Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    A alcateia que falta

    Wordspinner
    Adepto da Virtualidade
    Wordspinner
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1944
    Reputação : 118

    A alcateia que falta - Página 5 Empty Re: A alcateia que falta

    Mensagem por Wordspinner Qui Set 17, 2020 5:15 pm

    Connor escreveu:Se a gente tiver meios a gente acaba com isso de uma vez, senão a gente reagrupa e ve o que precisamos pra dar fim nisso. Nosso ponto pode ser a Pedra do Macaco, esses caras não vão entrar na reserva, muitos contratos, muito espírito trabalhando pra todo mundo nossos e dos demais.

    "Não sabemos o que fazer para matar a coisa e nenhuma pessoa do planeta sabe. A coisa veio do espaço grandão. Nos também não podemos mais esperar, amanhã nesse mesmo horário pode ser imprescindível que a Amy esteja se metendo com puros. A reserva não é uma má ideia, mas não é segura, os urathas infectados tem esquivado da presença de outros urathas, mas atacam assim que botam os olhos em um. Estamos sem tempo aqui. "

    Connor escreveu:Definitivamente não...Ok distrair eles, mas qual é a ideia principal? Se for pra brincar de pega-pega vai eu e você, mas se for pra deixar os caras patinando Shaw é realmente seu parceiro.

    "Você esquece o seu lugar, lua cheia. Para com isso." A voz de Amy não parece irritada e sim cansada. "Não podemos nos dar ao luxo de achar que planos simplesmente vão dar certo. Vamos entrar lá para matar eles, mas ninguém vai lutar até a morte sem necessidade. Se for necessário vou recuar e depois atacar de novo. Levar dez segundos morrendo não vai ajudar ninguém. Tudo que nos vamos poder garantir ao grupo principal é tempo. O objetivo é eliminar os alvos. Mas você não vai comigo, se Edgar e Francis quiserem seguir esse caminho... Tudo bem. Mas vou precisar de silêncio, coragem e disciplina. Se achar que alguem quer ser herói eu mesma arranco as pernas."


    Shaw escreveu: Você está certa, eu não corro nem me soltarei dos predadores tão bem quanto ela, mas ela fará isso ainda melhor se eu estiver por lá, não é?

    "Mas algum de vocês tem um bom nariz? Eu digo realmente bom... de fazer o pastor do aeroporto parecer um idiota? vamos estar num lugar bem alienigena pra caralho, pode ser muito necessário. O meu não é tão bom assim. Se eu encontrar alguma fraqueza que seja explorável eu grito para vocês, estamos levando algumas facas supostamente feitas com meteoritos e até uma lasca de um satelite e plantas. Mas ninguém sabe se alguma coisa que funcionou em um deles vai funcionar em outro. Os infectados podem todo tipo estranho de forma e poderes. Sebastian acha que a fonte inicial da infecção pode não estar lá. Ele acha que a infecção tá se movendo muito devagar..." Ela olha pra Axel, Connor e por ultimo Ethan. "Algum de vocês já aprendeu a caçada?"

    Francis escreveu:Mas temos que caçar como se não houvesse amanhã. Que nem um fudido sem mãe.

    As duas riem e parecem imediatamente gratas por isso. "No fim eu vou liderar um grupo e Connor o outro. Tenho certeza que vocês vão caçar bem e vão voltar vivos, mas se não estiverem preparados para morrer lá vão deixar um trabalho muito ingrato pros seus companheiros. Façam os seus acertos... Sei lá, escrevam cartas para queimar amanhã. Mas pensem no problema que vai ser pros seus amigos justificarem o seu sumiço e quanto isso pode doer. Preparem seus fetishes e seus rituais. Se alguém pensar em levar armas de fogo lembrem que som e cheiro se propagam muito melhor na sombra. Vocês escolhem a divisão, mas Asia e Connor vão para o coração da infecção e eu vou caçar os lobos." Ela pausa e depois enfatiza cada palavra. "Vai dar errado. Do outro lado, em um não lugar, temos sabe Luna quantos espíritos infectados, alguma porra que caiu do espaço e um arremedo macabro de uma alcateia que era muito boa. Se adaptem. Ouçam a Asia. Se precisarem correr, não hesitem. Se decidirem que não concordam com alguma coisa ou não quiserem ir é só não aparecer." Ela tenta dar um tom compreensivo a voz, mas alguma coisa fica no caminho.

    Asia coloca a mão no ombro de Ethan. "Meu amigo, eu não sei de um espírito como esse infectado. Mas já vi mais de um assim. Falando sobre o fetish. Eu realmente não sei nem se é real. Pode ser só uma história,, sabe como os mestres do ferro são com histórias." Olhando novamente para os outros " Quando o sol estiver nascendo vamos estar no velho planetário, entrada dos fundos. A gente não vai esperar porque ainda não sabemos outro jeito de entrar lá. Só durante o nascer do sol." Ela sorri como uma serreia e pisca para Axel. Então as duas mulheres começam a se afastar.

    No fim os algozes ficam sozinhos na clareira. A meia lua desliza lentamente no céu. As chamas queimam fracas e a muralha de folhas e espinhos os espera.
    Ankou
    Mestre Jedi
    Ankou
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1149
    Reputação : 50

    A alcateia que falta - Página 5 Empty Re: A alcateia que falta

    Mensagem por Ankou Qui Set 17, 2020 7:08 pm






    PThwhox.png

    Asia escreveu:A reserva não é uma má ideia, mas não é segura

    É o mais próximo de seguro que a gente vai ter, mas se tu tiver um outro lugar que ache seguro de verdade só falar. – Ele não dava mais detalhes, mas todo mundo da alcateia sabia que a floresta era a casa do Caminhante e que era o único espírito que podiam contar de verdade no meio daquela bagunça.

    Amy escreveu:Vamos entrar lá para matar eles...

    Ele levanta um dedo como se estivesse preste a falar alguma coisa, o rosto as expressões e o corpo parecem mortos, mas os olhos tão furiosos, mas ele se recolhe, como se pensasse bem em alguma coisa – Ok... Franco você vai com eles. – Talvez fosse só por que tava respeitando o juramento o que era de se esperar, talvez só por que não confiava em Amy o bastante pra deixar Shaw sozinho com ela.

    Asia escreveu:"Algum de vocês já aprendeu a caçada?"

    - Eu e Axel a gente não invoca a caçada, nunca, mas se precisar o Ethan vai. – Não se sentiu na obrigação de explicar o por que daquilo, mas o tom era definitivo.

    Connor não falou mais nada além de um adeus e que confirmaria a presença no planetário, esperou elas se afastarem.

    ______________________

    Ele olha bem pra Franco e Shaw – Ela é uma grande guerreira, mas é... – ele pareceu não querer dizer o que pensava, mas dava pra ver que não era boa cosia – Eu não quero saber a merda que vai dar lá, mas um cobre as costas do outro, ela é aliada, mas não é alcateia. – Achava que aquilo deixava bem claro em como eles deviam se portar lá.

    Ele finalmente respira e solta o ar pelas bochechas deixando elas inchadas, era um monte de pressão de tudo que era lado, mas ele tinha pedido por aquilo – Antes de mais nada eu queria agradecer pelo voto de confiança e por ninguém ter tomado meu lugar hoje, não é um negócio legal você dar aval pro seu avô matar seu tio avô – tava até sendo bonzinho com as palavras o que era bem característico dele – E sinceramente a essa altura eu estaria odiando um de vocês por que sinceramente agora, eu to me odiando... – ele caminha até a pedra e se senta de novo.

    - Todos tiveram oportunidade de fazer o que eu fiz, mas eu não vou questionar o porquê fizeram ou deixaram de fazer, tirando o Franco que fez só pra me medir e me sacanear, seu filho da puta. – havia até uma pitada de humor nas palavras dele – Mas Ethan, você foi o único que jogou sombra sobre o meu comando e eu não quero isso, principalmente pra amanhã, ou eu sou a porra da ponta de lança dessa alcateia ou eu não sou e essa vai ser a única oportunidade que você vai ter de me desafiar, pelo menos até eu cometer um pecado do Pai Lobo, aí eu quero mais é que vocês arranquem meu saco, mas pensa bem, por que a gente sabe como isso termina... – O olhar agora não era amigável pra cima do Ithaeur, ainda assim Connor não era agressivo, ele podia, mas não queria ser, era a hora de Ethan fazer uma escolha e não era exatamente uma escolha que ele poderia sair na conversa, era uma simples questão de sim e não e em como aquela noite iria terminar.

    GodsCorpse
    Sacerdote de Cthulhu
    GodsCorpse
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2785
    Reputação : 82
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    A alcateia que falta - Página 5 Empty Re: A alcateia que falta

    Mensagem por GodsCorpse Sab Set 19, 2020 2:29 am


        
           
           
        

               

               

    Franco está trajando um casaco longo preto de couro de capuz com peito aberto, exibindo uma blusa branca de linho. Veste também uma calça do mesmo material do casaco e botas escuras.
    Seu cabelo está mais curto e a barba mais rala do que da primeira vez que vieram a este lugar.


                   

    Ficha


               

           

               

                   
    Asia escreveu:Não sabemos o que fazer para matar a coisa e nenhuma pessoa do planeta sabe. A coisa veio do espaço grandão.
                   

    Só a ideia de um espírito desses deixava Franco com a cara que estava prestes a parir um filho.


                   
    Amy escreveu:... Tudo que nos vamos poder garantir ao grupo principal é tempo. O objetivo é eliminar os alvos. Mas você não vai comigo, se Edgar e Francis quiserem seguir esse caminho... Tudo bem. Mas vou precisar de silêncio, coragem e disciplina. Se achar que alguem quer ser herói eu mesma arranco as pernas.
                   

    - Hit 'n' run é uma opção, né? Dá pra galera fazer um círculo em volta do lugar. Amy mete uns na vala... - gesticula umas marteladas no ar - .. Volta, Ficamos de olho no que corre atrás e aparamos a perna desses aí. Ritmo, cura, silêncio... - Franco mantém os olhos abertos e arregalados durante todo o tempo que fala, como se estivesse experienciando aquilo diante de seus olhos. Por um momento, parece estar surpreso com as próprias ideias.


                   
    Asia escreveu:Se eu encontrar alguma fraqueza que seja explorável eu grito para vocês, estamos levando algumas facas supostamente feitas com meteoritos e até uma lasca de um satelite e plantas. Mas ninguém sabe se alguma coisa que funcionou em um deles vai funcionar em outro.
                   

    - Não me zoe e não achem que tô levando na boa, mas: se sangra, a gente mata. Não vai ter papo para esses bichos e a gente vai arranjar um jeito. - ainda com os olhos estáticos. Piscava pouco e lentamente.


                   
    Asia escreveu:Algum de vocês já aprendeu a caçada?
                   

    Franco deixou a mão levantada.


                   

    A risada da dupla das meninas deixa Franco mais confortável, até esboçando um sorriso e aliviando a postura tensa.


                   
    Connor escreveu:Ok... Franco você vai com eles.
                   

    Franco concordou com a cabeça, olhando para o Alfa. Imaginava que ele queria por o Franco como a coleira para Amy, mas logo um Guarra Sangrenta para isso? A linha é bastante tênue para um Guarra Sangrenta a lidar com o juramento e seria mais perigoso dois juntos para ajudar a garota nessa tarefa.


                   

                   
    Connor escreveu:Ela é uma grande guerreira, mas é... Eu não quero saber a merda que vai dar lá, mas um cobre as costas do outro, ela é aliada, mas não é alcateia.
                   

    - Aye aye... A garota tá com sangue nos olhos demais que chegou subir no cabelo. Não vamos ser burros e vamos lembrar ela de não ser burra... Mas vai ser uma merda do caralho. Lembra que não estamos indo encontrar lobos. - olhou sério para Connor e era quase uma confissão que fosse quebrar o juramento - ... Mas vai dar tudo certo.


                   
    Connor escreveu:Antes de mais nada eu queria agradecer pelo voto de confiança e por ninguém ter tomado meu lugar hoje, não é um negócio legal você dar aval pro seu avô matar seu tio avô. E sinceramente a essa altura eu estaria odiando um de vocês por que sinceramente agora, eu to me odiando... Todos tiveram oportunidade de fazer o que eu fiz, mas eu não vou questionar o porquê fizeram ou deixaram de fazer, tirando o Franco que fez só pra me medir e me sacanear, seu filho da puta.
                   

    Verbalizado o que sentia, Franco entendia melhor o que Connor estava passando, mesmo com o momento cheio de lágrimas antes. Não era normal para ele, não tinha uma família assim que se abraçasse, ainda mais quando são todos Uratha, que faz esses elos mais apertados. Mas agora, ali, tem o que seria essa família. Sorriu quando o chamou de filho da puta. Imaginou que Connor não tinha levado a sério seu desafio e preferiu deixar assim


                   

    - Nós vamos voltar de lá amanhã, não esqueçam essa parte, seus bunda moles.


               

           
    Bravos
    Semi-Deus
    Bravos
    Semi-Deus

    Mensagens : 5058
    Reputação : 390
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh32.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh23.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh41.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh29.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh44.png

    A alcateia que falta - Página 5 Empty Re: A alcateia que falta

    Mensagem por Bravos Sab Set 19, 2020 11:02 am




    Axel Brown

    Connor, Shaw e Franco tomavam a frente naquelas decisões. Era o correto. Axel estava patinando naquilo. Não tinha a mínima puta idéia de como iriam conseguir vencer uma ameaça alienígena sem saber nenhuma de suas fraquezas. E pela escalação ele estava no time 'principal'. O único consolo é que ninguém sabia exatamente o que estava fazendo mesmo, apenas que precisavam fazer.

    Quando perguntaram da caçada, Axel assentiu. Tinham motivos para tais. Algum dia esperavam não ter mais. Asia diz que não vão esperá-los e pisca para o elodoth. - Eu acordo as crianças, deixa comigo. - Tentou ser leve, diante daquilo tudo. A verdade é que provavelmente mal iriam dormir.

    Ficaram só eles e então Connor deu algumas indicações para os garras e então... A liderança. - Se forem disputar a liderança, eu mediarei. Não irão competir de forma a se machucarem e tudo deverá estar decidido em uma hora. Mais que isso estaremos perdendo tempo e disposição. Amanhã vamos caçar algo bizonho e se alguém tiver uma olheira é porque não está na sua melhor forma. - Disse para os dois. - Além do mais temos preparativos a fazer.






    GodsCorpse
    Sacerdote de Cthulhu
    GodsCorpse
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2785
    Reputação : 82
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    A alcateia que falta - Página 5 Empty Re: A alcateia que falta

    Mensagem por GodsCorpse Sab Set 19, 2020 2:57 pm


        
           
           
        

               

               

    Franco está trajando um casaco longo preto de couro de capuz com peito aberto, exibindo uma blusa branca de linho. Veste também uma calça do mesmo material do casaco e botas escuras.
    Seu cabelo está mais curto e a barba mais rala do que da primeira vez que vieram a este lugar.


                   

    Ficha


               

           

               


    Axel escreveu:Se forem disputar a liderança, eu mediarei. Não irão competir de forma a se machucarem e tudo deverá estar decidido em uma hora.

    - Esquece essa porra mano... Cê tava certo quando me cortou lá... Nem estressa. - e colocando em perspectiva, seria complicado e chato pra porra lidar com toda parte social que o Connor tira de letra.


               

           
    Dycleal
    Wyrm
    Dycleal
    Wyrm

    Mensagens : 7896
    Reputação : 151
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png

    A alcateia que falta - Página 5 Empty Re: A alcateia que falta

    Mensagem por Dycleal Dom Set 20, 2020 7:20 pm

    Ethan ouve seus companheiros conversando, mas ele passa o tempo meditando e se concentrando em seus próximos passos, que serão vitais para o sucesso da alcateia, na empreitada contra essa ameaça para todos, ele sabe que precisam estar preparados, unidos por um laço profundo de sangue e com a força da mãe, será isso que ocorrerá.

    Ele silenciosamente se aproxima do grupo e responde o questionamento feito por seu irmão Connor: - Meu irmão, não ambiciono ser o alpha e o que fiz não foi um desafio, apenas penso em como o nosso totem vê as coisa... Mas me desculpe, isso é típico de quem vive as voltas com os espíritos e se esquece as vezes do lago de cá das coisas e observando como se conduziu hoje nos representando, se é o que você quer, me sinto bem representado por você sim e si ninguém mais posturar o posto, porque questionar? Saiba que tem minhas habilidades e empenho a seu dispor e para mim isto é passado, vamos pensar agora na caçada. Mas Ethan precisa de todos unidos por um único propósito como preparação para o ritual e continua se dirigindo agora para todos: - Meus irmãos, precisamos nos preparar para a nossa caçada contra essa aberração que habita um não lugar e que atravessa a sombra para nos ameaçar e essa preparação é fazermos o nosso ritual da Siskur - Dah. Eu vou preparar a mascara que usarei no ritual e, quando estiverem prontos e resolvidos sobre qualquer questão imediata, acendam uma fogueira em um local natural e amplo e após passarem as suas garras nas cinzas, me despertem do meu transe que darei as instruções do ritual. Ele espera um pouco, para ver se alguém lhe perguntaria algo e depois senta-se em posição de lótus e retira do bolso da jaqueta uma madeira curvada, um pouco menos que seu rosto e pega um pequeno canivete e começa a falar algumas palavras ritualísticas no primeiro idioma, e começa a trabalhas na madeira, tirando lascas e aparando os contornos e de tempos em tempos, volta a cantar em um ritmo monótono as palavras ritualísticas de preparação para o grande e sagrado ritual que faria mais tarde...
    Faor
    Mutante
    Faor
    Mutante

    Mensagens : 689
    Reputação : 27

    A alcateia que falta - Página 5 Empty Re: A alcateia que falta

    Mensagem por Faor Sex Set 25, 2020 3:12 pm






    A alcateia que falta - Página 5 268_2610



    Todos próximos um dos outros, trocando informações e palpites - palpites demais na opinião dele, mas é o que têm - e dizendo o que esperam para o próximo dia. Shaw tenta avaliar o que fazer, escolher caminhos, ignorar o que considera dispensável. Cabecinha funcionando com uma máquina. Nunca foi muito bom nisso.

    Asia pergunta sobre o nariz ele olha para ela e sorri. Ela continua falando sobre gritar e avisar e aí ele reage reprovando. - Eu não estarei do lado de vocês, mas meu faro estará a serviço da Amy, ok? E ele é bem bom. - Ele faz uma careta como se deliberadamente estivessem cheirando a loira - e está mesmo - mas volta falar com olhar sério. - Ainda assim, gritar e avisar parece uma péssima ideia. Se cada um não souber onde o outro está pisando e alguém for pego sozinho... - A voz desaparece desanimada.

    Já Amy está realmente com sangue nos olhos. Ele vê algo ruim nessa força toda, mas não diz nada. - Sem planos, vai dar errado, sem heróis, você é a líder e ninguém morre à toa. É sério, estamos juntos e queremos o mesmo. Estaremos lá. Confie na gente como a gente vai confiar em você.

    Quando Asia e Ethan falam sobre os fetiches, Shaw deseja ela poder contar com alguma vantagem, mas sabe que irá de mãos vazias. - Ethan pode conduzir a caçada com vocês... - Ele está falando do grupo de Connor e claramente sobre o ritual. - Eu ou Francys podemos fazer o mesmo para nosso lado. Amy, você estaria com a gente?






    Quando Connor chama atenção sobre ficar de olho em Amy e Francys concorda, cai a ficha para Shaw. - Para Amy parece ser tudo muito pior, por ter que lutar contra os velhos conhecidos. Por isso a agressividade, não é? Se ela deixar qualquer coisa que não seja garra ou presa decidir, ela vai vacilar. Quer dizer, mesmo ela pode vacilar. Lá vai ser uma merda. É o bom e velho expresso do rio de merda. Assumam seus assentos, senhoras e senhores.

    - Ah não!. - Logo depois de Axel. - Se não for para cair arrancando pedaço vão pra casa do cacete. Novo alpha aqui só oferecer pipoca para a galera ver pedaço de uratha voando longe pô! - Na hora que Connor avançou, no início da reunião, Shaw ficou irado e confuso, mas os algozes tinham um alpha forte e o irmão cahalith forte o bastante para confiar a vida. O esboço de desafio de Francys, para Shaw, consagrava a posição de Connor. Shaw ainda tinha pensamentos reservados sobre posição da família dele, mas isso não é assunto para agora.



    Ankou
    Mestre Jedi
    Ankou
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1149
    Reputação : 50

    A alcateia que falta - Página 5 Empty Re: A alcateia que falta

    Mensagem por Ankou Sex Set 25, 2020 6:45 pm






    PThwhox.png

    É como se os olhos dele ganhassem um brilho quando eles aceitam ele como alfa, a mente ia a mil, tinha um monte de coisa pra provar agora, o sonho ainda tava longe, muito longe, mas aquele era o primeiro passo, o pacto tácito tava formado, ele se levanta olha por cima de todo mundo o que não é muito difícil, até os olhos dele caírem sobre o Caminhante Norturno, talvez a única criatura mais assustadora do que ele próprio na redondeza naquele instante.

    Finalmente ele se põe no meio de todo mundo e se senta na pedra de volta, mas dessa vez ele guia como se fosse pra todos eles ficarem em volta e faz um gesto pra eles se sentarem na grama.

    O olhar de Connor se torna vago, e fica assim enquanto ele fala – Esperança não é o mesmo que otimismo, nunca confunda esperança com otimismo, esperança vai contra a maré, esperança é participatória, é um agente no mundo. Otimismo observa as evidências de forma a determinar se podemos fazer “X” ou “Y”. Esperança diz “foda-se, eu vou fazer de qualquer forma”. – não dava pra saber o por que ele disse aquilo, não dava nem pra ler ele, parecia feito de pedra como o resto dos Mcleary, mas não por isso a mensagem tinha menos peso, ao terminar ele olha pra cada um deles dentro dos olhos como se esperasse uma resposta, alguma afirmação sobre o que ele havia falado, ou apenas tava tentando ler as reações.

    - Não importa, o caçador se adapta ou morre. Vai dar merda, muita merda, mas não deixem de confiar nos seus instintos, se a gente não vencer algo que se move como nós, luta como nós, que é a sombra do que já foi um uratha, a gente não vai ter chance contra os puros, nenhuma... – Aquele era definitivamente um “trabalho sujo” digno dos Garras Sangrentas, se havia a hora deles se provarem era aquela.

    O primeiro pra quem ele olha é pra Franco. – Antes de ir junta com um Luno amanhã, se ele decidir acompanhar você, melhor ainda, você nem vai precisar trovar história do que vocês fizerem pra ele, mas cuidado, ele provavelmente vai ficar pistola quando ele ver os Patas de Ferro do jeito que eles tão, se ele pirar deixa essa bomba explodir sozinha e cai fora. – Ao terminar de falar aquilo e olha pra Shaw como se o recado fosse pra ele também.

    Finalmente ele se levanta novamente ele aperta o ombro de Axel com uma das mãos, passa a mão na cabeça de Ethan como se fosse uma criança que tinha muito a aprender, dá um soquinho no ombro de Franco e para de frente pra Shaw.

    - Nós somos o medo, nós somos uma alcateia, uma presa afiada, e um espreitador na sombra – as mãos do gigante alcançam as duas faces de Shaw e ele logo cola testa com testa – Irmão eu respiro o mesmo ar que você, eu sou a lua que brilha e tu a que ninguém vê, eu sei que eu vou falhar e quando eu falhar você não vai. – Ele descola o rosto e olha Shaw com confiança – O fardo que eu te entrego é pesado e por isso me desculpe. – havia uma dor genuína na voz dele, mas ele acreditava que tinha escolhido o melhor pro serviço.

    Ele se volta a todos – Agora nós somos alcateia que nenhum "bastardo gelado" pode colocar defeito, hoje a gente come e descansa, amanhã a gente faz o que a gente nasceu pra fazer e honra nossos ancestrais.

    Ele se afasta deles um pouco saindo do círculo e se vira pra todos eles mais uma vez – O último a chegar em casa é a mulher do padre. – ele dá uma gargalhada quebrando o clima sério e indo pra forma de Urshul, ele conhecia a rota dali direto pra reserva, provavelmente todos eles conheciam.

    Bravos
    Semi-Deus
    Bravos
    Semi-Deus

    Mensagens : 5058
    Reputação : 390
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh32.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh23.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh41.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh29.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh44.png

    A alcateia que falta - Página 5 Empty Re: A alcateia que falta

    Mensagem por Bravos Qua Set 30, 2020 9:34 am




    Axel Brown

    Francis parece retroceder de forma definitiva quanto à posição do alfa. Axel apenas assente com a cabeça. Talvez as coisas fossem melhor assim. Eventualmente aquela posição seria contestada. O importante era não haver rixas internas já que as ameaças externas eram inúmeras e perigosas.

    Shaw tinha uma tarefa difícil pela frente. Mas ele estava no lugar certo. Axel não admitiria que estava se tremendo de medo do que viria adiante. Era além de sua compreensão e, por isso, assustador. - Eu vou levar Judas comigo para ele ajudar com os ritos. Vai ser bom ele ver isso pela primeira vez. Ethan já o ensinou alguma coisa para ele estar preparado pra isso. - Disse, tentando trazer sua centralidade com a organização daquilo tudo.

    - Se precisarem de algo que eu possa ajudar, não se façam de rogados. - Ainda falava sério quando Connor lança uma piada e passa para forma do lobo primitivo e disparada reserva adentro. Axel sorri. Talvez todos quisessem fazer exatamente aquilo, naquele momento. Ele toma a mesma forma e corre no rastro do alfa.






    GodsCorpse
    Sacerdote de Cthulhu
    GodsCorpse
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2785
    Reputação : 82
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    A alcateia que falta - Página 5 Empty Re: A alcateia que falta

    Mensagem por GodsCorpse Qua Set 30, 2020 10:02 pm


        
           
           
        

               

               

    Franco está trajando um casaco longo preto de couro de capuz com peito aberto, exibindo uma blusa branca de linho. Veste também uma calça do mesmo material do casaco e botas escuras.
    Seu cabelo está mais curto e a barba mais rala do que da primeira vez que vieram a este lugar.


                   

    Ficha


               

           

               

                   
    Shaw escreveu:Sem planos, vai dar errado, sem heróis, você é a líder e ninguém morre à toa.
                   

    - Cê vê gurias, o desgraçado fala bonito, né gurias?


                   

                   
    Shaw escreveu:Se não for para cair arrancando pedaço vão pra casa do cacete. Novo alpha aqui só oferecer pipoca para a galera ver pedaço de uratha voando longe pô!
                   

    - Tô dizendo que tá suave, tá chill. heheheheh....


                   
    Connor escreveu:Vai dar merda, muita merda, mas não deixem de confiar nos seus instintos, se a gente não vencer algo que se move como nós, luta como nós, que é a sombra do que já foi um uratha, a gente não vai ter chance contra os puros, nenhuma...
                   

    Franco olha para Shaw com canto do olho, sorrindo. Connor dava orientações e o cahalith concordava com a cabeça. Era claro que Connor havia decidido o Shaw como braço direito ali para caso Connor caia, ele siga. Depois da ceninha que causou e como foi chamado a atenção, não se viu em lugar de contestar isso também, melhor, ficava até mais feliz pelo seu irmão de guerra.


                   

    - É isso aí porra. Temos um papel como Uratha e vamos mostrar a esse puto o que fazemos!


                   

    Ele estava pronto. E pior, animado.


               

           
    Dycleal
    Wyrm
    Dycleal
    Wyrm

    Mensagens : 7896
    Reputação : 151
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png

    A alcateia que falta - Página 5 Empty Re: A alcateia que falta

    Mensagem por Dycleal Qua Set 30, 2020 10:14 pm

    Ethan está concentrado, ouve a mata, o vento e o balançar das árvores, O Ithaeur está uno com a natureza e seus espíritos, está uno em pensamento com o seu totem e mecanicamente macera a madeira onde um rosto destorcido começa a aparecer na madeira bruta. Ethan não pensa em sair dali, pois está acumulando uma energia que seus irmãos vão precisar em breve e se prepara para cumprir bem o seu papel....A natureza o envolve e protege, os espíritos lhe sussurram segredos inefáveis.
    Faor
    Mutante
    Faor
    Mutante

    Mensagens : 689
    Reputação : 27

    A alcateia que falta - Página 5 Empty Re: A alcateia que falta

    Mensagem por Faor Qui Out 01, 2020 2:23 pm






    A alcateia que falta - Página 5 268_2610



    Connor escreveu:- Nós somos o medo, nós somos uma alcateia, uma presa afiada, e um espreitador na sombra – as mãos do gigante alcançam as duas faces de Shaw e ele logo cola testa com testa – Irmão eu respiro o mesmo ar que você, eu sou a lua que brilha e tu a que ninguém vê, eu sei que eu vou falhar e quando eu falhar você não vai. – Ele descola o rosto e olha Shaw com confiança – O fardo que eu te entrego é pesado e por isso me desculpe. – havia uma dor genuína na voz dele.


    Shaw acena sério, segurando uma gargalhada inapropriada. *- O sacana fez até rima!* - Connor fala a todos, sobre honrar os ancestrais e Shaw tentava decifrar Ethan e Axel, tão diferentes mas tão concentrados. Sentia inveja mesmo era da energia de Francys.

    - Não precisa pedir, e geralmente nem apontar o caminho, para eu fazer o que eu acho certo. Talvez o que eu precise é o contrário, a galera pedindo calma. - Ele fala diretamente com Connor, antes do alpha mudar de forma. - Trabalho sujo, mágoas, ofensas, coisa pior? Não precisa medir o tamanho do fardo, sério. Mas se você está considerando o beta, aí eu prefiro não estar no holofote. Acho que sou mais útil fora disso.

    Ele não era desafio, provocação, mas respondia com postura firme, sério. E isso o fez sentir a presença de todos ali, especialmente do totem observador. - O dia de amanhã já está pesado pra cacete. Postos e títulos podem esperar.



    Wordspinner
    Adepto da Virtualidade
    Wordspinner
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1944
    Reputação : 118

    A alcateia que falta - Página 5 Empty Re: A alcateia que falta

    Mensagem por Wordspinner Qui Jan 14, 2021 9:23 pm

    Parte 1 - Puros:


    Em pouco tempo todos estavam reunidos. "Não tavam conseguindo falar com vocês. Eu levei todo mundo pra onde a Ash pediu, menos o Joe. Eles tão chegando e o protetorado precisa de todo mundo. De vocês. Agora." Ninguém podia esperar isso. Ninguém queria esperar isso. Perguntas foram feitas. Xingamentos proferidos. Medo e ansiedade. Não era isso que tanto queriam? Lutar contra os puros? Vingança? "As informações são uma bosta e nada confiaveis. Tudo pode já ter acabado. Eu vou voltar lá, os caras da vila feliz tão lá também. Parece que uns dois deles sabem brigar, melhor se soubessem atirar, mas eu dou um jeito. Agora, vocês? Não sei. Mas Richard e Ash tão cuidando da informação." Ela fala as coisas enquanto vai de um lado para o outro. Claramente apressada para ir embora. Joe aperta o botão do viva voz do telefone da sala. Ele não tava entendendo nada e pela cara que Silvia fez quando o viu ele tinha acabado de ser encontrado.

    "...ssa o telefone agora ou eu vou ai arranco seus braços e... Viva voz?... Tão me ouvindo?" Era Richard. Ouvi-lo irritado e fazendo ameaças era como ver o papai noel atochando carvão na fuça de uma criança. Era um sinal de o mundo não tava no lugar certo. Não demorou para alguém indicar que ele devia continuar. "O ataque do Trovão deu muito errado. Perderam todos os eletrônicos e veículos. Eles estão voltando a pé e tentando despistar os caras para ganhar tempo. Gente demais vindo. Asia não consegue andar e vai ajudar a proteger os parentes. Vocês até onde eu sei tão andando então é a porra da hora de provarem que eu não tava errado de insistir para vocês existirem. O protetorado precisa de vocês agora. Tio Will tá indo aí, peguem tudo." Enquanto ele falava os urathas continuavam perguntando coisas de Silvia. Claro que Millie tava bem. Não, ela não sabia da Olena. Judas sim, tava lá. Não, ela não tinha mais tempo e se sua mãe, tia, tio avó ou qualquer coisa tinha sangue lupino também tava lá. A porta bate atrás dela um pouco depois da voz do Richard sumir no telefone. Ele não esperou nenhuma recusa. Não esperou nenhuma resposta. Não deu a chance de ninguém dizer que ainda conseguia ver o próprio intestino grosso.

    --

    Uma minivan. Preta. Vidros escuros. Carro suspeito. O tipo de carro de alguém que tem o que esconder. William abre a janela e faz sinal para entrarem. Claro que estavam todos na porta esperando. O mais prontos que poderiam estar. Sujos? Sim. Quantos coletes eles tinham mesmo? Quantas balas? Não tinha bandagem o bastante para aquilo tudo de ferimento pra esconder. Mesmo assim o que iriam fazer? Fugir? Se esconder debaixo da cama? Dentro da van não tem muita coisa. Mas definitivamente tem cocaína. Franco sente o cheiro. Sangue também, mas não muito. Algo respingado por acaso em algum lugar. Uma sub metralhadora e um revolver. Jogados em um banco. "Peguei emprestada, os caras foram super gente boa e me emprestaram as armas também. Deixaram a mercadoria em algum lugar aí atrás. Não aconselho." Depois disso ele fala só o necessário. Onde estavam indo? Esperar em uma das rotas que podem usar para entrar na cidade. Mais de uma? Sim. Iam ter de abandonar o carro e ir para a sombra. Amy e os outros estariam em uma segunda opção. Sim, com o Richard sem braço e a Ash. Não, não ia esperar todo mundo no mesmo lugar. Estava todo mundo esperando uma informação melhor.

    É isso que fazem. Esperam. O carro largado fora da estrada na direção de Sparhall. Os primeiros minutos eram tensos. Os seguintes, mais ainda. Na sombra eles se sentiam vulneráveis. Ainda não tinham qualquer noticia de Ethan. Ainda cheiravam a sangue. Sangue deles. William nem se movia. Olhava o horizonte com uma cara animada. Se alguém perguntava alguma coisa ele respondia com um tom solene e preocupado. Mas assim que se distraia de novo lá estava a animação incontida. Ele olha o celular. Todo mundo sabe que eles não funcionam. "Já sabemos onde estão. É hora de correr." Ele diz isso, mas não o faz. Não até atravessarem de novo. Ele aponta uma direção e só então ele começa a correr. Ele não ia esperar a alcateia. Também não ia se explicar. "Vou na frente, parece que estão indo para a legião. Isso deve significar alguma coisa para vocês." No momento seguinte ele muda para urhan e começa a correr. Quatro patas boas. Nenhuma delas quebrada. Não era o que todos os outros poderiam ter.

    A alcateia anda junto. O braço quase decepado de Axel atrasa todos eles. Connor ainda sente o buraco na bariga. Shaw continua engolindo sangue que vem toda vez que ele tosse. Franco por outro lado preferia não se mover até as queimaduras todas saírem. Dor em cada centímetro. Temiam chegar tarde demais. Mas não foi o caso. Richard os viu e saiu de uma sombra para fazer um sinal. Ele era o ponto focal, ele diz. "Os outros estão patrulhando. Quem vir alguma coisa vai chamar os outros. Porra de pique esconde assassino da porra." O irraka não gostava daquilo. Também dava para ver nos olhos dele que ele não achava que estavam em condições de patrulhar. Dava para ver no nariz dele que seriam uma fraqueza.

    O tiro pegou todos de surpresa. Em dalu, ele começa a correr, mas é como uma sombra. Seus passos nem fazem som. Ele aponta algo que nem parece fazer sentido. Aponta para irem em um lugar e vai para outro. Com uma mão aponta para irem na direção que o tiro foi disparado, enquanto ele corre na direção de onde o tiro veio. Um irraka mestre do ferro te mandando para o abate? Talvez. Eles ouvem um uivo. Não tem como não avançar.

    A direita prédios de um bairro mais que abandonado. Franco e Shaw já estiveram lá. Território dá legião. Richard corria para lá sozinho. A esquerda terrenos desocupados. Uma parada de ônibus abandonada a mais tempo do que eles estavam vivos. Mato. Árvores. A porra do por do sol. Mais uivos. Os garras sangrentas sabem que ninguém vai aparecer. Nem tem ninguém para ouvir e a estrada está bloqueada a anos. Eles continuam. Juntos. Não se separam.

    Ninguém esperaria a chuva e nem a nevoa. Mas eram óbvias como a escuridão que vinha com o sumiço do sol. O vento frio doía em cada ferida. Mal dava para ver um passo na frente deles. Aquelas condições soletravam tragédia. Mesmo assim não pararam. O primeiro trovão veio perto demais. Um trovão sem raio. Fez tremer os ossos. Fez dobrar a grama. Mais tiros. Fogo. Fogo? Fogo não fazia porra de sentido nenhum. Uma estação de reciclagem coberta de vinhas desaba pela metade. O trovão feio de lá. Com água nos olhos eles avançam.

    Quando entram no lugar a cena é preocupante. Nove puros, suas marcas brilhando vermelhas em desafio a lua, em desafio a eles. Imaculada, branca como a neve e coberta de sangue manca em Urshul. Ela está com medo. Dá para sentir o cheiro dali. Nestor em dalu tenta afastar os puros com um porrete com cabeça de ferro na qual relâmpagos dançam. Sebastian luta em gauru, todos ali já o viram nessa forma. A espada curva tão quente que brilha algo entre o branco e o laranja. Ele ataca com fúria desmedida. Mais dentro da formação dos puros que séria saudável. A lâmina corta carne e concreto como gelatina e a chuva vira vapor antes de tocá-la. Trovão também em gauru luta com força impressionante. Ele usa blocos dos escombros para acertar mais inimigos e impedir que cheguem até Imaculada ou Jay que está caído no chão, se arrastando com as pernas paralisadas.

    Outro estrondo quando o Rahu dos Filhos do Corvo bate um dos pés no chão. Pedra e poeira voam para todo lado. A surdez é inevitável. Os algozes atacam. Para os inimigos é como se eles tivessem nascido do estrondo. Brotando da nevoa e dá chuva forte. Eles recuam. Francis pega uma perna com a boca. É impossível ver direito naquela merda. Shaw sabe o que aconteceu e no instante seguinte ele está sobre o mesmo puro. Axel e Connor seguem o irraka. A forma da guerra os permite esquecer a dor. Mas os puros não ficam parados. Connor se sente ser erguido e jogado. Axel vê o pelo perfeitamente branco e encharcado. A lâmina incandescente desce entre eles. A presa de Shaw e Francis é arrastada para longe. A voz do ancião soa como seu nome. "Não! Deixem os covardes irem." Palavras gritadas na primeira língua

    A chuva não para. Os tiros continuam. Onde estão os Lobos a Diesel? Boa pergunta. Porque não continuar enquanto eles estão fugindo? Tem mais deles. Muito mais. Um uivo e a cara de trovão se torna amarga e azeda. Uma olhada rápida para quem está com ele. "Imaculada, leva o Jay daqui." Ele aponta com o dedo uma direção. "Não me percam de vista." Ele começa a andar e todos vão atrás dele. O velho tinha metade do rosto faltando. Nestor parecia bem até agora. Sebastian tinha uma mão mastigada até virar uma massa nojenta vermelha e branca. Fogo de novo. Todos acham estranho. Até Trovão. Mas é para lá que estão indo.

    No meio do mato o maldito fogo desafiando a chuva. Uma voz crepitante escapa de lá. "Oeste. Sigam o fogo. Sigam a fumaça." É impossível não olhar para o fogo. Não ver a fumaça. Merda, alguém diz sem pensar. A fumaça apontava diretamente para vocês. Trovão mostra os dentes. Metade deles vermelhos com o próprio sangue. "Trouxeram ela para cá." Ele avança. A distância, no meio da nevoa e dá chuva dá para ouvir mais tiros. Mais gritos. Mais uivos. Ainda há luta.

    Chegando perto do fogo Connor reconhece seu tio. Ele fala com uma mulher linda emoldurada pelas chamas. Estavam prestes a fechar um acordo. Trovão não pareceu gostar do que viu. Ele saltou e caiu como um raio sobre o irmão. Outros lobos chegaram. Era tão difícil ver em toda aquela merda. O fogo ajudava, mas não era o bastante. A luta que começa a seguir é feita de escuridão e instintos. Sangue e desespero. A bruxa se esconde. Talvez tenha rasgado um buraco para a sombra, ou quem sabe só deitou na grama alta. Axel sente um pedaço do braço ser arrancado. A forma da guerra o repõe rapidamente. A lâmina de Sebastian passa por perto. Uma morte quente e rápida. Outro estrondo de tremer os ossos e trincar os dentes. Franco está com a boca cheia de carne. Mas de quem? Connor tenta chegar ao avó. Mas encontra o lobo branco. Eles rolam no chão e então. Onde ele está? Shaw sente uma faca nas costas, depois outra. Ele se vira. A mulher em cima dele tem um olhar extasiado. Sua morte a encheria de prazer. O peito dela explode em vermelho. O irraka sente um pedaço da bala que a abriu entrar no seu ombro. Queimava como fogo. Não. Muito pior. Queimava como prata.

    A partir daí as coisas ficam piores. Connor sente uma mão o pegando pelo ombro ruim. No momento ele só tinha ombros ruins. É o avó, vivo. "Tira os seus daqui. Tem algo errado e não são os puros." Ele deixa a cabeça do tio cair no chão. Um pedaço de carne sem sentido. Ele segura a cabeça do neto e o força a olhar para baixo. Para ele. O que ele diz em seguida fica martelando na cabeça de Connor. Axel ouve o Caminhante do outro lado. Lá eles estão vencendo. O Corvo das Brumas, Asa Negra, Chamas que Consomem e ele. Tinha urathas ali também. Axel sente quando ele rasga uma passagem no dromo. Sua espinha gela. A chuva continua implacável. A nevoa continua espessa como algodão doce. Os puros estão correndo. Para onde? Shaw consegue achar o elodoth. Prata, ele diz sem palavras. Connor tira Franco de cima de um uratha que não estava vivo a um tempo. Franco o tinha matado? Nem ele tinha certeza. Não dava para ver porra nenhuma. Trovão tinha ordenado a retirada.

    Do outro lado os destituídos estavam ganhando. Os aliados da legião de sangue adoraram a chance de lutar contra os puros. Loba sem Sombra tinha forçado seu augúrio sobre a sombra e isso virou a balança. Richard sem um braço tinha, definitivamente, cobrado muitos favores para terem o apoio que tinham. Fúria da Noite Fria, Vingança que Espera e Terror Nas Sombras lutavam ao seu lado. Krantz fazia o que gostava de verdade, matava totens. Isso indicava que os outros membros da legião também estavam ali. Ou lá fora.

    A briga durou pouco depois disso. Os destituídos se arrastando para a segurança da Sombra. É uma surpresa ver os dois irmãos de Amy aparecendo. Mas só por uns instante. Eles não deviam estar caçando a bruxa? Um deles tem um ferimento a prata. Um corte fundo e longo que ele finge não perceber. Ash estava lá desde o começo com Loba sem sombra e seu aperto desesperado machuca o filho. Os lobos a diesel chegam juntos carregando Jay, Nestor e Rail, que os três parecem estar totalmente quebrados. Sebastian chega junto com Amy. Na frente de todos eles rasgam uma pele de lobo fetish liberando um enorme lobo espiritual. Ele vai embora correndo na direção dos puros. Sua fúria tão clara quanto cega.

    Mas ainda não estavam todos ali. Brendan chega do nada sem usar um loci. Ele está segurando o próprio braço arrancado com prata. Seu rosto com uma expressão dilacerada de horror e tristeza. Um segundo depois William passa atrás dele. O irraka puxa junto com ele o corpo forte de Trovão. As marcas prateadas ainda brilhando enquanto a chuva morre do outro lado.

    --


    As árvores ainda continuavam no mesmo lugar. A folhagem se fechou como sempre em volta deles. As chamas lá em cima brilhavam com a luz da lua cheia, assim como ela estava no céu. Ash Mcleary tinha feito uma fogueira maior que o normal. Brendan tinha os olhos vazios fixos no fogo. O rosto de Maria era frio como pedra, seus olhos cheios de água. Não era assim que começavam aos reuniões, mas dessa vez Ash começou com uma história. "Essa história é verdadeira. Vocês são minhas testemunhas. Trovão foi o maior de nós..." A voz dela é firme e vibrante. Sua dor clara, mas não há choque em Ash. Há força. "...tão grande quanto as lendas. Seu nome fica gravado nas histórias e seus feitos marcam o mundo." Ela olha em volta. Até a Legião de Sangue está em silêncio solene. Stuarts se aproxima do fogo. "Eu perdi um amigo. Seu orgulho nunca foi maior que sua honra. Seus pecados nunca foram maiores que sua humildade." Ele se deixa tocar pelas chamas e se afasta. Surpreendendo a muitos Krantz vai logo em seguida. "Morreu cedo demais meu velho. Se arrancar meu coração o trouxesse de volta ele estaria queimando agora." Ele limpa o rosto com a manga. Quando ele se afasta o faz carregando um peso de chumbo. William vai logo depois "Você me odiava. Tinha razão. Obrigado por cuidar da minha família."

    Todos os urathas mais antigos se aproximam. Até Brendan que fica a um fio de desabar. Mas a ultima é Maria. Ela espera. Espera. Até ter certeza. Em uma das mãos um punhado de cinzas. "Está livre. Corra para o abraço da mãe." Ela sopra as cinzas nas chamas e sorri. Se afasta leve como uma pluma.

    --

    Todos estavam ali. Sem exceção. Tinham até mais gente do que o esperado. William, Rail e Nestor. Mas não só. Assim que as cinzas são sopradas Stuarts dá um sinal e dois parentes dos Seis Uivadores entram com duas mulheres. Sangue do lobo as duas. Jun Crestwood e Laura Bradfort trazem Chloe moore e Samantha Doiley para a clarera. O clima era estranho. Selvagem. Sobrenatural. A cena era algo saído de um livro de horror. Monstros confabulando sob a luz da lua. Fogo iluminando suas faces onde sombras dançam. "É uma noite em que estamos sofrendo, mas é uma noite de mudanças. Essas são Samantha e Chloe. Mas não são o primeiro assunto da noite." Ele estende a mão para Richard. "Sou obrigado a informar que estamos separados. Eu e Sombra Vermelha. Não somos mais uma alcateia. Ela e Inquisitor vão se unir a Relâmpago Carmesim e Passo Noturno. Eles são Dragões de Aço agora. Por isso nós não temos como acolher e ensinar ninguém no momento. Pedimos desculpas, falo isso em nome de todos, por falhar nesse momento." A voz dele é lenta e deliberada. Os sentimentos todos a baixo da superfície. Assim que ele disse a primeira palavra e até o fim da reunião Amy, Sebastian e Asia estão de mãos dadas.

    Eles sabiam que a segunda alcateia poderia ser negada no protetorado. Olhar Curioso não pode votar. Stuarts faz o que era esperado. Vota a favor da aceitação. Ash tomando o lugar de alfa dos Filhos do Corvo vota de forma surpreendente: Contra a aceitação. Os olhos dela fixos em Amy com clara desconfiança. Obviamente os olhos se voltam para Connor. Um olhar é especialmente intenso. Cheio de expectativa. Coração de Prata, o ithaeur da Legião de Sangue.

    Nestor pede a palavra e ninguém o disputa. "Eu conversei com Garra de Ébano e agora faço parte dos Filhos do Corvo. Não sou meu irmão e não desejo o seu lugar. Mas pretendo honrar o meu lugar no protetorado." Depois disso Rail segue seu exemplo pedindo a palavra. Ninguém a interrompe novamente. "Eu venho aqui com um pedido. Não tenho mais família e sei que vão ter pena de mim. Eu sei da história da minha tribo em Dover, mas quero ficar." Ela olha para Axel e depois Connor. "Quero ficar com vocês." Ash fica transtornada, mas não diz nada. Não cabia a ela.

    --

    Jun fala bem baixo entre as mulheres durante as indas e vindas da reunião. Como se elas precisassem de tradução. Anne tinha explicado que os Lobos a Diesel não tinham parentes, nada que ela pudesse resolver. Mas precisariam de bem mais que isso para afastar elas duas. Chloe viu de perto os Seis Uivadores rachando. Sebastian furioso gritando com Richard. A voz dele ainda ecoava na sua cabeça. Amy chorando com Asia, as duas abraçadas em uma cadeira de rodas. Não havia proteção para ela ali. As duas iam conhecer os outros lobos. As alcateias que espreitavam as sombras de Dover.

    O rapaz falava com sotaque e sem nenhuma condescendência. Ele era novo ali, mas cresceu com os lobos. Talvez ele fosse meio coreano, ou japonês, ou quem sabe chines. Quem sabe a diferença?

    --

    Assim que Rail é aceita ou negada Ash olha para Connor e depois para as mulheres. Ela está visivelmente cansada e espera ele se pronunciar.
    Ankou
    Mestre Jedi
    Ankou
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1149
    Reputação : 50

    A alcateia que falta - Página 5 Empty Re: A alcateia que falta

    Mensagem por Ankou Sex Jan 15, 2021 3:25 am






    PThwhox.png

    Connor era um colosso musculoso, tão gigantesco que dava até medo de olhar pra ele muito tempo, a barba grande demais deformava o rosto, usava uma calça cargo retrô marrom com uma camiseta enfiada em um dos passadores, o torso nu dava nervoso de olhar pra qualquer pessoa normal, nem dava pra contar a quantidade rasgos e pontos que tinha.

    Ele se aproxima de Brendan antes da fogueira puxa um charuto do bolso lateral da calça e coloca dentro do bolso da camisa do primo – Eu te disse que não ia te dar outro até minha mulher estar grávida. - a voz é serena respeitando o momento solene dele, a única que sabia além dele era Ash, não sabia como aquela notícia ia ser recebida pelos demais. Ele coloca uma mão de forma leve no ombro do primo – Um dia pra celebrar quem vem, outro dia pra relembrar quem foi. - ele daria dois tapinhas por cima do charuto, mas ele parece se lembrar no ultimo instante do quão castigado eles estão e dá apenas um olhar cúmplice pra ele.

    O Zippo faz um click e logo uma nuvem com cheiro forte de tabaco de qualidade voa carregada pelo vento, ele prende o charuto entre os dentes sentindo o gosto amargo to tabaco – Obrigado vô por ter lutado ao meu lado, por ter me ensinado tanta coisa, obrigado por ter me deixado ter o privilégio de dizer adeus antes que você fosse – ele se lembrava da ultima reunião, dá pra sentir o nó se formando na garganta, mas o olhar é cheio de orgulho que nem a dor física visível conseguia afastar – Não tem dignidade maior do que se escolher como morrer, não tem honra maior pra um Uratha do que morrer em batalha. - por fim ele joga o charuto na fogueira e balbucia alguma coisa inteligível.



    Ele toma o lugar dele como era esperado, grande o bastante pra jogar todos os companheiros atrás dele no escuro, dava até um frio na espinha olhar pra aquilo, na sombra o Caminhante Noturno, o bicho papão grotesco feito de puro horror.

    Ele olha pra Sam e Chloe entrando na clareira, o olhar atento, minucioso, sem julgamento, mas Sam tem certeza que ele funga no ar em algum momento antes de olhar intensamente pra ela, mas ele não diz nada.

    Dragões de Aço, a bosta do nome parecia ter saído de algum filme ruim do Van Dame, ele olha pra Stuarts e depois pra mãe, não parece ter nenhuma surpresa no voto dela, pelo menos não pra ele, quando todos aqueles olhares o fuzilam ele se mantém em silêncio, que é quebrado por Nestor e depois por Rail, ele olha pra Axel como se buscasse uma resposta e logo pra Brendan. - Uma coisa por vez por favor. - a voz é calma e polida, distante da figura amedrontadora que ele aparentava.

    Ele olha 180 graus como se tivesse um aviso pra fazer – Eu tenho certeza que cada Uratha aqui respeita a figura de Trovão de alguma forma, mas não podemos deixar que a vida dele tenha ido em vão, o que ele nos deu foi tempo, uma semana, mês, ano? Difícil saber, eles vão voltar, vão voltar mais fortes e mais numerosos que antes e na próxima vez Trovão não vai estar lá. - O discurso se inflama – Ontem tava todo mundo sangrando, coberto de tripa e merda, tomando bala de prata no rabo. A gente tá encurralado, e tudo que a gente pode fazer é espetar de volta, fazer doer tanto pra eles jurarem que nada do que eles acreditem ou lutem vale apena – invariavelmente ele exala uma aura de medo palpável quando fala de colocar os puros pra correr e qualquer um com bom senso saberia que ela não vem exatamente dele.

    Ele sorri e as sobrancelhas se arqueiam acompanhadas com um olhar genuíno de descrença, a voz toma um tom mais ameno – A gente não vai chegar lá, com desconfiança, com relutância, com velhos rancores e todas as brigas mesquinhas que eu to sem tempo e exausto demais pra citar – pra cada palavra ele olha sem medo pros donos delas, mas sem acusação, a vontade de reconciliar os pares era genuína.

    Por fim ele olha pra Atiçador de maneira acolhedora. - Pô zero um, por que você ainda tá nesse canto? Me ajuda cara!- com o trocadilho de viés militar ele estende a mão cordialmente pra ele se achegar pra perto da fogueira, em seguida ele olha pra mãe com reprovação, mas não questiona o voto dela também não cabia a ele. - Meu voto é sim. - ele diz com convicção, mas não se cala, no entanto desvia o olhar da mãe – A gente tá em guerra, cada soldado conta, e nenhum de vocês é menos meu irmão que o outro, qualquer coisa menos que isso é desafiar a razão e o bom senso. - ele toma fôlego – Acreditem ou não, a lua sabe o que faz, cinco Urathas no mesmo mês, muito conveniente... - Ironia distinta. Ele olha pros companheiros e pros demais em seguida – Eu só sei que eu vou defender Dover até a morte ou a loucura, o que vier primeiro. - o discurso não era pensado, Mas ficava nítido o esforço que fazia pra escolher as palavras pra não ser desrespeitoso ou desafiador fossem maiores ou menores.

    GodsCorpse
    Sacerdote de Cthulhu
    GodsCorpse
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2785
    Reputação : 82
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    A alcateia que falta - Página 5 Empty Re: A alcateia que falta

    Mensagem por GodsCorpse Sex Jan 15, 2021 11:24 pm









    Parte 1:
    Enquanto sentava na van, sua mente começava a rachar com as ideias que poderia desbrandar ali mesmo, como um irraka planejando a briga. Mas não era briga, era uma narrativa de um filme de vingança... ou de massacre, pois ele ria - ou gritava, mal sabia a diferença - durante toda a duração. Não deu tempo, claro, e quando estava ardendo com as queimaduras, ele segurou a plaquinha de herói e gritou rindo - Vou precisar de mais uma!

    Desde a primeira vez que ouviu dos "Puros", Francis sentiu a animação que vinha desse confronto, antes mesmo de ser oficialmente um Guarra Sangrenta. O lobo caçava. O lobo mantinha o equilíbrio. Ele era o predador apex. E melhor, ele era igual. Por isso, quando homem, amava o que fazia, a violência que perpetuava, é porque estava depositando ela em alguém que poderia ser igual a ele. Poderia...


    Mas com o que aconteceu, com a noite caótica e com o resultado claro e incapaz de se negar, essa perspectiva se torna mesmo prazerosa e mais um dever quando Trovão foi tirado deles. Podia não compartilhar da mesma dor entretanto cede o que pode de seu respeito. A voz em sua cabeça estava silenciosa e a voz de seu peito também. Absorvia aquilo e pensava na família do falecido, uma introspectiva que nunca havia passado antes e temia como lidaria com esse sentimento se fosse com ele. A alcateia era a única família que tinha, e Ethan estava "só" desaparecido, não morto, mesmo sendo o "menos favorito". Se fosse o pai, por outro lado, ele celebraria.




    As garotas novas chegam ao círculo de loucuras que é uma reunião grupal dos lobos fedorentos e o que seria o hormônio universal substituto para testosterona que serve para os Urathas de todos os gêneros. Para Francis, eram uma gracinhas - Chloe mais que a outra - e as encarava indiscreto, como perfeito perseguidor de um metro subterrâneo, finalmente quebrando o olhar quando o nome do novo filme de Van Damme foi anunciado - Eles deveriam ser recusados só pelo nome. - falou discretamente para o restante da alcateia - Fazem novo formulário e entreguem. Heh. - depois disso, até esqueceu de manter a atenção de "terror" para garotada nova e prestou atenção no Connor. Sem Ethan por perto, se aproximou do Caminhante e discretamente perguntou - E o que você acha?


    Bastet
    Mestre Jedi
    Bastet
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1426
    Reputação : 87
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    A alcateia que falta - Página 5 Empty Re: A alcateia que falta

    Mensagem por Bastet Sab Jan 16, 2021 4:46 pm



    Samantha
    Doiley

    Pela manhã:
    Samantha acorda num pulo, se sentando na cama. Os olhos ardendo, os músculos tão tensos que pareciam travar o pescoço. O aço da faca que ganhou na noite anterior,  perdida nos lençóis perto de uma de suas pernas, forçando levemente sua pele. Tateou a cama, procurando a faca para não se machucar e colocou no criadinho, nem lembrando como tinha chegado em casa... Ou o porquê que não havia se trocado ou guardado a faca em um lugar seguro.

    Ao ver Anne toda estrupiada na cadeira, suspirou, tirando o lençol que cobria seu corpo e se levantando, indo até ela e fazendo um carinho em seu rosto, pra acordá-la sem susto  –  Bom dia... Vem, vou te ajudar –  Ou era boa noite? Não sabia... A janela tava fechada. Passou um dos braços da mulher sob seus ombros e fez força pra ajudar ela a se levantar, levando ela até a cama e começando a despir a mulher, pra poder cuidar dela. Já tinha aprendido que ela se curava rápido, mas queria evitar que algum osso quebrado se curasse fora de lugar.

    Enquanto procurava os remédios em sua bolsa de trabalho,  xingou a si mesma por não tê-los colocado no armário, em ordem. Na verdade, nada seu havia sido tirado das malas ainda.  Pegou os frascos após achar e foi até Anne.

    Um “crec” do ombro sendo colocado no lugar... Que parecia um tiro. Sam estava com as crianças e com Chloe,  na casa de campo. Os demais parentes estavam atentos às janelas, esperando a vitória ou a possível morte aparecer por entre as árvores. Já era quase manhã, após o ataque dos puros. Todos estavam com medo... Mas enfim parecia ter acabado. Um lobo... Um homem ferido... Mas estava tudo bem.
    Não estava?


    A voz de Anne a traz de volta de sua lembrança . Sam sorri, torcendo pra não demonstrar, em sua expressão, a confusão que estava a sua mente agora.

    Após o trabalho, Anne explicou que Sam devia ir a um evento importante naquela noite. Um evento que poderia garantir a ela e à criança proteção. Samantha até tentou contestar, mas foi convencida quando foi lembrada de tudo o que ocorreu no outro dia. Vestiu uma jaqueta por cima da camiseta e soltou o cabelo, achando que estava aceitável.

    Roupa:
    A alcateia que falta - Página 5 Bb2rJxG

    Pegou a faca que tinha ficado no criado mudo, observando os símbolos nela por um instante, e colocou na mochila que carregava sempre consigo. Tentava se convencer que estava levando a faca para devolver, mas, no fundo, se sentia segura tendo uma arma consigo.

    Ouviu alguém bater na porta. E foi

    ***

    Samantha andava ao lado de Chloe, atrás de Jun e Laura. Não dizia nada, com  as mãos enfiadas nos bolsos dianteiros do jeans e os olhos curiosos percorrendo tudo ali.  Era surreal. Bizarro e Selvagem. Algo que fazia a mulher querer correr pra longe e, ao mesmo tempo, absorver cada detalhe.

    Quando foram apresentadas daquela forma, Sam se encolheu de leve. Não esperava por aquilo... E os olhos em cima dela e da ruiva ao seu lado não eram nada agraveis pra mulher. Dois olhares lhe chamou a atenção.

    O primeiro do grandão perto da fogueira. Não conhecia ele ainda,  mas ergueu uma sobrancelha quando ele farejou o ar. Teve quase o instinto de cheirar debaixo do dos braços... Vai que tava fedendo e o homem, com os sentidos aguçados, tinha sentido? MAS, antes que pudesse fazer isso, sente que ele a olha intensamente e sustenta o olhar, sem desviar, um tanto incomodada mas mais curiosa com a motivação daquilo do que sem graça.

    O segundo já deixou ela sem graça. Um olhar indiscreto de outro homem que não conhecia. Esse era aquele tipo de olhar que você recebe dos caras que beberam demais no bar. Sam detestava.  Por sorte Chloe era mais chamativa e o homem secou mais ela. Sam cruzou os braços encarando o tarado e falou baixo pra Chloe pra não se afastar dela ou daqueles que haviam as levado até ali.

    Por fim, começou a prestar atenção no que as pessoas falavam. Ela não entendia bem sobre as questões das alcateias e toda aquela votação. Jun ajudava explicando uma coisa ou outra.  Samantha, instintivamente, buscava uma maneira de sair rápido dali. Gente demais... Gente que nem parecia tanto “gente” também.

    Queria que Jun oferecesse uma saída dali, como no primeiro café da manhã que tomou na vila... Mas o assunto era muito sério, decidiu ficar quieta, tentando absorver as coisas que rolavam entre todos os presentes.


    thendara_selune
    Mutante
    thendara_selune
    Mutante

    Mensagens : 523
    Reputação : 40

    A alcateia que falta - Página 5 Empty Re: A alcateia que falta

    Mensagem por thendara_selune Dom Jan 17, 2021 12:26 am

    (Quando os raios de sol vão se extinguindo e as sombras noturnas avançando é que, finalmente, a fazem entender que algo terrível  pairava no ar e a  lua parecia estar crescendo de maneira sobrenatural. Tudo foi tão rápido, ficou com Sam a maior parte do tempo,trocaram algumas palavras, as crianças ajudaram a tranquilizar as duas como se estivessem ali em um passeio. A faca estava perto, mas Chloe não gostava de armas, sentia um misto de medo e alívio apesar de não gostar do objeto. Ao chegarem no novo local Chloe fica nervosa, imaginando o que seria tão terrível para juntarem as pessoas daquela forma? Suas mãos tremem, quando escuta tudo que é dito e receava agora o que a noite traria para todos ali. Desde que chegou a Dover, seria a primeira vez que sentia como se a lua ardesse, inflada e laranja, em vez de fria e branca.  Depois tudo é uma fusão de choro, gritos abafados, tiros rompendo a noite e na mente dela podia ouvir como se um  rugido que subitamente cresce do nada começasse avançar noite adentro e se transformasse  num uivo que  devoraria tudo pela frente até que só restassem cinzas...

    _________________________________________________________________________

    No dia seguinte

    Uma vez sentada na beira da cama, Chloe parece perdida, não recordando-se de como foi parar ali e sente o  luar reluzir o bastante para projetar sua sombra, nítida e frágil, no chão à sua frente. A solidão ardendo dentro dela e os olhos buscando por ele que não estava ao seu lado, temeu que ele estivesse ferido. Então viu a faca em cima de uma mesinha de canto, seus olhos fixos no objeto confirmando que caminhar tão tranquilamente por Dover era meramente uma ilusão confortável que se desfez depois dos últimos acontecimentos. Escutas batidas suaves na porta, coloca uma roupa bonita e depois estava acompanhando Sam juntamente com Laura e Jun. Ela perguntou por James, mas não insistiu em uma resposta. Os passos inseguros, cheirando a medo e com as mãos trêmulas diante de tudo que começa a vislumbrar.
    Roupinha de Chloe:
    A alcateia que falta - Página 5 98a2df12

    Alguns minutos depois Chloe nota como as árvores parecem vivas, as folhas farfalhando pelo chão à medida que caminham, o vento tocando tudo e todos. A fogueira está crepitando, então assim como Sam observa , Chloe tenta ler o ilegível que é apresentado a elas. Ela sente-se deslocada, aquelas criaturas vestidas em pele humana, sentimentos explosivos no ar, reconhece alguns ali, seus olhos param no homem de estatura anormal, isso a incomoda ele parece agressivo demais, um outro parece gostar de olhar de maneira tão ousada para as duas ali. Chloe abraça o próprio corpo e fica corada.  Então ela escuta a voz de Sam dizendo para não se afastar dela ou daqueles que haviam as levado até ali. Então escuta Sebastian desaguando sua raiva, a tristeza transbordando de Amy e Asia ao mesmo passo que Jun tenta situar as duas sobre o que é necessário saber, por fim elas eram apresentadas diante de todos, Chloe não encarou ninguém, não tinha coragem para fazer isso, estava acuada, sentia que todos ali estavam lidando com seus próprios demônios e desejava ao menos ter uma gota da segurança que Sam demonstrava ter parada ali de braços cruzados encarando o sujeito que as olhou tanto.)

    Pensamentos e ações entre parênteses
    Falas em Branco
    Faor
    Mutante
    Faor
    Mutante

    Mensagens : 689
    Reputação : 27

    A alcateia que falta - Página 5 Empty Re: A alcateia que falta

    Mensagem por Faor Dom Jan 17, 2021 4:02 pm






    A alcateia que falta - Página 5 268_2610



    Lutar contra os Puros era o norte do instinto de Shaw e ainda assim, era uma merda. Não foi uma caçada, não foi por qualquer renome, foi como cair do alto de uma montanha impossível, sendo puxado por uma força incontrolável. A voz de Trovão comandando a todos era a lembrança mais clara e poucas outras memórias faziam sentido. Ao final daquela luta, nada. Como no fim de uma queda estúpida. Mas quem resistiu, vai se levantar e vai tentar oferecer uma luta mais dura da próxima vez, em que ganhem alguma coisa além de tempo para se recuperar. Pelo menos era nisso que o Lua Nova se apegava nos momentos seguintes.

    Na noite da reunião, próximos as árvores em envolto as sombras, o menos robusto dos Algozes só observava. Sentiu o sangue ferver na despedida de Trovão, mas sentia por ele o mesmo que por todos os demais de Dover. Sentia a perda como se um braço fosse arrancado, uma dor terrível, mas passageira e logo uma recuperação sofrível e não tão lenta seguiria. Uma grande perda.

    O irraka calçava botas leves e usava uma grossa calça cargo, não larga demais e escura como a camisa de algodão. Em uma das mãos mantinha uma jaqueta de couro mas não se revelava muito. Ainda encarava Sombra Vermelha como se as marcas da caçada que dividiram e as tragédias que compartilharam estivessem expostas, ardentes. Mas naquela assembleia, dor e lamento dominavam a noite. Era uma reunião com os Algozes sem Uivo da Morte e Shaw não se entristecia mais. Pediu mais cedo que o Caminhante o orientasse e seguiu em paz. Exausto e ferido, mas em paz. O ombro ainda lateja com os rasgos feito pela prata e a visão fica rubra, ensanguentada.

    Ele encara Rail que claramente tem uma história com Connor e Axel, ligados pela tribo, como ele e Francis. Shaw respeita isso e não duvida que ela logo estará em entre eles. O olhar dela a denúncia, como Richard, Jay e ele, ela é um Lua Nova. Não há ciúmes ou receio, mas sim um sorriso estampado no rosto. - As caçadas vão ser ainda mais silenciosas e... violentas. - Ele fala baixo, talvez só Francis e o Caminhante tenham escutado e reconhecido o tom de satisfação.

    Guardião Feroz aprova a nova alcateia, Shaw não poderia pensar em outra resposta. Ele adia a decisão sobre as novas integrantes, e dentro de toda aquela merda, aquela guerra, não era o momento certo. Se Olhar Curioso tem seus problemas para acolhe-las, todos os demais também tem. Mas ninguém escolhe o melhor momento para nada, não é assim. Shaw dá meio passo para frente e abre os braços com uma careta pela dor e depois com um bom sorriso enquanto acena com a cabeça. - Não é nada muito promissor para vocês, não é? - Ele pensa sozinho e pisca para Rail, que é quem parece estar no meio de uma merda maior que a dele. A decisão é do alfa, Shaw não demonstra nada demais, apenas cumprimentos aos novos em Dover.

    Mas o mesmo ele não consegue fazer com os novos integrantes das outras alcateias. Cruzar os olhos com Loba sem Sombra, Olhar Curioso, Sombra Vermelha ou Voz da Guerra é notoriamente mais difícil e isso o faz recuar. Ele escuta o cahalith dos Algozes próximo ao Totem e decide que essa resposta é a mais relevante ali.



    Bravos
    Semi-Deus
    Bravos
    Semi-Deus

    Mensagens : 5058
    Reputação : 390
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh32.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh23.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh41.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh29.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh44.png

    A alcateia que falta - Página 5 Empty Re: A alcateia que falta

    Mensagem por Bravos Dom Jan 17, 2021 11:29 pm




    Axel Brown

    Se ele se concentrasse um pouco seria capaz de contar cada um dos seus ossos. Sentia como se tivesse entrado dentro de um liquidificador e ficado lá dentro por tempo demais. A ressaca não era só física, mas moral. Um dos grandes urathas de Dover havia caído. Ele estava preparado para isso. Os demais estavam? Axel não era próximo nem nada, porém, qualquer um que o visse coberto de marcas sabia que aquele era um homem de valor.

    Não foi só Trovão que caiu depois daqueles dois golpes violentos que o protetorado levou. Os Seis Uivadores também. Isso afetava mais o elodoth até. Como imaginar que uma alcatéia que parecia tão entrosada iria se partir assim? Os Algozes se acotovelavam o tempo todo, embora estivessem todos dispostos a agirem sempre da melhor maneira. Os Uivadores pareciam compartilhar a mesma mente. Era quase impensável. Axel estava pensando nessas coisas todas quando Franco fez aquele comentário. Um sorriso se rasgou na sua face, embora ele tivesse resistido. - Porra, Franco! - Cochichou. Era uma piada que ele mesmo faria noutros tempos.

    Aqueles assuntos quase obscureceram a apresentação das duas mulheres. Axel olha para ambas e também para sua alcatéia. Para Francis uma cotovelada e um semblante de 'para com isso'. Talvez todos estivessem ocupados demais com a situação toda, mas alguém teria que acolhê-las. Axel tendia a assumir responsabilidades e estava comovido como o diabo com a cisão dos Uivadores. Falaria com Connor.

    Rail estava lá e sem rodeios pediu para ingressar nos Algozes. O motivo era evidente, ali estavam os dois únicos caçadores de Dover. Connor desvia o assunto momentaneamente. Axel aproxima-se por suas costas e lembra-o: - A profecia do velho. - Disse sem mais explicações. Ele sabia do que se tratava.

    O próximo assunto era a aceitação da nova alcatéia no protetorado ou não. Connor votou positivamente e aquilo provavelmente penderia a balança para a aceitação de forma decisiva, já que o que restou dos Uivadores não votava. Os ventos iam mudar em Dover...






    Wordspinner
    Adepto da Virtualidade
    Wordspinner
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1944
    Reputação : 118

    A alcateia que falta - Página 5 Empty Re: A alcateia que falta

    Mensagem por Wordspinner Seg Jan 18, 2021 11:11 am

    Brendan:
    O elodoth não diz nada quando recebe o charuto. O seu rosto se torna frio lentamente. Uma imagem de resistência sofrida. "Ele ia gostar da notícia. Você devia sair da cidade com esse bebê." Ele não se preocupada em apresentar isso como um argumento. Na voz dele está claro que nem está tentando convencer o primo. Como quem fala que poderia chover menos no verão.

    O voto de Connor não surpreende quase ninguém. Especialmente Coração de Prata. Ele ri algo rouco e curto. "Nada mais pra gente ver aqui."Todos conseguem ouvir ele resmungar na direção do alfa. Atiçador sorri como se fosse uma piada muito boa. Mas sua face muda quando Connor fala com ele. "Agradeço o convite." Mas sua voz deixava claro que não. "Estamos indo." Ele anuncia e é o primeiro a sair. Seguido de perto por krantz e logo depois por Simon. Chaya demora mais enquanto arrasta sua perna arruinada.

    Ash parece ter sido atingida quando o alfa dos Algozes claramente a repreende por seu voto. "Você se confunde lua cheia. Nenhum voto meu os tiraria das tribos da lua. Assim como aqueles que acabaram de sair ainda vestem suas marcas prateadas." Sua voz tem uma cadência lenta. Um tom calmo. Não há luta ou resistência. Ela perdeu a votação. "Vamos lutar juntos. Vamos vencer juntos. Mais sangue vai ser derramado. Por nós e por nossos irmãos enganados."

    Os comentários feitos pela alcateia só deixam o silêncio sobre Rail ainda mais pungente. A solidão e a decepção marcados na face de Rail. Como os Algozes aprenderam na sua caçada. O Vazio tem significado. Mas ela tinha feito o seu pedido e as normas ditavam que agora era a hora um alfa falar e Richard se adiantou. "Eu então, em nome do protetorado aceito nossos irmãos em nossos números e nossa proteção é se estende a eles assim como nossa justiça." Ele olha em volta antes de falar de novo. Ash tem a graça de parecer satisfeita. Amy se abraça aos seus companheiros de alcateia antes de avançar como um dos alfas do protetorado. "Tenho certeza que Sombra Vermelha quer se pronunciar, mas depois dela peço que deixemos os dois forasteiros que estavam caçando a bruxa falar. Eles tem uma história para contar."

    Amy não espera para agarrar sua chance de falar. "Eu agradeço a confiança e peço desculpas por fazê-los passar por isso. Todos dissemos nossas palavras por Trovão. Eu nunca vou esquecer como ele teve coragem de ir contra o próprio orgulho e a lealdade a sua tribo para julgar e punir a mulher que acolheu a mim e meus irmãos quando chegamos aqui, desses, Sebastian é o único que está aqui no momento. Ele se lembra da mesma forma que eu. Com os olhos de uma criança de doze anos. Nem éramos urathas ainda. Sem ele talvez não estaríamos aqui. Ela respira fundo antes de falar. "Um antigo membro dos Seis Uivadores e do protetorado anunciou seu retorno. Quando tudo aconteceu no passado ele seguiu os passos de Trovão para os senhores da Tempestade, mas decidiu retornar tarde demais para vê-lo. Klaus, Verdade Invernal, está a caminho de Dover para se juntar a nossa alcateia. Nesse espírito eu preciso dizer que ouvi suas histórias Rail. Jay e Sebastian me falaram sobre como você lutou. Jay já falou isso pessoalmente e eu também ainda cobertos de sangue, mas eu estendo a você meus agradecimentos em público também. Não perdemos mais porque você estava lá. Eu não sou o uratha mais fácil do mundo. Minha devoção a pureza incomoda muitos irrakas, mesmo nessa luz, você tem um lugar nas nossas fileiras se desejar." Rail é pega de surpresa, assim como quase todos ali. Amy não para de falar no entanto. Passar a vez pode fazer sua chance de falar chegar tarde demais. Ela então olha para Chloe e Samantha. "Eu conheci as duas e se ainda não tiverem uma alcateia quando meu território estiver seguro e estabelecido eu as convido. Séria muito útil tê-las comigo."

    As palavras de Sombra Vermelha colocam uma ampulheta correndo sobre Rail, Samantha e Chloe. Agora elas tem que afanadas logo. Ash e Stuarts estão muito focados nos forasteiros. Agora três deles em Dover. Especialmente quando sua presa foi parar bem no meio de uma retirada desesperada. uma que terminou em uma batalha sangrenta e terrível. Tão sangrenta e terrível que Trovão ser a única baixa é algo estranho, alguns diriam suspeito. Quem fala pelos três Crestwood é seu alfa, William. "Nós temos informações para dar. Eu acho que é melhor se eu resumir tudo. Eles não conseguem me esconder nada e eu não vou esconder nada. Quando os meus filhos souberam do ataque dos puros eles arregimentaram a única força que tinham a sua disposição. Os caçadores. Eu sei, talvez vocês nem se lembrem deles. Mas eles também caçavam a bruxa. Eles acreditavam que poderiam empurra-los para os puros se eles conseguissem matar a bruxa. Fantasma na Maquina dobrou todos os espíritos de informação que pode. A bruxa estava um passo a frente, porém. Ela encontrou os puros." Ele pausa. Provavelmente dando tempo para as pessoas acompanharem e fazerem suas próprias conclusões. "Podem ver como isso é um problema? Isso indica que ela provavelmente sabia que estava sendo caçada por nós e não pelos caçadores humano. Garras de Ferro fez com que os caçadores tivessem como rastreá-la. Não é tão difícil quando sua presa está carregando um rastreador o tempo todo." Ele levanta um smartphone e depois o coloca no bolso. "Todos sabem que os puros eram muitos, mas sabemos também que eles odeiam recorrer a prata. Querendo merecer a coroa para comandar todos os puros? Não foram eles que usaram a prata. Eu sei, vocês estão fazendo as contas. Como eles estavam vendo alguma coisa? Eles viram o fogo da bruxa com certeza e teria sido pior se eles pudessem ver de verdade. Claro que eles teriam morrido se nós pudéssemos ver." Ele olha para a lua por um longo instante antes de continuar.

    "Eu sou um ladrão, um espião e um assassino. Mas essas palavras são verdade. Assim como é verdade que eu muitas vezes usei nossos inimigos contra os puros. Assim como era a intenção dos meus filhos fazerem exatamente isso. Como a batalha teria corrido sem eles? Não posso dizer, nenhum de vocês pode. A prata dos caçadores não levou Trovão, mas fez os puros recuarem. Eles sofreram a pior parte da atenção dos caçadores pois estavam perto do fogo. Pos estavam indo para lá como se fossem só uma alcateia. Não peço desculpas pelo comportamento deles. Não acredito mereçam qualquer vergonha. Honraram sua tribo. Honraram seu território." Quando ele diz isso não parece ver o quanto soa estranho, especialmente a parte sobre território. "Eu só compartilho essas informações com vocês para que possam ser postas no passado. Para não precisem duvidar de si mesmos." O Ithaeur e o Rahu se aproximam carregando um pequeno container. Cada um segura uma alça. Eles o colocam no chão perto dos alfas e Garras de Ferro arranca a tampa. Ossos. Ossos carregados de essência. Impregnados. Ossos de uma pessoa. Ainda cheirando a carne que foi arrancada. Ainda cheirando a sangue. Fantasma na maquina finalmente fala. Sua voz é exatamente a mesma que Jun tem. Assim como seus rostos. "Ela lutou sem honra. Ela morreu sem honra. O que vocês perderam não pode ser reposto e nunca será. É sempre assim com a morte." Os olhos puxados em Ash.

    Os olhos de Ash brilham de curiosidade. Ardem. "Nunca tinha visto algo assim. Nada apaga o passado." de alguma forma parecia que ela ela falava para os ossos. Maria também não consegue deixar de se aproximar. O poder latente nos ossos inegável. Mas as possibilidades parecem escapar os Algozes. Chloe e Samantha não conseguem ver dali ou sentir o cheiro. Mas Jun as conta bem baixinho o que tem na casa. Os ossos da feiticeira, ele diz. Nenhum nojo ou empatia na voz. Como se falasse de pedras sem grassa. Aponi se aproxima para olhar de perto e Quebra Correntes a contem com um movimento de mão. Anne move seu peso de uma perna para a outra. Richard tem os olhos arregalados fixos nos ossos. Era impossível para os Algozes não ver que as possibilidades que eles não viam corriam de um lado para outro atrás dos olhos dele.

    Os três lobos de fora se afastam e em conjunto fazem uma reverência. Os olhos azuis exatamente iguais fixos nos alfas.



    Conteúdo patrocinado


    A alcateia que falta - Página 5 Empty Re: A alcateia que falta

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Sex Jun 25, 2021 9:15 am