Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).

Links úteis Anúncios Redes Sociais
31/03 - Novo quadro de anúncios.
31/03 - Mesas com mais de 2 meses SEM postagens serão automaticamente arquivadas.

ATUALIZAÇÃO DO MÊS DE MAIO
Mesas que forem abertas para serem jogadas em outras plataformas
serão excluídas do fórum.

ATUALIZAÇÃO DO MÊS DE JUNHO
A partir de agora somente mestres com mesas ativas no fórum terão o nick laranja
para ficar mais fácil a distinção. Fiquem atentos que em breve teremos
um novo modelo de pedido de mesa!




 

    O Jogo dos Tronos - Dayne

    Van Bash
    Mutante
    Van Bash
    Mutante

    Mensagens : 574
    Reputação : 6

    O Jogo dos Tronos - Dayne - Página 5 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Dayne

    Mensagem por Van Bash Sab Jul 30, 2022 9:54 am

    NOITE DO PRIMEIRO DIA.

    Arn já tinha o Meistre Querellon como um amigo, olhou sério para ele, não com duvidas e sim como contaria aquele traumático momento de sua vida.

    -Como deve saber Solare é uma terra prospera não devido a família que a usurpou, e sim pelos pela dinastia Solares descendentes direto de Nymeria. Minha casa era uma casa tradicional de Dorne, uma das maiores. - faz uma pequena pausa e pega um odre de hidromel e serve dois copos enquanto continuava a falar - Mas disso o meistre já sabe então pularei essa parte, minha família tinha uma forte aliança comercial e defensiva com a casa  Reyne de Castamare, outra grande casa das terras ocidentais. Meu irmão mais velho casou-se com a filha do lorde Reyne de Castamare e nós nos juntamos para defender nosso aliado contra os abusos da casa dos Lanisters. Quando a guerra entre os dois leões começaram nós estávamos no olho do furacão, ganhamos as primeiras batalhas e comemoramos com o casamento de meu irmão. Assim que acabou,  meu pai pediu para o Meistre Bruce me levar de volta para a Fortaleza da Luz. Sete havia inspirado meu pai e começado a guiar meu caminho a partir dai, assim quem saímos Twin havia tomado a frente da ofensiva e de forma covarde destruiu e afogou todos, mulheres, crianças e o povo que se protegia da guerra. - fala isso com um leve pesar em sua voz, remoer o passado ainda era doloroso

    -Sabe meistre, não sei que tipo de homem faz isso? O pior é que quando estávamos chegando em Solare havia sido invadida pelos Blackmount e pelo que soube minha familia toda havia sido estrupada e assassinada, minha mãe, meus irmãos e irmãs. Não pouparam ninguém. Assim Bruce que o sete o tenha, me levou para a cidadela onde pude estudar e aprender sobre muitas coisas, quando chegou a idade ele me contou sobre o que houve e disse que Twin nunca aceitaria que algum envolvido sobrevivesse aquela chacina, pois mostraria que ele não foi perfeito em sua vitória e recado. E eu sou a única forma de mostrar que o leão não é maior que a vontade do sete. Então meu amigo - levanta o copo para brindar - Agora você sabe quem está por trás disso tudo - sorri e continua - Mas agora você sabe que as terras de Solare são por direito minha e posso reclama-la, mas para isso preciso de um bom exércitos e aliados. Até Castamare também posso reclama-la pois meu irmão consumou o casamento. Se o senhor me ajudar podemos fazer que os Daynes cresçam muito mais do que eles nunca sonharam. Pois se eu reclamar esses titulos eu não seria mais um cavaleiro juramentado a ele e sim uma grande casa aliada que é muito melhor.

    =================
    obs: mais tarde posto o restante
    Xafic Zahi
    Troubleshooter
    Xafic Zahi
    Troubleshooter

    Mensagens : 943
    Reputação : 37
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    O Jogo dos Tronos - Dayne - Página 5 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Dayne

    Mensagem por Xafic Zahi Dom Jul 31, 2022 1:42 pm

    Meistre Querellon.



    NOITE DO PRIMEIRO DIA

    Querellon ouviu com atenção a história do Sor e, como previsto, diversas informações e particularidades da Casa em questão não constavam nos tomos.

    Quando Arn contou o destino da família, a expressão do meistre foi de sincera solidariedade. Não ficou surpreso ao saber que o cavaleiro também tinha estudado na cidadela, pois desde o primeiro contato que tiveram, era notável o nível de instrução do companheiro e isso justificava os planos de enganharia que o havia mostrado durante a viagem até Porto Real.

    Levantou o copo discretamente para o brinde e continuou ouvindo em silêncio. O Meistre julgava que havia razão nas palavras de Arn. Se o cavaleiro reclamasse Solare e Castamare, os Dayne teriam um forte aliado. Mas os riscos envolvidos eram demasiados. Ir contra os Lannister era ir contra o rei e Querellon não acreditava que Arn teria forças para isso. Somente uma consequência de eventos imprevistos que mudassem a estrutura atual fariam o meistre acreditar no sucesso do pleito pretendido.

    Diante de tal cenário, procurou fornecer ao Sor orientações para um caminho seguro e concreto:

    - Sor., não afie sua lâmina na ambição venenosa, pois para as ganâncias insustentáveis o fio não terá corte. A vida lhe proporcionou uma dádiva valiosa. Não a jogue fora. Case-se com uma amável mulher e tenha belos filhos. Viva para que ela lhe aqueça a cama durante a noite e para vê-los crescer. - Querellon fez uma pausa, analisando a reação do cavaleiro. Depois, retomou - Mas se não aceitar meu conselho, que Os Sete permitam que eu lhe seja útil de alguma forma. - Querellon não era religioso, mas sabia que Arn era e procurou usar a fé do companheiro para transparecer sua solidariedade.

    Van Bash
    Mutante
    Van Bash
    Mutante

    Mensagens : 574
    Reputação : 6

    O Jogo dos Tronos - Dayne - Página 5 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Dayne

    Mensagem por Van Bash Dom Jul 31, 2022 1:59 pm

    NOITE DO SEGUNDO DIA

    YESSENYA, CALLAHAN, QUERELLON, ARN & EYVON

    Sor Arn, não esperava uma resposta desrespeitosa de uma garotinha mimada. Ele não esconde a decepção de como ela recebeu o conselho.

    -Nunca faltei com meus deveres e com respeito com ninguém aqui.Se me permite minha senhora - fala se levantando -Acho que terei que me retirar se meus conselhos são tratados com desrespeito peço pra me retirar do conselho e juro por sete que nunca mais direi o que realmente penso. Mas te darei um último conselho, melhor um conselho difícil e verdadeiro do que um falso que te leva a ruína. - Sor Arn não esconde seus sentimentos e todos ali fica claro a tamanha decepção de como a lady o tratou ali.

    -Boa noite senhores. Passar bem minha senhora - faz uma reverencia educada e se retira para seus aposentos.

    O cavaleiro Solar sempre serivu da melhor forma possível a casa Dayne e a resposta da Lady não era a altura de seus serviços.
    Van Bash
    Mutante
    Van Bash
    Mutante

    Mensagens : 574
    Reputação : 6

    O Jogo dos Tronos - Dayne - Página 5 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Dayne

    Mensagem por Van Bash Dom Jul 31, 2022 2:24 pm

    Noite 3 dia

    A infante sai correndo, faz um sinal para Sor Woody não fazer nada e sai da tenda dando de cara com Meistre. Faz apenas um sinal para que ele a deixasse sair e faz um pequeno assovio para que sua espiã pudesse seguir a garotinha e colher mais informações. Faz sinal para todos deixá-la fugir.
    Van Bash
    Mutante
    Van Bash
    Mutante

    Mensagens : 574
    Reputação : 6

    O Jogo dos Tronos - Dayne - Página 5 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Dayne

    Mensagem por Van Bash Dom Jul 31, 2022 2:43 pm

    Dia do Torneio 4 dia

    Ao acordar havia sonhado com uma batalha  onde de forma traiçoeira Bucéfalo é atingido. Desperta do sono logo nos primeiros cantos do galo com uma sensação de alerta como se os eventos passados com seus sonhos houvessem sido um sinal divino. Pega um odre com água se ajoelha e faz suas preces matinais.

    Então faz seu desjejum e se paramenta para mais uma justa. Quando seu cavalarico chega e entrega Bucéfalo apenas fala.

    -Me traga o tulipa negra. - mais uma vez confia em seus instintos e pede seu cavalo de guerra em vez de seu corcel -Hoje deixarei Bucéfalo descansar e você continua a treinar com ele - faz um favor em seu estimado corcel dornes um dos cavalos mais rápidos de Westeros.

    Então agora no seu valente e forte tulipa negra segue par ao torneio. O seu adversário está paramentado mas não fala sequer uma palavra. Sor Arn entra com a viseira aberta e procurando a plateia que havia conquistado acena para todos e depois faz um sinal para sete se abençoando.

    -Então Sor. Antes de mais nada irei te alertar que se você tentar qualquer coisa que não esteja nas regras eu pedirei um duelo por combate pra provar que o Senhor não o fez por maldade. E assim deixar o sete decidir. Nenhum dinheiro vale a vida. Lute com honra e que vença o melhor - diz apenas para seu inimigo ouvir, sua intenção era poupar a honra de um cavaleiro que se vendeu por dinheiro. E se estivesse errado o cavaleiro não teria o que temer, a única coisa que poderia acontecer era se ele tivesse coragem pediria um duelo por honra. E isso não era errado mas dessa forma Sor Arn pouparia a vida caso vencesse, o que não ocorreria na outra ocasião.
    Van Bash
    Mutante
    Van Bash
    Mutante

    Mensagens : 574
    Reputação : 6

    O Jogo dos Tronos - Dayne - Página 5 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Dayne

    Mensagem por Van Bash Dom Jul 31, 2022 3:18 pm

    Noite primeiro dia

    -Meistre acho que você não entendeu, eu não tenho escolha. Mas não me tire por um principiante amigo. Hoje eu não tenho forças para ir contra Twin, disso sei. Mas ele me quer ver morto de qualquer forma. Logo a questão aqui é fazer a missão que vim fazer e só reviver até lá. Fazemos a aliança mostramos que a casa Dayne merece o respeito de todos os nobres. Nossa lady tem que fazer alianças e amizades na estadia aqui. Eu infelizmente não tenho muitas opções a não ser sete ser meu escudo. Assim que tiver a oportunidade agirei, porém agora só tenho que reagir infelizmente. Mas o Sete nunca abandona os seus e você participará disso meu amigo. - o tom era de conversa com um amigo íntimo, assim que fala levanta seu copo para fazer mais um brinde e da mais um gole
    Alexyus
    Antediluviano
    Alexyus
    Antediluviano

    Mensagens : 3348
    Reputação : 182

    O Jogo dos Tronos - Dayne - Página 5 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Dayne

    Mensagem por Alexyus Sex Ago 05, 2022 8:51 pm

    NOITE DO SEGUNDO DIA

    YESSENYA, CALLAHAN, QUERELLON, ARN & EYVON

    -Nunca faltei com meus deveres e com respeito com ninguém aqui.Se me permite minha senhora - fala se levantando -Acho que terei que me retirar se meus conselhos são tratados com desrespeito peço pra me retirar do conselho e juro por sete que nunca mais direi o que realmente penso. Mas te darei um último conselho, melhor um conselho difícil e verdadeiro do que um falso que te leva a ruína.

    Yessenya respondeu rápida e afiada como um chicote estalando:

    - Você é um cavaleiro jurado à casa Dayne, e ficará, falará ou calará quando eu assim ordenar, sor Arn! Fez um juramento à minha casa e eu sou a representante dela neste momento, então há de me obedecer, ou terá cometido perjúrio! Então sente-se até que eu o dispense!

    Com essa ordem extrema, Yessenya aguardou que Arn obedecesse (ou não) para depois virar-se para o Meistre Querellon.

    - Quais nomes pode sugerir, Sor. Arn? - O meistre perguntou em tom tranquilo e fazia referência à fala anterior do cavaleiro, dita no começo do jantar. Embora pudesse investir tempo em conjecturas de alianças favoráveis aos Dayne, preferiu primeiramente analisar as sugestões do colega. - Sor tem contatos entre os Felinight? - Questionou, curioso pelo motivo do nome da Casa ter surgido tão de repente.


    TERCEIRO DIA DO TORNEIO

    SOR EYVON

    - O Comandante de vocês não é Sor Barristan Selmy? Ah…devo ter me enganado. Até onde sei, Sor Barristan é o comandante da guarda que realmente importa. ~ Eyvon faz uma breve pausa, fazendo questão de olhar de cima a baixo os cavaleiros ali ~ - Claro que não é o caso aqui. ~ Finalizou a frase soltando um breve riso ~

    Eyvon reconhecia que os mantos dourados não eram cavaleiros, mas apenas soldados da patrulha de Porto Real. Bem armados, sim, e com uma certa organização marcial que era incomum em outras milícias. Mas ainda eram apenas homens comuns, não guerreiros experimentados como mercenários seriam, nem combatentes mais capacitados como a maioria dos cavaleiros.

    Um dos mantos dourados que guardavam o portão enfureceu-se com o debochhe de Eyvon e fez menção de avançar sobre ele, mas seus companheiros o detiveram:

    - Calma, Maikey! Ele é só um dornês bocudo! Não vale a pena esquentar com ele!

    O outro fez um sorriso de escárnio e concordou:

    - É verdade, é só um lixo dornês, achando que tem alguma importância!

    - Nem sequer é um cavaleiro, já que não tem cavalo!

    - Deve ter vindo de Dorne montado na própria mãe, mas nem ele aguentou o peso dele!

    - É preciso mais do que armas para ser um verdadeiro homem do rei, por isso o Rei Robert nunca foi procurar nenhum em Dorne, ele sabia que não ia achar!

    Os soldados não se importaram com a proximidade de Eyvon; na verdade, pareceram gostar disso, pois antes de zombarem dele, não tinham nada para fazer na tediosa vigília no portão da fortaleza mais vigiada dos Sete Reinos. 

    Os comentários insultuosos prossseguiam, testando o limite da tolerância de Eyvon.


    QUARTO DIA DO TORNEIO

    YESSENYA, CALLAHAN, QUERELLON, ARN & EYVON

    A espiã de Arn não reaparecera depois da noite anterior, de modo que ele ainda não sabia nada sobre a menina maltrapilha que lhe dera transmitira o aviso.

    Callahan segurava uma sombrinha de sol sobre a cabeça de Yessenya, tentando poupá-la do chuvisco incessante. A comitiva de Dorne fôra alocada num dos extremos da arquibancada, numa parte que não tinha dossel para dar-lhes cobertura; num dia de sol, isso não seria incômodo para os dorneses acostumados com o calor de Dorne, mas a chuva incomodava muito mais, irritando até mesmo o meistre Querellon das Ilhas de Ferro.

    Então faz seu desjejum e se paramenta para mais uma justa. Quando seu cavalarico chega e entrega Bucéfalo apenas fala.

    -Me traga o tulipa negra. - mais uma vez confia em seus instintos e pede seu cavalo de guerra em vez de seu corcel -Hoje deixarei Bucéfalo descansar e você continua a treinar com ele - faz um favor em seu estimado corcel dornes um dos cavalos mais rápidos de Westeros.

    Sor Arn foi cauteloso e decidiu poupar seu principal cavalo, optando pela montaria mais modesta do Tulipa Negra, que ainda assim era um belo corcel de torneio. Remo Repyt atendeu prontamente o comando dele, levando algum tempo para trocar a barda de Bucéfalo para o Tulipa Negra.

    Na área de preparação dos cavaleiros, Arn não teve oportunidade de se aproximar de Tyler Hill, que não estava à vista em parte alguma até o momento em que o arauto convocou-os para justar.

    O cavaleiro do Ocidente apareceu postado na extremidade oposta da liça, empunhando uma lança com a empunhadura em forma de cabeça de leão e uma ponta tão afiada quanto qualquer outra lança de torneio. O cavalo de guerra dele era negro e envergava uma barda dourada com uma capa vermelha.

    O arauto deu o sinal e a bandeira do intendente subiu.

    Tyler Hill deu a partida com seu cavalo e avançou contra sor Arn.
    El Cabron
    Cavaleiro Jedi
    El Cabron
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 235
    Reputação : 10

    O Jogo dos Tronos - Dayne - Página 5 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Dayne

    Mensagem por El Cabron Ter Ago 09, 2022 2:32 pm

    TERCEIRO DIA DO TORNEIO


    ~ Eyvon seguiu encarando os Mantos Dourados ali. Achou, por um breve instante, que iria para as vias de fato, pelo menos com um ou dois deles, mas seguiram apenas o insultando. Sua mandíbula fechou-se em raiva e seus dentes pressionaram uns aos outros, até que por fim bradou: ~

    - CALEM-SE, CÃES SARNENTOS!~ gritou como gritava com os soldados da Casa Dayne, em Dorne ~ NÃO PASSAM DE ANIMAIS BRINCANDO COM ESPADAS!

    ~Não era, nem de longe, uma atitude inteligente, mas Eyvon sempre fora conhecido pelo seu temperamento explosivo e decisões equivocadas. Já havia tido diversas brigas e discussões por conta disso. Não seria hoje que agiria diferente. ~

    - NÃO VEJO HOMEM NENHUM NA MINHA FRENTE, APENAS CACHORROS LATINDO SEM MOSTRAR OS DENTES. SÃO FILHOTES PERTO DE MIM!

    ~ Eyvon mais uma vez cerrou os punhos com força em uma tentativa de manter mãos firmes, já que seus pés o faziam movimentar-se de um lado para o outro, num claro sinal de nervosismo e ansiedade, uma vez que não tinha a mínima ideia do viria a seguir. ~
    Van Bash
    Mutante
    Van Bash
    Mutante

    Mensagens : 574
    Reputação : 6

    O Jogo dos Tronos - Dayne - Página 5 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Dayne

    Mensagem por Van Bash Qui Ago 11, 2022 11:04 am

    NOITE DO SEGUNDO DIA

    YESSENYA, CALLAHAN, QUERELLON, ARN & EYVON




    Arn não acredita na resposta que recebe de Yessenya, dês que chegara em Alto Ermitério nunca foi tão desrespeitado. Sua expressão muda rapidamente de professor para sério. Ainda de costas, para sua caminhada e respira profundamente. Vira para a lady...  

    -Faça como quiser lady, mas antes de tomar essa decisão você deveria se aconselhar com o Meistre Querellon para saber a diferenças entre um cavaleiro servo e uma espada juramentada. - faz uma pequena pausa -Estou fazendo exatamente o que seu pai me ordenou. Não seguir seus caprichos não significa que estou fazendo perjurio. Quando dei minha palavra ao Lorde Edmund e jurei fidelidade enquanto o mesmo me tratasse com respeito, honra e seguisse o caminho da justiça. Afinal sou um cavaleiro sagrado ungido com os sete óleos sagrados, o meu juramento principal é com sete. E mesmo que eu fosse servo da casa ainda assim você não poderia falar que eu esteja cometendo perjurio, talvez você não se lembre bem, mas quais foram as ordens de seu pai? Por um acaso lembra delas? Em nenhum momento ele pediu para eu fazer o que a senhorita manda, e pelo que sei estou indo além do que ele me ordenou Lady de Alto Ermitério. Espero que entenda que os votos feitos a uma pessoa existem de ambas as partes deveres e obrigações embutidas. E muito provável que sua falsa acusação possa ferir e matar pessoas que você gosta, além de trazer desgraça para a sua casa. - faz uma pausa e respira mais uma vez como se o ar trouxesse mais calma  

    Olha bem nos olhos de Querellon, Eyvon e Callahan como dizendo que toda essa situação era um absurdo. E volta a encarar os olhos violetas de Yessenya. Agora mais uma vez em um tom professoral, mas firme.  

    -A sabedoria nasce com a reflexão, o líder nasce na necessidade e o tirano com a vaidade que se orgulha na loucura e no absurdo. - diz olhando para Yessenya  

    -Boa noite a todos! - diz agora para todos se virando novamente e se retirando

    Agora ela teria que entender que todo tipo de ação que ela toma tem consequências, Sor. Arn não estava contente em tomar essa atitude, mas ele o via como um ensinamento para a jovem.  


    QUARTO DIA DO TORNEIO

    YESSENYA, CALLAHAN, QUERELLON, ARN & EYVON




    Sor. Arn estava pressentindo que Sor Tyler Hill não jogaria limpo, então faz uma oração fecha o seu elmo.  

    “Que o sete guie minha lança”


    Durante o tempo ele analisa (usa tática) para prever a ação de Sor Tyller. O cavaleiro solar está atento para qualquer indicio de trapaça que Tyller tentasse fazer. Assim Sor. Arn, dispara com o tulipa negra aguardando para saber se Tyler iria ou não lutar de forma justa. Se fosse lutar prosseguiria normal com o duelo, se não ele usaria o movimento do cavalo para fazer uma manobra evasiva enquanto acerta o cavaleiro.
    Xafic Zahi
    Troubleshooter
    Xafic Zahi
    Troubleshooter

    Mensagens : 943
    Reputação : 37
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    O Jogo dos Tronos - Dayne - Página 5 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Dayne

    Mensagem por Xafic Zahi Qui Ago 11, 2022 12:02 pm

    Meistre Querellon.



    NOITE DO SEGUNDO DIA

    O atrito entre Lady e Cavaleiro se arrastou além do necessário e a cena passou a ser enfadonha para Querellon.

    - Sor Arn., compreendo que as palavras de Lady Yessenya possam ter o insultado, mas a resposta não está em abandonar o conselho. - A voz do meistre era naturalmente grave. - Não é hora de dar-se ao luxo de recuar e fragmentar nossa presença e força na capital, que já são diminutas. Consideramos o Sor essencial para o trabalho que temos pela frente e, sozinho, dificilmente terá êxito em seus objetivos de curto e longo prazo.

    Van Bash
    Mutante
    Van Bash
    Mutante

    Mensagens : 574
    Reputação : 6

    O Jogo dos Tronos - Dayne - Página 5 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Dayne

    Mensagem por Van Bash Qui Ago 11, 2022 2:07 pm

    Antes de se retirar percebe que o Meistre tenta apaziguar.



    -Meistre Querellon você sabe a admiração que tenho por você, mas não sou eu que me retirei do conselho. A senhora Yassenya sabe exatamente o que está fazendo, eu não sei nada sobre cortes. Não me vejo mais útil aqui. Afinal minha missão é ir bem no torneio e mostrar a todos que tipos de homens existem em Alto Ermitério. E não vejo aqui ninguém segurando a lança por mim. - fala com respeito e pesar – Mas minha tenda estará sempre aberta para quem quiser meus conselhos, conversar e precisar de minha ajuda...

    ...-A sabedoria nasce com a reflexão, o líder nasce na necessidade e o tirano com a vaidade que se orgulha na loucura e no absurdo. - diz olhando para Yessenya

    -Boa noite a todos! - diz agora para todos se virando novamente e se retirando

    Agora ela teria que entender que todo tipo de ação que ela toma tem consequências, Sor. Arn não estava contente em tomar essa atitude, mas ele o via como um ensinamento para a jovem.
    Alexyus
    Antediluviano
    Alexyus
    Antediluviano

    Mensagens : 3348
    Reputação : 182

    O Jogo dos Tronos - Dayne - Página 5 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Dayne

    Mensagem por Alexyus Seg Ago 15, 2022 4:40 pm

    NOITE DO TERCEIRO DIA

    YESSENYA, CALLAHAN, QUERELLON, ARN & EYVON

    Yessenya ouviu silenciosamente as palavras de Sor Arn, as tentativas de contemporização do Meistre Querellon e a contrarresposta de Solares.

    Durante todo o tempo, a Lady Dayne mantinha um olhar duro e cruel nos olhos e os lábios apertados num bico mal-humorado.

    Quando o cavaleiro sagrado saiu da tenda, a voz de Yessenya saiu cortante para o meistre a seu lado:

    - Meistre Querellon, eu vou escrever uma carta para meu pai e amanhã você deve procurar um corvo para levá-la ao Alto Ermitério. Sor Arn não é digno de servir nossa casa, e esse torneio deve ser a última vez que ele se apresente como tal. Você e Sor Eyvon, não digam nada a ele, deixem que lute o melhor que puder, mas se a resposta de meu pai chegar a tempo, ele não voltará conosco para Dorne. Agora, podem sair todos vocês, eu preciso pensar no que foi dito aqui hoje.

    Com essas palavras, Yessenya encerrou a reunião.


    TERCEIRO DIA

    EYVON

    - CALEM-SE, CÃES SARNENTOS! NÃO PASSAM DE ANIMAIS BRINCANDO COM ESPADAS! NÃO VEJO HOMEM NENHUM NA MINHA FRENTE, APENAS CACHORROS LATINDO SEM MOSTRAR OS DENTES. SÃO FILHOTES PERTO DE MIM!

    Os gritos de Eyvon tiveram um efeito claro: os soldados de mantos dourados pararam com os deboches e fecharam a cara, zangados.

    Um deles aproximou-se de Eyvon, permitindo que o cavaleiro de Torrentine visse a lança que ele portava bem de perto, assim como a espada curta em sua cintura ao lado do punhal.

    - Calado você, cão dornês! Está pensando que está em Dorne? Você está falando com soldados da patrulha de Porto Real, os mantos dourados! Aprenda a ter respeito!

    O punho do soldado atingiu o rosto de Eyvon antes que ele percebesse. 

    Não foi um golpe tão forte quanto o insulto que ele representava. 


    QUARTO DIA DO TORNEIO

    YESSENYA, QUERELLON, CALLAHAN & ARN

    Spoiler:

    Arn Solares concentrou-se em sua lança, num ataque agressivo, visando o centro de gravidade por trás do escudo de Tyler Hill. Seus olhos estavam fixos no alvo, apontando com precisão e força.

    No último segundo, o cavalo de Sor Tyler empinou a traseira, escoiceando o ar, fazendo o cavaleiro ocidental mudar bruscamente de posição, e a lança de Arn nem sequer tocou o escudo dele, entrando diretamente contra o ombro dele, espatifando-se com um choque tão forte que até mesmo o braço de Arn sentiu as vibrações de cada pedaço se quebrando.

    Mas a onda de sangue que banhou o corpo de Arn não era de Hill. Ao passar por seu adversário, Arn sentiu seu cavalo perder subitamente as forças e ir se arrastando pelo chão, derrubando-o no chão com mais surpresa que perigo. 

    Limpando a visão das manchas de sangue, Arn percebeu que sua montaria jazia caída, com a lança de Tyler Hill cravada profundamente em sua garganta num ângulo que deveria ter atingido até o coração do equino. Tulipa Negra morrera silenciosamente, e talvez os Sete tenham impedido que ela sofresse a dor daquele ferimento horrendo.

    Na outra extremidade da liça, Sor Tyler Hill tinha se agarrado ao pescoço de seu cavalo e evitado a queda, embora a ombreira e parte de sua couraça estivessem bastante amassadas, provavelmente esmagando parte do braço do cavaleiro.
    Van Bash
    Mutante
    Van Bash
    Mutante

    Mensagens : 574
    Reputação : 6

    O Jogo dos Tronos - Dayne - Página 5 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Dayne

    Mensagem por Van Bash Ter Ago 16, 2022 12:56 pm

    Arn dispara no Tulipa Negra e como previra a lança de seu oponente trespassa em um golpe covarde e desonroso o peito de seu estimado cavalo.  O sangue quente e viscoso espirra em sua armadura. O cavaleiro sabe que acertara seu oponente duramente e com muita habilidade ele permanecera em seu cavalo. Tyler Hill era um oponente formidável, talvez um dos melhores que já enfrentara.  

    “Que a justiça de Sete alimente a minha vingança”

    Era a única coisa que conseguia pensar enquanto caia junto com seu cavalo sem forças, aquele momento parecia ser em câmera lenta para o cavaleiro sagrado. Quando seus pés tocam o solo em uma manobra já faz um rolamento amortecendo toda a queda e evitando se machucar. Aquela manobra mostra o tamanho da habilidade desse cavaleiro revelando que era acima da média. Levanta-se quase com a mesma fluidez que caíra (usei o teste de lidar com animais). Então levanta-se e encara o trapaceiro. Levanta a viseira e sua expressão era nítida de ódio.  

    -Em nome do sete e do Rei Robert Baratheon governante dos Sete Reinos, o Primeiro de Seu Nome, Rei dos Ândalos, dos Roinares e dos Primeiros Homens, o Senhor dos Sete Reinos e o Protetor do Reino, eu acuso Sor. Tyler Hill de trapacear em um duelo justo, acuso o bastardo de atentar contra minha honra. E perante todos aqui, eu desafio agora o Sor. Tyler Hill para um julgamento por combate e que o sete decida quem fala a verdade – a acusação foi feita em tom sereno, duro, mas com um tom de convicção tão forte que não deixava dúvidas do resultado final.  

    Agora não havia outra opção, apenas um sairia vivo daquele embate que nem o rei poderia retirar o direito de um julgamento por combate mesmo que quisesse. Mesmo assim espera o rei se pronunciar.

    Após o pronunciamento do rei validando o duelo Sor. Arn fecha a viseira e grita.  

    -Tragam-me minha lança! - grita para seu escudeiro já com seu escudo em mãos.  

    Sor. Valio joga o Facho de Luz que prontamente o cavaleiro solar a segura no ar seguido de uma fluidez faz uns movimentos demonstrativos (quase um katar) girando-a e mostrando habilidade. (quase igual Oberyn, porém com escudo junto mesclando um estilo chines com espartano), faz a encenação buscando a afeição do público revelando que era um habilidoso combatente.  

    A aura de confiança de Arn não o faz baixar a guarda e nem subestima seu adversário. A intenção dele era mostrar toda sua superioridade, provar a trapaça e mostrar que realmente ele era diferenciado, um verdadeiro cavaleiro sagrado enviado por sete.
    Xafic Zahi
    Troubleshooter
    Xafic Zahi
    Troubleshooter

    Mensagens : 943
    Reputação : 37
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    O Jogo dos Tronos - Dayne - Página 5 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Dayne

    Mensagem por Xafic Zahi Ter Ago 16, 2022 4:23 pm

    Meistre Querellon.



    NOITE DO SEGUNDO DIA

    - Como desejar, milady - A voz do meistre era calma e não demonstrava qualquer aborrecimento pela decisão da Lady Dayne.

    Há tempos Yessenya se mostrava geniosa e firmeze em suas decisões, de forma que o veredito não surpreendeu Querellon. Pelo contrário, o próprio meistre havia alertado Sor Arn, segundos atrás, sobre a possibilidade do cavaleiro ser desvinculado da casa Dayne.

    Sem nada a acrescentar à reunião, fez as anotações que julgou necessárias em seu caderno e se retirou para sua tenda.

    QUARTO DIA DO TORNEIO

    Querellon não pôde deixar de encontrar semelhança entre o comportamento de semenas atrás de Gerold Dayne, no pequeno salão do Alto Ermitério, e a cena protagonizada Arn ao desafiar Tyler Hill. Ambos os cavaleiros se mostravam passionais quando deparados com alguma situação que não fosse do agrado, e buscavam transvestir com honra a falta de controle emocional. Se o meistre fosse religioso, teria orado da própria arquibancada para que o Sete concedesse prudência ao Sor. Mas como não era, limitou-se tentar compreender o ocorrido.

    - Qual foi a trapaça? - Questionou, especialmente para Callahan, por supor que o garoto entendesse das regras.

    Alexyus
    Antediluviano
    Alexyus
    Antediluviano

    Mensagens : 3348
    Reputação : 182

    O Jogo dos Tronos - Dayne - Página 5 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Dayne

    Mensagem por Alexyus Qua Ago 17, 2022 9:47 pm

    QUARTO DIA DO TORNEIO

    YESSENYA, QUERELLON, CALLAHAN & ARN

    Sor Arn escreveu:-Em nome do sete e do Rei Robert Baratheon governante dos Sete Reinos, o Primeiro de Seu Nome, Rei dos Ândalos, dos Roinares e dos Primeiros Homens, o Senhor dos Sete Reinos e o Protetor do Reino, eu acuso Sor. Tyler Hill de trapacear em um duelo justo, acuso o bastardo de atentar contra minha honra. E perante todos aqui, eu desafio agora o Sor. Tyler Hill para um julgamento por combate e que o sete decida quem fala a verdade – a acusação foi feita em tom sereno, duro, mas com um tom de convicção tão forte que não deixava dúvidas do resultado final.

    A acusação de Sor Arn foi ainda mais chocante que a morte do Tulipa Negra, e o burburinho cresceu entre nobres e populares instantaneamente. 

    Solares tinha cultivado admiradores entre a plebe, mas a aristocracia dos Sete Reinos não morria de amores por ele.

    Na arquibancada destinada à nobreza, Meistre Querellon indagou do escudeiro de Sor Arn, Callahan:

    Querellon escreveu:- Qual foi a trapaça?

    Callahan estava de olhos arregalados e olhar vidrado, e respondeu lentamente:

    - As regras proíbem atingir o cavalo... mas trapaça seria fazer isso de propósito... aquilo foi um acidente... não foi?

    A dúvida de Callahan pairava também entre os cavaleiros e nobres, arautos e intendentes, cavalariços e plebeus. Todos pareciam atordoados pelos dois choques em sequência, a morte horrenda do cavalo e a acusação grave do cavaleiro.

    Um brado retumbante sobrepôs-se a todas as vozes:

    - SILÊNCIO!!!

    O Rei Robert Baratheon estava de pé em frente ao seu assento, exigindo ordem imediata. Quer pelo medo do poder régio, quer pela autoridade emanada naturalmente por aquele campeão dos campos de batalha, um silêncio tenso se fez.

    - Ninguém mais vence ou perde honestamente na cavalaria? Pelos malditos Sete deuses, e pelos antigos também, oras! 

    O rei olhou para Arn, dizendo:

    - Eu ouvi sua acusação, cavaleiro! Lamento pelo seu cavalo, todos lamentamos, acredito, mas está dizendo que o outro não diz a verdade antes mesmo de ele ter dito alguma coisa!

    Robert I virou-se para onde Sor Tyler estava

    - O que tem a dizer, Sor...hum... Tyler Hill?

    Foi preciso que a Mão do Rei, Lorde Jon Arryn, soprasse o nome aos ouvidos de Robert. 

    Hill tirou o elmo, devolvendo o olhar com uma expressão dura. Dura também era sua voz, e áspera também, quando ele falou:

    Spoiler:

    - Sor Arn deve me perdoar. Meu cavalo parece estar um pouco arredio ainda. Apesar desse lamentável incidente, eu restituirei um cavalo a Sor Arn, mas uma vez que ele foi indubitavelmente desmontado, me parece que ele foi desclassificado do torneio...

    Nova onda de falatório levantou-se, maior ainda do que antes. Alguns concordavam com as palavras de Tyler Hill, outros indignavam-se com a proposta dele, e a maioria parecia estar em algum ponto entre as duas opiniões.

    Mas dessa vez bastou que o Rei Robert levantasse a mão para calar a todos. Ele passara alguns momentos se aconselhando com seus súditos mais próximos.

    - Já tivemos um julgamento por combate nesse torneio, e não quero que isso vire um hábito! Por mim, vocês lutariam imediatamente e resolveríamos isso logo de uma vez! Mas o instituto do julgamento por combate é a última alternativa para a resolução de qualquer caso. Haverá uma audiência para discutirmos o assunto, e então saberemos se o que temos aqui é justiça ou vingança.

    As palavras pareciam ter certa ponderação, e eram pouco características da famosa impaciência de Robert Baratheon.

    - Teremos três juízes para me auxiliarem: Lorde Jon, Mão do Rei, será um deles. O suserano de Hill será outro. E o suserano de Solares será o terceiro. Por enquanto, ficarão confinados. Guardas, levem esses cavaleiros para a Fortaleza Vermelha!

    Os mantos dourados cercaram Tyler e Arn, separando-os para escoltá-los para fora da liça para que o torneio prosseguisse.
    Van Bash
    Mutante
    Van Bash
    Mutante

    Mensagens : 574
    Reputação : 6

    O Jogo dos Tronos - Dayne - Página 5 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Dayne

    Mensagem por Van Bash Qua Ago 17, 2022 11:39 pm

    Sor Arn estava consternado com toda a situação. Ele ainda teria outro cavalo pra competir, um acidente que viola as regras não era para ser considerado uma derrota, seria mais uma injustiça. Quando o rei declara que fará o julgamento e somente em último caso acabaria em duelo, o cavaleiro fica decepcionado. Mas ainda háveria chances de travar mais uma justa contra o bastardo, não é exatamente o que queria. Mas essa atitude o paladino encara como uma mensagem. Em todo o momento ele fica calado e analisa as palavras de Sor Tyler Hill. Sor Arn queria justiça e por isso ainda assim analisa se o cavaleiro estava falando a verdade.

    -Eu acho que o Sor está enganado, eu não fui desmontado, o meu cavalo foi assassinado pelo senhor. Acidente ou não nas regras da justa isso não me faz perder tenho outro animal. Mas sua trapaça não ficará impune. Me parece que está fugindo de enfrentar a verdade. Se acha que me desmontou pode fazer novamente, mas dessa vez sem mirar o meu corcel e verá quem cairá. . - diz para o cavaleiro respondendo prontamente quando o mesmo comentou que o havia desmontado.

    Quando o burburinho começa Sor Arn apenas espera o rei se pronunciar. Após o veredicto o cavaleiro apenas deve torcer para que a balança seja favorável para si. Se não for iria implorar novamente pelo duelo já que o rei não descartou.

    ###############
    OFF: se eu gastar um pt de destino para fazer o rei perceber a trapaça ou o mão Jon arryn tanto a trapaça como a mentira assim já desqualificado ou ele aceitando o duelo teria como ? Já que diz que faço edições nas cenas isso seria pequena já que ele realmente tá mentindo e trapaceando.
    El Cabron
    Cavaleiro Jedi
    El Cabron
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 235
    Reputação : 10

    O Jogo dos Tronos - Dayne - Página 5 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Dayne

    Mensagem por El Cabron Dom Ago 21, 2022 5:33 pm

    ~Ação~
    - Fala
    “Pensamento”
    ***


    TERCEIRO DIA DO TORNEIO


    ~ A inquietação de Eyvon era nítida pelos seus passos pesados e apressados, de um lado para outro, de punhos fechados e olhar fixo aos Mantos Dourados. Sua fúria era nítida a qualquer um que ali estivesse, tanto que a aproximação do soldado à ele não lhe passava despercebida. Cerrou os dentes e, prevendo alguma atitude hostil, afastou-se do soco desferido pelo soldado, e utilizando o tronco como um pêndulo, pôde fazer um movimento que, na volta, o permitiu desferir um cruzado no rosto do Manto Dourado. ~

    O Jogo dos Tronos - Dayne - Página 5 ERy69N_W4AM11Nz

    ~ Após desferir o soco, Eyvon dá alguns passos para trás e desembainha sua espada.
    Naquele momento, o Cavaleiro do Torentine não tinha mais certeza de absolutamente nada. ~
    Alexyus
    Antediluviano
    Alexyus
    Antediluviano

    Mensagens : 3348
    Reputação : 182

    O Jogo dos Tronos - Dayne - Página 5 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Dayne

    Mensagem por Alexyus Dom Ago 21, 2022 9:39 pm

    TERCEIRO DIA

    EYVON

    Eyvon era mais do que um mero soldado.

    Sor Eyvon do Torrentine era um cavaleiro.

    Aqueles patrulheiros com seus mantos dourados poderiam rir de um cavaleiro dornês, mas conseguir agredi-lo impunemente era muito diferente.

    Eyvon viu quando o guarda, mesmo armado com várias armas, fez o movimento para desferir um simples soco contra o dornês. Foi simples para o cavaleiro esquivar-se num movimento pendular, retornando com o peso total de seu corpo para um cruzado certeiro no rosto do patrulheiro, deixando-o instantaneamente inconsciente.

    Quando Sor Eyvon sacou sua espada, já estava cercado por mais três soldados, dessa vez empunhando suas lanças e espadas curtas.

    - Desista, dornês burro, vocês está cercado!

    Por trás do portão, já vinham chegando mais soldados de mantos dourados. Acima dos ombros dos guardas que o cercavam, Eyvon via besteiros nas seteiras e ameias da Fortaleza Vermelha.

    Mesmo que Eyvon vencesse os três que o cercavam, não poderiam ter esperanças de vencer os demais, nem de empreender com sucesso uma fuga sem ser alvejado pelos atiradores.

    Eyvon foi desarmado e jogado bruscamente ao chão, com dois homens sobre ele, segurando-o. O espancamento que se seguiu não foi surpreendente e demorou menos do qque o dornês teria esperado, mas ele já estava inconsciente quando foi arrastado para as masmorras da fortaleza.


    QUARTO DIA

    ARN

    -Eu acho que o Sor está enganado, eu não fui desmontado, o meu cavalo foi assassinado pelo senhor. Acidente ou não nas regras da justa isso não me faz perder tenho outro animal. Mas sua trapaça não ficará impune. Me parece que está fugindo de enfrentar a verdade. Se acha que me desmontou pode fazer novamente, mas dessa vez sem mirar o meu corcel e verá quem cairá.

    Sor Tyler deu de ombros quando respondeu:

    - Sor Arn entende de fugas melhor do que eu, pois está fugindo há anos do julgamento que caiu sobre sua casa extinta. Se tivesse encarado a justiça junto com seus familiares traidores, estaria tão morto quanto eles. Alguém tão desonrado não deveria ter o direito de se chamar de cavaleiro!

    Apesar da discussão entre os dois cavaleiros prosseguir, os mantos dourados já os cercavam, afastando os dois e desarmando-os para começar a conduzi-los.

    Sor Arn e Sor Tyler foram retirados da arena sob aplausos e vaias, e o barulho foi tal que era impossível saber quem era ovacionado e quem era apupado.

    O cavaleiro andante, Sand, ajudou a retirar a armadura de Arn, prometendo guardar seu equipamento até o retorno dele. Após ficar apenas com o camisão de couro, os mantos dourados conduziram Sor Arn pelas ruas da cidade sem muita delicadeza. Os quatro guardas que o escoltavam pareciam descontenttes e mal-humorados por andarem tanto, mas não dirigiram a palavra a Arn, limitando-se a cumprir suas ordens.

    Solares adentrou a Fortaleza Vermelha sob escolta dos mantos negros, que o entregaram aos carcereiros, e ele foi levado às masmorras do primeiro subsolo. Ele foi lançado numa cela única, com palha velha e fedida forrando o chão, e as grades se fecharam após sua passagem, deixando-lhe apenas a visão das pedras do corredor.

    Spoiler:

    QUERELLON

    Yessenya virou-se para o meistre assim que Sor Arn foi levado, dizendo em tom discreto:

    - Há algo que possamos fazer, meistre Querellon? Quer dizer, sem comprometer a posição de nossa casa?

    Callahan considerou pensativo:

    - Se ele estava sendo alvo de alguma conspiração, essa conspiração pode se virar contra nós também, por nossa ligação com ele...

    Houve mais algumas rodadas de duelos de justa antes que o arauto anunciasse o fim do dia de competições.

    Quando estavam saindo das arquibancadas, uma moça de cabelos castanhos e vestido cor de vinho abordou-os. Meistre Querellon lembrou-se dela como a espiã que Sor Arn contratara.

    Violet Poesy:

    - Lady Yessenya, Meistre Querellon. Sor Arn foi levado para as masmorras da Fortaleza Vermelha, mas não consegui descobrir por quanto tempo planejam mantê-lo lá. Sor Tyler também foi levado para lá, mas separadamente.

    Ela fez uma reverência com a saia e acrescentou:

    - Sor Eyvon não voltou para o acampamento ontem, e já descobri porquê. Ele envolveu-se numa briga com os sentinelas do portão da Fortaleza Vermelha, agrediu um manto dourado, foi espancado e aprisionado. O magistrado do rei não parece disposto a ouvir o caso dele tão cedo...

    EYVON

    Eyvon acordara numa cela minúscula de grades, e seus olhos demoraram para acostumar-se com a escuridão do local.

    Spoiler:

    Seu corpo doía em mais de uma dúzia de lugares, havia uma poça de sangue seco no chão de pedras frias, e ele tinha a sensação de ter perdido alguns dentes. Não estava usando suas roupas de antes, apenas as roupas interiores que vestira.

    Ele logo percebeu que havia outros prisioneiros por perto, também confinados em gaiolas quadradas de ferro resistente. Alguns pareciam ainda piores do que ele, fediam e estavam magros e sujos.

    Os ratos tinham comido algo no prato de madeira que lhe fôra deixado sem deixar nenhuma migalha para ele. O balde de excrementos estava cheio pela metade de dejetos que poderiam adubar até as areias de Dorne.

    Passou-se muito tempo antes que uma mulher viesse carregando um odre e um saco de pães e frutas. Ela vestia trapos de plebeias e lhe era estranhamente familiar, e sua voz despertou alguma lembrança nele quando soou ensurdecedora no silêncio da masmorra, embora ela apenas sussurrasse:

    - Sor Eyvon? Como está? Eu lhe trouxe água e comida...
    El Cabron
    Cavaleiro Jedi
    El Cabron
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 235
    Reputação : 10

    O Jogo dos Tronos - Dayne - Página 5 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Dayne

    Mensagem por El Cabron Seg Ago 22, 2022 1:57 pm

    ~Ação~
    - Fala
    “Pensamento”
    ***


    TERCEIRO DIA DO TORNEIO


    ~ O cruzado desferido por Eyvon não apenas atingia em cheio a região do queixo do soldado como também o fazia desmaiar antes mesmo de tocar o solo. Ainda tomado pelo furor do momento, Eyvon afastou-se alguns passos e retirou a espada de sua bainha em um movimento rápido e único. A gélida lâmina era tocada graciosamente pelos raios de sol e davam um certo toque poético à cena, que misturava-se com a investida dos Mantos Dourados. O cavaleiro do Torentine apenas observou os três soldados que o cercavam, notando também os gritos que eram bradados enquanto os portões da Fortaleza Vermelha se abriam e mais Mantos chegavam correndo. Segurou firme sua espada e teve tempo ainda de notar outros soldados nos muros da Fortaleza, apontando-lhe as setas. Não haveria mais vitórias ali. Sua morte seria iminente. Um breve momento de lucidez tomou sua mente e fez com que largasse furiosamente sua espada ao chão, subindo uma leve nuvem de poeira em seguida. ~

    - …

    ~ O primeiro golpe fora um soco em sua nuca, que o desequilibrou, fazendo com que Eyvon caísse no chão de quatro, apoiando-se em seus cotovelos. No instante seguinte, um chute acertava-o na região das costelas, fazendo com que o corpo do dornês se encolhesse, enquanto outros golpes eram desferidos pelos soldados. Socos, chutes e pisões foram empregados naquele corpo que resistiu o quanto pôde, no entanto, viu tudo ficar escuro quando a bota de um dos soldados o atingiu em cheio no rosto.
    Por fim, todos os soldados à sua volta cuspiram em seu corpo já desfalecido. ~


    ***

    QUARTO DIA

    ~ A dor o fizera despertar. Havia feito algum movimento, antes mesmo de acordar, que fez o cavaleiro colocar a mão direita instintivamente na região esquerda do corpo, próximo às costelas. A região irradiava uma dor incômoda, como uma pontada intermitente fazendo-o gemer baixinho de dor. Enxergava pouco, porém não tinha exatamente certeza se era por conta da baixa luminosidade do lugar ou se havia alguma outra razão. Ajeitou as costas na gelada grade de ferro e percebeu que estava preso. Sentiu o rosto adormecido e, ao colocar a mão na região próxima aos olhos, notou que um deles estava completamente fechado e inchado. Inspirou profundamente e sentiu o corpo todo tremer pela dor e frio que sentia. Perguntou-se como ainda estava vivo enquanto reparava que haviam outros prisioneiros com ele. Ao tossir, mais uma vez sentia a dor lancinante percorrer o corpo e cuspiu um pouco de sangue no chão úmido da prisão. ~

    “ Muito bem, Eyvon…vai morrer como a porra de um indigente na merda de uma prisão…”

    ~ O queixo tremia enquanto divagava em seus pensamentos mas, antes que pudesse seguir sua auto-penitência de xingamentos, escutou uma voz que, aos seus ouvidos, lhe parecia familiar. Virou o rosto em direção ao som da voz, embora não tivesse certeza se estava olhando para o lugar certo. Ajeitou novamente as costas, apoiando-se em uma das paredes frias de sua prisão. Pôde notar as roupas típicas da plebe, bem como o cheiro do pão que acompanhava. Olhando para aquele rosto com dificuldade, enxergava naquele momento apenas um borrão mal desenhado. Tentou aproximar-se para que pudesse ver melhor e, mesmo sem conseguir ver perfeitamente, não deixaria aquela voz sem respostas: ~

    - Quem…urrgh… - abrir a boca era um fardo doloroso naquele momento e a voz saía fraca e arrastada, no entanto, se recompôs e tornou a falar. - quem…é?
    Alexyus
    Antediluviano
    Alexyus
    Antediluviano

    Mensagens : 3348
    Reputação : 182

    O Jogo dos Tronos - Dayne - Página 5 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Dayne

    Mensagem por Alexyus Seg Ago 22, 2022 10:31 pm

    QUARTO DIA DO TORNEIO

    QUERELLON

    Após as explicações de Callahan sobre as regras das justas, as quais Querellon nunca dera muita atenção, o meistre repassou em sua mente toda a cena.

    Ele estava mais acostumado ao movimento de navios do que de cavalos, mas as ciências naturais eram as mesmas, bastava apenas compreendê-las.

    Querellon reviu em câmera lenta cada movimento do cavalo e do cavaleiro oponente de Sor Arn: houvera um momento, um microssegundo, em que um movimento muito discreto, quase imperceptível, de Tyler Hill em seu cavalo que fez o animal escoicear. Aquele movimento brusco movera repentinamente o cavaleiro para baixo, e sua mão baixara com força mas ainda firme, mantendo a mira. 

    O meistre dos mares tinha agora cada vez mais certeza de que houvera uma trapaça, um atentado deliberado contra a montaria de Arn Solares. Mas também crescia nele a dúvida sobre a possibilidade de provar qualquer daquelas coisas que ele percebera.

    ARN

    Arn calculara que já deveria ser noite, embora na cela da masmorra fosse impossível enxergar qualquer sinal externo da passagem do tempo.

    Foi quando ele veio, guiado por um dos carcereiros.

    Spoiler:

    Ele não trazia sua coroa de cristais sete vezes coloridos sobre sua cabeça bochechuda, e suas vestes não eram clericais, embora ainda fossem de excelente qualidade. Sua expressão denotava preocupação, tristeza e consternação.

    O Alto Septão viera vê-lo.

    - Ah, Arn, meu filho, no que foi que você se meteu? 

    EYVON

    - Quem…urrgh… quem…é?

    A voz familiar respondeu depressa, com tranquilidade impassiva:

    - Ninguém.

    Ela passou o saco de pães por entre as grades e colocou o jarro junto às grades. O jarro não passava pelo espaço entre as barras de ferro, mas ela enfiou uma canequinha de latão que passava e entregou-a a Eyvon. 

    A água desceu limpa e refrescante, lavando o sangue da boca de Eyvon e umedecendo seus lábios secos.

    - Ninguém pode ajudá-lo nesse momento, Sor Eyvon, então preste atenção. Os guardas estão furiosos com você. Não coma nem beba nada do que lhe derem. Eles o torturarão em breve, e seria sábio desculpar-se e implorar perdão. Há pouco tempo para os que estão fora daqui poderem fazer algo por você, então precisa salvar-se a si mesmo, se for capaz.
    Conteúdo patrocinado


    O Jogo dos Tronos - Dayne - Página 5 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Dayne

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qui Dez 01, 2022 7:17 am