Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    4º passo - Conceitos

    Compartilhe
    Gakky
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1562
    Reputação : 149
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: 4º passo - Conceitos

    Mensagem por Gakky em Sab Set 09, 2017 9:48 pm

    Yuki cora ao ouvir o elogio de MinSoo, ele a tinha chamado de fofa. Ela queria mesmo confiar nele, era difícil ficar preocupada, e se ele dizia que iria protegê-la devia ser verdade. MinSoo não iria mentir para ela, pelo menos era o que acreditava. Para Yuki MinSoo um garoto a ser admirado e não tinha desconfianças, até porque era seu primeiro amor, não tinha sido desiludida antes.

    (...)

    Quando falava com Shin, Yuki cora um pouco quando ele fica surpreso e sorri por ela o ter chamado de amigo. Mas era verdade que ela o considerava assim. Ficou feliz por saber que Shin não estava disposto a ser como o Tae.

    - Claro que é meu amigo - Reforçou - Ahh, na cafeteria? - Ela cora um pouco ao se lembrar da cafeteria - Eu não sei, mas estava delicioso aquele frappuccino, acho que nem sei falar direito essa palavra. Acho que vou esperar ele me convidar. Você já nos ajudou muito, Shuin, se precisar de ajuda, pode me falar. Eu ficarei feliz de poder fazer algo.

    (...)

    As gravações continuaram, quando as meninas sentaram na areia, Eun-ji sentou ao lado dela e as duas conversaram um pouco:

    - Estranha? Eu estou gostando dessas gravações, bastante....- Disse com o olhar sonhador - Mas eu percebi que as coisas com você o Dam aprecem confusas...

    Ela continua ouvindo a amiga e ficou feliz por ver que voltava a se dar bem com o Dam, seus olhos estavam empolgados quando disse a ruiva:

    - Isso é ótimo Eun-ji, fico feliz que o Dam e você estejam voltando a se falar. Como nos shoujos novamente! O Dam é confuso, mas acho que ele gosta de você de alguma forma. Ele talvez só não saiba dizer como...

    Ela ficou surpresa quando soube que a observavam:

    - Que? Bom...- Corou um pouco antes de continuar - Eu acho que foi tudo bem na gravação entre eu e o MinSoo... Não conte para ninguém, mas eu fiquei preocupada no começo, porque nsosa história é sobre um romance que começa e termina na praia, e fiquei pensando que um dia MinSoo podia se separar de mim... Não que estejamos juntos... Mas se acontecesse... Entende? Ai o MinSoo me disse que queria me proteger, e eu decidi confiar nele... O que você acha?

    No fim das gravações, Yuki ficou muito animada com o pedido de Yieun. MinSoo aprovava a ideia de se divertirem, ela sorri e diz:

    - Sim, é verdade, eu estava doida para ter um tempo assim.

    Ela tinha trazido seu biquini, então só agradeceu a boa vontade da Peach:

    - Obrigada, mas eu trouxe. Eu vim preparada, mesmo sem saber se podia. É que eu amo o mar, praia e essas coisas!

    Yuki também percebe a confusão que Eun-ji ficou com biquinis, e a levou para o quarto para mostrar o seu:

    - Aqui, isso é um biquini. Se pedir, a Peach pode te emprestar.

    Ela nota que Eun-ji não queria participar, mas sim dar uma volta com o Dam, então responde:

    - Poxa, mas podia ir um pouco comigo para conhecer o mar. Eu te protegeria Eun-ji. Você pode entrar de roupa se quiser...

    Yuki vai se arrumar, colocará o biquini e por cima uma roupa leve, para caminhar até a praia, onde retiraria a roupa de cima. Na sala ela fala o seu gosto pelo mar:

    - Eu já disse que adoro o mar? A primeira coisa que vou fazer será nadar, é tão relaxante.

    Persephone
    Moderador
    avatar
    Moderador

    Mensagens : 569
    Reputação : 260

    Re: 4º passo - Conceitos

    Mensagem por Persephone em Sab Set 09, 2017 11:48 pm

    Se por um lado ele tinha ficado aliviado porque o amigo não estava bravo, por outro, Shin-Hee ficou bastante tenso com aquela indagação. Coçou a nuca de modo discreto, fazendo uma expressão quase infeliz.

    - Minha orelha está queimando desde ontem. Mas ela não mandou nenhuma mensagem... - Abaixou o olhar, ainda mais triste do que antes. - Ela está levando bem à risca o que eu disse sobre o tempo. Ainda que tenha se metido e procurado a Eu Se esses dias...

    Comentou e, por fim, suspirou. Não adiantava ficar lamentando agora, de todo modo. Precisava encarar os fatos e continuar com os planos - aquela viagem tinha atrapalhado um pouco, mas também não tinha como se recusar a fazer esse clipe. Estava dependendo do hotel para morar!

    [...]

    - Verdade? Espero que tenha ajudado mesmo. Se você quiser muito ir, eu posso falar com ele. Aí ele te convida e vocês vão poder aproveitar um tempo em paz. Quer dizer, tem o meu chefe e ele não deixa ninguém em paz, mas mesmo assim... - Riu, feliz com aquela revelação de Yuki. Saber que tinha ajudado, mesmo que um pouco, era gratificante para ele.

    Logo se despediram e ele teve que gravar as cenas.

    [...]

    Shin nunca tinha feito teatro na vida, mas ele era bastante expressivo. Verdade que era melhor canto do que ator, por conta de seu ouvido absoluto e os tons que alcançava. Mas ele estava se descobrindo um bom ator, no fim das contas - ou talvez a vida estivesse tratando de fazer com que ele ficasse bom nisso. Durante o clipe, ele parecia apaixonado e girava com ela com extrema facilidade e alegria.

    Porém, no instante em que a colocou no chão quando disseram "corta", ele mudou suas feições. Era profissional e conseguia separar bem as duas situações. O diretor os chamava de novo para conversarem sobre o desfecho. Aceitou as ordens de modo humilde, curvando um pouco a cabeça e com a expressão séria. Era um pouco frustrante - enquanto todos aproveitariam a folga, eles teriam que regravar tudo. Mas se pensasse pelo lado positivo, talvez o dia corresse mais rápido e ele pudesse voltar logo para Seul e seus problemas.

    Durante a parte dos meninos, tinham dois violões pelo grupo. Shin não fez questão de ficar com o dele, talvez combinasse mais com Dam mesmo ou Kim. Ele se posicionava nos ângulos que mandavam. Não era bom como EunJi, mas era agradável vê-lo cantar e a verdade que ele transmitia no olhar. As palavras dubladas eram uma verdadeira declaração e eles se expressava como se estivesse alcançando os mesmos tons que alcançara no estúdio, para não ficar muito diferentes.

    O almoço foi bastante animado e ele se permitiu algumas brincadeiras com Tommy, Quan Lei, Minsoo e Kim. Só Dam que ficava mais distante e também tinha um momento privado com Eun-Ji. Ele também falava vez ou outra com Yuki e YiEun. Não dava a mesma liberdade para Peach e também tinha ficado mais reservado em relação à Naya - estava cumprindo sua promessa de se afastar dela. Mas não era mau educado também, só ficou mais silencioso.

    Quando retornaram à praia, tiveram a maquiagem e o figurino ajeitado. Como o clipe dele tinha sido todo feito naquele dia, o dever dele seria regravar o clipe de Peach, com as partes dela. Pediu para ler as partes dela - e foi aí que interagiu mais com ela, porque precisavam combinar. Chegou a opinar sobre algumas coisas que podiam fazer, alguns toques e tudo mais. Porém, ficava óbvio quem ia brilhar naquele clipe. E ele também aceitaria as sugestões dela.

    Por mais teimoso que fosse, precisava admitir que era mais fácil com ela. Pelo menos era mais rápido porque ela encarnava rápido na personagem e eles não precisavam repetir muito.

    Shin ficou virado na direção dela, encostado na sacada, observando a movimentação. Transmitia a sensação de que o mar era bonito, porém, o mais importante ainda estava por vir. Os olhos deles se cruzaram algumas vezes. Enquanto ela dublava, Shin a admirava e esboçava pequenos sorrisos enquanto mexia em seu cabelo. Tudo tinha sido combinado previamente para não ser constrangedor.

    Os dois correram na árvore e logo Shin foi surpreendido quando ela mudou de direção e bateu de frente a ele. Por conta do susto da trombada, ele a segurou mais perto de si. Os olhos dele se arregalaram, saindo do perosnagem por um instante, mas logo voltou e suspirou. Era uma boa tomada para eles. Ela saía de perto dele e ele fazia uma expressão triste, como se ela fosse inalcançável.

    Os olhares continuaram até que dessa vez, ela foi pra sacada e ficou de costas para ele. Quando ouviu a ordem, Shin encarou o produtor.

    - Não estamos indo longe demais? - Já tinha material o suficiente! Deixou os ombros caírem por um instante e precisou de cinco segundo para voltar ao personagem.

    Ele seguia de modo confiante até Peach e chegava por trás dela, mas logo posicionando-se ao seu lado. Apoiou-se na sacada também, repetindo o mesmo desenho das mãos que ela. Os dois olhavam para a frente, sentindo a brisa na cara, mas então ele pegava sua mão, entrelaçando os dedos.

    - Espero que isso não seja ruim pra nossa imagem. Você tem um namorado e está flertando no clipe com um dos rivais dele... - Comentava e, para o clipe, podia aparentar que ele estava tentando convencê-la a acabar com aquele relacionamento e ficar com ele. - Minha namorada também não vai ficar muito feliz. Acho que você vai perder uma fã...

    Fez carinho no dedo dela com o polegar, olhando para a frente de novo e suspirando meio cansado.

    Luxi
    Moderador
    avatar
    Moderador

    Mensagens : 1373
    Reputação : 270
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: 4º passo - Conceitos

    Mensagem por Luxi em Seg Set 11, 2017 3:52 pm

    [_Segunda-feira_]
    ♪ Eu Se ♪

    - Então concordamos que não tem problema nenhum em se casar com um jovem melhor - o pai concluiu após a garota afirmar que Minki não era importante, trazendo para a conversa os dois significados da palavra.

    O pai deixou a menina em casa e saiu sem dizer onde iria, mas supunha-se que iria trabalhar, avisando que voltaria mais tarde.

    Lee Sang logo amparou a filha, fazendo carinho em seus cabelos e dando a ela um pouco de forças através de seu abraço.
    - Essa ideia está mesmo te fazendo sofrer, não é, querida? Eu estou de coração perdido por vê-la desse jeito…  Vou tentar fazer algo para ajudá-la, está bem? Não sei por que seu pai está tão obcecado por essa ideia agora… ele fala em problemas financeiros, mas isso nunca aconteceu antes, por que agora? Se esse for o problema, eu posso voltar a trabalhar e tudo ficará bem - beijou a testa da filha - Não quero que seja infeliz, meu amor. Prometo isso para você…

    Eu Se continuava sem uma definição sobre seu casamento. Tudo indicava que o pai estava muito determinado para aquele objetivo, mas a mãe ainda achava que conseguiria dobrá-lo. Se quisesse arrumar as malas, no entanto, precisava fazer isso logo. O pai voltaria para a janta. Aquele dia seria exibido o programa, quando ela teria mais informações sobre Min-ki.

    A garota decidiu permanecer mais um dia em casa, desistindo da ideia. Teve mais uma tarde livre, até que o pai chegou em casa, mas ela não foi chamada a princípio, mas pôde ouvir parte da conversa. Lee Sang tentou conversar com o marido sobre o casamento, mas ele não se importava em ouvir novos argumentos, ignorando seus pedidos.
    - Agora as duas estão querendo sair para trabalhar. São mesmo iguaizinhas. - suspirou. - Eu já sei de quem ela puxou essa mentalidade simplória, sem ambição!! Ela não sabe o que está fazendo. Veio me contar que "gosta de um rapaz" e de repente diz que ele "não é importante". Então por que perde meu tempo me fazendo ouvir essas bobagens? Você também, mulher, se não tem um bom argumento, não me incomode, fazendo o favor.
    - A felicidade da sua filha não é um bom argumento?
    - Ela vai ser bem feliz na família Yoon. A partir de agora, não vou mais discutir esse assunto, pois vocês não conseguem entender a dimensão.
    - Mas, querido, lembre-se da gente, nós nos casamos por amor e-
    - E acabamos desse jeito.

    Um silêncio se instaurou na cozinha e em seguida o pai se retirou da casa batendo a porta.
    Eu Se encontrou a mãe sozinha em prantos sentada na cozinha, mas limpou o rosto logo, levantando-se e tentando sair, mas acabou diante da pia.

    Ao fundo, o programa do dia começava a ser exibido.

    [_Terça-feira_]

    ♪ Shin ♪

    - Acha que estamos exagerando? - a produtora ponderou com os colegas - Ah, mas o diretor não está aqui! Não podemos correr o risco de faltar alguma cena! Continuem assim. Depois não vamos ter tempo para gravar nada.

    - Eu posso não ter mais um namorado - Peach sorriu para Shin - Acho que eu mereço coisa melhor. Tae-woo tem revelado um comportamento estranho e os fãs não gostam disso. Sua popularidade têm caído muito nos últimos tempos. Logo a imprensa vai descobrir como ele ele é muito pouco carinhoso e até... agressivo -  fez uma expressão entristecida, entrando no personagem.  -  No entanto… - girou o corpo para ficar de frente para ele, encostada no muro do local, naquela minúscula distância entre eles. - Alguém à minha altura poderia  salvar meu coração e seria incrível como seu lugar estaria garantido no grupo masculino que irão formar. É um ótimo ator, já pensou em ser protagonista no meu próximo dorama? - tocou o rosto dele, fazendo carinho vagarosamente, interpretando outro tipo de cena para o contexto do clipe -  Não se preocupe, não precisa gostar de mim, embora isso seja improvável. É só um pequeno contrato. Fará maravilhas para nós dois. Ouvi dizer que a Senhorita Beautiful tem desaparecido misteriosamente de suas postagens depois de vencerem a etapa pela popularidade que essa ação gerou. Aproveite. Eu dou a ela um pôster autografado. - sorriu meiga. - É agora que você deve mostrar às câmeras que me ama.

    ♪ Eun-Ji ♪

    - Hm?  - experimentou o que a garota oferecia. Dam reagia de uma maneira inexplicavelmente mais leve diante de Eunji. - É bom  - sorriu em resposta e não tinha medo de olhá-la diretamente. Era como se aquele período negro nunca tivesse existido, mas ao mesmo tempo, as peças nãos estavam completas, as respostas não estavam todas ali.


    ♪ Yuki ♪ ♪ Eun-Ji ♪

    - Mas ia ficar bonitinho em você. Claro, fica mais bonito em mim, mas…Tem certeza que não vem?  - Yieun fez beicinho. Ahhh, já entendi - piscou para Dam  -  YUKIII. Vem se arrumar comigo.

    ♪ Eun-Ji ♪
    Dam foi na frente, sem esperar os demais se aprontarem, de modo que os dois se afastaram do grupo principal.  Ele resolveu caminhar com ela na orla, ouvindo-a comentar sobre o biquini. Riu.

    - Como sempre, você possui um jeito único de ver as coisas. Não se sinta forçada a nada. E então? Como está seu primeiro passeio oficial? É uma pena que eu não esteja de moto para conhecermos melhor esse lugar. Você gostou da praia?

    Enquanto a ouvia dar a resposta, sua mão se aproximou aos poucos da dela e ele gentilmente segurou seu pulso, quase escorregando  para a mão, para caminharem juntos. O rapaz a levou para um conjunto de pedras onde ondas quebravam ao bater, criando um efeito bonito de espumas de sal no ar.  Ele estendeu a mão para ela, para que ficassem sentados observando aquela paisagem e de vez em quando sentindo o mar nos pés.

    - Eunji, antes de mais nada eu quero pedir desculpas. Eu sabia que você estava passando por uma situação absurda, mas mesmo assim não fiz nada. Eu apenas acobertei e às vezes descontei minha frustração em você em não poder ajudá-la. Cada vez que descubro uma bobeira que você ainda não conhece, é como se alguém me desse um soco, porque não consigo imaginar como deve ter sido. E mesmo assim, em algum momento o seu coração foi generoso em abrir um espaço para uma pessoa como eu… por quê?

    ♪ Yuki ♪
    (heheh A Peach está gravando. Foi a Yieun que emprestou)

    - Uau, Yuki!  - Yieun colocou as mãos no rosto, assim que se arrumaram - Isso ficou tão bonito. - Vamos passear! - saiu de lá com a menina e fez com que ela dessa uma voltinha, segurando sua mão - Tcharan~~

    - Uau, como estão bonitas! - Tommy declarou abertamente, mas apenas entrando na brincadeira
    - Que bom que aquele cara não está aqui - Jaehyo brincou, referindo-se a Quan Lei.
    - Vamos? - Minsoo apenas sorriu gentilmente, mas pousou seus olhos no rostinho da japonesa.

    Eles saíram para a praia. Lá, arrumaram um guarda-sol para ficarem, e toalhas para deitarem. Yieun correu para o mar, para brincar com Yuki e aproveitar o bom clima.

    Logo depois, os rapazes correram também para a água, só que faziam uma competição boba de pegar onda, usando os braços de pranchas condutoras. Em algum momento o grupo se juntou e jogou água um no outro. Todos se divertiram em grupo. Depois, pediram sorvetes e foram tomar debaixo do guarda-sol, secando ao calor.




    - Eu nunca pensei que acabaríamos nos divertindo no trabalho. Acho que foi graças à confusão das outras duplas. - Minsoo coçou atrás da cabeça. Sentou-se perto de Yuki.

    - Ai, ainda bem. Não aguento mais essas etapas - Yieun reclamou, deitada em uma espreguiçadeira. - Somos futuros idols, por que não nos colocaram em um lugar melhor?

    - Acho que no começo é assim mesmo, ainda que temos que nos dar por felizes porque eles nos deram uma casa boa e com quartos separados - Tommy sorriu.

    - Vocês já pensaram no depois? Já se viram famosos? Eu não sei, não consigo me imaginar mais nessa correria. Eu já estou falando muito pouco com os meus amigos - Jaehyo ponderou.

    - O programa nem terminou e já tem gente que conhece nosso nome… isso é tão surreal, não acham? - Minsoo mordeu um pedaço do sorvete.

    -  É muito. Minha família brincou que queria autógrafo. - Tommy riu -  Pelo menos agora começam a achar isso uma boa ideia. Acham que vamos manter o contato se formos eliminados? Vai ser difícil se encontrar se virarmos trainees de verdade.

    - Vai mesmo. Eu já fiz outras audições em outros lugares e conheci ex-trainees. Eles ficam enfornados na empresa e não podem sair pra fazer nada.  Mas depois deve valer a pena. É uma escolha que a gente faz. Eu estou pronta.

    - Você aguentaria ficar longe da sua família, Yuki? - Minsoo levantou a questão para a garota.-  Mas se por acaso eu for eliminado e você ficar famosa, eu tomo conta deles também - sorriu. - Já pensou o que vai fazer quando ficar famosa?
    shamps
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1511
    Reputação : 78
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: 4º passo - Conceitos

    Mensagem por shamps em Seg Set 11, 2017 8:48 pm

    Incrivelmente o clima se tornava mais leve entre Dam e Eun-Ji e durante o almoço ela agia naturalmente com o rapaz. Ele também parecia mais a vontade, inclusive os olhares eram mais naturais e tudo isso fazia a garota sorrir. Estava sendo um almoço perfeito.

    ...

    Ao convite de Ye-Eun, a ruiva só reforçou sua recusa. Era algo impossível para ela usar aqueles trajes.

    - Agradeço, Ye-Eun shi, mas não posso mesmo usar isso. Não sei se eu ficaria bonita usando ele... – ela só suspirou, mas sorriu para as amigas – mas divirtam-se – ela não entendeu a piscadela da menina do alongamento para Dam e só deu de ombros.

    - Desculpa unnie. Eu fiquei com medo. Você me protegeria mesmo? Ah unnie, obrigada! Eu posso mesmo entrar de roupa? – ela ficou bastante surpresa com a constatação, mas mesmo assim ainda temia o mar – depois posso ir ver vocês, tá bom?

    ...

    Eun-Ji caminhou ao lado de Dam achando um pouco estranho eles irem mais a frente do grupo, mas nada disse, já estava feliz demais por voltar a conversar com ele.

    - Se você prometer não ficar de mal comigo, eu te conto por que não posso usar certos tipos de roupas – disse com simplicidade quando ele achou graça de sua fala sobre o biquíni. Era um assunto doloroso para ela e ela não gostava de mentir ou guardar as coisas para ela, ainda mais agora que estava se reaproximando de Dam. Ela sorriu com o jeito doce que ele falava com ela.

    - Não se preocupe oppa, não farei nada que não queira. Jeito único? E isso é bom ou ruim? Um dia serei mais esperta, oppa, e essas coisas não iram me surpreender mais... eu acho. Tenha paciência comigo...

    A garota começa a andar de costas, ficando de frente para ele quando ele pergunta sobre o passeio e ela empolgadamente responde:

    - Estou adorando, oppa! É tudo tão diferente e tão bonito. Vi pouco de Seul, mas o pouco que vi é tão diferente daqui. Tem esse cheiro de sal e essa areia... o mar é imenso e bonito, mas todos falaram que é perigoso, então estou um pouco com medo – ela voltou para o lado dele e prosseguiu – um passeio de moto? Seria muito divertido... tem mais lugares bonitos aqui? – o brilho dos primeiros dias estava de volta nos olhos da jovem.

    Suas mãos se tocaram durante a caminha e ela ficou bem envergonhada, mas ele resolveu segurar em seu pulso, evitando pegar na mão dela. Então ela olhou para a mão dele e depois para ele, pensando no que estava acontecendo. Ela ajeitou então sua mão na dele, estava um pouco insegura se fazia certo ou não. Certo ou não, ela sorriu, mas não tinha coragem de olhar para ele.
    Caminharam um tempo daquele jeito até chegarem as pedras que ficavam próximas ao mar, com as ondas quebrando bem perto. Ela estava com medo no início e Dam teve que convence-la a se aproximar, mas o sorriso dele era motivador e ela confiava nele. Ela encolhia os pés nas primeiras ondas que os alcançavam e instintivamente segurava no braço dele, mas ao poucos foi deixando a água toca-la.

    - É gelado! O mar não vai carregar a gente mesmo, oppa?

    Ela observava a paisagem, bem diferente do que era acostumada, parecia um quadro, mas o melhor era a companhia.

    - É muito bonito! – ela respirou fundo e juntou os dedos formando um quadrinho emoldurando o que via.

    Eun-Ji observava a paisagem e o rapaz ao seu lado, sempre sorrindo, visivelmente feliz. Sentiu uma emoção muito forte quando ele falou seu nome, mas ele parecia um pouco mais serio, voltando a ser o Dam de sempre. Ela tentava entender o caminho que a conversa tomava.

    - Não fique assim, oppa, eu não queria causar tanta confusão. Perdoe-me – ela ouvia o desabafo dele e não sabia como reagir, um pouco daquilo era culpa dela também – não tinha como você saber o que acontecia... nem eu sabia que era errado. Era vida que eu conhecia – por fim ela sorriu e segurou no ombro dele com ternura – e por que eu não abriria meu coração? Vocês me acolheram e me aceitaram... meus primeiros amigos. Cuidaram de mim em tanto momentos, me explicando as coisas e respondendo minhas inúmeras perguntas. A música abriu as portas do mundo para mim, são como asas para eu voar e essa mesma música me aproximou de vocês... me... aproximou de você... bem... se você permitir, eu... eu gostaria de estar ao seu lado... – ela se atrapalhou um pouco e ficou com o rosto vermelho. Olhou para o mar e depois para ele – eu não fiz nada por você, Dam Kyu-Hwan oppa. Eu quero poder ajudar também... eu só gosto de você... acho que não tenho uma resposta melhor... não se culpe por nada, oppa! Tomara que esses socos não tenham te machucado tanto... logo eu vou saber das coisas e você não vai precisar mais se preocupar. Eu prometo – ela o encarou por um momento e fez uma cara preocupada – mas por que está me falando essas coisas, oppa? Eu fiz alguma coisa errada?
    Gakky
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1562
    Reputação : 149
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: 4º passo - Conceitos

    Mensagem por Gakky em Seg Set 11, 2017 9:50 pm

    Com Eun-ji no quarto:

    - Eu te protejo, no mar tudo fica mais leve, então dentro do mar eu tenho força para te carregar e te segurar. Depois se quiser, quando estiver entardecendo, podemos ir.

    (...)

    Yuki sorri para o elogio de Yieun, e também a elogia:

    - Você que está linda Yieun! Meu biquini é simples, mas eu gosto dele.

    Ela foi junto com a Yieun empolgada, há alguns dias atrás, nem parecia que iriam se tornar amigas. Ficou corada ao receber elogio do Tommy, não estava acostumada a ser notada pelos garotos. Ela riu quando Jaehyo falou de Quan Lei, realmente não ia se sentir bem na presença dele. Por último MinSoo os chamou para seguirem, ela notou os olhinhos dele e deu um sorriso meigo como resposta. Se sentia bem com ele, e protegida, principalmente depois da última conversa.

    Quando chegaram a praia, Yuki ajudou a arrumar o guarda-sol. Ela correu com Yieun para o mar, e entrou na água com um mergulho. Adorava sentir a água salgada na sua pele, sentir os pés afundando na areia também. Ela também boiou, deitando-se na água e apreciando o belo céu. Riu dos garotos bricando de pegar onda, e jogou água neles também quando brincaram de guerrinha de água.

    Foi delicioso tomar o sorvete, sentada em cima das toalhas. O vento ajudava a secá-los mais rápido. De repente MinSoo se aproximou e se sentou ao lado dela. Yuki logo corou, pois MinSoo estava sem camisa e com os cabelos molhados, ela achava que ele ficava uma graça assim e muito bonito.

    - É realmente conseguimos algo bom de toda confusão, mas pena que o Shin e os os que estão gravando, não vão apreciar essa folga.

    Yuki ouve os comentários de Yieun e sorri frente aos argumentos dela. Os outros também conversavam falando seus pontos de vida. Isso a fez pensar no futuro, para ela, ser famosa era resolver todos os seus problemas, e tendo dinheiro, poderia ter uma chance da família de MinSoo aceitá-la melhor. A pergunta do garoto a deixou realmente surpresa, não havia parado para pensar em ficar longe de sua família. Com certeza seria difícil, mas também sabia que os ajudaria muito sendo famosa, então teria aguentar por um bem maior. Ela ficou surpresa quando MinSoo disse que tomaria conta deles também.

    - Eu sentiria saudade deles, muita... - Respondeu pensativa - Mas se eu for famosa estarei fazendo bem a eles, a nossa situação não é das melhores. E o dinheiro vai nos trazer segurança, então se for para eles, eu acho que aguento essa rotina corrida. Mas... MinSoo! Não quero que você seja eliminado! Que? Tomar conta da minha família? Ah, isso é tão legal da sua parte, você parece que gostou mesmo deles.

    Yuki riu ao mesmo tempo que estava surpresa e respondeu a última pergunta:

    - O que farei? Hummmm... - Ela olhou para cima com uma expressão fofa e pensativa - Com certeza vou primeiro ajudar os meus pais, comprar uma casa boa, e quem sabe uma loja. E depois encontrar o meu amor verdadeiro, é. Eu quero me casar um dia.

    Depois de falar ela corou por ter sido sincera.

    Foto do Biquini:
    Persephone
    Moderador
    avatar
    Moderador

    Mensagens : 569
    Reputação : 260

    Re: 4º passo - Conceitos

    Mensagem por Persephone em Seg Set 11, 2017 10:52 pm

    Ao ouvir a resposta de Peach, Shin parou de fazer carinho na mão dela e a encarou com uma das sobrancelhas arqueadas. Sabia muito bem onde ela queria chegar com aquelas palavras, mas ele não conseguia acreditar que ela realmente estava fazendo aquilo. Franziu as sobrancelhas logo em seguida e respirou fundo.

    - Ah é? Talvez isso seja interessante... - Fez um suspense. - Para os outros, não pra mim. Eu já tenho uma namorada e não pretendo trocá-la.

    Chegou levemente para o lado quando ela se virou de frente para ele. A câmera não pegaria a cara de desconforto que ele fez, mas Peach podia sentir que ele não estava gostando nada, nada daquelas atitudes dela. Mesmo assim, ele se forçava a encará-la por mais um tempo, analisando aquela expressão. Trincou os dentes quando ela tocou em seu rosto, mas logo segurou seu pulso, de modo delicado e afastou da região, mantendo o contato físico.

    - Você realmente é muito egocêntrica. Veja, se você realmente fosse tudo o que pensa, acha mesmo que eu estaria aqui depois de ter te desafiado? - Deu um meio sorriso. - Eu já teria rodado. Mas as pessoas gostam de mim pelo que eu sou, não pelo que eu aparento ser. - Pelo menos ele preferia acreditar que era assim. E também serviu como indireta para ela. - Acredite se quiser, eu não tenho nenhum interesse afetivo por você, Peach. Só estou encenando porque fui obrigado. Quando você está calada, até consigo pensar na minha namorada para tentar parecer sincero com você. Mas quando você abre a boca, eu percebo que...você não chega nem perto da mulher que ela é. Ainda bem. Ela é muito melhor.

    Sorriu para ela também, vendo se ela conseguiria manter o sorriso meigo. Segurou o rosto dela com as duas mãos e acariciou com as bochechas com o polegar.

    - E agora é o momento que você escuta que existe muitas pessoas melhores do que você e tem que continuar sorrindo e me amando. Você é mesmo uma excelente atriz. Só isso.

    Larissa Aprill
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 551
    Reputação : 66
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: 4º passo - Conceitos

    Mensagem por Larissa Aprill em Ter Set 12, 2017 9:42 am

    Após a conversa com a mãe, Eu Se estava bem mais tranquila, pois sabia que a mãe estava do seu lado. E aproveitou o tempo sozinha no banheiro para mandar mensagem para Myeon, dizendo dos documentos do cartório e da tentativa de conversar com o pai. Encerrou a conversa dizendo que se precisasse ela iria enfrentar o Senador no jantar.

    Ao entrar no quarto, ela percebeu seu armário abarrotado de roupas chiques que ela quase não usava. Separou algumas para vender, talvez assim o pai a levaria a sério e perceberia que ela estava tentando ajudá-lo financeiramente. Aproveitou para separar algumas roupas bem mais simples e colocou numa mochila. 

    Eu Se pegou seu caderno com a música inacabada. Queria muito rever o loiro, mas tinha medo do que ele diria para ela. Com um suspiro triste ela guarda o caderno na mochila também. Não sabia o que aconteceria com ela e nem quando ela iria embora de casa. Mas uma coisa era certa... Não iria estragar a felicidade do Shin e da Myeon, mesmo que isso significasse arruinar a reputação do seu pai, ela iria seguir seus princípios.

    Um pouco antes do jantar, a menina escuta seus pais conversando na sala, ela ouviu toda a discussão e sente seu coração despedaçar. Assim que a batida da porta indicou que seu pai tinha saído. Ela caminha em direção a cozinha e encontra a mãe chorando em frente a pia.

    -  Mãe...Me desculpe

    Eu Se abraça a mãe, tentando conforta-la também. Ela se sentia mal pela mãe ser humilhada por causa dela. As duas ficaram abraçadas, enquanto ela sentia as próprias lágrimas escorrerem pelo rosto. Numa hora mais oportuna iria tentar conversar com a mãe a sós e dizer novamente que queria que as duas fossem morar sozinha.

    O som da Tv, chama sua atenção para o início do programa. Nessa edição mostrava Go Mi Nam caminhando em direção a sala do diretor. Quando aparece o grupo de Min-ki a menina tenta limpar as lágrimas disfarçadamente, por que sabia que sua desistência repentina poderia estar prejudicando o loiro também.

    A dificuldade dos amigos no clipe, deixavam a menina pior. Porque acreditava que se tivesse ainda no programa poderia auxiliá-los em alguma coisa. Ela termina de ver o programa e fica aliviada ao perceber que Shin e as meninas estavam se entrosando. Pelo menos alguém estava se saindo bem na competição.

    Ela ofereceu ajuda a sua mãe na cozinha, mas não iria querer jantar. Toda aquela confusão de sentimentos havia a tirado o apetite.

    Eu Se vai para seu quarto e continua pensando nos amigos enfrentando problemas. Então ela decide entrar novamente no site da Shine e faz o login anônimo com a foto da pelúcia. Sabia que os amigos não tinham o costume de ler o site, mas esperava que de alguma forma eles recebem sua mensagem.

      Hey pessoal não desistam, vocês chegaram até a 4° fase.

    Amihan, Bae... Mostrem seus talentos no clip. Com certeza isso vai chamar atenção das meninas. Bae, confie em você mesmo.

    Min-ki....
    No primeiro dia na audiência, você disse que queria uma segunda chance, disse que não devia nada para o Tae.
    Então porque está jogando essa chance fora?
    Dê o seu melhor e mostre para todo mundo do que você é capaz.

    Boa sorte pessoal !!!


    A menina não conseguiu dormir direito pois se sentia culpada por trazer problemas para sua casa e por ter abandonado os amigos num momento difícil.

    Luxi
    Moderador
    avatar
    Moderador

    Mensagens : 1373
    Reputação : 270
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: 4º passo - Conceitos

    Mensagem por Luxi em Qua Set 13, 2017 12:30 am

    [_Terça-feira e Quarta-feira_]
    ♪ Eu Se ♪

    Lee Sang finalmente mudou seu comportamento com a filha. O momento emotivo compartilhado por elas reforçou os laços das duas e fez com que se compreendessem. As duas eram feridas pelo diplomata, cada uma a sua maneira, talvez porque fossem mesmo muito parecidas. A mãe não quis falar sobre sair de casa, mas pediu que a menina não saisse de casa sem ela.

    - Esse assunto é delicado… eu preciso pensar - declarou. - Mas vamos ficar juntas nessa, minha filha. Você não está sozinha, acredite.

    Outra surpresa para a menina foi a resposta de Amihan, no celular:
    “Bae ficou empolgado com a sua mensagem.
    Obrigado por cuidar de nós, mesmo de longe.
    Por aqui está tudo bem, não se preocupe.
    Não estou no mesmo grupo do Minki, então é difícil, mas prometo que assim que voltarmos, vou cuidar mais dele.”

    O pai da menina tinha desaparecido de casa naqueles dias, após a briga com a esposa. De certa forma, isso tinha aliviado o clima naquela casa, pelo menos, era como Lee Sang tentava agir, da mesma maneira que tinha ficado quando a filha decidiu participar do programa. Estava meio chorosa pelos cantos, mas pensativa, avaliando as alternativas.

    Foi na quarta-feira que a mãe a chamou para conversar a respeito.

    - Querida… eu pensei muito sobre a sua proposta… E me sinto fazendo algo muito errado… mas eu decidi. Vamos ao jantar na quinta-feira. Para não humilhar o seu pai, para que sua imagem não seja desgastada diante do senador. Vamos fazer isso como uma retribuição por ele ter cuidado de nós todo esse tempo. Depois disso, se o casamento não for cancelado, então… então eu mesma faço nossas malas e eu vou cuidar de nós duas. Eu não posso deixar que ele faça isso conosco - segurou sua mão. - Ficarei com você desta vez. Você não precisará fugir dessa família sozinha, meu amor.

    [_Terça-feira e Quarta-feira_]

    ♪ Shin ♪

    Peach precisou resgatar todas as técnicas de teatro aprendidas ao longo da vida para não tremer o sorriso após a resposta do rapaz.
    - Você é muito linguarudo…  - sorriu, como se fosse um elogio. - Eu espero que não se arrependa disso. A escolha foi sua.  - Sorria de verdade agora, apertando os olhos. Era uma ameaça, mas pessoas como ela gostavam de fazer isso sem ter condições para tal.

    - E...CORTA! Ótimo, garotos. Acho que terminamos. Vamos voltar.

    Shin e Peach voltaram à casa, agora vazia. A atriz ignorou fervorosamente o rapaz, o que para ele seria um grande alivio. Eles foram orientados a devolver o figurino e, enquanto faziam isso, Nayoung e Quan Lei retornaram ao recinto. A menina fugiu para o quarto feminino, seguida por Peach. O chinês fez um hi-five com o amigo após se trocar.

    - Tá loco. Eu achei que ia ter insolação de tantas vezes que regravamos no mesmo lugar. E aí, como é que foi? - indicou a porta do quarto das meninas. - Vamos sair daqui? Dar uma volta. Ver se a gente… - piscou - encontra um “refresco” chinês.

    Ele foi amigo o suficiente para nem sugerir ir perto da praia, embora tivessem avistado o grupo.
    - Não vou molhar meu topete, vamos pra outro lado.

    É claro que o garoto olhava para todas as meninas na praia.

    ♪ Eun-Ji ♪

    Dam piscou e olhou um pouco surpreso para a menina. Achava que sabia o motivo pelo qual ela não podia usar biquini, mas aparentemente não. Olhou preocupado para ela e ficou um pouco tenso. O que mais poderia ser?

    - Não é por causa… da religião ou algo assim? Existe outro motivo? Não, não vou brigar com você - agora estava legitimamente preocupado.  - Espere, não diga ainda - ele a interrompeu por um momento.

    (...)

    - É bom. É único. Não precisa mudar esse seu jeito. - sorriu. - Eu nunca tinha vindo aqui antes, mas todo lugar pode ser interessante se você procurar direito. A moto ajuda a explorar mais rápido.

    (...)

    O rapaz segurou a mão dela de maneira firme, e caminhou em silêncio até a pedra, com um sorriso bem discreto no rosto.

    - Pode vir - foi primeiro, oferecendo a mão para ela e certificando-se que ela escolheria um lugar seguro para sentar-se, só então relaxando a seu lado e deixando que ela continuasse segurando em seu braço

    (...)

    - É claro que não fez nada de errado. - riu de leve, alternando com uma expressão um pouco triste - Eu prometo que ainda vou te contar tudo. Eu só… preciso assimilar um pouco mais a ideia. Está bem? - respirou fundo, deixando a cabeça baixa por alguns minutos. - Você estava prestes a me contar uma coisa e eu não deixei - virou o rosto preocupado para ela e assumiu uma seriedade no olhar - Por que não pode usar certos tipos de roupa?

    ♪ Yuki ♪

    - Gostei mesmo. Sua família é bastante gentil. - Minsoo sorriu ao responder, após analisá-la por bastante tempo em sua resposta, dando um pequeno sorriso ao final. -  É mesmo? E… como você acha que seria essa pessoa? O seu… amor verdadeiro - coçou o rosto, evitando olhá-la por um minuto e diminuindo o volume da voz. Tentava conversar mais baixo, evitando a curiosidade alheia, no meio de conversas paralelas.

    Após aquelas pequenas revelações, o grupo teve uma segunda rodada de mar, que foi curiosamente iniciada por Minsoo, para cortar o papo. Dessa vez eles estavam um pouco divididos, mas aproveitaram o bom tempo.

    ♪ Yuki ♪ ♪ Eun-Ji ♪ e ♪ Shin ♪

    O grupo de Yuki voltou à casa se alternando para tomar banho. Eunji ainda não tinha voltado naquele momento. Shin e Quan Lei se juntaram a eles pouco tempo depois. O restante da casa estava em um clima agradável e amistoso, exceto por Peach, que se isolava das pessoas, e levava Nayoung com ela, seguindo como uma pequena sombra acuada.


    Um pouco depois (depende da conversa), Dam apareceu no local, acompanhado da garota. O jantar da noite foi liderado por Tommy e podia-se dizer que todos eles estavam um pouco mais amigos.

    Na quarta-feira pela manhã, toda a equipe se reuniria no local e, após serem liberados por telefone, pelo diretor, eles poderiam voltar para Seoul. A minivan os buscou e o trajeto de duas horas concluiu aquela viagem. Não havia mais ensaios, mas precisavam se preparar para o que viria, principalmente pois o programa de sexta-feira seria ao vivo.

    (Avancei tudo isso porque alguns terminaram todas as cenas propostas, mas, principalmente a Eunji, pode continuar aqui. Meu próximo post eu vou dizer o que acontece na quarta-feira ou quinta de vocês antes da prova, mas se tiverem alguma ideia fora da curva, podem falar)

    shamps
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1511
    Reputação : 78
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: 4º passo - Conceitos

    Mensagem por shamps em Qua Set 13, 2017 2:30 am

    Sorrindo, Eun-Ji balançou a cabeça para Dam, de maneira leve, mas achando bonitinho que ele se lembrava das coisinhas que ela falava para ele.

    - Hum... minha religião? Ah... eu não frequento mais aquela igreja. Aprendi que ela era ruim para mim. A senhora Cheong lá do orfanato me levou na igreja dela, parecida com aquela que você me levou daquela vez... lá a gente pode cantar. Eu me senti acolhida lá e já fiz amigos e um irmão mais velho também, no coral... Acho que... nesse quesito você não vai mais precisar se preocupar comigo – sem deixar o sorriso sumir, ela prosseguiu – sim, tem outro motivo... e você não vai mais querer ser meu amigo, mas mesmo assim vou contar... não gosto de esconder nada. Eu vou entender se isso acontecer e... – ele a interrompeu. Ela calou-se, achando que ele já via sua feiura através dela, mas ficou feliz quando ele comentou sobre seu jeitinho único de ser e sobre a moto.

    Cheia de incertezas, a menina encarava Dam, sabendo que seria difícil a conversa entre eles, por vários motivos, ainda mais quando ele não tinha dado permissão para ficar ao seu lado.

    - Não se force a nada, oppa! Não por mim... se isso te machuca tanto é bom não... faça assim: quando se sentir confiante, você conta... eu estarei do seu lado... quer dizer, se você me quiser ao seu lado – ela abaixou a cabeça também, com medo de encara-lo. Ficou em silencio por um tempo, procurando as palavras certas, por fim respirou fundo e tornou a encara-lo.

    - Eu... – era difícil falar abertamente sobre aquilo, por que tinha muitas implicações e lembranças ruins, tinha o medo da rejeição e o medo da exposição – eu tenho as costas marcadas... muitas cicatrizes... dos ombros à cintura... no começo do semestre, minha turma teve uma aula de musicalização na primeira semana e eu participei. Não sei como, mas no dia seguinte minha m... – parou, era visível que ela tinha dificuldade de chamar Jeong de mãe – a Jeong descobriu e quando cheguei da aula, ela arrancou meu casaco, rasgou minha camisa e me puniu. Não sei quantas açoitadas foram porque desmaiei de dor – ela tremia ao falar e relembrar daquele dia, como se a mãe ainda a açoitasse – os cravos afiados rasgavam minha pele com fúria e... – ela chorava, mas continuou – eu... depois que caí no chão ouvia a voz dela e de Ji-Hun discutindo... ela estava brava por causa do sangue escorrendo no chão... acho que me arrastaram para minha cama e Jeong pediu que J-Hun cuidasse das minhas costas – ela riu incrédula – ela não estava preocupada comigo, só queria que eu voltasse logo para limpar a sujeira que fiz... foi uma noite horrível... demorei para dormir por causa da dor, mas o cansaço me venceu. No... no dia seguinte, eles decidiram me levar ao hospital porque os ferimentos não tinha se fechado, estavam feios demais. Jeong jogou um casaco em mim e fomos de carro... Ji-Hun disse no hospital que eu era muito desastrada e tropecei, caindo de costas numa porta de vidro... levei muitos pontos... aquela mulher... ela não me deu os remédios que o medico passou e nem me levou para retirar os pontos... eu ainda sinto o ardor por  baixo da pele... – ela se encolheu e abraçou os joelhos, escondendo sua cabeça e chorou – desculpa por... não ser perfeita... e bonita... – sua voz saiu abafada. A essa altura, ela já esperava que ele se levantasse e fosse embora, largando-a com sua monstruosidade – desculpa... descul... – não conseguia mais falar.
    Gakky
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1562
    Reputação : 149
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: 4º passo - Conceitos

    Mensagem por Gakky em Qua Set 13, 2017 9:20 pm

    Yuki conversava com MinSoo na praia e seu coração acelerava porque achava ele muito bonito. O tempo pareceu ficar mais lento quando ela revelou seus planos para o futuro. MinSoo a pegou de surpresa com uma questão muito difícil de responder, quer dizer, era fácil, mas não para dizer em palavras para o garoto que ela queria passar a vida inteira com ele. Não saberia como ele reagiria a isso, seria muito direto para alguém como ela. Yuki se enrolou com as palavras e respondeu com o máximo de sinceridade que podia naquele momento, mas omitindo o quanto gostava dele e falando em voz baixa:

    - Ahn... Co-como ele seria? É uma pergunta difícil... Talvez como os garotos dos shoujos, que bobagem não é? Ash, acho que gostar de mangás é meio bobo... Ma-Mas, é... é.... Eu gosto daqueles que são mais gentis, então acho que é...  Ele... Deveria ser gentil, e protetor, me fazer sentir segura, e ser cavalheiro e...

    Yuki ficou pensativa, depois corada admitiu:

    - Acho que são muitos detalhes... Pensando melhor, eu ia querer que essa pessoa fosse como... Como...

    Ela olhou para MinSoo e não conseguiu completar, abaixou a cabeça e disse:

    - Ah eu já falei muito, e você? Como pensa no seu futuro se ficar famoso?

    (...)

    Quando voltaram para casa, Yuki tomou um bom banho, lavou os cabelos que eram fáceis de secar. Percebeu que Eun-ji demorou e ficou preocupada, mas esperava que fosse só algo bom. Quando voltaram ela foi verificar se a amiga estava bem. Na quarta-feira, Yuki já estava com saudades daquele lugar, mas ao mesmo tempo, ficou feliz de poder rever sua família de novo.


    Larissa Aprill
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 551
    Reputação : 66
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: 4º passo - Conceitos

    Mensagem por Larissa Aprill em Qua Set 13, 2017 10:17 pm

    Foi doloroso perceber o quanto aquela família estava arruinada, os anos de dedicação da sua mãe à família e ao esposo não valeram de nada, pois ela só recebia a ingratidão do homem que amou um dia. A menina  percebia o quanto isso a deixava triste. 

    A noite antes de dormir ela ficou feliz ao ler a mensagem de Amihan e respondeu uma mensagem de texto no celular do rapaz.

    Estou com saudades!!!
    Queria poder ajudar mais. Agora que voltei a ser uma garota poderia dar algumas dicas para o Bae perder a timidez.

    Talvez daqui a algum tempo podemos nos reencontrar. 

    Fighting =)


    Na manhã seguinte, seu pai ainda não tinha retornado para casa. Lee Sang continuava abatida, mas a menina tentava compensar isso com carinhos e abraços. Quando a mãe a chamou para conversar, Eu Se ficou grata e emocionada.

    - Mamãe, você tem certeza disso??

    Ela entendia o sacrifício que sua mãe faria para abrir mão do casamento e do conforto que viviam. Eu Se concordou com o jantar e a abraçou muito apertado.

    - Você é a melhor mãe do mundo!!! Irei me esforçar também para te ajudar, posso arranjar um emprego de meio período e quando acabar a escola quero me dedicar a alguma carreira. Assim poderei cuidar de você.

    Era visível a felicidade da menina, tanto que aproveitou o dia para concluir a letra da música e acertar os últimos ajustes da melodia. Depois de passar a tarde inteira no quarto tocando o teclado, ela só precisava pensar numa maneira de gravar a música. Claro que não iria gastar dinheiro em um estúdio, talvez tivesse que fazer de uma maneira mais amadora. E lembrou que Go Mi Nam ajudou ela a gravar o vídeo para a audição e decidiu mandar uma mensagem para o amigo contando as novidades.

    Mi Nam....
    Tenho boas notícias. Não preciso mais fugir de casa, minha mãe tem me apoiado muito e entende como eu me sinto, então se até quinta feira esse casamento não for cancelado, nós duas iremos sair de casa.

    Estou feliz e entusiasmada por um lado, por que me sinto livre novamente. Mas por outro fico triste por minha mãe. Infelizmente meu pai não percebe o quanto ela o ama e o quanto minha mãe se sacrificou por ele durante todos esses anos.

    Talvez nós ficaremos por aqui em Seul, mas num lugar bem mais barato. Mas não tem problema, porque irei procurar um emprego de meio período e também posso tocar na rua, não sinto vergonha de fazer isso.

    O que me lembra que preciso de sua ajuda. Eu compus minha primeira música 


    E queria gravar um vídeo ou um áudio simples, você poderia me ajudar?

    E você como tem passado? Tem andado muito de motocicleta? 

    Saudades


    Entusiasmada com a expectativa dela e da mãe se mudarem, a menina começa a procurar na internet locação de quarto para duas pessoas em Seul e também oferta de empregos. Mas não iria decidir nada sem falar com a mãe antes.

    Luxi
    Moderador
    avatar
    Moderador

    Mensagens : 1373
    Reputação : 270
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: 4º passo - Conceitos

    Mensagem por Luxi em Qui Set 14, 2017 12:19 am

    [_Terça-feira_]
    ♪ Eun-Ji ♪

    A primeira resposta de Eunji foi animadora. Então ela podia agora cantar na igreja? Dam sorriu. Então o orfanato talvez tivesse sido uma experiência positiva, de alguma forma, trazendo a ela um novo caminho. Ele não quis prosseguir naquele momento o assunto sobre as roupas, para não correr o risco de deixá-la triste com um assunto delicado, mas o tema era inevitável e não queriam mais esconder segredos um do outro. Eunji dava a ele a confiança e tempo que ele precisava, e ele retribuía ouvindo sua revelação engolindo em seco, evidenciando o movimento que a garganta fazia, tensa, tentando digerir aquelas informações.

    Os olhos dele ficaram vermelhos conforme a menina dava tantos detalhes, mas o fato é que na metade de seu relato, ela sentiu um braço passar por trás de suas costas, puxando-a para perto de si, em um abraço apertado.

    Escondeu o rosto dela em seu peito e a envolveu com firmeza com os dois braços. Uma das mãos ficou ocupada em fazer carinho nos cabelos dela, acalmando-a em sua tristeza. Foi só quando ela começou a pedir desculpas que ela ouviu novamente sua voz rouca:

    - Não peça desculpas. Você é a garota mais linda que eu já conheci.  Nada assim vai acontecer de novo, eu prometo.

    Ele a segurou firme até que terminasse de chorar tudo o que tinha acumulado, mas mesmo depois que isso aconteceu, Dam manteve a garota em seus braços, encostando o rosto no topo de sua cabeça, naquele carinhoso abraço que valia por qualquer um que ela deixara de receber.

    Foi só depois que a soltou aos pouquinhos e levantou-se na pedra, oferecendo a mão e sugerindo que ela o acompanhasse.

    - Venha comigo - segurou sua mão e a levou para a beira do mar, abandonando sapatos e molhando os pés. Queria que ela sentisse o mar também, então segurou suas duas mãos, ficando de frente para ela e a trazendo um pouco para a água, até que os joelhos molhassem.

    ♪ Yuki ♪

    Minsoo deu uma risadinha estranha ouvindo a resposta da menina. Desviou o olhar, contemplando a areia com uma felicidade repentina e foi pego de surpresa pela pergunta.

    - Famoso? Eu? Eu realmente nunca tinha pensado nisso direito. Eu gostaria de poder dar à Nana tudo que ela precisasse e... isso é tudo. Eu quero fazer música e ser capaz de fazer as pessoas felizes através dela.

    [_Quarta-feira_]
    ♪ Eu Se ♪

    “Depois que você foi embora, ele até que melhorou um pouco, sabia?
    Acho que você o deixava nervoso, sem que ele entendesse o motivo.
    Você não pode nos ver? De qualquer forma, estamos gravando fora da cidade”


    (...)

    - Não, por favor, querida, não pense em nada que não sejam seus estudos. Sua carreira é a coisa mais importante, deixe as preocupações de adulto comigo, está bem? - suspirou pesadamente. - Só quero que pense na escola. Eu tenho… uma ideia do que fazer.

    ”Aqui está bem menos emocionante que aí, pode ter certeza.
    Comecei a fazer uns trabalhos de entrega no bairro por causa da motoca.

    Aí sim, dona Lee Sang nunca decepciona!
    Deve ser difícil pra sua mãe também. Legal ela ter pensado em você.
    Boa sorte.  Continuo aqui à disposição, com um colchão e roupa lavada.

    Gravo sim, quando você quer fazer isso?
    É uma honra ser o primeiro a gravar uma música sua”


    Procurando por emprego, além de seus conhecimentos vastos em moda para trabalhar em lojas de shopping, Eu Se lembra-se de uma alternativa tão viável que ela já esteve no local: a cafeteria de Shin. Será que valeria uma visita?

    (só caso você queira fazer algo, mas avançarei no post seguinte com as demais!)



    shamps
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1511
    Reputação : 78
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: 4º passo - Conceitos

    Mensagem por shamps em Qui Set 14, 2017 1:26 am

    Aos poucos Eun-Ji via a confiança de Dam crescer e ela ficava feliz com aquilo, feliz por ajudar um pouquinho que fosse aquele rapaz. Ela fazia isso sorrindo. Ele falaria no tempo dele.
    Agora o assunto era o problema da jovem, que além de estético era principalmente um trauma. Sentia em seu peito que era o certo a se fazer, contar tudo a ele. Começou de forma branda, mas a lembrança daquele dia horrível a fez chorar e mesmo assim Dam a ouvia. Notou seu olhar vermelho e achou que já falara demais, mas tinha que terminar o que tinha começado.
    Agora estava feito.
    A reação dele foi o oposto do que ela esperava, Dam apenas a abraçou forte, protegendo-a de suas dores. O gesto foi bem recebido por ela, ela tinha esperado tanto por aquele abraço e finalmente ele acontecia mesmo em um momento triste, aquilo foi reconfortante para ela. A emoção dela se tornou mais forte aumentando assim o choro. Ela também passou seus braços por ele com firmeza, apesar de tremer pela dor, a dor daquelas lembranças.

    As palavras ditas por ele pegaram a jovem de surpresa, ela não esperava ser elogiada naquele momento. Ele a achava linda, mas ela se emocionou mesmo foi quando ele disse que aquilo nunca mais iria acontecer.

    - Oppaaaa...aaa.... – disse entre o choro.

    Ela passou a se sentir protegida naqueles braços e suas lágrimas foram cessando aos poucos. Eles ficaram um tempo em silêncio, ela não queria solta-lo também, ainda mais que seu rostinho estava protegido em seu peito.
    Depois de um tempo em silencio, finalmente se afastaram e Eun-Ji olhou para Dam, estudando seus traços com carinho e acenou afirmativamente quando ele a convidou para se levantar, só não esperava que fossem para o mar.
    Ela o acompanhou, um pouco relutante, mas acabou tirando as sandálias e entrou no mar, pois confiava nele.

    - É seguro, oppa? – perguntou, mas logo levou um susto com a água tocando seus pés. À medida que dava passos lentos mar adentro, ela começava a sorrir, sentindo as cócegas que as ondas faziam em sua pele. Com a água nos joelhos, ela começava a rir, segurando firme não mão dele, apertando sempre.

    O mar era divertido no fim das contas, e com Dam ficava mais legal ainda. Se assustava ainda quando a onda passava por ela e nessas horas ela pulava na direção do rapaz.

    - Isso... é divertido... – e no meio dos pulos que dava, ela disse sorrindo e emocionada – obrigada por me ouvir, oppa. E... e por ficar ao meu lado. Obrigada por me abraçar...
    Larissa Aprill
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 551
    Reputação : 66
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: 4º passo - Conceitos

    Mensagem por Larissa Aprill em Qui Set 14, 2017 8:40 am

    Eu Se sorriu ao saber que deixava o Bae nervoso. Quando responde a mensagem, ela toma coragem para perguntar sobre o loiro.

    Diga ao Bae que ele foi muito corajoso por conviver com uma menina e por ter me ajudado.

    Bom, eu deveria me manter afastada de vocês, porque ainda tem o risco de alguém descobrir meu segredo e isso prejudicar o programa. Mas talvez podemos nos encontrar escondidos em algum lugar.

    E sobre o Min-ki? Ele tem comentado de mim? Está com raiva por eu ter saído?

    Boa gravação e obrigada por tudo.


    Ela confiava na mãe e deixaria para se preocupar com o trabalho e aluguel quando chegasse a hora. A menina dá um beijo em seu rosto, afirmando que a amava muito e foi para seu quarto, terminar sua composição.

    Para Go  Mi Nam ela respondeu.

    Obrigado por ser meu amigo, prometo um dia lhe retribuir.

    E sobre a música, você pode vir no fim de semana?



    Em relação as vagas de emprego, trabalhar em shopping não era uma boa idéia. Sempre teria o risco das antigas amigas a virem e ela seria o centro das fofocas das socialites.

    A cafeteria do Shin parecia ser uma opção melhor, mas tinha o risco de algum  funcionário a reconhecesse como Go Mi Nam, já que esteve lá no dia da reunião. Mas poderia conversar com o Shin, perguntando sua opinião.

    Olá Shin, tudo bem?

    Vi a gravação do clipe de vocês e ficou muito bom, vocês estão se divertindo na praia?

    Bom queria te avisar com antecedência, nossos pais marcaram um jantar na quinta a noite.

    Desde que saí do programa tenho tentado de tudo para fazer meu pai desistir dessa ideia. Mas de acordo com ele, o senador insiste pelo casamento e meu pai está com algum problema financeiro, então esse acordo se tornou cômodo para eles.

    Não se preocupe, eu e minha mãe somos contra. No jantar, tentaremos cancelar isso de uma forma amigável....mas se isso não acontecer, nós duas sairemos de casa e vamos recomeçar nossas vidas do zero.

    O que me fez pensar em procurar um emprego também. Você acha que seria uma boa ideia eu te ajudar na cafeteria? Tenho receio de alguém me reconhecer como Go Mi Nam.

    De qualquer forma, conversaremos melhor amanhã.

    Até mais.


    Isso a fez lembrar da Myeon,  então decide tranquiliza-la.


    Boa Tarde, Myeon.

    Minha última mensagem sobre as documentações, pode ter te deixado preocupada. Irei me encontrar com o Shin e a família dele amanhã, vai ter um jantar para acertar os detalhes do noivado.

    Mas fique tranquila, ninguém poderá me obrigar a casar, até porque minha mãe é contra essa união. Se não cancelarem esse acordo amanhã, nós duas iremos sair de casa.

    Tem muita coisa em jogo, mas estou disposta a arriscar tudo isso em nome da minha felicidade.

    E espero que o Shin se sinta mais aliviado quando tudo isso acabar.

    Te conto mais detalhes depois.
    Boa tarde.


    Depois de mandar mensagem para todo mundo, Eu Se procura pela mãe. Iria propor de fazerem alguma atividade de mãe-filha, poderiam assistir algum filme ou passear num parque, tomar um sorvete. Queria anima-la e depois Eu Se se propõem a fazer a janta com alguma receita favorita da mãe. Assim as duas já podiam ir se acostumando com a idéia de fazerem as coisas só para elas.


    Luxi
    Moderador
    avatar
    Moderador

    Mensagens : 1373
    Reputação : 270
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: 4º passo - Conceitos

    Mensagem por Luxi em Sex Set 15, 2017 12:45 am




    [_Terça-feira_]
    ♪ Eun-Ji ♪

    - Obrigado por confiar em mim - foi a resposta simples, como lhe era característico, mas com bastante significado. Voltou a dar sorrisos contidos com a alegria da menina na praia. Só quando o sol desapareceu que ele resolveu voltar com ela, mesmo com as roupas um pouco molhadas, de volta à casa alugada.

    [_Quinta-feira_]

    Na quinta-feira, em vez de um programa novo, os clipes foram liberados na internet para que pudessem ser votados até o dia seguinte.

    “Very Nice” foi gravado em um local ensolarado, com caixas cênicas montadas e efeitos para demonstrar uma explosão de amor no coração. Os garotos usam suspensórios e roupas coloridas. As meninas passam na tela em grupo e são admiradas por todos eles ao mesmo tempo. Em “Paradise”, as meninas reencontram o grupo de garotos na praia e agora é a vez delas de tentar capturar seus corações. Tae fez par com a ex-líder de Nobody, e chamavam bastante atenção.

    “Ice Cream Cake” é gravado em uma sorveteria. As meninas cantam e dançam, são personagens entre funcionárias da loja e clientes, todas tentando atrair a atenção dos crushes com seus estilos diferentes.  “Love Me Right” são os meninos chegando com confiança, chamando as meninas para sair, cada uma fazendo alguma atividade ao ar livre, com um estilo diferente.

    Em “Darling”, as garotas fazem uma festa na piscina, cada uma tem um quarto decorado especial e os meninos atuam como um grupo de amigos convidado para a festa.
    Em “A”, é a vez deles de fazer a festa. Reunidos, os rapazes praticam esportes enquanto elas assistem e alguns decidem chamá-las para jogar, enquanto outros preferem sair para passear com elas em volta.


    ♪ Yuki ♪

    Minsoo se encontrou com a menina para que pudessem fazer a tradução de todas aquelas tramas para Nana. Ele a levou de carona em um carro dessa vez, pela ansiedade de assistirem logo aos resultados.  Ele colocou os vídeos para serem reproduzidos na tela, começando logo pelo deles e começou a narrá-los. A cena era um tanto embaraçosa, pois Minsoo se referia aos personagens com seus próprios nomes.

    - Eu seguro as mãos de Yuki… Eu a levo para o mar…

    Nana ficou corada do começo ao fim, cobrindo as bochechas.


    ♪ Eun-Ji ♪

    Quando voltou para casa, Eunji encontrou em cima de sua cama uma pilha de novas roupas. Segundo sua tia, parte daquilo tinha sido um presente de Bora, mais especificamente uma modesta sacolinha com um vestido longo florido .

    -  Quando ela me trouxe esse presente, percebi como as roupas que eu comprei para você não te deixavam confortável, foi o que ela me disse. Isso me  inspirou em comprar roupas que fazem mais o seu estilo. Eu a levei para um passeio comigo então compramos isso juntas. Não se preocupe, as outras roupas eu doei para aquele seu orfanato. Você fez um bem para os outros.

    A menina tinha tempo para relaxar como quisesse. No dia seguinte, poderia encontrar a senhora Bora, para ir à igreja, onde encontraria também Choi. Mais tarde, ao voltar para casa, a tia anunciou que os clipes estavam liberados e deixou o laptop disponível para que ela assistisse a todos eles. Dam e Eunji tinham ficado juntos no final daquele clipe também.

    ♪ Shin ♪

    Naquela quarta-feira, Shin recebeu uma mensagem. Na verdade, duas. Uma delas, era da mãe, preocupada com os cartões do menino que foram deixados para trás. “ Você está conseguindo se manter? Está comendo direito? Diga que não está em um lugar perigoso, por favor. Estou preocupada. “

    A outra veio em forma impressa. Era um convite, formal, com o nome da família Yoon convidando a família Hyun a um jantar na noite daquela quinta-feira. O pai sabia onde ele estava hospedado e o recado delicado foi dado.


    A mãe nem se atreveu a mencionar aquele jantar ou pedir para que ele fosse. Já estava satisfeita com aquela quebra na relação deles, mas Eu Se fez questão de lhe avisar sobre aquilo.

    Hotel Hwarang. Estava em suas mãos aparecer ou não.

    ♪ Eu Se ♪

    ” Você sabe como ele é…
    Está meio arisco e não quer muito papo.
    Não posso dizer que as coisas ficaram melhores sem você aqui.
    Ele não quis olhar o site.


    O amigo combinou de encontrá-la no fim de semana, isto é, se ela não estivesse com algum problema maior, que a tirasse do clima de gravações. Ficou empolgado com sua ideia.

    Já Myeon demorou um tempo para responder, com uma pergunta muito simples.
    “Onde vai ser?”

    Hotel Hwarang. O mesmo lugar onde as famílias se encontraram.

    Lee Sang quis ficar com a filha em casa, assistindo à tv, mas de repente achou que a casa estava lhe deixando infeliz. Ela resolveu dar uma volta com a filha nas lojas no centro da cidade e por um momento a deixou sozinha, para resolver um assunto secreto. Mesmo assim, elas pareciam mais próximas e a mãe, menos infeliz.

    A quinta-feira chegou e o pai voltou para casa. Ele mal dirigiu a palavra à mulher e à filha, mas estava ali para se certificar de que as duas estavam prontas para ir embora, bem arrumadas e educadas.

    Foram então de motorista ao hotel, onde o senador Yoon aguardava sentado à uma mesa, ao lado da esposa, que carregava uma expressão distante.

    Larissa Aprill
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 551
    Reputação : 66
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: 4º passo - Conceitos

    Mensagem por Larissa Aprill em Sex Set 15, 2017 9:18 am

    Eu Se fica triste por saber da situação do Min-ki. De todas as pessoas, ele era o único que a menina não queria magoar, mas acabou acontecendo. No entanto com as gravações do clipe, ela não teria como encontrá-lo​ agora.

    Um tempo depois ela recebeu a mensagem da Myeon e respondeu com a localização do encontro.

    O fim de tarde foi tranquilo e agradável. Ela aproveitou o passeio com sua mãe para comprar uma roupa para o jantar e para deixar um horário reservado no salão de beleza no dia seguinte.

    Na quinta feira, mãe e filha passaram a manhã e tarde no salão de beleza. Tudo isso apenas para se mostrarem apresentáveis ao senador e não aumentar a ira do diplomata.

    O cabelo de Eu Se foi um desafio, pois apesar de estar crescendo, não tinha um corte definido, então o máximo que conseguiram fazer foi um alisamento para deixar o cabelo um pouco mais longo. A maquiagem foi feita bem sutil e feminina.




    Quando o pai chegou em casa, a menina parecia outra pessoa. Estava usando uma blusa vermelha com transparência e uma saia curta, no braço uma pulseira e um colar que havia ganhado de aniversário alguns anos atrás e para completar o look uma sandália de salto alto.

    Ela acompanhou os pais até uma mesa. O senador e sua esposa já os aguardavam no local. A menina faz uma reverência e se senta no meio dos pais, mas olha discretamente ao redor a procura do Shin.

    shamps
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1511
    Reputação : 78
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: 4º passo - Conceitos

    Mensagem por shamps em Sex Set 15, 2017 9:26 am

    Aos poucos Eun-Ji foi ganhando confiança na praia e por medo não saia de perto de Dam. Sua reação era de uma criança que nunca tinha estado no mar: sentiu a dificuldade de correr dentro da água, se assustava quando uma onda maior vinha para perto dela, se assustou e cuspiu água no primeiro mergulho, esse após algumas outras brincadeiras e incentivo de Dam. Depois de uma caldo, a menina emerge assustada e tossindo algumas vezes, ela instintivamente busca o rapaz e pula em seu pescoço, olhando assustada para os lados, mas logo se recupera e começa a rir. Ele a ajudou a boiar e depois ela achou divertido como seus corpos ficavam leves na água.
    Após brincarem bastante na água, Eun-Ji pediu para ver o por do sol com Dam, isso também seria uma novidade.

    - Podemos ver o por do sol, oppa? Eu nunca vi... dentro de casa nunca pude ver... - disse timidamente - nos livros sempre pareceu algo bem... romântico... - ela respira fundo e fica maravilhada com a magnífica cena que era ver o sol sumindo no horizonte. Enquanto estavam sentados na areia, ela apoiou sua cabeça no ombro dele para apreciar a cena - isso é tão lindo! - ela não disse, mas isso era uma obra perfeita de Deus.

    Voltaram a tempo para jantar, feito por Tommy, ela desculpou-se por não ter estado lá para ajudar. Tinha sido um jantar perfeito entre amigos e com suas esperanças renovadas. Depois sentou-se com Yuki para conversarem.

    - Yuki unnie, como foi lá na praia? - perguntou, já que não tinham conversado, pois quando Eun-Ji chegou, foi direto para banho e depois já para o jantar, na sequência ela ajudou com a louça - foi divertido? Desculpe não ter ido, mas eu e o Dam precisávamos conversar. Era muito importante, sabe? Ele me levou para água depois da conversa... foi divertido. Eu mergulhei, a água é salgada - riu da sua descoberta simples.

    Antes de se recolher, ela ainda foi fazer uma proposta para Dam.

    - Com licença, Dam oppa - se aproximou com seu jeitinho gentil de sempre - eu, desde ontem estava com uma ideia... como manhã vamos embora cedo, e sem saber se um dia voltarei aqui novamente, eu tinha decido acordar cedo e ir ver o nascer do sol... agora pensei se... - ela deu uma travada tímida antes de continuar - se for algo impróprio pode falar... você não gostaria de ir comigo? Se não quiser ir está tudo bem - ela se adiantou - eu posso ir sozinha... vou sair 05:30 - depois saiu correndo para o quarto. Esperou por ele até esse horário no dia seguinte, se ele não aparecesse, ela iria sozinha e voltaria na sequência para começar a preparar o café da manhã.

    Na quarta pela manhã, foram dispensados para voltarem para Seul. Eun-Ji foi ao lado de Yuki, novamente animada com as amigas e olhava de tempos em tempos para Dam, na van.
    Despediu-se de Dam normalmente e voltou para casa com sua tia e no carro contou tudo o que tinha acontecido, tirando as partes com Dam, isso ela contaria para Bora, com quem se sentia mais a vontade.
    Eun-Ji ficou muito feliz ao ver as roupas novas e abraçou a tia.

    - Ah... que mimo isso titia. Muito obrigada e desculpa por causar tanto transtorno para senhora - ela abriu um largo sorriso ao saber que ela foi com Bora às compras - a senhora e a senhora Bora, minha mãezinha fizeram compras juntas? Que maravilha! Que felicidade ter vocês duas cuidando de mim, é uma honra. Oh... a senhora fez mesmo isso? Que lindo... as crianças devem ter adorado. Estou com saudades delas. Muito obrigada, Tia May.

    Ela tirou a quarta-feira para descansar e à noite ligou para Dam para saber como ele estava, já que a tia estava sempre ocupada, ela levou o telefone sem fio para quarto para se sentir mais a vontade.

    A quinta-feira foi dedicada à igreja e à Bora. Assim que chegou no carro da professora, ela já foi contando tudo, muito animada.

    - Foi muito divertido, eomma! O mar é lindo e fizemos muitas gravações - tinha dado detalhes de tudo, mas o que mais queria falar era sobre Dam - eu e o Dam oppa voltamos a ser amigos. Nós tivemos várias conversas estranhas e tristes e fiquei muito confusa. Eu disse que queria esquece-lo para deixar de ama-lo e ele não falava nada, depois começou a perguntar se eu queria mesmo fazer aquilo. É claro que eu queria esquecer alguém que já tinha namorada e não sentia o mesmo por mim - ela olhava para a mulher ao volante - mas no meio da gravação ele me pegou no colo e me levou para longe de todos e disse que só sorria para mim e o rosto dele chegou pertinho assim do meu - ela colocou a mão em frente ao rosto, na mesma distância que o rosto do rapaz tinha chegado - daí o diretor gritou corta e fomos almoçar. Depois disso ficamos mais amigos ainda. O Tommy shi disse que estávamos de frescura, não entendi o que ele quis dizer... de tarde estávamos liberados das gravações e fomos dar uma volta. Ele me pediu desculpa e disse que sabia o que acontecia comigo, que ficava chateado por não fazer nada e brigava comigo... mas como ele ia saber, né, eomma? Ele perguntou como eu podia ser gentil e abrir um espaço no meu coração para ele mesmo depois de tudo que eu passei... nem eu sei a resposta... Ele tem algo para me contar e não consegue, mas dei um tempo para ele... ele tem que confiar em mim eu acho. Eu confio nele... eomma, eu... eu contei para ele sobre as minhas costas... fiquei com medo que ele ficasse com nojo de mim, mas ele me abraçou e disse que eu era a menina mais linda que ele já tinha conhecido. Eu tava chorando bastante e ficamos abraçados um tempão - ela sorria ao lembrar - então ele me levou para água.Fiquei com medo no início, mas foi divertido. Até engoli água, era salgada... eca... ah, eomma! Vimos o por do sol juntos... da areia deu para ver direitinho.

    Toda essa animação estava irradiando da jovem, que assistiu a missa com muita emoção. Agradeceu a Deus em suas orações por ter feito as pazes com o amigo. O coral nunca foi tão colorido para ela. Conversou também com Choi e contou o ocorrido, e como seu amuleto da sorte tinha dito, ela voltou com boas notícias. Mesmo que Dam não a amasse como ela o amava, ela ainda sim se sentia feliz por passar bons momentos ao seu lado.

    O resto da tarde passou com Bora e pediu para que ela tirasse uma foto e mandasse para Dam. A noite quis ver o programa com ela e ficou admirada ao ver que o final do clipe foi com ela e Dam como casal.

    - Ah... a mocinha sou eu e meu par foi o oppa! Que felicidade... será que o oppa vai gostar de mim assim, que nem nessa história, eomma? A senhora vai votar em mim? Vamos votar? Ahhhh professora.... faz tanto tempo que não falo com os RH... eles devem a achar que eu os abandonei... a senhora podia dizer para eles que estou bem e com saudades?

    Ela também perguntou como estava o processo de adoção.

    De volta ao apartamento de May, ela tinha preparado o notebook para a menina ver o programa e o viu novamente com a tia e pedia a opinião dela. Ela perguntou se podia falar com seus fãs pelo note e pediu ajuda a ela. Mandou um vídeo para eles, na página do grupo, agradecendo o apoio e pedindo desculpa pela ausência por estar desconectada e sem telefone, mas que agora tentaria manter um contato maior com eles.

    Persephone
    Moderador
    avatar
    Moderador

    Mensagens : 569
    Reputação : 260

    Re: 4º passo - Conceitos

    Mensagem por Persephone em Sex Set 15, 2017 9:54 pm

    Aquela curta viagem tinha sido divertida, até certo ponto. Apesar de ter que conviver com Peach e interagir com ela no clipe, os dois colocaram suas garrinhas de fora e deixaram bem claro que não haveria nenhum tipo de interação pessoal ali. Shin-Hee deixou claro que não gostava dela e a atriz prometia uma retaliação. Não era como se duvidasse dela, mas a verdade é que ele tinha tantas coisas mais urgentes e importantes para se preocupar que realmente não se importou naquele momento.

    O ponto alto da viagem tinha sido o momento que passou junto de seus amigos. Não sabia até quando aquilo duraria. Talvez fosse apenas um sonho de verão, porém, era um sonho muito bom, que ele sempre se lembraria. Quan Lei certamente era uma pessoa que ele gostaria de levar para a vida inteira como seu eterno "bro". Não havia competição entre eles, apenas uma genuína e gratuita amizade - eles não cobravam nada além de companheirismo. Tommy, Jaehyo e Minsoo também era companhias muito divertidas e o time que se construiu em Sorry, Sorry parecia ganhar mais forças. Quanto à Dam, ele não conseguiu descobrir muito porque o rapaz realmente aproveitou a viagem para ficar com EunJi.

    Já do lado das meninas, foi bom descobrir que Yuki o considerava um amigo. Naya, por outro lado, foi uma decepção, mas não chegava a culpá-la. YiEun também se soltava mais e era uma companhia agradável.

    Como seu clipe precisou ser refeito, ele só conseguiu voltar para o celular na quarta-feira, quando já estava em Seul. Tinha acabado de chegar no hotel, colocando suas coisas no lugar enquanto Quan Lei ia para o banho. Sentou-se na ponta da cama lendo a primeira mensagem, de Eu Se.

    Apoiou o cotovelo na coxa e levou a mão ao queixo enquanto lia aquelas informações. Não eram boas, de modo nenhum. Afinal, mesmo que ela tenha feito o máximo, o Senador e o Diplomata não tinham mudado de ideia. Aparentemente, havia muita coisa envolvida, coisas que só seriam reveladas se confrontados diretamente. Talvez aquele jantar fosse um bom momento para criar uma cena. Nem mesmo a mensagem de sua mãe estava calando o monstro que começava a surgir dentro dele. Respirou fundo e respondeu.

    Para Eu Se:

    color=#ffffff]"Olá, Eu Se. Acabei de retornar para Seul.
    Não foi tão divertido quanto parece, mas pelo menos foi convincente.
    Posso perguntar ao meu chefe amanhã, se teria uma vaga a mais. Conforme seja, eu te aviso no jantar. Sim, eu irei hehehe =] Só não estranhe se eu não parecer o de sempre.
    Estou de saco cheio ^^ Vá preparada para não comer nada, porque você vai ficar com indigestão.
    Até amanhã."[/color]

    Para a Mãe, ele foi curto e grosso

    "Sim. Sim. Não estou. Não se preocupe.
    Nos vemos no jantar amanhã."


    - Quan Lei, preciso que você me ajude numa coisa...Vamos fazer uma simulação para ver o quão irritado você fica? Vamos comer ramen.

    Levantou-se, puxando o amigo consigo. A alimentação super saudável era composta de miojo. Pelo menos ele ia jantar na quinta-feira! Quando os dois desceram, a mensagem de Eu Se foi confirmada através do convite que chegou. Mostrou o convite para Quan Lei e explicou que aquele era o motivo dele treinar. Queria ser insuportável no dia seguinte, mas precisava treinar sua atuação.

    Depois que eles comessem, ele voltaria a pensar no que fazer.

    Na quinta-feira, ele não teve ensaios, mas foi trabalhar. Tinha voltado um pouco bronzeado - com as bochechas um pouco vermelhinhas - e o cabelo mais claro por conta do sol e da água salgada que respingou, enfim. Mesmo que ele não tenha ficado de bobeira na praia, parecia que ele tinha aproveitado alguns dias de férias. Deixaria que o chefe visse o clipe para que entendesse o porquê daquela ausência. Também comentaria sobre Eu Se e a possibilidade dela também trabalhar ali por meio período. Disse que era uma amiga sua e o trabalho estava muito puxado para todo mundo. Agora que o "Café Beautiful" fazia sucesso, ele podia pedir reforços!

    Além de trabalhar e chantagear o chefe, ele também deu uma olhada nas coisas de Myeon. Estava tentando se policiar, ficar distante dela, mas a verdade é que sentia uma imensa saudade da menina. Tinha uma semana que eles terminaram, mas parecia uma eternidade. Para dar sinal de vida, ele curtiria uma das fotos dela. Ainda que tivesse indireta.

    O dia foi estranho. Estava rápido e devagar, ao mesmo tempo. Porém, finalmente chegou a hora do jantar. Arrumou-se de um modo bastante atípico. Para um jantar num lugar desses, ele geralmente iria com terno, gravata, o mais formal e belo possível. Daquela vez, ele só fazia mesmo questão de ir limpo e perfumado. Escolheu uma calça jeans para colocar com uma blusa branca simples e um blazer azulado por cima. Só tinha um relógio consigo, então, se não combinasse muito, ele também não se aborreceria. Nos pés, tênis adidas preto e branco e completou com um gorro cinza e óculos escuro. Tinha comprado um par argolas pequenas e colocou na orelha - ele furou na farmácia APENAS para esse momento. Por muito pouco não se arrependeu porque tinha doído.

    - Um filho em transição para a rebeldia. Se eu tivesse achado uma tatuagem falsa, teria colado na cara também. - Resmungou e riu para Quan Lei.

    Logo ele se encaminhou para o hotel. Foi de transporte público porque não tinha pressa de chegar mesmo.

    Tanto que quando ele surgiu, já tinha cerca de 40 minutos de atraso - no minimo as entradas foram servidas. - ele chegou mostrando sua identidade e apontando na direção da mesa de sua família para a recepcionista do restaurante. Deu um meio sorriso e foi se aproximando de modo displicente.

    - Ora, ora, boa noite. - Disse reverenciando demais, porque se curvou demais para os convidados. - Senador Hyun, Senhora Hyun....Eu Se-shi

    Deu um sorriso torto e cretino. Virou-se para os pais e fez uma reverencia bem tosca antes de se sentar. Começou a puxar os óculos, tinha um pouco de lapis preto nos olhos e se acomodou.

    - Papai, mamãe... - Disse sem encará-los. - Como vão? À que devo a honra de um convite tão...inesperado?

    Gakky
    Adepto da Virtualidade
    avatar
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1562
    Reputação : 149
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: 4º passo - Conceitos

    Mensagem por Gakky em Sex Set 15, 2017 10:11 pm

    Yuki sorri quando ouve a explicação de MinSoo do que ele faria quando ficasse famoso, ela admirava cada vez mais esse rapaz e sentia que se por alguma obra do destino, ele fosse realmente o seu par, ficaria mais que satisfeita.

    - Adoro o seu modo de pensar - Disse sem olhar para ele diretamente.

    Quando voltaram, foi tranquilo, Eun-ji veio mais tarde e falou com ela. Yuki a respondeu contente:

    - Tudo bem, o importante é que foi divertido para você. Acho que teremos outra oportunidade de te levar no mar, já que agora não precisa se preocupar com a hora. Sim a água é salgada, eu adoro. Fico feliz que as coisas entre vocês dois tenham se resolvido.

    Na hora de irem embora, a garota ficou com um aperto no coração, mas estava com saudade dos pais e assim que chegou os abraçou com um sorriso enorme no rosto e louca para contar as novidades:

    - Que saudade! Foi tão legal Okasan! Até tomamos banho de mar! Eu adorei gravar, foi divertido!

    Para o irmão, ela disse:

    - Deu tudo certo lá, nem precisei gastar o dinheiro.

    (...)

    Quinta-feira, Yuki acha legal também os outros clipes que foram gravados, estava sendo uma etapa que ela realmente curtiu. Também era um dia especial, pois se encontraria com MinSoo. Ela não sabia se o seu clipe seria o mais votado, embora tivesse gostado muito, também achou que os outros eram bons.

    Quando narrava o programa para Nana, Yuki tentou ser descritiva, mas ficou difícil na parte em que ela e MinSoo apareciam juntos. Ela sentiu seu rosto corar, assim como Nana estava, e um calor no coração. A forma como ele falava era tão romântica. Yuki quase perdeu a vez de narrar, mas continuou como havia sido a cena, embora sentisse o coração bater acelerado. Quando tudo terminou, disse:

    - Espero que tenha gostado Nana, é minha primeira vez fazendo isso. Espero ter sido bem descritiva... E obrigada por me convidarem! Eu gosto de vocês, de passar o tempo com vocês... Ah tomara que nosso clipe consiga passar essa etapa. Os outros também ficaram tão legais.

    Naquela noite, a garota demorou a dormir, pensando em várias cenas românticas de shoujo que poderiam acontecer entre ela e MinSoo.

    Luxi
    Moderador
    avatar
    Moderador

    Mensagens : 1373
    Reputação : 270
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

    Re: 4º passo - Conceitos

    Mensagem por Luxi em Sex Set 15, 2017 11:17 pm




    [_Quinta-feira_]

    ♪ Yuki ♪

    - Tomaram banho de mar? Com quem você tomou banho de mar? - Taegyu falou alto, com a voz vinda do banheiro, de onde ele saía enxugando os cabelos.
    A mãe tapou a boca, envergonhada, porque secretamente tinha pensado a mesma coisa.
    - Como foi essa tal de viagem? Hm… pode ficar com o dinheiro de qualquer forma, use no seu celular. - sorriu amistoso.

    (...)


    No dia seguinte, a mãe queria saber como fazia para assistir aos clipes e votar na filha, pois só tinha visto uma propaganda na televisão antiga, mas não tinham como apoiar a filha de outra maneira.

    (...)

    - Que romântico!!! - Nana sorriu amplamente. - Eu achei muito lindo. Obrigada por narrarem para mim. A forma como vocês me contaram pareceu mesmo que vocês se gostam. E sua voz é tão bonita!!! Continuem por favor.

    Enquanto o segundo clipe rolava, uma outra pessoa apareceu na casa. Era uma mulher, que, ao cumprimentá-los, Nana chamou de “omma”. Ela passaria reto, mas parou para olhar Yuki no meio do caminho. Acabou medindo a menina da cabeça aos pés.

    - Ah, Minsoo, temos visita?

    - Sim, mãe. Esta é a Yuki - ele sorriu para a senhora Na.

    Nesse momento, os dois apareceram na tela em uma das cenas filmadas no mar. A mulher olhou para a tela e franziu a sobrancelha.

    - E o que significa isso?

    - É um clipe, mãe. Para o programa!

    - Ah… sei… - olhou Yuki novamente, de maneira fixa e intimidadora.

    - Yuki veio para me ajudar a assistir ao clipe - Nana comentou animada.

    - É mesmo? Ela veio…? - olhou a garota novamente. - Foi por isso que você veio? Nenhum motivo a mais?

    ♪ Eun-Ji ♪

    Dam ficou surpreso pelo convite e acordou bem cedo para acompanhá-la para ver o sol. O espetáculo natural o deixou pensativo sentado na areia. Ele ficou perdido em pensamentos e ainda cheio de segredos. Depois, a levou de volta para perto do grupo. Era a segunda vez já que voltavam juntos e em períodos distintos do restante do grupo.

    Quando voltaram para casa, ele conversou com ela ao telefone, deixando-a ouvir os miados de Harry. Perguntou se ela achava que a praia era seu lugar favorito agora.

    A senhora Bora ouviu todo o relato da menina com atenção e muito tempo disponível, agora que ela era livre. Pareceu preocupada a principio com as atitudes de Dam, mas aparentemente eles estavam se entendendo.
    - Que bom que tudo está se encaixando. Fez certo em lhe dar um tempo para pensar. Mas não faça nada enquanto não entender sobre essa namorada, está bem? Essa história ainda me é muito confusa. Sobre a adoção, descobri que tudo tinha acontecido tão rápido por causa de um promotor, Yoon Hyu-Sik, que pediu urgência para o caso. Mas agora tudo vai acontecer em tempo normal. Deve levar um tempo, mas está se acostumando na casa da sua tia?

    No coral, ensaiaram uma nova música. Seu amigo Choi ficou grato por vê-la tão alegre e uma das garotas sabia dos clipes e a elogiou pela performance. Eles prometeram votar nela então.

    A tia disse que votaria nela em segredo, já que teoricamente estava na equipe do programa, mas a ajudou a entrar em contato com os fãs, que achavam por um momento que ela tinha se afastado por causa dos problemas do orfanato.

    ♪ Shin ♪

    As redes sociais de Myeon estavam estranhamente desatualizadas. As fotos tinham dias espaçados. A última, por exemplo, era de três dias atrás. A menina levava a sério o término e a falta de comunicação entre eles.

    No Café, o chefe torceu a cara inicialmente sobre dar emprego a alguém, mas de fato estavam ampliando o lugar e resolveu aceitar Eu Se no lugar em um período de experiência. O café recebeu várias pessoas empolgadas dizendo que o clipe estava fantástico e que votariam nele.

    Seu amigo apoiou a rebeldia rindo alto. Deu até sugestões do que ele poderia usar de brincos e insistiu muito para que ele fizesse uma tatuagem, pelo menos de mentira, mas foi bom para sua imagem de ídolo que não fizesse.


    ♪ Eu Se ♪ e ♪ Shin ♪

    O senador trocou um olhar satisfeito com o pai de Eu Se quando a menina apareceu. Lee Sang sentou-se quase timidamente ao lado da filha, observando o cardápio. Shin não estava ali e isso não aconteceria nos próximos quarenta minutos.

    O pai dele pareceu muito incomodado, mas Seul-Bi tentou contornar a situação, avisando que o filho tinha dito que compareceria. Hyun Woo Kan também engoliu em seco, mas quis agradar o amigo, fingindo calma.

    Enrolaram um pouco e acabaram escolhendo as entradas. O clima ficou pior quando a comida chegou, pois somente os dois homens conversavam entre si amenidades para tornar a situação mais tranquila. As duas esposas mal se olhavam.

    De repente uma simulação do que um dia tinha sido Shin apareceu entre eles. SeulBi ficou com a mão suspensa esquecendo que ali não havia mais um garfo. O senador engasgou e precisou tossir sob um guardanapo de papel.

    O pai de Eu Se olhou imediatamente para o senador, em busca de explicações, mas o homem não as tinha.

    - Shin… - a voz da mãe soou, preocupada. Nunca imaginou que a fuga do filho de casa teria tantos efeitos negativos.

    - Está atrasado - cortou o senador, tentando se recompor. - Sente-se e comporte-se…. Como um ser humano.

    - O que… estávamos prestes a discutir aqui era… a melhor data para o… - o pai de Eu Se não conseguia parar de olhar para o futuro genro. Estava distraído demais.

    - Casamento - reforçou rapidamente o senador. - Pela união das duas famílias. Meu filho e sua filha.

    Ninguém estava ouvindo direito, pois os olhares estavam em choque sobre ele.

    - Ah, sim, seu filho...




    Conteúdo patrocinado


    Re: 4º passo - Conceitos

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qua Nov 22, 2017 9:20 am