Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    O Baile da Rainha

    thendara_selune
    Antediluviano
    thendara_selune
    Antediluviano

    Mensagens : 3121
    Reputação : 130
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f51/19/64/68/80/prata_10.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh27.png

    O Baile da Rainha - Página 3 Empty Re: O Baile da Rainha

    Mensagem por thendara_selune Seg Abr 01, 2024 10:51 pm

    O Baile da Rainha - Página 3 _f475c10
    Inês  Allafante

    Hora:Noite
    Día:11
    Clima:Ameno
    Lugar:Porto Real




    ⚜⚜⚜⚜⚜⚜


    Ao sentir a mão de Arthur sobre a minha, um sorriso travesso despontou em meus lábios. "Agora, milorde, você capturou toda minha atenção. Parece que o plano de seu irmão funcionou." Antes de nos afastarmos, lancei uma mesura em direção a Esdres @DariusNovadek ."E quanto a vós, Sor, desejo-lhe êxito em suas empreitadas."

    Caminhei ao lado de Arthur em busca de uma taça de vinho. Com um gole, meus olhos vagavam sem interesse particular pela agitação ao redor, embora mantivesse uma discreta vigilância sobre o gatinho manco. Minha curiosidade desviou-se para Lícia: teria ela encontrado um acompanhante para a dança?

    Voltando-me para Arthur, a curiosidade tingiu minha voz. "Arthur, algo o perturbou?" Perguntei, tomando outro gole antes de encará-lo com um olhar inquisitivo. "Será ciúmes de Esdres?" Com uma sobrancelha arqueada, minha incredulidade era palpável. "Querido, não há ninguém mais em meu campo de visão além de você. Espero que, depois deste evento, possamos definir uma data para nosso casamento."

    Com um sorriso, mordi meu lábio inferior. Ah, Arthur, não se preocupe com Esdres. Ele não é páreo para você. Você é o homem da minha vida, o único que eu quero ao meu lado."



    Helen Alantis:

    Henry Allafante:

    Sor Jorah Savoys:

    Arthur:

    Roupinhas:




    Falas
    NPCS/PJS/PENSAMENTOS


    Emme



    [/quote]
    DariusNovadek
    Adepto da Virtualidade
    DariusNovadek
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1511
    Reputação : 35
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh24.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh42.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh39.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh15.png

    O Baile da Rainha - Página 3 Empty Re: O Baile da Rainha

    Mensagem por DariusNovadek Ter Abr 02, 2024 12:00 am

    O Baile da Rainha - Página 3 _f475c10
    Esdres Felinight

    Hora:Noite
    Día:11
    Clima:Ameno
    Lugar:Porto Real





    No saltarello





    @thendara_selune

    A conversa com sua futura cunhada estava tendo um movimento interessante, cada um expondo seu ponto de vista individual, ao mesmo tempo de forma firme, mas suave ao mesmo tempo. Conversaria mais, mas a mão pesada de seu irmão em seu ombro o fez lembrar de suas dores da batalha. Esdres se virou, achando inocentemente que a mão pesada de seu irmão era apenas um inconveniente de alguém que está acostumado a ser mais bruto. Mas a fala de seu irmão deixa claro que aquilo tinha sido proposital.

    Esdres então vira para seu irmão, imediatamente se afastando de Inês, mas com o olhar fixo em Arthur. Sua expressão era clara, apesar de não conter palavras, tinha certeza de que Arthur tinha ouvido.

    Que porra você ta pensando, irmão?!?

    O olhar nos olhos do irmão dura alguns longos segundos, mas logo é interrompido por uma reverencia exagerada de Esdres.

    - Ela é toda sua, meu querido irmão.

    Após isso sai da pista a passos largos e duros, não acreditando no que o irmão tinha feito. Os boatos tinham o afetado também? Arthur já sabia de seus atos, e nunca parecia contrariado quanto a isso. E mesmo tendo passado boa parte de sua vida em Braavos, longe de Esdres, nunca imaginaria que poderia passar pela cabeça dele que Esdres tentaria cortejar a sua mulher. Que tipo de homem Arthur acha que sou?!?

    Contrariado e cheio de dores no corpo, Esdres vai até uma mesa onde estava servindo comidas e bebidas, e fica bebericando um vinho e comendo alguns aperitivos, enquanto tentava recostar em alguma pilastra, observando o baile e os seus acontecimentos, tentando fazer aquela incoerencia passar.

    Vestimentas:


    Falas
    NPCS/PJS/PENSAMENTOS



    Emme



    DariusNovadek
    Adepto da Virtualidade
    DariusNovadek
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1511
    Reputação : 35
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh24.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh42.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh39.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh15.png

    O Baile da Rainha - Página 3 Empty Re: O Baile da Rainha

    Mensagem por DariusNovadek Qua Abr 03, 2024 11:24 pm

    O Baile da Rainha - Página 3 _1edf310
    Aldos Rowan

    Hora:Noite
    Día:11
    Clima:Ameno
    Lugar:Porto Real



    ⚜⚜⚜⚜⚜⚜


    Baile da Rainha.


    O Baile da Rainha - Página 3 2063937_98e27

    Lady Aveline se mostrou bem educada com Aldos.

    - Ah, Sor Aldos, não se preocupe. Entendo perfeitamente. Às vezes, os planos não se concretizam como esperamos, não é mesmo? Mas estou feliz por ter a sua companhia nesta dança. É um prazer poder compartilhar esse momento contigo.

    - Já planejava esse pedido ou foi uma eventualidade Lady Aveline? Onde esteve durante o torneio?

    A dança seguiu bem, com Lady aveline se mostrando uma companhia saudável e suave, fazendo Aldos até mesmo se esquecer de Lady Crane por um segundo. Eventualmente, Aldos acabou perguntando de qual Casa Fossoway ela era, claro, de forma bem educada.

    Foi só depois de um tempo que Aldos conseguiu ver Lady Erin adentrando no Salão, em vestido azul celeste e cabelos loiros como fios de ouro, emoldurada pelos raios de luar e o brilho dourado das tochas já acesas. A chama no coração de Aldos o fez sair do "limbo" que a boa conversa com Lady Aveline tinha o deixado. De uma forma bem cortês, ele avisa a jovem dama de preto.

    - Lady Aveline, infelizmente vou ter que interromper nossa boa conversa. Como disse, estava a esperar outra Lady, que acabou de chegar. Como percebeu, sou um homem de palavra e tenho que cumprir o meu combinado com ela. Que os Sete nos permitem ter alguma outra ocasião para podermos conversar melhor.

    E então, assim que fez sua despedida, foi até o encontro de sua amada. Beijando sua mão assim que a alcançasse.

    - Lady Erin! Estava começando a achar que tinha mudado de ideia e não iria vir mais ao baile. Estava ansioso por sua presença! Você está radiante!


    Roupa de Aldos para o Baile:



    Emme



    thendara_selune
    Antediluviano
    thendara_selune
    Antediluviano

    Mensagens : 3121
    Reputação : 130
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f51/19/64/68/80/prata_10.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh27.png

    O Baile da Rainha - Página 3 Empty Re: O Baile da Rainha

    Mensagem por thendara_selune Qui Abr 04, 2024 12:03 am

    O Baile da Rainha - Página 3 _1edf310
    Briana Rowan

    Hora:Dia
    Día:11
    Clima:Ameno
    Lugar:Porto Real


    ⚜⚜⚜⚜⚜⚜


    O Baile da Rainha - Página 3 2063937_98e27



    Ao ouvir a resposta de Dyckon, meus olhos se fixaram em sua face, tentando decifrar a enigmática expressão que se desenhava. "O que significa esse semblante?", questionei-me em silêncio enquanto ele prosseguia com sua fala. "Compreendo, forjados em aço, Sor", respondi com um sorriso gentil, pois meu mundo não se limitava à armadura, à espada ou ao derramamento de sangue. Para mim, a vida era como uma xícara de chá delicada, com um líquido dourado ondulante e adornada por uma pequena pétala. "Nossos pais são como uma grande tela, e às vezes somos apenas cores terciárias nela, Sor. Mas, no seu caso, sua importância se destaca por ser homem. Posso apenas imaginar o peso que carrega", comentei, partilhando de certa cumplicidade, pois Thomas e até mesmo Aldos carregavam pesos semelhantes.


    Um sorriso se desenhou nos lábios de Dyckon, e suas palavras subsequentes carregavam um peso inegável. "Faria tudo para me manter segura, Sor?", disse ele. Aquelas palavras certamente encantariam qualquer dama, e eu não me vi totalmente imune a seus encantos. Meu rosto corou ao perceber o efeito que suas palavras causavam em mim. Meu coração batia ansiosamente; a raposa nunca me dirigira palavras tão gentis. Para meus irmãos e minha prima-tia, a falta de talento em combate de Alekyne era um ponto negativo. Já Dyckon, com sua aura de guerreiro, se destacava como um pretendente mais desejável.


    Algo em meu interior se revoltou com essa comparação, e a taça que eu segurava escapou de minhas mãos, banhando meu vestido com o líquido arroxeado. "Oh, que desastrada, me perdoe, Sor, fiquei sem ação...", murmurei, me sentindo boba e desejando correr para os braços de minha mãe. O medo me consumia, uma covardia que se apoderava de mim, tornando-me incapaz de olhá-lo novamente. Eu deveria dizer "Gosto de outro, Sor", mas as palavras dele me envolviam como uma corda de seda, e eu sempre fui péssima em me livrar desse tipo de situação.  

    Enquanto tentava, em vão, me limpar com um lenço, meus olhos se depararam com o semblante de Alekyne, que me observava diretamente, uma expressão de comiseração em seu rosto e então olhei Dyckon. "Bem… Sor, preciso me limpar...", meu sorriso deve ter soado patético, mas não me importei; ele tinha sido gentil, e como poderia ser grosseira ou indiferente? "Briana, sua grande tola covarde", esse novo pensamento me cortou enquanto eu fazia uma mesura. "Vou até minhas amigas, obrigada pela dança e por sua atenção para comigo, Sor," deixei escapar, não era nenhuma mentira. A raposa tinha um olhar cheio de mistérios, um sorriso adorável e uma postura predatória declarada. Já o cavaleiro ali me parecia ou dissimulava bem um comportamento contido, mas de certa maneira acolhedor, de um jeito rústico.“Sobre seu interesse em um enlace matrimonial, Sor, poderia me dar um tempo para pensar?” Falei agora o fitando-o. “Sinto-me lisonjeada, mas ainda assim gostaria de avaliar o que meu coração diz. Se puder esperar uma resposta minha, agradeço. Se não puder, também compreenderei.”

    Sou menor que ele, me dou conta disso ao olhá-lo novamente. Ergo o queixo delicadamente para encará-lo. “Quando o evento acabar, regressarei a Bosquedouro. Certamente voltarei com minha tia/prima Lady Rhonda Hightower. Ao chegar em meu lar, prometo-lhe escrever com minha resposta. Mas como disse, se não puder e nem quiser esperar, entenderei.” Minha voz tinha um timbre honesto, fácil de detectar.

    Foi o melhor que podia fazer, meu coração parecia que iria sair pela boca, a raposa soava em meu pensamento de uma maneira agridoce agora. “Se me der licença…” Curvei levemente minha cabeça, me retirando apenas quando ele desse sua resposta. Então, aproveitaria para me afastar da dança, misturar-me com a festa e encontrar uma abertura de ar.


    Precisava de um tempo para mim, longe de interesses românticos, sejam eles quais fossem. Uma grande janela que permitia o ar noturno inundar o ambiente, fechei os olhos por uns segundos. O olhar da raposa era cheio de uma piedade e aquilo de algum modo me incomodou. Como se fosse incapaz de atrair um outro Sor ou ele achasse que estava sofrendo por estar ali. Sim, havia desconforto, mas não era insuportável, sei bem o que meu corpo sentiu com ele na tenda, sei muito bem o que meu coração sente, mas ao mesmo tempo preciso pensar na minha família, na minha reputação e especialmente no tipo de marido que quero ter ao meu lado. Sei que minha raposa me encantou com a maneira que falou sobre a fortaleza de águas claras, a maneira que falou de seu povo enquanto Dickon era um livro novo diante de mim. Anya me aconselhou a ficar atenta e não perder a chance de encontrar um bom par, minha tia-prima também me orientará e meu irmão mais velho fizera o mesmo. Suspirei pensativa, no fim das contas o baile se revelará como uma chance de obter enlaces que agregariam aos Rowans, mas e meu coração que veredito daria?


    Me apoio em um canto qualquer, como uma criança que espera os pais. Meus olhos lavanda observam o vai e vem de pessoas. Uma linda violinista se apresenta, os cabelos brancos como os meus. Imagino se seus olhos têm a mesma semelhança com os meus. Deixo-me levar pela apresentação dela; é muito bonita e sinto uma ponta de inveja. Quando ela acaba, aplaudo. Ela deve ser uma trovadora, uma alma livre e longe de convenções sociais ou limites de comportamento feminino.


    Mordo meu lábio inferior ao vê-la se misturar com a multidão e depois baixo meus olhos, olhando a mancha de vinho em meu vestido. Aquilo certamente daria um trabalho imenso para sair, e isso se saísse. Desejei estar em meu quarto em Bosquedouro, esperar o amanhecer e sentir o cheiro das flores impregnando tudo. Queria nadar no lago e me deixar afundar. Por que me sentia tão confusa? A raposa tinha enraizado-se em meu coração, mas ao mesmo tempo não podia continuar apenas suspirando por ele, tomando atitudes que poderiam manchar minha imagem enquanto ele se mantinha cercado por uma redoma invisível. O que, de fato, ele quer comigo? Meu dote? Quem sabe tivesse me instigado a cair de paixão por ele desde o primeiro momento e, por minha própria estupidez romântica, acreditei nele sem hesitar. Implorava à Donzela um sinal, uma luz qualquer que me ajudasse. "Oh, boa Donzela, onde foi que me meti? Me ajude, por favor, antes que cometa um erro do qual possa me arrepender."


    [/justify]Falas
    Pensamentos/PJs/NPCs




    Deu um trabalho enorme HAHA! Quero XP pelo tamanho empenho HUAUHAUH, mas tentei montar todo o visual seguindo as cores das casas, até porque é o evento social do ano.:



    Emme
    [/quote]
    Alexyus
    Semi-Deus
    Alexyus
    Semi-Deus

    Mensagens : 5166
    Reputação : 379
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    1º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh43.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f51/19/64/68/80/dourad10.png
    • https://i.servimg.com/u/f51/19/64/68/80/bronze13.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh40.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh20.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh18.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh39.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh45.png

    O Baile da Rainha - Página 3 Empty Re: O Baile da Rainha

    Mensagem por Alexyus Sex Abr 12, 2024 10:28 am




    GYLEN SNOW

    Gylen conduziu habilmente Inês para fora do círculo de dança sem chamar atenção, com a dama ainda em seus braços.

    Cada palavra de Snow parecia provocar um profundo efeito na senhorita Dannett, e as expressões do rosto dela mostravam algo entre preocupação e conflito.

    "Não, não é por isso que te desviei caminho do saltarello. Não importa do que lhe chamem, eu conversei com você antes, te vi e ouvi e não acredito que no teatro que o senhor Lugus criou. " Ele balança a cabeça em negação e fixa os olhos nela. " Não consigo te encaixar nisso tudo. A sombra observando o momento de sofrimento do irmão, você viu quando trouxemos ajuda do nosso melhor meister. Claro, eu entendo como isso pode parecer o oposto se visto do ângulo certo com veneno o bastante. " Ele move os pés com cuidado da mesma maneira que escolhe as palavras.

    As palavras saíam dos belos lábios de Inês com dificuldade, como se arrancadas logo após nascerem:
    O Baile da Rainha - Página 3 Iris10
    - Eu... não acho que vocês realmente quiseram matar Adham... O veneno... não parece coisa que vocês usariam... Mas Orten... isso é, Orten Lugus... ele insiste tanto nessa ideia... Não sei se posso confiar nele... Mas em quem eu poderia confiar...?

    "Ainda assim... Quem é você? A dama que fugiu de um casamento chato? De um noivo cruel? De uma família rígida? Eu vi uma mulher encantadora e hábil que sabe como é ser olhada como algo quebrado." Gylen sabia que faltavam muitas peças no quebra cabeças que era a pessoa na sua frente, mas sabia que ela entendia o que ele via nós olhos dos nobres. "O que eu tenho refletido nos meus olhos? Uma serpente radiante e cruel que vai destruir duas famílias para conseguir o que quer? Eu posso estar sendo ingênuo, mas quando tento fazer encaixar você e os Lugus algo sempre falha. Você não é a aranha que mata os maridos e noivos com veneno, não é. Não é o sorriso falso que atrai e apunha-la pelas costas, é?
    O Baile da Rainha - Página 3 Iris10
    - Eu não sei, Gylen! Não sei o que eu sou nem o que eu quero! Eu não queria me casar e fugi, mas fui aprisionada por bandidos que me abusaram o quanto quiseram e depois me venderam para o dono do bordel! Eu posso fingir que ainda sou encantadora e hábil e todas essas coisas que se esperam de uma donzela nobre, mas as coisas que eu vi e fiz... Eu nunca vou conseguir esquecer... E não sei como meu pai vai reagir quando eu voltar... Mas agora com Adham naquele estado... Eu não posso deixar de voltar... Mesmo sem saber o que me espera...

    "Me deixe falar um momento com quem você é, não somos inimigos, não atacamos o seu povo ou sua família. Não queremos suas terras. Podemos proteger você, só precisa dizer e podemos proteger seu irmão também. " Ele quase disse que a levaria para casa. "Podemos convencer seu pai a mudar o seu futuro te dar um caminho que você escolha."
    O Baile da Rainha - Página 3 Iris10
    - Você faria isso, Gylen? Você e seu poderoso pai Felinight poderiam me proteger? Seria maravilhoso, não...? Mas a parte mais difícil de tudo isso seria convencer o meu pai... Eu vou voltar ao Norte com a commitiva que Adham trouxe, com o meistre Ferris e os outros... Teremos que ir a Winterfell para discutir com Lorde Stark as coisas que o rei ordenou... Eu não sei o que vocês podem fazer ou o que vai acontecer... Mas estou cansada de intrigas e de ver inimigos por toda parte... Eu só quero levar meu irmão doente de volta ao meu pai antes que o velho morra... E rezo aos Sete que não seja minha culpa...


    ASDULFOR

    "Com certeza, Milorde! Estarei encantado em me juntar a vocês. No entanto, devo confessar que dançar não é exatamente meu forte. Infelizmente, a idade parece ter tirado um pouco dessa habilidade de mim, e mesmo que ainda fosse capaz, certamente não seria bem visto pelos membros da Citadela, especialmente o respeitável Grande Meistre Pycelle."

    Terminando sua fala com uma expressão mais cordial do que o habitual, Asdulfor puxa uma cadeira para se acomodar, atento às nuances da atmosfera ao redor.

    "Noto que, ao chegar aqui, Milorde parecia um tanto quanto abatido. A festa não está de acordo com suas expectativas?"

    Henry Allafante suspirou e deu de ombros antes de responder com um sorriso:
    O Baile da Rainha - Página 3 Ae536210
    - Em geral, não gosto de festas, muito menos as que se esperam que eu dance. Prefiro livros, números e negociações lucrativas. Onde os outros vêem aborrecimentos, eu vejo a matéria fundamental que permite gerar ouro para plantações, castelos, guerras, e até mesmo para festanças frívolas como essa. Acho que concorda comigo nisso, não, meistre Asdulfor?

    Depois de um tempo em silêncio, o banqueiro perguntou:
    O Baile da Rainha - Página 3 Ae536210
    - Ouvi que parte da comitiva Felinight vai regressar ao Norte de barco. Pensei em ir junto, Inês e eu. Prefiro enfrentar alguns dias de viagem marítima do que semanas de viagem a cavalo. Mas isso é natural para um braavosi. E você, meistre Asdulfor? O que fará a partir de amanhã?


    MAEHRA

    - Miladies... - Disse, tentei soar com clareza em meio ao burburinho do salão. - Vocês já ouviram a lenda do Dragão de Valyria?

    No centro do salão, sob os brilhos cintilantes dos candelabros, a violinista Maehra Istven começou a contar uma lenda que parecia transportar todos para tempos antigos. As donzelas se encontravam imersas em sua narrativa, enquanto Maehra começava a contar a lenda do Dragão de Valyria.

    Ela descreveu a grandeza perdida da antiga cidade de Valyria, outrora o coração de um vasto império. Com sua voz melodiosa, ela pintou imagens vívidas dos dragões que voavam pelos céus, dos valentes cavaleiros e das intrincadas tramas políticas que moldaram o destino do reino. Tudo inventado, é claro, já que Maehra não fazia ideia de como teria sido a verdadeira Valyria.

    À medida que a história se desenrolava, as donzelas se encontravam cativadas, suas mentes se perdendo nas histórias de tempos passados. Maehra descreveu a ascensão do grande dragão, um ser de fogo e fúria que desafiava os deuses e a própria natureza.

    Enquanto suas palavras fluíam naturalmente, os espectadores podiam quase sentir o calor das chamas e o rugido ensurdecedor do dragão. A lenda ganhou vida diante de seus olhos, transportando-os para um mundo de magia e maravilhas.

    Quando Maehra finalmente concluiu sua história, o silêncio pairou por um momento, antes de ser quebrado pelo aplauso entusiástico das donzelas. E assim, o baile da rainha Cersei continuou, embalado pela música e pelas histórias que ecoavam no salão.

    Aproveitando a distração, me aproximaria discretamente e viraria para Renly e, com um sorriso encantador, estenderia minha mão para ele. - Lorde Renly, você me concederia a honra de uma dança?

    Lorde Renly Baratheon tinha terminado uma dança com uma donzela, mas já havia outra à espera dele, e Renly sorriu com seu jeito encantador, respondendo rapidamente à Maehra:
    O Baile da Rainha - Página 3 Renly-baratheon-e1459532984103
    - Ah, senhorita Maehra! Tenho algumas danças já prometidas, mas assim que terminar ficarei feliz em conduzi-la!

    Mas Maehra não deixou de perceber que havia mais de uma dezena de damas à espera da mesma oportunidade... 


    INÊS
    O Baile da Rainha - Página 3 Dgbwar0-468e07e6-7942-49a8-b698-a0cd903ab618.png?token=eyJ0eXAiOiJKV1QiLCJhbGciOiJIUzI1NiJ9.eyJzdWIiOiJ1cm46YXBwOjdlMGQxODg5ODIyNjQzNzNhNWYwZDQxNWVhMGQyNmUwIiwiaXNzIjoidXJuOmFwcDo3ZTBkMTg4OTgyMjY0MzczYTVmMGQ0MTVlYTBkMjZlMCIsIm9iaiI6W1t7InBhdGgiOiJcL2ZcLzY3OGY4ZGNlLTJlNGItNDk1OS1hZjExLTE0M2M0ZDFiN2MwMlwvZGdid2FyMC00NjhlMDdlNi03OTQyLTQ5YTgtYjY5OC1hMGNkOTAzYWI2MTgucG5nIn1dXSwiYXVkIjpbInVybjpzZXJ2aWNlOmZpbGUuZG93bmxvYWQiXX0
    "Arthur, algo o perturbou?" Perguntei, tomando outro gole antes de encará-lo com um olhar inquisitivo. "Será ciúmes de Esdres?" Com uma sobrancelha arqueada, minha incredulidade era palpável. "Querido, não há ninguém mais em meu campo de visão além de você. Espero que, depois deste evento, possamos definir uma data para nosso casamento."

    Arthur tentava aparentar descontração, mas Inês já o conhecia bem o suficiente para perceber as reais emoções do primogênito Felinight.
    O Baile da Rainha - Página 3 5580c210
    - Quanto antes, melhor, minha querida! Vamos levar cerca de dois meses para voltar ao Castelo dos Sussurros, e daí podemos começar a enviar os convites para as famílias do Norte comparecerem. Deverá haver um torneio, é claro, para comemorar nosso casamento. Digamos, daqui a seis meses?

    Com um sorriso, mordi meu lábio inferior. Ah, Arthur, não se preocupe com Esdres. Ele não é páreo para você. Você é o homem da minha vida, o único que eu quero ao meu lado."
    O Baile da Rainha - Página 3 5580c210
    - Eu só deixarei de me preocupar com outros homens quando você estiver ao meu lado, Inês! E talvez nem assim... 


    ESDRES

    Enquanto Esdres estava concentrado nos comes e bebes, Lu Mei apareceu ao lado dele, sem que ele soubesse de onde ela tinha surgido ou quando tinha se aproximado dele.
    O Baile da Rainha - Página 3 Menina10
    - Esdres, seu pai e sua mãe estão ocupados, mas me mandaram ficar de olho em você, e exigiram que você se comportasse durante todo o baile..

    Após um momento tenso de silêncio, Lu Mei sorriu.

    Estava zoando Esdres.

    Até ela.


    ALDOS

    - Já planejava esse pedido ou foi uma eventualidade Lady Aveline? Onde esteve durante o torneio?

    Aveline sorriu travessa:
    O Baile da Rainha - Página 3 Images?q=tbn:ANd9GcT1YbdhppcimsmlzGDMEsyiTARLTfqOMJcftqlPt2skdw&s
    - O torneio não me interessou muito, Aldos, eram só homens homens enlatados. Eu prefiro como o você está agora, lindo e bem vestido...

    - Lady Aveline, infelizmente vou ter que interromper nossa boa conversa. Como disse, estava a esperar outra Lady, que acabou de chegar. Como percebeu, sou um homem de palavra e tenho que cumprir o meu combinado com ela. Que os Sete nos permitem ter alguma outra ocasião para podermos conversar melhor.

    Lady Aveline fez uma expressão decepcionada, mas mesmo assim sorriu ao se afastar, dizendo:
    O Baile da Rainha - Página 3 Goodbye-Lullaby-Photoshoot-HD-OFFICIAL-avril-lavigne-19903113-441-450
    - Vou deixar você pensar melhor nas suas opções, Sor Aldos...

    - Lady Erin! Estava começando a achar que tinha mudado de ideia e não iria vir mais ao baile. Estava ansioso por sua presença! Você está radiante!

    Erin Crane sorriu.
    O Baile da Rainha - Página 3 780ee41d681ae1bc7f330ff0e029c884
    - Eu me distraí a caminho daqui, Sor Aldos. Mas espero que ainda possamos aproveitar a noite.


    BRIANA

    "Compreendo, forjados em aço, Sor"

    Dyckon sorriu, lisonjeado.
    O Baile da Rainha - Página 3 Downlo16
    - O melhor dos aços, milady!

    "Nossos pais são como uma grande tela, e às vezes somos apenas cores terciárias nela, Sor. Mas, no seu caso, sua importância se destaca por ser homem. Posso apenas imaginar o peso que carrega"
    O Baile da Rainha - Página 3 Downlo16
    - Não é um peso demasiado para mim, lady Briana, embora pudesse ser para a maioria dos homens.

    "Faria tudo para me manter segura, Sor?"

    A resposta veio rápida.
    O Baile da Rainha - Página 3 Downlo16
    - Sem a menor dúvida, milady! Em todos os séculos de história, a casa Tarly sempre manteve a Campina segura contra invasões dornesas, e eu a manteria do mesmo modo...

    "Bem… Sor, preciso me limpar...", meu sorriso deve ter soado patético, mas não me importei; ele tinha sido gentil, e como poderia ser grosseira ou indiferente? "Briana, sua grande tola covarde", esse novo pensamento me cortou enquanto eu fazia uma mesura. "Vou até minhas amigas, obrigada pela dança e por sua atenção para comigo, Sor,"

    Depois da desastrada Briana ter arruinado seu vestido com vinho e das desculpas emboladas, Dyckon ficou visivelmente confuso, balbuciando concordâncias, um pouco atordoado.

    “Sobre seu interesse em um enlace matrimonial, Sor, poderia me dar um tempo para pensar?” Falei agora o fitando-o. “Sinto-me lisonjeada, mas ainda assim gostaria de avaliar o que meu coração diz. Se puder esperar uma resposta minha, agradeço. Se não puder, também compreenderei.”

    Sou menor que ele, me dou conta disso ao olhá-lo novamente. Ergo o queixo delicadamente para encará-lo. “Quando o evento acabar, regressarei a Bosquedouro. Certamente voltarei com minha tia/prima Lady Rhonda Hightower. Ao chegar em meu lar, prometo-lhe escrever com minha resposta. Mas como disse, se não puder e nem quiser esperar, entenderei.”

    Dyckon fez uma reverência respeitosa, respondendo:
    O Baile da Rainha - Página 3 Downlo16
    - Aguardarei ansiosamente, milady. Se puder me receber em Bosquedouro para conversarmos novamente, seria esplêndido!

    Ele ficou observando enquanto Briana se afastava.

    Moira e Anya estavam ocupadas dançando e não viram o estado deplorável que o belo vestido de Briana ficara após a mancha de vinho.

    Depois que ela terminou de ouvir a história da violinista, um servo carregando uma bandeja entregou-lhe um bilhete.


    "Mesmo com seu vestido manchado, você ainda é a mais bela mulher em todo o salão. 

                                                                                                                                             Alekyne."
    Conteúdo patrocinado


    O Baile da Rainha - Página 3 Empty Re: O Baile da Rainha

    Mensagem por Conteúdo patrocinado

      Tópicos semelhantes

      -

      Data/hora atual: Dom Abr 14, 2024 10:59 pm