Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).

Links úteis Anúncios Redes Sociais
31/03 - Novo quadro de anúncios.
31/03 - Mesas com mais de 2 meses SEM postagens serão automaticamente arquivadas.

ATUALIZAÇÃO DO MÊS DE MAIO
Mesas que forem abertas para serem jogadas em outras plataformas
serão excluídas do fórum.

ATUALIZAÇÃO DO MÊS DE JUNHO
A partir de agora somente mestres com mesas ativas no fórum terão o nick laranja
para ficar mais fácil a distinção. Fiquem atentos que em breve teremos
um novo modelo de pedido de mesa!




 

    Chloe Moore

    thendara_selune
    Adepto da Virtualidade
    thendara_selune
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1988
    Reputação : 82

    Chloe  Moore - Página 15 Empty Re: Chloe Moore

    Mensagem por thendara_selune Qui Set 08, 2022 11:31 pm



    🌙🌙🌙



    Chloe ao abrir os olhos mostrou um sorriso. — Ora, ora milorde é muito gentil. Tão prestativo com essa pobre dama. - Ela soltou uma risada baixa enquanto ele tira as mechas. A ruiva poderia viver uma ilusão assim, sem lobos, sem sobrenatural só pessoas comuns vivendo uma vida breve como um sopro. Ela o abraçou por alguns segundos quando ele a beijou daquele jeito. Depois sussurrou sentindo o rosto ficar quente. — Eu queria sentir tudo, desde que pudesse sentir com você, - Ela disse com os olhos presos nele. — todos esses meses, pensei em você e seja lá o feitiço que esse sorriso tem é impossível resistir. - A gibosa não se afasta nem um centímetro enquanto dizia aquilo. Após sentir o afago, Chloe então desgruda de William com esforço para se trocar.  Não esperava nada dele e nem iria esconder o que sentia. A cruzada dava a ela pouco tempo para falar ou expressar o que sentia. Ainda tinha aquela dose de realidade além da porta, além do lar da parteira vestida de estrelas. Ela deslizou as mãos pelo cabelo afastando as nuvens cinzas que queriam ocupar sua mente. Devia parecer uma juba, mas pouco importava isso, ela arrumou da melhor maneira que podia em coque fofinho. Ao pensar em seus filhos tinha vontade de abraçá-los, mas por agora estava grata por tudo que Melusine e Kate fariam por eles. — Quero me despedir deles.- Quando acaba de se arrumar ela espera o irraka.  Cada linha de expressão da ruiva ainda está presa ao magnetismo dele. Quando saem dali ela caminha sentindo-se inquieta, mas era pelo fato de ter que deixá-los ali naquele ventre de pedra. Não escutariam sua voz e nem compartilhariam de suas emoções. Dessa vez ela consegue chegar perto o suficiente para vê-los. Imaginou se eles sabiam a verdade que ela escondia com algum remorso. — Falta algum tempo para estarem em meus braços, mas seja como for vocês têm pessoas que os amam aqui fora.- A voz cheia de emoção. Chloe se sentia incompleta, o ventre sem eles e deixá-los ali parecia cruel, mas era seu jeito de demonstrar o quanto os amava. Lembrou de Aidan e que sentia falta das mãozinhas dele puxando seu cabelo. Podia não ser digna do amor de nenhum dos três, mas ainda assim queria fazer o que pudesse para que um dia eles entendessem o quanto ela os ama.




    Deu vontade de colocar musiquinha  Cool




    Chloe Moore
    -Essência: 7/10
    -Dano: 0/7











    Wordspinner
    Sacerdote de Cthulhu
    Wordspinner
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2816
    Reputação : 146

    Chloe  Moore - Página 15 Empty Re: Chloe Moore

    Mensagem por Wordspinner Seg Out 31, 2022 6:54 am

    Chloe: — todos esses meses, pensei em você e seja lá o feitiço que esse sorriso tem é impossível resistir.

    "É uma verdade fácil, o sorriso." Ele assiste enquanto ela se arruma e murmura, talvez sem pensar, uma música lenta e triste.

    Chloe: Quero me despedir deles.-

    O irraka confirma com a cabeça como se ela tivesse dito exatamente as linhas que esperava.

    Chloe: Falta algum tempo para estarem em meus braços, mas seja como for vocês têm pessoas que os amam aqui fora.-

    "É hora." A voz vem bem de perto. "Temos um compromisso inadiável." Ele sorri cheio de humor. "Eles vão ficar bem. Seguros e entediados aqui." A mão segura a dela por um breve momento.
    thendara_selune
    Adepto da Virtualidade
    thendara_selune
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1988
    Reputação : 82

    Chloe  Moore - Página 15 Empty Re: Chloe Moore

    Mensagem por thendara_selune Seg Out 31, 2022 8:02 pm






    ☾✩☽


    "É uma verdade fácil, o sorriso." Ele assiste enquanto ela se arruma e murmura, talvez sem pensar, uma música lenta e triste.

    — Oh, mas você é inegavelmente cheio de si!- Os lábios esboçaram um sorriso bem humorado que acompanhou o jeito que ela olhou o lua nova.


    ☾✩☽

    "É hora." A voz vem bem de perto. "Temos um compromisso inadiável." Ele sorri cheio de humor. "Eles vão ficar bem. Seguros e entediados aqui." A mão segura a dela por um breve momento.


    Nenhuma mãe que realmente queira um filho nos braços deveria passar por algo assim, mas Chloe escolheu o caminho que achou correto para eles. —  Prefiro que fiquem entediados…- O breve toque da mão dele aquecia o coração da ruiva. — Compromisso esse que tenho aguardado há meses.- Chloe tinha esperanças de ver o pai de novo, de falar com ele, embora pudesse quase adivinhar que o cenário de violência na cruzada a empurraria para situações que ainda não estava preparada para lidar ou sentir. Torcia que Ian tivesse desistido dela, quem sabe pudesse convencê-lo a mudar de lado e isso deixou o semblante da gibosa carregado enquanto iam embora. Muito para fazer ou pelo menos arriscar em prol da vontade pessoal em fazer o certo.

    Obg pelo post I love you Cool






    Wordspinner
    Sacerdote de Cthulhu
    Wordspinner
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2816
    Reputação : 146

    Chloe  Moore - Página 15 Empty Re: Chloe Moore

    Mensagem por Wordspinner Ter Nov 22, 2022 8:53 pm

    O primeiro avião decola, rapidamente transformando os prédios e ruas em miniaturas. Chloe não sabe dizer quando aquela cidade mudou. Quando as ruas correram para outras paisagens. Nem como ela vai o céu noturno no começo da manhã.

    Luzes formavam linhas multicoloridas que fluíam entre os prédios como a água fluía ao redor das pedras de um rio. No céu negro e sem estrelas a lua brilhava pálida. O vento uivava ao redor da Cahalith como lobos cantando.

    Lá de cima ela olhava o mundo menor e menor. Ela via três lobos enormes expondo os dentes. Na frente deles uma sombra impenetrável avançava sobre o globo azul onde as luzes corriam. A Cahalith se sentia equilibrada em uma navalha e as sombras a puxavam.

    No fundo da sua mente ela ouvia repetidas vezes que o rei devia morrer. Sentia a força que precisava para isso, mas sem alvos. Olhava as sombras e não o via. Ouvia o vento uivando, creptando como fogo, ardendo dourado a sua volta. Sussurando.

    Quando ela acorda se sente "tão cega quanto a lua..."



    Off: eu poderia colocar esse aqui depois. Mas acho que o tempo dentro e fora do fórum é melhor aqui.
    thendara_selune
    Adepto da Virtualidade
    thendara_selune
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1988
    Reputação : 82

    Chloe  Moore - Página 15 Empty Re: Chloe Moore

    Mensagem por thendara_selune Sex Nov 25, 2022 10:21 am






    ☾✩☽


    Chloe nunca sonhou nada assim e empertigou-se toda no assento. “É só um sonho? Tem mais, sei que tem mais… Um rei que deve morrer e qual o meu papel nisso?!” O pensamento ficou ali martelando enquanto os olhos vagueiam buscando algo que pudesse lhe ferir, mas não havia nada além do medo que se esgueirou para dentro de seu coração com uma boa dose de aflição, pois sabia que a lua sussurrava segredos nos sonhos para alguns que nasceram com seu augúrio. Lembrou de Franco, seria bom ter mais um gibosa com quem conversar e entender seu papel naquele mundo. Queria um professor(A)? Não, queria alguém que pudesse lhe orientar, mas sem entrelinhas ou meias verdades. Chloe tinha uma alcateia, mas, ao mesmo tempo, sentia que deveria cada vez mais cuidar de si própria e aprender tudo que pudesse ser útil para seus iguais. Com algum esforço ela aquietou-se, sentindo-se afundar no assento e com a certeza que algo maior estava para acontecer.




    OFF: @Wordspinner OBG pela postagem e desculpa a quantidade de coisa que quero saber haha mas se for possível me diga pq quero rolar dados caso possa e tentar planejar oq rola antes da cruzada.


    -Pesquisar mapas da cidade e rede de esgotos onde eles dão ou se são acessíveis.

    (Aí ela marcaria cada ponto de policia, bombeiro e hospital e acho que dá pra fazer rolando dados que daria a personagem uma margem de acerto sobre riscos possíveis. Caso você permita me diz quais dados que ela que rolar pra levar ao Nestor um mapa com detalhes importantes que talvez nem todo mundo se ligou, quem sabe alterações em rotas de saída, pontos de ronda da polícia que ela achou através de pesquisas no Instagram da policia, supondo que muitas vezes algumas ações são divulgadas assim, crimes estranhos que rolaram e tudo mais que os dados permitirem ou que você como narrador acha plausível. Sabe aquela apresentação bem organizadinha com prós e contras? É isso que ela faria levando em conta uma ação de entrada na cidade e saída de urgência, bem como pontos comerciais recentemente adquiridos que possam ser usados como base dos puros, porém isso seria algo que ela faria teorizando por exemplo “ tal prédio fica em tal rua próxima a delegacia e foi recentemente comprado por fulano de tal ou simplesmente foi comprado, mas está fechado ou em uso ou uma movimentação de compra de fazenda tal, temos que averiguar de alguma maneira e indicaria o uso de drones para mapeamento. Tem coisas sobre como manter os parentes seguros também, mas aí quando rolar esse papo ela vai dizer. Basicamente ela vai tentar mostrar que pode ser útil hahaha mesmo levando uma bronca potente tongue  Twisted Evil  Cool  Shocked )

    -Ir no Nestor e levar uma bronca.( Quem sabe se ele for acessível saber mais sobre a visão dele sobre o que ser um cahalith.)

    -Ir na Dione porque Asia deu o endereço.

    -Preparar kits médicos tb é uma boa e a ruiva vai correr contra o tempo pra executar as coisas que forem possíveis.

    -Se o primo aparecer no solo ela vai conversar com ele e depois a gente acerta como a informação é repassada para alcateia porque vai depender do ritmo de postagem dos demais.














    Wordspinner
    Sacerdote de Cthulhu
    Wordspinner
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2816
    Reputação : 146

    Chloe  Moore - Página 15 Empty Re: Chloe Moore

    Mensagem por Wordspinner Seg Nov 28, 2022 8:53 pm

    Pesquisar mapas da cidade e rede de esgotos onde eles dão ou se são acessíveis.

    Mapa das ruas é moleza, todo o resto é mais difícil, especialmente se tentado por acesso remoto. Já que estão em Dover e os puros em sparhall.

    A coisa sobre mapear a cidade de uma forma orientada ao objetivo é exatamente o que ele botou o Connor pra fazer. Não só ele, mas ele principalmente, pra mapear e pentelhar os puros. Tem uma sincronia de ação aí, só que em on eu não acho que a Chloe vai ter tempo antes de encontrar com o Nestor que já convocou ela pra depois do almoço através do Connor.

    -Ir no Nestor e levar uma bronca.( Quem sabe se ele for acessível saber mais sobre a visão dele sobre o que ser um cahalith.)

    Connor deve te levar lá

    Dione pode ser direto depois do Nestor se quiser.

    Kit médico se ela tirar muito da clínica deixa ela desabastecida. Claro que ela pode fazer que nem o Axel e comprometer a grana toda em algo assim. É ter até morfina e lençóis brancos.

    O primo vai ser apresentado pra alcateia como preferir e pode ser incluído no solo a hora quiser. Com o fim no aeroporto está livre.



    thendara_selune
    Adepto da Virtualidade
    thendara_selune
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1988
    Reputação : 82

    Chloe  Moore - Página 15 Empty Re: Chloe Moore

    Mensagem por thendara_selune Seg Nov 28, 2022 10:54 pm

    Por mim aqui o solo segue com um papo com o primo, Dione faço após a bronca do Nestor se der tempo e o que ela poderia oferecer é ajuda com mantimentos médicos para quem vai ficar ter uma base de como cuidar do povo caso alguém venha se ferir.
    thendara_selune
    Adepto da Virtualidade
    thendara_selune
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1988
    Reputação : 82

    Chloe  Moore - Página 15 Empty Re: Chloe Moore

    Mensagem por thendara_selune Qui Dez 01, 2022 11:39 pm

    Na casa dos Algozes

    Voltar para Dover mexia com ela de muitas maneiras. Era sufocante, mas, ao mesmo tempo, libertador, por mais ingênuo que fosse, a gibosa queria acreditar que poderia considerar aquele lugar sua casa. A presença do primo a fazia recordar da família como se uma chama ardente  a queimasse de dentro para fora. Chloe deixou Malcom no apartamento, dizendo que precisava fazer algo antes de conversarem, os dois tinham crescido juntos e não havia cerimônias entre eles.

    Ao ir até à casa dos Algozes ela falou com todos, resumindo ao máximo o que tinha acontecido com seus bebês e prometendo que daria mais detalhes depois. Abraçou Aidan, aquelas mãozinhas e bochechas fofas a fizeram dar um sorriso iluminado. O tanto que ela agradeceu a Dulce não era suficiente, mas mesmo assim abraçou a mulher com carinho e até mesmo Sílvia com aquele jeito durão fez a ruiva sentir vontade de apertá-la. Talvez fosse o fato de ir para a cruzada que fazia cada vez mais a ruiva baixar a guarda e pensar que deveria expressar o que sentia abertamente com eles que ficam no meio daquele caos todo.

    A  pequena irraka que sempre se mantém dentro de uma cúpula de vidro, a ruiva chegou a trocar algumas palavras. — Antes da cruzada queria que você fosse até meu apartamento.- O tom dela é amigável e tinha aprendido que a menina, apesar de poder virar um monstro, ainda assim era uma garotinha usando aquelas roupas surradas. — Adoraria que você fosse até lá   Skye a gente precisa ter nossa estratégia também.- Os lábios delas se curvam em um sorriso, era o instinto maternal dela que aflorava cada vez mais e  a fazia querer que lua nova permitisse uma aproximação.

    (off: Quero rolar alguns dados aqui pra tentar fazer a pequena irrakinha baixar um pouco a guarda e quem sabe aceitar ir no apartamento da Chloe antes da  cruzada.)



    No apartamento



    Ela entra com Aidan nos braços e o cheiro da criança reaviva memórias olfativas da época em que ela ainda era uma estudante, acompanhando partos, aulas de amamentação e bebezinhos  chorões a olhando como se vissem uma figura assustadora. "Síndrome do jaleco branco, todos os profissionais de saúde vivenciam isso e as crianças muitas vezes são as mais afetadas.” Uma professora grávida dizia isso enquanto mostrava como lidar com crianças, entre caretas, voizinhas engraçadas e teatro lúdico. A ruiva gostava daquilo, era parte daquele momento do dia que não precisava lembrar ser uma Moore ou que o mundo era mais que aquele teatrinho com fantoches falando sobre alimentação saudável.

    Então lembrou de Malcom dando guloseimas pra ela e pra outros primos menores. Da maneira que ele contava uma história, do jeito que fazia tudo parecer tão real e mágico.
    E agora lá estava o primo, um fugitivo assim como Chloe. A ruiva pedia ajuda com as bolsas de Aidan e movia-se com agilidade natural que algumas mulheres demonstram quando tem filhos. O puxão do pequeno em seu cabelo a fez fazer uma careta engraçada, ela então deu um banho nele, deixando o primo descansar nesse meio tempo e agradecia o fato de ter leite a oferecer.  Estava vertendo leite e logo tratou de ir pro quarto alimentar o comilão, era estranho, havia uma vibração percorrendo o corpo dela, o som dele causava emoções novas, o cheiro parecia ser um código secreto que o olfato da gibosa decifrava com facilidade, seus sentidos descortinam um novo mundo e isso a fez ficar com medo. “ E se acabar perdendo o controle? Se machucar ele e tudo acontecer daquele jeito…Connor tem razão, mas eu posso ao menos tentar encontrar um meio para brincar de casinha sem ferir ninguém!?”  Depois que ele mama, Chloe o coloca na posição certa para arrotar, o sono magicamente vai pegando Aidan e isso daria a ruiva algumas horas de silêncio. Aquela altura ele tinha quase oito meses. (Estou supondo que passou isso dentro de jogo e bebês depois dos seis meses no geral tem uma rotina melhorzinha de sono. Chloe vem cuidando dele nesses meses e deve ter conseguindo manter alguma rotina haha)

    O menino dorme, era a vez dela respirar fundo, um banho rápido e uma roupa confortável e só depois ela ia até o primo. A ruiva prepara um chá de ervas, com algumas gotas de mel, biscoitos para acompanhar e sanduíches. Ela bate na porta e espera antes de entrar. Quando seu olhar encontra o de Malcom a voz dela fluía como se fosse um timbre nostálgico. — Que tal um lanche?- ela diz mantendo-se calma. — Então gostou do quarto?- A ruiva usa a voz doce e morna que o primo já conhecia. O jeito dela tem algo de acolhedor e relaxante quando coloca a bandejinha a disposição dele. — Não são iguais aos de casa, mas são gostosos. - Ela bebe um pequeno gole de chá e mordisca um sanduíche. —  Me conta como você tá… O que aconteceu Malcon?- O primo praticamente podia ouvir os pensamentos dela de tão direta que a ruiva estava sendo, coisa que meses atrás ela não seria. A prima era tímida, contida e discreta demais para ser invasiva com alguém. —  Mas pode ser no seu tempo também…- Ela então senta em uma poltrona dando a ele espaço de novo.
    Obg pela postagem cheers
    Wordspinner
    Sacerdote de Cthulhu
    Wordspinner
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2816
    Reputação : 146

    Chloe  Moore - Página 15 Empty Re: Chloe Moore

    Mensagem por Wordspinner Sab Dez 03, 2022 1:41 am

    Dulce estava claramente cansada. Obviamente sobrecarregada com tantas crianças. Especialmente com a que tinha um amigo imaginário. Ela comenta de novo que as crianças de Sam não faziam barulho nenhum por um bom tempo só pra chorar sem razão por horas.

    Mas qualquer reclamaçãoera abafada pelos barulhos felizes que o bebê fazia no seu colo. As mãozinhas apertando e procurando nela. O cheiro doce e calmante.

    Já não tinha tanta doçura e nem tanto tato. "Eu tenho missões." Ela diz séria como a morte. Os olhinhos curiosos e surpreendentemente frios afundando na Cahalith.

    "Você tem que pegar as suas. Depois eu penso." As últimas palavras ditas correndo. Tentando talvez poupar a ruiva antes de fugir de qualquer diálogo com passos mais do que apressados.

    --

    Malcon anda devagar pelo lugar, sempre esperando alguma coisa. Nunca realmente relaxando. Nunca abaixando a guarda.

    "Meu disfarce não ficou muito bom." Esfregando as sobrancelhas. Um suspiro. "Tanta coisa. Tanto tempo. Ainda assim conseguiu mandar seu agente atrapalhado pra me achar lá dentro."

    Ele olha para o chá mas não parece disposto a se mover. " Eu tentei te esconder. Juro que tentei." Ele passa a mão na cabeça. Segura o sanduíche, mas não morde.

    A mão aperta o pão bem devagar. Sempre mais. "Gosto de pensar que enganei..." ele olha o pão amassado, recheio vazando entre os dedos. "Eu só. Senti os olhos em mim Chloe. Eles sabiam. Estavam esperando. Observando. Eu quase casei. Uma coroa perdeu o marido e eu era o substituto. Ela nem quis me olhar, só marcou uma data." Um suspiro longo. Ele olha pro teto. "Não é que... Eu entendo isso. Aceito isso. Mas era tudo tão errado, iam me mandar para longe. Tirar o meu trabalho, eu já tinha contribuido o bastante e precisava descansar. Eu não era mais uma pessoa..." Ele não para de falar. As palavras fecham sua gartanta que se abre em um soluço dolorido. "Eu fugi." Os olhos molhados e vermelhos. "Eu não sabia pra onde ir. Não tinha nenhum lugar... me desculpa." As mãos largam o sanduiche e ele se levanta respirando fundo. Se enchendo de ar de novo e de novo. "Eu... Você é a única aqui..." Ele abre os braços como se pudesse mostrar algo, os olhos procurando, a boca tentando por em palavras. Ele afunda em si mesmo.

    Desmorona de uma vez e cai na cadeira. Os olhos no chão. O rosto lutando contra as lágrimas.
    thendara_selune
    Adepto da Virtualidade
    thendara_selune
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1988
    Reputação : 82

    Chloe  Moore - Página 15 Empty Re: Chloe Moore

    Mensagem por thendara_selune Ontem à(s) 1:21 am






    ☾✩☽


    Na casa dos Algozes




    — Talvez precisem ser examinadas, mas melhor perguntar aos pais o que acham…- O olhar de Chloe fica ali encarando Dulce. — Você precisa de um tempo, todos nós precisamos.-
    CHLOE EXAMINARIA AS CRIANÇAS DA SAM:
    Havia calma na voz de Chloe, isso ela aprendeu na profissão, não transparecer quando que o pior estava acontecendo e não é  um bom momento pra dizer o quanto tudo está terrivelmente perigoso. — Prometo que quando essa tempestade passar cuido dos meninos,- A voz dela soou animada. — a gente arruma um meio de aliviar as coisas, uma mente cansada não é o que procuramos ou devemos nos acostumar a ter Dulce. Como vão às coisas? Precisando de alguma coisa que eu possa ajudar?- O tom dela era compreensivo. Já tinha dito antes que os sangues do lobo precisavam ter seus momentos, sua paz e tranquilidade. Respeitar os limites deles é importante, mas com os puros mordendo os calcanhares de todos era complicadíssimo dar esse espaço pra eles agora. A ruiva suspirou sentindo Aidan pertinho, aquilo é um bálsamo em meio à selvageria e a gibosa apreciava muito. — Nós vamos ter um momento divertido juntos, as coisas vão fluir, as crianças precisam gastar energia e nós também.- Encerrou ali suas palavras cheias de possibilidade futuras, mas não podia dar certeza que realmente iam acontecer.

    A pequena Irraka era como um soldado pronto para a guerra. “Missões?!” A uratha ali vestia uma roupa de responsabilidade que fez Chloe admirá-la e temer por ela. — Vou ficar esperando.- O tom amistoso enquanto olha a menina ir embora. Sabia que forçar a lobinha era o mesmo que pedir para afasta-lá de vez.


    ☾✩☽


    Malcom anda devagar pelo lugar, sempre esperando alguma coisa. Nunca realmente relaxando. Nunca baixando a guarda.

    "Meu disfarce não ficou muito bom." Esfregando as sobrancelhas. Um suspiro. "Tanta coisa. Tanto tempo. Ainda assim conseguiu mandar seu agente atrapalhado pra me achar lá dentro."


    Ouvia em silêncio as palavras dele. Pesadas e carregando sentimentos que ela podia beber do mesmo jeito que fazia com o chá. Malcom era destemido quando criança, arteiro e corajoso como a maioria dos garotos tentam ser. Ele cresceu e ganhou a confiança de seu pai, ele é sobrinho do velho Adam e por isso sua mãe tinha apreço por ele. Agora o ouvindo falar sentia-se culpada. As emoções dele transbordam até ela, Chloe o entendia, seu casamento no começo foi intenso, doce até certo ponto porque o marido sabia como mantê-la dócil. Tudo desmoronou em um ano, sem filhos, o ciúme excessivo dela juntando pedaços com a possessividade dele. Cedo ou tarde o lobo mostraria as garras, quando ele o fez ela se sentiu pequena, incapaz e impotente, ao mesmo tempo, parecia que tudo que Ian fazia era pelo bem de Chloe. Seu controle, a certeza que ela lhe pertencia como se fosse uma propriedade e os jogos maliciosos entres eles a mantiveram intoxicada por muito tempo. Até que, uma noite, aquela loira surgiu lhe mostrando no mapa Dover. Ela reuniu uma coragem que desconhecia ter e conseguiu fugir. As palavras do primo a fazem teorizar se ele tinha facilitado suas fuga de alguma maneira.

    Ele despenca em suas emoções. Ela o olhava nos olhos. O abraçou de maneira protetiva e deu-lhe um beijo na testa. — Vou cuidar de você do mesmo jeito que fez comigo quando criança, você pode contar comigo Malcom…- As palavras saem entrecortadas. As lágrimas molham o rosto dela, tantos sentimentos a invadindo. — Você veio ao lugar certo…- A ruiva funga tentando segurar o choro. — Vou proteger você…Eu mudei Malcom, não sou mais a mesma…- Os lábios trêmulos da ruiva não a impedem de dizer tudo que deveria. - Sou igual aos tios agora, igual ao meu pai, a Ian e os primos dele…- Era um murmúrio que vibrou no ar. — Mudei tem uns meses, nunca pensei que isso ia acontecer…Mas tudo mudou quando cheguei em Dover, minha habilidade de ver coisas voltou assim que coloquei os pés aqui, depois tudo aconteceu tão rápido…Queria ter voltado pra casa, se soubesse o que você estava passando daria um jeito…- Chloe  sente a mandíbula travar por uns segundos. — Não acredito nas mesmas coisas que as famílias acham certo, vi coisas que preferia não saber que existem, mas a maldade de nossos parentes é assustadora Malcom…-Ela sorria um pouco para ele, com uma cintilação de ironia nos olhos e um toque de amargura. — Meu bom primo, me conte tudo que aconteceu se assim quiser…- Havia hesitação, a ruiva espera ele desaguar tudo que queria para depois abraçá-lo mais forte.

    AP DA CHLOE:

    OBG pelo post  cheers






    Wordspinner
    Sacerdote de Cthulhu
    Wordspinner
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2816
    Reputação : 146

    Chloe  Moore - Página 15 Empty Re: Chloe Moore

    Mensagem por Wordspinner Ontem à(s) 10:06 pm

    Seguindo o depoimento de Dulce e uma avaliação física, nada nos bebês indica qualquer má formação ou degeneração. Porém eles mostram pouco interesse no mundo a sua volta e seus habitantes, mesmo que sejam capazes de responder a estímulos. Os pequenos parecem profundamente insatisfeitos quando não estão entediados.

    Chloe: a gente arruma um meio de aliviar as coisas, uma mente cansada não é o que procuramos ou devemos nos acostumar a ter Dulce. Como vão às coisas? Precisando de alguma coisa que eu possa ajudar?

    "Um dia de spa!" Ela ri bem humorada. "Outra babá também ajuda. Quem sabe um au pair?" Ela diz já se ocupando de garantir que o seu filho estivesse pronto pro colégio.

    --
    Chloe: Vou cuidar de você do mesmo jeito que fez comigo quando criança, você pode contar comigo Malcom…

    "Como?!" A voz sai apertada da garganta e a palavra se extende demais. Ele parece menor nos braços dela.

    Chloe: Queria ter voltado pra casa, se soubesse o que você estava passando daria um jeito…

    "Não tem jeito. Não dá pra salvar ninguém..." a boca se fecha no meio da frase e então se força a abrir de novo. "Eu nem sei se eu escapei." Os olhos que encaram ela viram seu mundo quebrar e agora estão perdidos no escuro.

    Chloe: Meu bom primo, me conte tudo que aconteceu se assim quiser…

    "Querer... Eu nem sei o que eu quero. O que eu posso querer? Como é de verdade? Aqui fora é maior que lá? É melhor?" Ele tenta dar de ombros, mas o que sai é um soluço triste e sofrido.

    "Eu levo papel pra cá e pra lá. Eu mastigo números e fujo de taxas. Eu achava que tinha poder e privilégio, eu só tinha o que eles deixavam eu usar. Tudo que eu era não passava de um empréstimo." Ele pisca deixando lágrimas caírem. "Eu não sei o sobrou. quem eu sou agora."
    Conteúdo patrocinado


    Chloe  Moore - Página 15 Empty Re: Chloe Moore

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Seg Dez 05, 2022 2:30 am