Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    O Jogo dos Tronos - Dayne

    Xafic Zahi
    Adepto da Virtualidade
    Xafic Zahi
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1665
    Reputação : 136
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    O Jogo dos Tronos - Dayne - Página 15 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Dayne

    Mensagem por Xafic Zahi Qua Jan 10, 2024 6:30 pm

    Querellon

    Status:Meistre
    Sede:Dorne
    Lealdade:Alto Ermitério e Cidadela


    Enquanto aguardavam a chegada de Sor Raynald

    Depois de fazer um breve comentário sobre o ocorrido durante o torneio, o meistre apresentou à Lady Yessenya e a Sor Eyvon um documento contendo as disposições iniciais do futuro acordo com a Casa Westerling. O título do documento era 'Contrato de Sociedade de Mineração e Joalheria'.

    - Tomei a liberdade de elaborar um esboço - disse, deixando de se concentrar na comida que estava na mesa e voltando a atenção para o contrato - Como o próprio nome sugere, trata-se tão somente de um esboço, podendo ser alterado.

    Contrato:

    Depois de lerem o conteúdo do documento e superarem eventuais discussões sobre algum ajuste, Querellon sugeriu:

    - Se Sor Raynald consentir com os termos que estamos prestes a expor, ainda será imperativo obter a aprovação de seu pai, Lorde Gawen Westerling. Caso Sor Eyvon esteja disposto a levar consigo o contrato até ele - lançou um olhar ao cavaleiro - Poderá então regressar a Alto Ermitério já escoltando os primeiros trabalhadores.

    Após falarem sobre essa nova sugestão, o meistre questionou:

    - Milady, como é de seu conhecimento, amanhã ocorrerá o Baile da Rainha. Qual é a sua expectativa quanto à participação minha e de Sor Eyvon no evento? Como deseja que procedamos?

    Emme


    thendara_selune
    Antediluviano
    thendara_selune
    Antediluviano

    Mensagens : 3090
    Reputação : 129

    O Jogo dos Tronos - Dayne - Página 15 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Dayne

    Mensagem por thendara_selune Qui Jan 11, 2024 2:13 pm

    10
    YESSENYA DAYNE

    Hora:Entardecer
    Día:10
    Clima:Ameno
    Lugar:Porto Real


    ⚜⚜⚜⚜⚜⚜

    DÉCIMO DIA


    O Jogo dos Tronos - Dayne - Página 15 4d44163a0e45e3e07e726b0cee4d56768921ec0a


    Meus olhos deslizaram pelas intricadas linhas do contrato, uma satisfação efêmera envolvendo minha essência. "Bem, agora é oficial. Temos um contrato, mas, como mencionou, resta saber se Lorde Gawen será persuadido a aceitar. O filho dele pode nos ver com bons olhos hoje, mas é imperativo garantir que isso perdure", comentei, direcionando meu olhar para Eyvon. Minha voz, destituída de autoridade explícita, buscava persuadi-lo sem coagi-lo. No entanto, não hesitei em ressaltar a lógica na sugestão do Meistre. "Apesar de conduzir as negociações hoje, reconheço que é preferível que esta parte seja desempenhada por um homem. Nada como um cavaleiro para tal tarefa." Um sorriso sutil delineou meus lábios.

    Com todos os detalhes acertados, a conversa virou-se para o baile iminente. Cruzei os braços, manifestando um leve descontentamento. "Serei franca, Porto Real não me agrada", declarei com um suspiro, quase revelando minha resignação sobre o assunto.
    "Os intentos de meu pai ao nos enviar para cá eram evidentes, mas a proposta de empréstimo sugerida por você, Meistre, e a sagacidade que vocês demonstraram foram cruciais para sairmos do ponto de partida. Na verdade, as ações de ambos foi o que salvou esta viagem e nos deram alguma esperança." Elogiava-os à minha maneira, reconhecendo que mereciam meu respeito.

    "Mesmo após sua libertação da prisão, quando poderia ter cedido à sede de vingança, você, Eyvon, mostrou-se centrado. A proposta do Meistre, bem como sua habilidade em gerir situações imprevistas, aliando-se à nossa visão de tornar nossa casa atrativa para investidores e elevá-la a um nível que não dependesse mais da benevolência de Tombastela, revelava-se mais sensata. Em outras palavras, senhores, o jovem Edric já não figura como meu alvo principal, uma vez que as circunstâncias parecem se desenrolar a nosso favor." Meu tom expressou um misto de frustração e raiva. Fechei os olhos por um instante e, em seguida, continuei, recobrando o controle sobre minhas emoções. "Beric merece cair de um penhasco, mas a trama está tão bem urdida que seria necessário um milagre para libertar Edric e Allyria das garras de Dondarrion."

    Sabia muito bem que não tínhamos poderio para enfrentar ninguém no momento, muito menos tirar Edric das mãos de Beric ou eliminá-lo sem levantar suspeitas. "O correto seria que Allyria se casasse com meu meio-irmão, mantendo assim o contrato de vassalagem entrelaçado pelo matrimônio, mas ela está prometida a Dondarrion, e este, por sua vez, conta com o apoio de casas poderosas. O passado não deve se perpetuar no presente; não podemos cometer erros se quisermos nos libertar e, quem sabe, ter a força para tomar Tombastela algum dia, seja pela diplomacia, seja através do derramamento de sangue inimigo."Os encarei com seriedade."É evidente que relutam em ir, compreendo perfeitamente. No entanto, ao mesmo tempo, seria benéfico tê-los por perto para supervisionar as jovens damas comigo. Sabemos que não possuem o sangue nobre, mas seriam úteis para infiltrar-se entre a nobreza de classe mais baixa, entabulando conversas estratégicas aqui e ali. Afinal, haverá casas de posição menos elevada no evento, e acredito que alguns optarão por ficar, seja para vivenciar o luxo da capital ou para realizar negócios." Arqueei uma sobrancelha e cruzei os braços. "Fofocas sempre têm uma gota de verdade, as garotas podem ouvir algo, mas não quero que fiquem desprotegidas. Com vocês por perto, estaríamos mais seguras. Callahan é um observador aguçado, disso tenho certeza, e sei que ele poderia captar informações de nosso interesse."

    Depois de tudo o que disse, meu semblante suavizou-se. Mesmo sem termos estabelecido um contato direto com Edric, nosso futuro parecia promissor. No entanto, não podíamos baixar a guarda.. "Não é imperativo que permaneçamos até o final, mas é crucial que nossa casa seja notada, pois isso também reforça nossa lealdade." Revirei os olhos com desgosto ao lembrar do usurpador. "Sou paranoica, acredito que todas as casas presentes estejam, de alguma forma, sob observação. Não quero dar motivos para Beric usar nossa ausência no evento contra nós ou criar especulações que possam atrasar nossos planos. Participar do âmbito social é inevitável, e preciso que todos estejamos unidos nisso."
    OFF: Prontinho, depois que vocês responderem, a gente aguarda o  @Alexyus  atualizar tudo. Haha, quero ver o que vai rolar no baile. A ideia da Yesse é se resguardar e ela terem alguma proteção. Sei em OFF e ON que vocês não queriam perder mais tempo em Porto Real, mas é uma questão de etiqueta ficar e evitar fofocas ou dar munição ao Beric. Afinal, nós também somos uma casa de importância histórica e não podemos deixar o cara assumindo tudo como se nossa casa nem existisse. Além do mais, há fofocas e outras coisas que podem ser úteis para a gente.



    Visual pro encontro:


    Visual das cabritas:

    Falas
    Pensamentos ou Falas NPCS/PJs


    Yesse na vidaaa é igual a musiquinha HAHA


    Emme


    El Cabron
    Mutante
    El Cabron
    Mutante

    Mensagens : 545
    Reputação : 87

    O Jogo dos Tronos - Dayne - Página 15 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Dayne

    Mensagem por El Cabron Qui Jan 11, 2024 3:43 pm



    O Jogo dos Tronos - Dayne - Página 15 Whatsa11

    ~ Em silêncio enquanto Lady Yessenya, obviamente, era a primeira a ler o contrato manuscrito pro Meistre Querellon, o Cavaleiro divagou sobre seus próximos passos ao retornar para Alto Ermitério. Certamente precisaria dar explicações sobre sua “condição” após ter sido torturado pelos Mantos Dourados. Além disso, tinha o dever de sinalizar a Lorde Edmund o pagamento devido à Anamara Nymeros pela hospedagem da comitiva Dayne em Porto Real, onde faria questão de exaltar o quanto ela foi uma verdadeira amiga em terras distantes. Antes que pudesse pensar em mais alguma coisa, tinha seu pensamentos quebrados por Yessenya, que entregava-lhe o contrato.~

    - Obrigado, milady.

    ~ Eyvon pegou o documento e apenas passou os olhos. Durante sua infância, não tivera a devida instrução para leitura e, de toda forma, não caberia a ele dizer se era contra ou à favor dos termos ali colocados por Querellon. Sabia que tanto o Meistre quanto a jovem Dayne tinham as competências necessárias para planejar e executar qualquer contrato que fosse ali discutido, de forma que devolveu-o à Querellon, que por sua vez comentou sobre a possibilidade de Eyvon levar o contrato até o Lorde Westerling. Lady Yessenya, reforçando a ideia do Meistre, concordou, indicando o Cavaleiro como o escolhida para tal tarefa. ~

    - É possível- disse calmamente, enquanto virava seu rosto para Yessenya - Será uma viagem longa até as Terra Ocidentais e depois retornar à Dorne, mas não me oponho ao seu pedido, milady. - fez uma breve pausa - Nesse caso, creio que a situação da segurança de Alto Ermitério ficará à cargo de seu irmão, imagino - Eyvon recordou que Lady Yessenya tinha o desejo de vê-lo como Comandante das forças de segurança em Alto Ermitério - Além disso, a Senhorita Anamara precisa ser paga pelos serviços prestados e por nos ter dado o crédito de acreditar em nossa palavra para o pagamento ser feito quando retornássemos para Dorne. Creio que seria justo um acréscimo de valor, em sinal de gratidão.

    ~ Na sequência, Yessenya detalhou suas principais ideias à respeito do questionamento de Querellon, sobre o Baile de encerramento do Torneio, convocando-os à participar. Ainda que a ideia não lhe fosse aprazível, Eyvon assentiu com a cabeça, garantindo sua participação ao lado da jovem e de suas damas de companhia. ~

    - Estarei ao seu lado, milady. Talvez não tenha as devidas vestes para isso, mas estarei olhando pela senhorita e suas damas de companhia.

    thendara_selune
    Antediluviano
    thendara_selune
    Antediluviano

    Mensagens : 3090
    Reputação : 129

    O Jogo dos Tronos - Dayne - Página 15 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Dayne

    Mensagem por thendara_selune Qui Jan 11, 2024 4:48 pm

    10
    YESSENYA DAYNE

    Hora:Entardecer
    Día:10
    Clima:Ameno
    Lugar:Porto Real


    ⚜⚜⚜⚜⚜⚜

    DÉCIMO DIA


    O Jogo dos Tronos - Dayne - Página 15 4d44163a0e45e3e07e726b0cee4d56768921ec0a


    Observo o cavaleiro e pergunto diretamente: 'Sor, sabe ler e escrever?' Não há reprimenda nem julgamento em minha voz. 'Pergunto isso porque só agora me dou conta de que em um acordo é bom que saiba exatamente o que está escrito. Já que mencionou Anamara, de quem gostei muito, admiro e que será recompensada, quem sabe possamos tê-la como uma grande aliada aqui em Porto Real. Um passarinho ao nosso serviço.' Meu corpo relaxa e eu me sento, segurando o contrato. 'Enfim, permita-me ler cada parte, e assim revisamos. Caso o Sor tenha alguma pergunta ou queira fazer alguma adição.'

    Após ler e repassar todos os detalhes, acrescento: 'Vamos contratar alguém confiável para acompanhar o Sor. Talvez sua amiga Anamara possa indicar alguém letrado que tenha o desejo de conseguir um emprego e ganhar um pouco mais. O que acha? Pode falar com ela sobre isso?' Pisco para ele de forma travessa, pois percebo que ele a olhou com certo interesse.

    'Quando estivermos em nossa casa, quero que aprenda a ler e escrever. Na verdade, planejo construir uma pequena escola e oferecer essa oportunidade àqueles que vivem sob nossa tutela.' Fitei o Querellon. "O senhor pode ajudar nisso, Meistre? Torço para que sim, pois acredito que faríamos o bem ao mesmo tempo em que demonstraríamos que nossa casa se importa com aqueles que vivem em nossas terras."




    OFF:  @El Cabron Não precisa responder imediatamente, mas achei interessante inserir isso na cena. Quando o Alex responder a tudo, podemos retomar esse tópico.



    Visual pro encontro:


    Visual das cabritas:

    Falas
    Pensamentos ou Falas NPCS/PJs


    Yesse na vidaaa é igual a musiquinha HAHA


    Emme


    El Cabron
    Mutante
    El Cabron
    Mutante

    Mensagens : 545
    Reputação : 87

    O Jogo dos Tronos - Dayne - Página 15 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Dayne

    Mensagem por El Cabron Qui Jan 11, 2024 6:21 pm



    O Jogo dos Tronos - Dayne - Página 15 Whatsa11

    ~ A pergunta de Lady Yessenya pegava Eyvon desprevenido no momento em que ele devolveria o documento à Meistre Querellon. De fato, não aprendera a ler quando criança, uma vez que o pai o tomara para ensinar os manejos da espada para que assim seguisse a linhagem de soldados e cavaleiros que a família tivera, da mesma forma que seus antepassados faziam com seus descendentes. ~

    O Jogo dos Tronos - Dayne - Página 15 Eyvon_10

    - … Não, milady.

    ~ A voz de Eyvon era baixa enquanto ele segurava o manuscrito, com o olhar distante, quase como se tivesse “desligado” daquele momento, recordando-se de uma infância distante e difícil. Era uma cena peculiar, uma vez que raramente Eyvon deixava transparecer tais tipos de reações. Yessenya, por outro lado, seguiu a falar e o Cavaleiro do Torentine entregou-lhe o pergaminho para que fosse lido. Assim que ela terminou, Eyvon apenas fez um sinal de dispensar com as mãos, como se nada tivesse a acrescentar às colocações escritas no documento. Em seguida, a jovem comenta sobre Anamara indicar alguém como uma espécie de “guia” para acompanhá-lo até às Terra Ocidentais. ~

    - Posso verificar, milady.

    ~ Deixou um pequeno sorriso aparecer pela brincadeira feita pela jovem e em seguida assentiu com a cabeça quando ela falou de seus planos ao retornar para Alto Ermitério. Em sua mente, Eyvon já pensava em uma eventual ida às Terras Ocidentais e não podia deixar de imaginar a ironia de tudo aquilo: queria sair de Porto Real e em breve estaria fora dali, mas ainda não retornaria para casa. ~



    Alexyus
    Semi-Deus
    Alexyus
    Semi-Deus

    Mensagens : 5044
    Reputação : 374
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png

    O Jogo dos Tronos - Dayne - Página 15 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Dayne

    Mensagem por Alexyus Seg Jan 15, 2024 9:39 pm

    Sor Raynald pegou o contrato da mão de Querellon e leu-o com atenção.

    O cavaleiro mostrou-se um bom negociador e logo começou a questionar alguns pontos do documento:

    - O objetivo da instituição está mal redigido. A casa Westerling já tem uma operação de mineração, e ela não será fundida com a da casa Dayne. Acho melhor alterar para mineração nos domínios de Alto Ermitério e manufatura de joalheria com as gemas e metais que forem encontrados no processo de mineração.


    - Quanto à participação, entendo que 50% do lucro está correto, mas as responsabilidades são diferentes, e não interessa à casa Westerling dividir prejuízos. Se o negócio não der lucro, nós saímos sem nada, mas não assumiremos eventuais dívidas.


    - Quanto ao conselho, concordo com a composição, mas a indicação do membro presidente, é melhor que seja feito por maioria, não unanimidade. E em caso de empate, definir o que acontece, para não haver impasses.


    - Sobre as condições de dissolução, deve-se detalhar quais ações ela acarretará, como a divisão dos equipamentos e lucros, regresso dos trabalhadores e término da operação.


    - Eu veto totalmente o item 6. Uma guilda de Joalheiros em Alto Ermitério seria contrária aos interesses da Casa Westerling. Se Alto Ermitério quiser uma guilda, pode desenvolver sua própria, mas vetando qualquer artesão do Despenhadeiro de participar nisso de qualquer forma. Nós entraremos nesse empreendimento apenas para explorar, não vamos ensinar nada.


    - Sobre o item 7, nós concordamos em não mandar nenhum soldado para Alto Ermitério, com a condição de que haja inspeções de segurança periódicas. Se houver insegurança para os trabalhadores ou para o empreendimento, isso deve acionar uma das cláusulas de interrupção e possível dissolução.


    - O item 8 é problemático. Se apenas homens do oeste vão trabalhar nisso, o custo de transporte e manutenção deles vai ser enorme, talvez proibitivo. Acho que seria interessante diferenciar a função de joalheiro e de mineiro, e também incluir ajudantes gerais. Não faço objeções a mineiros e ajudantes serem nativos de Alto Ermitério. A Casa Westerling se comprometeria a fornecer joalheiros, capitães de minas e capatazes bem treinados para o empreendimento.


    - Vocês têm uma mina sem uma vila próxima? Como essa vila vai perdurar após o fim do empreendimento seja ele qual for, e como está e ficará localizado em Alto Ermitério, acho que a construção e manutenção dessa vila deve ficar a cargo dos Dayne.


    - Sobre o décimo item, tenho uma dúvida. Se vocês já têm uma mina e se o transporte dos trabalhadores do Despenhadeiro até Alto Ermitério será de responsabilidade Westerling, o que mais seria necessário para começar a operação? E qual o valor? Tudo isso precisa estar discriminado para sabermos quanto vamos gastar.


    O Cavaleiro das Conchas era realmente duro na negociação.
    Xafic Zahi
    Adepto da Virtualidade
    Xafic Zahi
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1665
    Reputação : 136
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    O Jogo dos Tronos - Dayne - Página 15 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Dayne

    Mensagem por Xafic Zahi Ter Jan 16, 2024 2:53 pm

    Querellon

    Status:Meistre
    Sede:Dorne
    Lealdade:Alto Ermitério e Cidadela


    Querellon franziu a testa e respondeu, primeiramente, ao ponto que mais lhe chamou a atenção. Seu tom de voz deixou evidente que se sentiu ofendido pela contraproposta apresentada pelo cavaleiro sobre a cláusula em questão.

    - Não é interesse de ninguém assumir prejuízos, Sor. Participar apenas do lucro, sem qualquer risco, é um sonho de qualquer um, inclusive o nosso. No entanto, sabemos que sonhos são apenas sonhos e que se responsabilizar por eventuais perdas trata-se de uma consequência do empreendimento, para todos os envolvidos. Isso é básico de qualquer negócio, mas se o senhor não está familiarizado, podemos conversar diretamente com vosso pai.

    Com mais paciência, abordou os tópicos na ordem que foram contestados:

    - O objeto do contrato é aberto propositalmente. Temos a intenção de conquistar oportunidade de exploração de outras minas, além daquela que temos à disposição no momento. É evidente que isso não significa explorar bens sem a devida autorização de seus donos, incluindo as já em operação em terras da Casa Westerling - O meistre suspirou - Em resumo, o que estamos lhe oferecendo é uma parceria duradoura, que poderá ser expandida ao decorrer dos anos. Tem certeza que deseja limitar o objeto do contrato a uma única mina?

    - Em relação ao conselho, concordamos que a escolha do membro que o presidirá seja feito por maioria. Sugerimos que, em caso de entrave, Lordes Dayne e Westerling deliberem sobre.

    - Estamos de acordo que a Guilda de Joalheiros seja implementada apenas por nós, contudo, a responsabilidade de fiscalizar a participação ou não de qualquer artesão do Despenhadeiro deve ser de vossa Casa.

    - De acordo com a alteração do item 7 - Olhou para Sor Eyvon, para que o cavaleiro de Torentine entendesse a responsabilidade que seria pesada sobre ele.

    - Realmente, Alto Ermitério conta com os mineradores necessários. O documento será ajustado para especificar que a Casa Westerling fornecerá joalheiros, capitães de minas e capatazes.

    - Não é razoável que as despesas com a construção da vila não sejam rateadas, já que finalidade será exclusivamente assistir os trabalhadores da mina. Por outro lado, caso Alto Ermitério assuma integralmente os custos para a sua construção, artesão e demais homens do Despenhadeiro deverão pagar o valor padrão de hospedagem para que lá se mantenham.

    - Os custos operacionais do início de qualquer empreendimento, sor. É a Casa Westerling que tem a expertise do negócio, de forma que estão familiarizado sobre o tempo necessário para a produção das primeiras jóias e sua respectiva venda, e serem mais capacitado para calcular os gastos necessários para manter o empreendimento até que haja lucros.

    Emme


    Alexyus
    Semi-Deus
    Alexyus
    Semi-Deus

    Mensagens : 5044
    Reputação : 374
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png

    O Jogo dos Tronos - Dayne - Página 15 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Dayne

    Mensagem por Alexyus Qui Jan 18, 2024 8:48 pm

    Sor Raynald Westerling continuava a negociar e debater os pontos levantados pelo meistre Querellon.

    - Não é interesse de ninguém assumir prejuízos, Sor. Participar apenas do lucro, sem qualquer risco, é um sonho de qualquer um, inclusive o nosso. No entanto, sabemos que sonhos são apenas sonhos e que se responsabilizar por eventuais perdas trata-se de uma consequência do empreendimento, para todos os envolvidos. Isso é básico de qualquer negócio, mas se o senhor não está familiarizado, podemos conversar diretamente com vosso pai.
    O Jogo dos Tronos - Dayne - Página 15 Gawen_10
    - Ninguém está sonhando aqui, meistre, apenas sendo realista! A casa Westerling não vai assumir dívidas contraídas pela casa Dayne. Se houver despesas operacionais do empreendimento, isso é investimento perdido, e estamos dispostos a aceitar isso, mas nada mais. Qualquer gasto que não for diretamente ligado à atividade-fim da instituição não deverá ser da responsabilidade dos Westerling.

    - O objeto do contrato é aberto propositalmente. Temos a intenção de conquistar oportunidade de exploração de outras minas, além daquela que temos à disposição no momento. É evidente que isso não significa explorar bens sem a devida autorização de seus donos, incluindo as já em operação em terras da Casa Westerling - O meistre suspirou - Em resumo, o que estamos lhe oferecendo é uma parceria duradoura, que poderá ser expandida ao decorrer dos anos. Tem certeza que deseja limitar o objeto do contrato a uma única mina?
    O Jogo dos Tronos - Dayne - Página 15 Gawen_10
    - Se houver outras minas, fazemos outros contratos, um para cada mina. Se a casa Dayne quiser fazer parceria com outros sócios em outras minas, não nos oporemos, mas exigiremos exclusividade na mina já existente enquanto o contrato vigorar. No caso dos Dayne rescindirem o contrato enquanto o empreendimento estiver lucrativo, vamos querer uma cláusula de rescisão com uma multa contratual.

    - Em relação ao conselho, concordamos que a escolha do membro que o presidirá seja feito por maioria. Sugerimos que, em caso de entrave, Lordes Dayne e Westerling deliberem sobre.
    O Jogo dos Tronos - Dayne - Página 15 Gawen_10
    - De acordo.

    - Estamos de acordo que a Guilda de Joalheiros seja implementada apenas por nós, contudo, a responsabilidade de fiscalizar a participação ou não de qualquer artesão do Despenhadeiro deve ser de vossa Casa.
    O Jogo dos Tronos - Dayne - Página 15 Gawen_10
    - Novamente, de acordo!

    - Realmente, Alto Ermitério conta com os mineradores necessários. O documento será ajustado para especificar que a Casa Westerling fornecerá joalheiros, capitães de minas e capatazes.
    O Jogo dos Tronos - Dayne - Página 15 Gawen_10
    - Excelente, aprovaremos nesses termos.

    - Não é razoável que as despesas com a construção da vila não sejam rateadas, já que finalidade será exclusivamente assistir os trabalhadores da mina. Por outro lado, caso Alto Ermitério assuma integralmente os custos para a sua construção, artesão e demais homens do Despenhadeiro deverão pagar o valor padrão de hospedagem para que lá se mantenham.
    O Jogo dos Tronos - Dayne - Página 15 Gawen_10
    - Isso é prepóstero, meistre! É evidente que a vila beneficiará Alto Ermitério mesmo após uma eventual rescisão contratual. E os homens do oeste não estarão hospedados, estarão alojados para realizar o trabalho. Eu proponho que o Despenhadeiro arque com os custos do transporte de ida e volta dos nossos especialistas, e que Alto Ermitério fique responsável pelos alojamentos, que também estarão sujeitos à fiscalização periódica.

    - Os custos operacionais do início de qualquer empreendimento, sor. É a Casa Westerling que tem a expertise do negócio, de forma que estão familiarizado sobre o tempo necessário para a produção das primeiras jóias e sua respectiva venda, e serem mais capacitado para calcular os gastos necessários para manter o empreendimento até que haja lucros
    O Jogo dos Tronos - Dayne - Página 15 Gawen_10
    - Muito bem, então eu quero que o Despenhadeiro envie especialistas para avaliar a mina Dayne e orçar os custos da operação. Após esse orçamento, que obviamente será confidencial para qualquer um externo às casas Dayne e Westerling, só então assinaremos o contrato. Parece razoável?
    Xafic Zahi
    Adepto da Virtualidade
    Xafic Zahi
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1665
    Reputação : 136
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    O Jogo dos Tronos - Dayne - Página 15 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Dayne

    Mensagem por Xafic Zahi Qui Jan 18, 2024 9:25 pm

    Querellon

    Status:Meistre
    Sede:Dorne
    Lealdade:Alto Ermitério e Cidadela


    Querellon começou a considerar que Sor Raynald Westerling não havia compreendido a proposta oferecida em sua totalidade.

    - Sor, é necessário voltarmos alguns passos para garantir que possamos prosseguir sem nenhuma lacuna no entendimento.

    - O que propomos é a formação de uma sociedade. Não serão as Casas Dayne e Westerling a operar o negócio, mas sim a Sociedade. Desta maneira, não há razão para preocupações sobre dívidas contraídas pela Casa Dayne, pois, caso haja a necessidade de contrair alguma, esta será feita pela Sociedade após análise dos membros do conselho. Compreende?

    - Igualmente não faz sentido a necessidade de as Casas Dayne e Westerling pactuarem um novo contrato caso surjam outras oportunidades, já que será a Associação responsável pela exploração, caso assim os membros do conselho julguem pertiente.

    - Por lógica, como donas da Sociedade, os lucros serão partilhados entre as Casas.

    - Quanto aos demais pontos, é coerente a estipulação de multa contratual para o caso de resilição, por qualquer das partes. O mesmo sobre as fiscalizações, contanto que elas sejam agendadas com o prazo mínimo de um mês de antecedência.

    - Em relação à vila, insisto que as despesas para a construção devem ser compartilhadas. Contudo, como gesto de boa fé, proponho que a Casa Westerling receba 55% do lucro do empreendimento, pelo tempo necessário para recuperar o valor investido na construção.

    - Muito bem, então eu quero que o Despenhadeiro envie especialistas para avaliar a mina Dayne e orçar os custos da operação. Após esse orçamento, que obviamente será confidencial para qualquer um externo às casas Dayne e Westerling, só então assinaremos o contrato. Parece razoável?

    - É razoável.

    - No ensejo, qual é a estimativa de quantos trabalhadores a Casa Westerling enviará para o Alto Ermitério?

    Emme


    thendara_selune
    Antediluviano
    thendara_selune
    Antediluviano

    Mensagens : 3090
    Reputação : 129

    O Jogo dos Tronos - Dayne - Página 15 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Dayne

    Mensagem por thendara_selune Sex Jan 19, 2024 2:40 pm

    O Jogo dos Tronos - Dayne - Página 15 _5fe6f10
    YESSENYA DAYNE

    Hora:Entardecer
    Día:10
    Clima:Ameno
    Lugar:Porto Real



    ⚜⚜⚜⚜⚜⚜

    DÉCIMO DIA


    O Jogo dos Tronos - Dayne - Página 15 4d44163a0e45e3e07e726b0cee4d56768921ec0a


    Observando a troca de argumentos, percebo que nosso Meistre e o Cavaleiro das Conchas estão corretos. Em resumo, Westerling busca o lucro, mas hesita em assumir os prejuízos. Apesar das vantagens aparentes do contrato, enfrentamos a escassez de mão de obra e a incerteza quanto aos custos para estabelecer uma vila, além da falta de garantias sobre a presença de profissionais qualificados para a mineração em nossas terras. Isso me leva a considerar a contratação de habilidosos Dorneses, diminuindo nossa dependência a longo prazo desse acordo.

    No momento, reconheço que o contrato atende aos nossos objetivos, optando por manter-me em silêncio. Querellon é verdadeiramente notável, e temos a sorte de tê-lo como Meistre. Contento-me em dar um gole no vinho, consciente de que este momento pertence aos homens e não a mim. Apenas quando estivermos a sós, abordarei as questões estruturais, expressando minha incerteza quanto à qualidade de nossos construtores e à nossa capacidade de fornecer segurança, alimentação e outras necessidades.



    Visual pro encontro:


    Visual das cabritas:

    Falas
    Pensamentos ou Falas NPCS/PJs


    Yesse na vidaaa é igual a musiquinha HAHA


    Emme


    Conteúdo patrocinado


    O Jogo dos Tronos - Dayne - Página 15 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Dayne

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Sáb Mar 02, 2024 1:08 pm