixou o rastro de bosta. – ele dizia rindo, o humor dele parecia ir melhorando conforme desciam as escadas e o cheiro de bebida vinha nas narinas. – É parece que achamos de onde vem a birita do bar da Olenna. – não sabia se aquela afirmação era verdade, mas era bem possível que fosse uma presunção acertada.

    Ao ver Bran ele deixa Franco passar por ele e cumprimentar o cara, não entendeu porra nenhuma daquilo, ele apenas estendeu a mão de maneira cordial em direção ao sujeito.

    Finalmente eles se aproximam de Asia por instinto ele retorce o pescoço que dão dois estalos altos, se perguntava mentalmente por que a desgraçada tinha que ser tão bonita, ele olha em direção ao banheiro e pensa em como tem vontade de levar ela pra lá, mas logo o cheiro imaginário de Emillie vem ao nariz e coloca ele de volta no lugar, tinha que manter a compostura, não queria fazer aquela merda.

    Ele olha pro ringue enquanto Franco troca palavras com Asia, sorri em seguida pra ela, não sabia se tinha sacado, mas aquilo fazia sentido. – O que a gente não faz pra agradar nossos camaradinhas do outro lado. – Não sabia se podia falar mais abertamente que aquilo, não conhecia os caras conversando com Amy, nem se eles eram capazes de ouvir ou não – Só espero que ele não venha pegar no meu pé hoje. – coçava a barba e dava uma risadinha logo depois.

    - Bom te ver Asia. - ele se aproxima mais e faz um carinho no cabelo dela, aproxima o rosto dele e quem tá de fora poderia jurar que ele ia dar um beijo digno de Hollywood nela, mas ele vai pra bochecha, nesse momento ele respira fundo como se gostasse do cheiro dela, mas ele se comporta e se recosta de forma marota no lugar mais próximo ali.

    Ele faria a pergunta do que ia rolar, mas não ia repetir o que franco tinha acabado de falar.

    Wordspinner
    Troubleshooter
    Wordspinner
    Troubleshooter

    Mensagens : 829
    Reputação : 28

    Surpresa Empty Re: Surpresa

    Mensagem por Wordspinner em Qua Set 09, 2020 7:48 pm

    Asia faz questão de subir a mão delicada pela barriga de Connor e sorri com o beijo como uma menina envergonhada. Yui se esconde um pouco mais, como se pudesse entrar na própria sombra. Amy para no meio de um dos chutes, alguém imune a graça da posição poderia se perguntar se não era difícil ficar daquele jeito com a cabeça mais baixa que a bunda e um pé no alto.

    "Tinha certeza que vocês vinham." Asia dá um abraço apertado em Francis. Ela parece um gigante nos saltos e ele sente os músculos duros no abraço. O cheiro delicioso do cabelo que escorre como ceda pelo pescoço dele. "Tenho certeza que vocês vão adorar o 'Show'." Dá pra sentir dali a energia do loci. Um loci forte que emana uma raiva profunda. Como um gêiser sempre ativo. Amy volta a posição normal bem devagar. Os brutamontes com ela observam vocês. "Bom, vocês são o show, mas é uma proposta. Vocês ajudam Amy a mostrar pra Yui como se faz pra se livrar de quatro caras ao mesmo tempo. Se vocês toparem a gente deixa vocês ajudarem a gente com um caso de chantagem."

    Amy se aproxima animada e Yui os olha com suspeita clara como cristal. Como se vocês pudessem atacar ela a qualquer instante. "Tudo bom?" Ela estica a mão para um aperto em cada um. A única pessoa mais baixa que a rahu no recinto é a menina que está tentando afundar no chão. "Asia disse tudo. Vocês topam? Um amigo em comum apareceu com essa 'oportunidade' que a Asia tá chamando de chantagem e imaginei que vocês iam adorar. Além de que a Yui morre de medo dos dois. Então, bora rolar?" Ela aponta a arena com o dedo polegar e a menina suspira surpresa. Asia parece animada. Os dois brutamontes estão parados de cara feita um em cada canto da arena sem limites.

    O tempo todo o poder do loci é claro, não seria nada difícil alcançar o Hisil dali.
    GodsCorpse
    Adepto da Virtualidade
    GodsCorpse
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1878
    Reputação : 37
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Surpresa Empty Re: Surpresa

    Mensagem por GodsCorpse em Qua Set 09, 2020 8:14 pm


        
           
           
        

               

               

    Franco está trajando uma regata folgada e uma calça jeans preta.


                   

    Ficha


               

           

               

                   

    Ver Connor quase se engasgando para conseguir rir fez Franco cair na gargalhada também - Ah saquei.. É, pais são assim. Esquecem que quando nasce vai sair uma pessoa, não um clone.


                   
    Connor escreveu:... tu não vai querer dois putos ao mesmo tempo, batendo cabeça, vai?
                   

    Franco respondeu com uma "sobrancelhada" e uma cara engraçada, meio irônico, para mostrar que entendeu.


                   
    Connor escreveu:... principalmente a vida daqueles que você ama. [...] Tu pode ter um Franquinho a cada vinte quilômetros e nem ligar pra eles, mas então tu vai lutar por que? Lutar pelo que? Qual vai ser seu motivo de querer tanta glória, se não vai ter ninguém verdadeiramente especial pra te admirar por isso?
                   

    Franco concordou com a cabeça, olhando para algum canto de cara séria. Connor tinha razão... mas no mundinho dele, foi que Francis pensava. Glória é por Glória. Glória é um sentimento que não combina com "fazer bem pelos que ama". De fato, que valor tinha aquele poder se não tem uma direção. Puro? Franco nunca seria. Um lobo perdido? De longe. Ele acreditava em tudo que era ensinado a ele, mas amor e blablabla?... Esse era uma caça que não caçava.


                   

    Era difícil demais para ele.


                   

                   
    Connor escreveu:Vintage uma porra!
                   

    - Heheheh.. caralho, isso que to dizendo. Vintage é velho com cara nova. Isso aqui é só velho.


                   
    Connor escreveu:Isso mesmo já deixou o rastro de bosta. É parece que achamos de onde vem a birita do bar da Olenna
                   

    - Tô curioso de onde vem o estoque da menina. A desgraça é boa.


                   
    Connor escreveu:Só espero que ele não venha pegar no meu pé hoje.
                   

    A cor escapa do rosto de Franco por um segundo e sussurra um "Oh porra". Fez sentido agora o totem dos Uivadores, a galera mais calminha, ficar com eles se os caras tem um ringue de briga escondido para descontar tudo isso. Olhou para Connor e fez um sorriso meio nervoso, sacando a parada.


                   

                   

    - Oh oh, não esperava um abraço tão bom, teria vindo mais rápido. - segurou ela no abraço por uns segundos, mas não suficiente dar ciúmes ao amiguinho.


                   
    Asia escreveu:Vocês ajudam Amy a mostrar pra Yui como se faz pra se livrar de quatro caras ao mesmo tempo. Se vocês toparem a gente deixa vocês ajudarem a gente com um caso de chantagem.
                   

    - E os rapazes de demonstrações são aqueles ali? - Amy chega e Franco dá aperto de mão com ela, aperto forte. O loci estava ali para deixar todo mundo fulo já e Franco sentia o sangue passando mais quente - Parece uma ótima ideia. - vai tirando o casaco.


                   

    - Vale apertar tetinha do amigo? Heheheheh...


               

           
    Ankou
    Tecnocrata
    Ankou
    Tecnocrata

    Mensagens : 430
    Reputação : 10

    Surpresa Empty Re: Surpresa

    Mensagem por Ankou em Qua Set 09, 2020 8:42 pm






    PThwhox.png



    Era uma merda manter a compostura perto de Asia, sentia a mão dela subindo pela barriga, ele não sabia se ela fazia de propósito ou se ela perdia a linha perto dele também, afinal devia ser o único cara que ela tinha beijado na vida onde ela não precisava ficar com a cabeça curvada pra baixo, dava até pra ela brincar de menininha e ficar na ponta dos pés pra ficar basicamente da mesma altura que ele.

    Asia escreveu:"Bom, vocês são o show, mas é uma proposta. Vocês ajudam Amy a mostrar pra Yui como se faz pra se livrar de quatro caras ao mesmo tempo. Se vocês toparem a gente deixa vocês ajudarem a gente com um caso de chantagem."

    Ele olha pra Asia e Amy que a aquela altura se aproximava, há uma certa reprovação na face de Connor - Sério isso? Ela é só uma criança. - o olhar em seguida pra Amy mais específico era como se ele perguntasse o por que daquilo.

    Tava só tentando entender o que exatamente tava acontecendo, mas ele parece desencanar daquilo.

    - Ok, com uma condição, o próximo cervo que tu caçar na reserva tu vai sangrar ele no pé do carvalho mais próximo de onde tu abater ele. - Se ele ia gerar propina naquele loci pro pau no cu do Asa Negra Amy ia dar uma uma mão pro caminhante também - Fechado? - ele estende a mão em cumprimento como se tivesse pronto pra selar um acordo.

    - Já já a gente ve isso de chantagem, parece divertido. - ele olha pra Asia e dá um sorriso, tira a jaqueta e a camiseta que tava logo abaixo ficando com o torso descoberto. Ele se põe em um dos cantos vagos do ringue e espera.

    Wordspinner
    Troubleshooter
    Wordspinner
    Troubleshooter

    Mensagens : 829
    Reputação : 28

    Surpresa Empty Re: Surpresa

    Mensagem por Wordspinner em Qua Set 09, 2020 9:21 pm

    Asia sorri animada e passa um braço pelo ombro da garota sussurrando palavras tranquilizadoras. Amy levanta uma sobrancelha para Connor e diz. "Feito, mas aposto uma grana que você tá pensando o pior dá gente." Ela aperta a mão dele e tira o moletom, ficando de camiseta branca e anda para o meio da arena. Os dois caras parecem se animar nesse momento armando as bases e levantando guardas. "Vocês quatro são os rapazes da demonstração." Ela diz respondendo Franco. A lua cheia parece relaxada no meio da arena, mas é claramente um fingimento em prol de acalmar Yui. "Vão me deixar esperando aqui?" Ela pisca os olhos inocente.

    Asia tem um sorriso voraz no rosto. Os olhos brilham de antecipação. A ithaeur está completamente contagiada, mas consegue ditar as regras mesmo assim. "Sem armas. Sem mordidas. Sem arrancar pedaços. Se caiu sangue ou suor no seu rosto, deixa. Quem limpa sangue aqui no meio da luta perde a luta e muito mais no caminho pra fora." Ela levanta uma mão como que para anunciar o começo. "Agora lutem acabem logo com isso!" Então ela abaixa a mão e a luta começa em uma complicada explosão de movimento.
    Ankou
    Tecnocrata
    Ankou
    Tecnocrata

    Mensagens : 430
    Reputação : 10

    Surpresa Empty Re: Surpresa

    Mensagem por Ankou em Qua Set 09, 2020 11:05 pm






    PThwhox.png

    Amy escreveu:"Feito, mas aposto uma grana que você tá pensando o pior dá gente."

    O grandão sussurra - Nem, acho que você tá querendo inflar a confiança da garota, mas de quebra tu tá agradando seu amigo, nesse caso uma mão lava a outra. - era honesto, nem tinha por que mentir, ela já tinha concordado com o que ele queria, e se ele ia entrar naquela brincadeira e jogar jogo ela também ia, até por que o trato tava feito e nem seria ele que iria vir cobrar aquela prenda.

    Franco conseguiria perceber facilmente que Connor não lutava pra valer, que tava longe longe da habilidade dele, ainda assim era muito melhor que os outros brutamontes. Exceto por três golpes quando um entra na face de Amy seguido por um gancho na boca do estômago, os braços apesar de gigantes parecem dois relâmpagos naquela hora, batendo como duas marretadas de aço, o terceiro era pra entrar no queixo mas ela consegue se esquivar. Qualquer moça do tamanho de Amy estaria apagada há muito tempo se fosse humana. - Isso é só pra pagar pelo que eu sei que vem depois. - Ele sussurra e ri como se não ligasse, mas aceita a "derrota" e as porradas.

    No chão com sangue escorrendo do nariz e pra fora da parte "calçada" do ringue - Eu me rendo! Caralho meu nariz! - ele podia não ter lutado no seu melhor, mas a dor era real, torcia o nariz usando uma das mãos fazendo barulho de osso voltando pro lugar com uma expressão de dor estampada no rosto, o sangue escorria pra valer, ele se levantava devagar o corpo tava todo dolorido, não que aquilo fosse durar muito tempo, o sangue pingava no chão e ele dava uma "assoada" no nariz que chegava a fazer uma pequena nuvem vermelha no ar, "pintando" uma parte do ringue, pronto tava lá a oferenda do Asa Negra, pelo assim ele imaginava, fora isso ele não limpava o sangue como Asia tinha recomendado, imaginava que aquilo poderia irritar o camaradinha.

    Finalizada a coisa ele se aproxima mocinha asiática - Não conta esse endereço pra ninguém. - Ele fala o endereço da casa da alcateia - Se algum dia você precisar de alguma coisa, me procura lá. - apesar do tamanho assustador o olhar dele era bondoso com ela, ele faria um carinho na cabeça dela, se ela deixasse e não fosse arredia demais.

    - Ok agora que eu tive minha bunda chutava eu mereço um drink - falava aquilo com um sotaque devidamente irlandês, a imitação era idêntica como se ele tivesse a feito dezenas de vezes ou se tivesse escutado aquilo a vida toda.

    Ele se escora num dos barris próximos que servia de "banquinho" pra ele, olha pra Asia - Se eu não posso limpar é você quem limpa? - pelas palavras dele não dava pra distinguir se ele tinha esquecido que já não estava no meio da luta, ou se era um convite só pra Asia chegar mais perto. A única certeza que ele tinha é que não sabia exatamente como as coisas funcionavam ali.

    GodsCorpse
    Adepto da Virtualidade
    GodsCorpse
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1878
    Reputação : 37
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Surpresa Empty Re: Surpresa

    Mensagem por GodsCorpse em Qui Set 10, 2020 10:35 pm


        
           
           
        

               

               

    Franco está trajando uma regata folgada e uma calça jeans preta.


                   

    Ficha


               

           

               

                   

    Franco se perde em um riso longo e admirado. Isso era muito melhor do que lutarem entre si - Hah!! Perfeito Amy. Não vou deixar esperando não!


                   
    Connor escreveu:Nem, acho que você tá querendo inflar a confiança da garota...
                   

    A cara do uratha fica triste - Pô, cê é mal Connor... - mas logo sorriu.


                   

    No fim das contas, ficou um pouco decepcionado que Connor não lutou sério para a coisa. Enquanto era mais direto com porradas fortes, Franco era meio wrestler, alinhando para pegar os membros de Amy e compensar ela com um soco ou outro logo que ela dava mole. E como lutou sério, precisou ir ao chão semi-consciente para poder parar. Provavelmente o último a cair.


                   

    A visão de ver Francis se levantando era um pouco patética, primeiro firmando os braços no chão e depois tirando o nariz ensanguentado do tatame e então deixou a coluna ereta, ficando de joelhos - É... acho que perdi. - não limpou o sangue, lambendo apenas o que caia na boca e pintava os dentes do grande sorriso do tio Franco - E essa foi uma demonstração... Espero que tenha gostado... - apontou para a menina asiática - Pois não vai se repetir em pelo menos... dez minutos... Mais ainda se eu não receber minha bebida.


                   

    Ficou ali, sentado nos calcanhares, pois havia sido prometido bebida ser levada até ele e aguardaria Amy ou Asia dar mais informações sobre a situação.


               

           
    Wordspinner
    Troubleshooter
    Wordspinner
    Troubleshooter

    Mensagens : 829
    Reputação : 28

    Surpresa Empty Re: Surpresa

    Mensagem por Wordspinner em Sex Set 11, 2020 11:24 am

    Francis escreveu:Franco era meio wrestler, alinhando para pegar os membros de Amy e compensar ela com um soco ou outro logo que ela dava mole. E como lutou sério, precisou ir ao chão semi-consciente para poder parar.

    Francis percebe tarde demais que ela recebeu um script da luta onde os caras maiores e mais fortes que ela tentavam segurá-la. Ela fica inegavelmente feliz com a atitude de Franco, mas nunca luta contra os movimentos dele. Ao contrário, se joga em cada agarrão e puxada e rasteira. Infelizmente Francis acaba na frente de um monte de golpes que iam na direção dela, sejam chutes e pisadas no chão que ela usa para escapar ou mesmo socos e chutes de pé em que ela usa ele ou um dos brutamontes para se esconder.

    Connor escreveu: Exceto por três golpes quando um entra na face de Amy seguido por um gancho na boca do estômago, os braços apesar de gigantes parecem dois relâmpagos naquela hora, batendo como duas marretadas de aço, o terceiro era pra entrar no queixo mas ela consegue se esquivar.

    Quando Connor tenta fazer alguma coisa já é tarde demais. Os dois socos nocauteiam o cara que tinha acabado de acertar uma joelhada em querer em Francis, mas as palavras já programadas saem de sua boca antes mesmo de ele registrar que o impacto desceu a pessoa errada. Depois disso a luta dura pouco. Ela revida o único movimento sério de Connor com violência desnecessária e até um tanto suja, uma cusparada no olho e o nariz explode de dor.

    No final só ela e Francis. Um dos brutamontes sorrindo com sangue escorrendo da boca como uma medalha de honra fica sentado torcendo para o cahalith. O outro continua dormindo no chão, sonhando com os punhos de Connor. Francis leva Amy para o chão outra vez e se mordidas fossem permitidas poderia ter arrancado uma orelha, mas não eram. Infelizmente joelhadas no saco eram permitidas. Assim como cabeçadas no nariz e nos dentes.


    Connor escreveu:Não conta esse endereço pra ninguém...

    Durante toda a conversa ela fica encarando ele com olhos arregalados e diz alguma coisa em uma outra língua. Asia impede a menina de se esconder completamente atrás dela. Ele desiste do carinho assim que ela fecha os olhos e esconde o rosto quando a mão dele se move na direção dela. A risada rouca de Bran diminui o constrangimento e o copo de whisky amadeirado e licoroso que ele coloca na mão de Connor só não é melhor que os últimos segundos desesperados da luta. "Deixa pingar e secar. São as regras." e ela lambe os lábios faminta.

    Francis escreveu: É... acho que perdi.

    Ele diz de cima do tatame de pedras. Connor já tem um copo na mão e Amy está deitada no chão respirando rápido com um sorriso no rosto e sinal de positivo para Yui. A menina já estava escondida atrás de Asia, mas mesmo assim presta atenção no homem de dentes vermelhos. Ela diz alguma com som horrível para ele.

    Amy rouba o copo que Bran estava levando para ele. Mas não toma nenhum gole, se levanta e puxa ele para cima e para perto passando um braço debaixo do dele. "Já tem um nome Francis?" Ela pergunta levando o copo para bem perto do rosto dele. "Porque eu ainda to aprendendo mandarim, mas ela te chamou de... Riso Sangrento e eu até que gostei" Ela finalmente deixa Francis pegar o copo e vai conversar com a menina. Ao se afastar os dedos dela riscam linhas vermelhas de sangue na cintura de Franco.

    Amy fica conversando com a menina e revivendo alguns movimentos para ela. Yui no entando não consegue tirar os olhos de vocês dois até Asia guia-los para uma sala escondida em uma reentrância da parede. Lá tem um computador que não parece nada novo passando vídeos em uma tv. vários deles em telas separadas. Em loop. Sem áudio.

    Lá esta Francis o herói levando um tiro de desert eagle no meio da rua no meio do dia. Muitos ângulos. Alguns só pegam o começo e outros só o final. Nenhum dos vídeos é perfeito. Mas em muitos a cara marcante de Francis é clara como cristal. "Contrato Digital disse que tão oferecendo uma... 'grana' pra ele por isso aí, mas o cara tá na nossa folha de pagamentos e aí resolveu chantagear a gente ao invés de vender. O que vocês acham? Valeu a pena?"


    Ankou
    Tecnocrata
    Ankou
    Tecnocrata

    Mensagens : 430
    Reputação : 10

    Surpresa Empty Re: Surpresa

    Mensagem por Ankou em Sex Set 11, 2020 4:03 pm






    PThwhox.png

    Fico um um tempo parado tentando absorver o que tinha acontecido ali, sentiu que havia um truque sujo, mas sentia que chegava a ser sobrenatural, tava acostumado demais com luta pra ter acertado o outro cara em cheio daquele jeito. Jay tinha razão ela lutava sujo pra caralho. Mas agora já era tarde, aquilo era apenas uma brincadeira, ainda que tivesse certeza que Amy tinha apelado pra alguma coisa.

    É triste ver a garota daquele jeito, pensava se talvez não fosse melhor fazer a barba, mas aí lembrava do apelido de "Baby Face" na faculdade o que definitivamente meio que impediu ele de molhar o biscoito por mais tempo que ele gostaria e fez ele deixar a barba crescer.

    Ele se levanta com o copo na mão e a outra suja de sangue ele passa parcialmente no nariz e sobre os lábios e Asia deixando um borrão pequeno sobre o rosto dela, logo ele dá uma golada na bebida, um alento pra dor no nariz que lentamente vai voltando pro lugar.

    Asia escreveu:"Contrato Digital disse que tão oferecendo uma... 'grana' pra ele por isso aí, mas o cara tá na nossa folha de pagamentos e aí resolveu chantagear a gente ao invés de vender. O que vocês acham? Valeu a pena?"

    Ele se aproxima da outra sala "secreta" e observa o vídeo, o olhar de repreensão é nítido, ele respira fundo recosta na entrada da sala e vira o copo de bebida. - Que porra é essa Franco? - Aquele vídeo era uma exposição total, não só de Franco que tinha levado um balaço de .50 e continuou vivo, mas a atenção que chamava, aquilo colocava a vida de todo mundo em risco, fosse com os humanos ou outras criaturas sobrenaturais, mas ele não precisava se repetir naquilo, pelo menos achava que não ele sai andando de volta pro salão principal pega qualquer garrafa de bebida que ele acha e enche o copo quase até a boca, vira a coisa numa golada só e logo enche de novo, ele olha pros lados se certificando que os humanos maltrapilhos já tinham tomado seu rumo - Caminhante Noturno - ele fala o nome do totem na primeira língua - Vai ficar tão feliz com a gente pagando prenda pro Contrato! - a voz é pura ironia -  A pergunta que não quer calar, o que esse porra quer pra sumir com isso?

    Conteúdo patrocinado


    Surpresa Empty Re: Surpresa

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Ter Set 29, 2020 11:47 pm