Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Casa dos Algozes

    GodsCorpse
    Sacerdote de Cthulhu
    GodsCorpse
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2704
    Reputação : 74
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Casa dos Algozes - Página 6 Empty Re: Casa dos Algozes

    Mensagem por GodsCorpse Dom Fev 07, 2021 11:26 pm










    Francis se engasga na bebida sem menor discrição - Oh caralho... - escapou junto, depois ficou quieto, deu uma risadinha e olhou para as garotas - Eu estou podre de bêbado. Com licença.


    Rapidamente Cahalith buscou encontrar outros cantos da festa que precisasse dele e fosse longe da dupla que buscava o alfa. Finalmente, Shaw intercepta ele e o Axel para as más notícias - Inferno. Então vamo achar eles. A guria cagada de medo e com raiva vai tá tomando no cu? Sabe onde eles tão? Tipo, toda hora? Merda, a festa tá boa. Axel quer ficar? Se sim, diz nada. - brincou, mas queria um posicionamento dele. Francis estava se tremendo e se coçando, ele queria ir atrás da situação. Queria atrás do problema - É só falar que vamo. Ou a gente fecha. Assovio e todo mundo cai fora.


    Wordspinner
    Adepto da Virtualidade
    Wordspinner
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1528
    Reputação : 71

    Casa dos Algozes - Página 6 Empty Re: Casa dos Algozes

    Mensagem por Wordspinner Seg Fev 08, 2021 2:00 pm

    "É, quando eu meti o dedo nisso uns anos atrás não tinha nada para achar. Nada para ver exceto um por um desgraçado comendo o próprio braço até morrer. Garra de Ebano não parou de assistir nem por um minuto." Ele diz em um tom triste com o olhar perdido entre as janelas da casa. "Cê quer ser útil né? Segura as tuas pontas que vocês já perderam um membro e tem uma alcateia nova cheia de gente sem território. Uma alcateia que pode muito bem conhecer seu território muito bem e ter dito as palavras que põe seus acordos no lugar. Lide com isso, proteja os seus parentes dos puros também. Eu falei com a Prata, ela acha que vocês estão dando pouca atenção ao outro lado. Agora cês nem tem um ithaeur." Ele dá de ombros. "Aquele lugar não é a fonte da sua corrupção. A coisa do vazio caiu lá. A sua coisa vem de dentro, da sua ligação com Hikaon-Ur. Um bom cahalith pode me indicar um caminho até lá."

    --

    "Ela tem uma cara de má, sabe? As vezes ela olha a gente como se quisesse mandar a gente pro mais distante inferno." Ela segura a mão de Axel procurando conforto. Ele sente quando ela treme. "Os Mcleary são assustadores o tanto que os Crestwood são intrometidos." Então ela olha em volta como se tivesse procurando algo. "Ih, o Jun desmaiou ali. Deixa eu ver se ele tá bem." Ela fala com um tom incerto como se esperasse algum tipo de resposta de Axel enquanto pressiona o rosto contra a mão dele. Ela não parece que vai a lugar nenhum.

    --

    George ri e finge confundir a garrafa com o consolo e quase bebê o errado. "Essa porra é perigosa mesmo." Ele oferece o consolo para Hild. "Pega aí garota, cê tá precisando." Ela dá um soco no consolo e ele deixa o troço cair. Mas é claro que isso só fez ele gargalhar ainda mais. "Eu tenho um monte de história da Ash e do Connor. Ela tem a minha idade sabia? Tudo maquiagem. Maquiagem e formol." Ele diz bebe um gole e tosse. Imediatamente ele sai atrás de um copo.

    --

    Silvia ouve Francis e Shaw sem dar muita atenção. "Deixo a calcinha na sua cama. Falando nisso, vou usar o seu quarto, não tem cara de que você vai precisar disso hoje. " Ela segura os seios, não para esconder, mas para mostrar. Porém não perde mais tempo com as provocações. Ela parece preocupada com Millie.

    --

    Juntar os três urathas para repassar a mensagem foi fácil. Todos eles sentiram a separação. Como o rompimento de um tendão que nem lembravam ter. Era impossível não sentir a raiva do Caminhante. Assim como impossível não sentir ele se afastando. A distância aumentando como uma pedra afunda na água.

    --

    "Me explica porque eu te levaria pra outro lugar?" Ele liga o carro. "Você tá literalmente morando na minha casa. Comendo com a minha família. Você é importante para a minha amiga e companheira de tribo que pediu pra eu te deixar segura. Me dá um bom motivo pra desconfiar de mim. Vai." As palavras ácido, mas o tom só diminui e se acalma. "Cê ficou putinha que eu disse que cê covarde? E daí? Ninguém nem falou de levar porra nenhuma a público nenhum." Dessa vez ele está dirigindo rápido desde o começo. Assim que saíram cantando pneu. "Como cê acha que eu apareci pra te buscar? Eu tava seguindo você. Eu roubei a porra do carro pra te tirar de lá em segurança. O que foi que eu fiz em qualquer porra de momento pra você achar que ia te deixar pra virar puta de traficante ou te arrastar pra qualquer lugar? Caralho, como cê não confia em mim nem pra te levar pra casa? Eu te escondi dos puros com as pessoas mais importantes da minha vida." Era de se esperar alguma exaltação. Mas as palavras são calmas, quase como se ele estivesse falando sozinho. "Ler meus pensamentos. Ler meus pensamentos. Olha em volta porra de perdida do caralho. Olha em volta. Já tá morando lá de criar teia de aranha e não sabe o caminho. Ler a minha mente."

    Ele faz carinho no painel do carro. "Esse é meu. Os traficantes guardam ele pra mim se eu precisar em um dia feito esse. " Ele faz uma curva bem fechada sem diminuir. "Pensa cara, pensa... Quando eu te chamei de covarde, quem mudou foi você. Não eu. Cê acha o que? Te deixaram pra trás e do nada eu decidi te foder? Eu podia tá na festa com um herói da minha tribo, mas não tava me arrastando no mato pra ninguém te sacanear querendo ou não. Podia estar dividindo Polotown com os caras como cavalheiros. Mas não, dando carona pro Torreto de calcinha." Ele definitivamente parece estar falando sozinho. Quando o carro parou as portas abriram sozinhas. Ele nem entra na vila com carro.

    Sam consegue ouvir e ver a algazarra. Uma grande fogueira no centro. Crianças correndo cobertas de vermelho. Por um momento terrível parecia sangue. Mas Ilona pula no pai cheia de tinta e ele a abraça apertado. Segurando ela no colo ele fica olhando Sam, esperando ela entrar. Lá dentro as outras crianças estão correndo com as mãos sujas. É alguma especie de guerra com tinta que tinha um Edrick e um Bran como alvos principais. "Vou sair e deixar o Klaus te vigiando. Não finge que não entendeu."

    --

    James manda uma mensagem para Chloe. "Eu to aqui fora. A lua tá linda e eu tão sozinho."

    --

    Os três urathas reunidos logo ouvem a aproximação de Sebastian sobre a música alta. Ele anda fazendo barulho com os pés de proposito. O rosto carrega um expressão polida de desculpas. Ele para assim que um deles olha na sua direção e espera. De pé, ele aguarda educadamente.
    Faor
    Mutante
    Faor
    Mutante

    Mensagens : 557
    Reputação : 19

    Casa dos Algozes - Página 6 Empty Re: Casa dos Algozes

    Mensagem por Faor Seg Fev 08, 2021 5:28 pm






    Casa dos Algozes - Página 6 268_2610



    - Chloe... - O medo dela era genuíno e ela temia pelo que mais importava para ela. Se ela conhecia o próprio medo, não havia mais dúvidas. Ele se reaproximou e sentou perto dela, do lado. O tom dela era nervoso, cheio de pavor e de esforço genuíno para se manter firme. O dele não era nada alterado. É como se o olhar assassino nunca tenha estado ali. Ele está dainte dela como se pudesse parar o mundo para ouví-la, mas não tentava enfeitar nada. - Agora não importa o que você NÃO quer que aconteça, entende? É bem o contrário. E pensa bem o que uma promessa minha garante, tá? - Ele olha em volta procurando alguém, mas não fala nada. - Se alguém aqui me forçar a fazer alguma coisa, o que acontece? - Ele dá um tempo para ela pensar mas não deixa ela responder. - Não é porque eu sou uma máquina de matar. Eu sou, sem dúvidas, mas tem gente aqui mais forte que eu, não é? Sempre tem... Agora, e se alguém tentar? - Ele sorri, com prazer mesmo. - Bom, aí a gente vai virar o filho da puta do avesso, pela boca ou pelo outro lado e isso só para ver o que tem dentro. Depois a gente fatia o cara, queima e joga sal no que sobrar... - Ele não dava importância para aquilo nem definia bem que era "a gente". Ela queria ter certezas e Shaw não vacila em nenhum momento. - Eu te prometo que não vou te sacanear e te prometo que os Algozes não são sacanas. Eu prometo. Vai dar merda? Com certeza, sempre dá. Cada vez maior. Aqui e em qualquer outro lugar. Mas não tem sentido temer a nossa alcateia, nós somos a proteção. Não é promessa de nenhum otário. É um juramento muito maior, muito mais sério e mais antigo. E ele já foi feito. Nós, Chloe, nós somos a proteção. Esse é o nosso papel.

    Outra vez ele dá um tempo para ela, fica observando, medindo as reações. Ele coloca as mãos nos ombros dela, torcendo um pouco os troncos dos dois, de forma bem suave. Ele não puxa ela, não pressiona. Ele vai até ela, baixando um pouco a cabeça. É muito óbvio o que ele está fazendo e ela não tem dificuldade em saber como acompanhar. Ele não demorou a fazer com que eles colassem testa com testa, numa ligação intensa. Era o gesto de Connor? Com certeza. Era o gesto que Shaw conhecia. - Chloe, fala para mim o que você é? - Ainda conectados, respiração crescente, sentidos embaralhados, vivos. Nem notaram que estavam de pé, um diante do outro, cabeças encostadas ainda. Alguém via isso? Eles não podiam se importar menos. Ele sabia que a experiência era muito intensa e ficou lá pelo tempo que ela precisou para se manter firme. Ele afastou o rosto e manteve as mãos nos ombros dela, braços agora esticados. Sem deixar de encarar ela nenhum momento. E mesmo assim vendo ela pela primeira vez. Chloe é um Algoz do Escuro.






    - Não Francis, não sei mais. Eles estavam juntos na reserva, se embolaram lá. Agora eu não sei onde eles estão, mas olha isso. - Shaw mostra a mensagem de Sam. Estava claro que ela não estava mais com Connor e que tinha alguma treta com Richard. Mas ela morava no território dele. - Sem um dos dois dar um sinal, não tem o que fazer. Mas a porra do Connor estava fodido a semana toda... eu tô achando que era a merda da caçada, porra, eu tava fodido, todo mundo. Tem que esperar.

    Todos eles sentiram a separação. Como o rompimento de um tendão que nem lembravam ter. Era impossível não sentir a raiva do Caminhante. Assim como impossível não sentir ele se afastando. A distância aumentando como uma pedra afunda na água.

    - Caralho, fodeu. - Shaw corria os olhos por todos os Sangue de Lobo. - A gente tem que ficar de olho na nossa gente. - Tinha urgência na voz. - A porra da festa vai ter que acabar mesmo. - Ele encara Axel fuzilando o beta. - Você tá inteiro ainda, né? - Depois do teste com Willian, vai saber. O Garra tentava avaliar o que tinha para enfrentar a porra toda. Parou os olhos na direção da mesa. Na posição em que o nome do Ithauer estava riscado.

    Ele vê Chloe passando olhando o celular. - Toma conta das coisas da Sam. Ela deixou celular, remédio, tudo aí. - Dali ele vê o Uivador se aproximar, cheio de dedos. O irraka não diz uma palavra mas indica que está pronto para ouvir.




    Bastet
    Mestre Jedi
    Bastet
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1226
    Reputação : 63
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Casa dos Algozes - Página 6 Empty Re: Casa dos Algozes

    Mensagem por Bastet Seg Fev 08, 2021 6:45 pm



    Samantha
    Doiley

    Samantha escuta o que ele tem a dizer. Não interrompe a cadeia de falas dele, voltando a batucar o dedo no plástico da porta. Ela não sabia a resposta para as perguntas dele sobre confiança. Não sabia mesmo.  Ela só não conseguia relaxar com tudo aquilo... Ainda não. Geralmente só relaxava quando Anne aparecia, e nem era pelo motivo obvio, mas pelo fato de a rotina de cuidar da gravidez parecer tão humana quanto a sua antiga vida.

    - Cara... – ela parecia tão perdia em pensamentos que nem sabia por onde começar – Eu tô aqui há pouco mais de um mês... Você me protegeu sim. Me ofereceu abrigo... Mas eu sou porra nenhuma no meio dessa bagunça de vocês. Como eu ia chegar à conclusão que você tava ali... por mim e não por Connor? – o olhar não tava nele, focava na paisagem fora da janela. O tom já não era agressivo. –Eu vi vocês naquela reunião... As relações parecem tão delicadas... – a palavra era até irônica no meio dos brutamontes que eram os lobisomens – O que você viu e ouviu hoje poderia desestabilizar tudo isso... Eu imaginei... Não importa, Foda-se o que eu imaginei. -  Suspirou, e negou quando ele insistiu no assunto da covardia.

    – Eu to cagando se você me acha covarde. Eu sei muito bem do que faço pra depender da opinião dos outros. Eu só não queria foder com os Algozes alguns minutos após começar a fazer parte deles.

    Quando o carro parou, ela soltou novamente o cinto, e mordeu o lábio com a referência que ele tinha feito, segurando uma risada inoportuna. – Nada a ver. Nem tô usando calcinha – deu de ombros e saiu, vendo Ilona correr pro pai e uma pequena loucura ocorrer em volta da fogueira, com as crianças.

    - Eu vou sair depois. Ele pode ser escolta se quiser – não perguntou, de qualquer forma. Ajeitou o cabelo bagunçado de Ilona que tava vermelho de tanta tinta – Acho que você vai precisar de um creme nesse cabelo, tá quase pior que o meu. O que acha da gente pedir pra Asia dar um jeito nos nossos amanhã? Posso te ensinar sobre a composição dos produtos... – falava pra menina, com um sorriso meio xoxo. Logo olhou pra Richard, após se despedir de Ilona – Obrigada... E desculpa – foi tudo o que disse antes de se afastar pelo caminho que tinha menos chance de encontrar o pessoal na festa da fogueira.

    thendara_selune
    Tecnocrata
    thendara_selune
    Tecnocrata

    Mensagens : 332
    Reputação : 15

    Casa dos Algozes - Página 6 Empty Re: Casa dos Algozes

    Mensagem por thendara_selune Seg Fev 08, 2021 8:59 pm

    (As palavras ditas lhe passam segurança. Havia clareza e nenhum floreio delicado. Quando ele se aproximou, talvez a bebida tenha colaborado para falta de resistência dela, sentia o calor dele emanando até ela. Ser tocada daquele jeito lhe deixava sem ação e seu corpo não  hesitava com o movimento de proximidade vindo dele. Seus olhos se arregalaram quando  ele fez aquele gesto, parecia algo respeitoso, mas a fez sentir a eletricidade que acompanhou o momento, fazendo com que farpas de prazer ziguezagueassem através de sua pele, viajando para baixo da sua coluna vertebral e voltando ao seu coração que batia acelerado.
    Ofegando suavemente, ela manteve os olhos fixos nele, enquanto ele se distanciou dela. Mas a distância entre eles desapareceu assim que sentiu aquela estranha conexão a permeando com intensidade. Sentiu algo assim há muito tempo, mas era devido ao enlace que tinha com Ian e evidentemente aceitou de bom grado no começo aquela conexão que eles tinham antes de tudo desmoronar. Ele cheirava a sabão e água fresca, puro e inegavelmente masculino. Ela parecia inquieta com aquilo, mas tentava manter a mente focada apenas nas palavras dele e não no gesto que lhe instigou o desejo de caminhar com aqueles lobos. Pela primeira poderia fazer parte daquele mundo selvagem e talvez naquele momento desse dois pontos por alguma coisa que o arrogante do Connor falou na praia. Porém ali o efeito que Shaw lhe causara com aquele gesto tinha pesado muito mais para a decisão dela, tinha gostado da maneira de Axel se portar e embora não conhecesse Francis, era inegável que a palavra proteção pronunciada por Shaw a deixou com a sensação que eles não hesitaram em cuidar dela.)
    — Shaw... (Ela soprou o nome dele, tão perto que ele podia sentir o gosto dela como se o medo ainda ronronasse ali, mas ao mesmo tempo ele tivesse acertado em cada palavra dita.) eu quero…(A mão dela toca a dele com respeito) melhor dizendo, aceito, mas tem umas coisas que preciso contar, mas não acho que agora seja o melhor momento, mas posso adiantar que vim para Dover porque fugi do meu marido, ele é igual a vocês e de onde venho existem outros…Mas eu prometo que posso ajudar, não sei fazer muito, mas vou honrar o juramento...(Ela parecia tatear as palavras, mas sentia que era justo falar sobre isso. Ela pega a bolsa, escreve o número dela e seu endereço entregando a ele enquanto os olhos dela exibem genuína admiração por ele, mas que ela tenta disfarçar tal como uma criança que procura um colo para descansar após uma noite de pesadelos. Um tempo depois Chloe estava sozinha quando Shaw entregou as coisas de Sam, ela pensou em perguntar algumas coisas, mas mensagem de James foi um bálsamo e antes de ir ao encontro dele se despediu de Shaw) quando as coisas estiverem mais calmas(Ela olha pra festa) podemos conversar melhor sobre as coisas que devo dizer a vocês, vou indo agora e pode deixar que entrego pra Sam.(A mão dela toca suavemente o braço dele e ela vai embora.)

    ___

    Com James

    (Chloe afastou-se da festa, a mensagem de James lhe trouxe de volta a realidade, Ela sabia que fazer parte daquela Alcateia seria um teste frequente de paciência, mas também lhe traria proteção e lidar com Connor seria necessário. Seus passos eram seguros, quando viu James foi até ele com um sorriso no rosto. Ela o abraçou com força querendo sentir o cheiro dele e os lábios tocaram os dele com delicadeza.)Fiel à sua palavra, ele não tinha feito nada para conquistar sua raiva ou desaprovação. Aquela conexão sobrenatural provocada por Shaw a deixou elétrica, aquilo era intenso e a fez pensar profundamente no que tinha planejado fazer, mas a ideia evaporou-se quando viu os olhos azuis de James.  )
    — Eu não vi você naquela algazarra( Os lábios macios dela roçaram na orelha dele e  sussurrou com a voz rouca) prefiro que você seja um garoto bem comportado, mas isso não significa que serei do mesmo jeito…(Ela cola nele inquieta)eu quero ir pra casa, você pode me acompanhar senhor Crestwood ou devo arriscar ir sozinha?( Chloe se descola dele. Sentia-se perigosamente faminta e uma centelha de calor correu por baixo da orelha dela em direção ao pescoço, viajando para sua nuca e se transformando em um formigamento quando desceu por sua espinha. Os olhos dela observaram a lua, sempre gostou de olhar o céu noturno e sentir a brisa que surgia ao anoitecer no alto da colina da sua velha casa)



    Falas em branco
    Pensamentos e ações entre parênteses
    Bravos
    Antediluviano
    Bravos
    Antediluviano

    Mensagens : 4750
    Reputação : 365
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh32.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh23.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh41.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh29.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh44.png

    Casa dos Algozes - Página 6 Empty Re: Casa dos Algozes

    Mensagem por Bravos Seg Fev 08, 2021 11:13 pm




    Axel Brown

    Sim, tem bastante coisa para fazer aqui. Quanto a isso estarei fazendo o possível e o impossível. Afinal, aquelas responsabilidades eram o osso que o mantinha de pé. Só não sei quanto tempo poderei ser útil nisso aqui, com essa corrupção se esgueirando para dentro de mim. Arqueou as sobrancelhas num movimento rápido. Me mantenha informado. Estarei de prontidão.

    * * *

    Axel se demora olhando para Ash quando Olena comentou a forma que ela olhava. Mas não a encarou. Faz sentido. Digitou para Olena. Ela falou sobre Jun e ele sorriu, puxou-a para um beijo que se lembrou que não podia dar, então apenas beijou sua testa. Ele vai sobreviver.

    * * *

    Numa saída para pegar algo para beber, Shaw o encontra, junto com Francis. O rosto todo do elodoth se contrai. Se perguntava o que havia acontecido. Se questionava que droga era aquela. Mas limitou-se a acenar com a cabeça. Quando voltou para perto de Olena era claro que a festa havia acabado para ele. Eu falei que não ia prestar. Algo deu errado com Connor. Não sei sobre Samantha. Acho melhor você ir indo, vamos ter que descobrir o que houve. Olena chegar em casa bem era importante. Não se preocupe, é terapia familiar. Escreveu, para que ela não pensasse que iam se emburacar de novo na Hisil perigando não voltar.

    * * *

    Quando aconteceu ele sentiu. Se Olena ainda não tivesse ido, ele a mandaria imediatamente para casa. Encontrou os olhos de Shaw correndo de um lado a outro. "Mas que porra foi essa?" Pensou, torcendo que ele escutasse. A quem confiar a segurança dos parentes quando todos estavam chapados, pelados, embriagados ou, na melhor da hipóteses, falavam tão pouco quanto Axel agora? Merda. Franco faz uma piada e obviamente ele não está com um pingo de humor, mas quando fala sobre assobiar e Axel acena positivamente, com ênfase. Dá para ver no rosto dele as veias saltando nas têmporas. "Só estou mudo", respondeu ao irraka em pensamentos.

    "Vamos fazer o que? Correr atrás dele e quebrar as duas pernas? Duvido que o alcancemos." - Numa corrida, Connor daria a volta nos três antes de conseguirem chegar na metade do caminho. "O Caminhante nos abandonou com essa traição".






    GodsCorpse
    Sacerdote de Cthulhu
    GodsCorpse
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2704
    Reputação : 74
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Casa dos Algozes - Página 6 Empty Re: Casa dos Algozes

    Mensagem por GodsCorpse Qua Fev 10, 2021 2:32 am


        
           
           
        

               

               

           

               

    Francis sente a separação e o olhar dos seus colegas diz o mesmo. Caminhante fez sua caminhada para fora. Tudo se partindo como um dominó maluco. As vozes ao fundo começaram a ficar meio turvas, mas então tomou a iniciativa. Assoviou bem alto para a galera prestar atenção - Seguinte: Cabou a festa! Vazou vazou vazou!! - e com o dedo começou a fazer um círculo no ar - Circulando, circulando!! Shaw, liga o Maserati... Puto vagabundo filho de uma corna. Ax, a gente busca a garota primeiro e tira as dúvidas depois. Ôh vão ter bastante dúvidas.


               

    Enquanto Franco esperava alguém deixar pronto o carro, ele ia jogando a roupa das pessoas que haviam deixado, e levantando quem tava no chão. Não tinha mais nenhum sorriso, apenas o olhar... - Fechou galera fechou! Amanhã a gente manda a conta!. O nervosismo era claro, já estava começando a machucar a pele de tanto coçar - Cagado viado a porra do caralho. - Por incrível que pareça, o Caminhante era apenas segunda preocupação. Não dava para aceitar isso de cara. Não assim, não agora.


           
    Se precisar, vou gastar uma essência para ganhar uns pontos em veículo. Vamo dirigir louco para bsucar Sam primeiro.
    Wordspinner
    Adepto da Virtualidade
    Wordspinner
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1528
    Reputação : 71

    Casa dos Algozes - Página 6 Empty Re: Casa dos Algozes

    Mensagem por Wordspinner Qua Fev 10, 2021 3:44 pm



    William confirma o que Axel pede. Sorri gentil e vai curtir a festa.

    --

    Sebastian se aproxima quando dão permissão, ele asiste com um expressão esquisita o que Francis está fazendo. Como se fosse de alguma forma algo fedido. Como se o cahalith tivesse acabado de pisar em coco de cachorro. "Richard avisou que vocês iam precisar de privacidade. Nos vamos sair e eu não encontrei o William para pedir o mesmo. Olhar Curioso vai ligar para o Edgar assim que a Sam tiver segura em algum lugar." Ele sacode a mão para Laura apontado para a entrada. A mulher empurra a cadeira de Asia lenta e cuidadosamente nessa direção, Jun dorme desconfortável no colo da loira.

    --

    George não leva a sério quando Francis começa a expulsão. "Qual foi amigão? Sentou sem olhar? Tá com o bagulho da bunda?" Ele diz gargalhando.

    --

    Simon não faz corpo mole. Mas a satisfação com a situação é impossível de esconder. Ele se veste sem correr e nem enrolar. Nem um pouco bêbado.

    --

    James corresponde imediatamente a Chloe. A puxa contra o corpo. Os dedos explorando a cintura. Pele procurando pele. "Aí! Desculpa." Era Olena. O rosto dela vermelho de vergonha. James puxa Chloe ainda mais. Sua boca nunca deixa a dela. "James! Para... A gente tá saindo." Ela vai andando para o carro com vergonha e segurando o riso ao mesmo tempo. "Isso é injusto. Absolutamente injusto."

    --

    Ash não se levanta, ela continua brincando com a fumaça. Judas e Joe só param de prestar atenção nela quando Francis os arranca a força. Ashe sopra fumaça na direção dele rindo alegre. O rosto relaxado e feliz. Os olhos quase fechados.

    --

    Richard não reage a piada de Sam. Mas espera contente enquanto ela fala com Ilona "Sim! Vem lutar com a gente, nosso time tá fraco sem a tia Amy e tia Asia. Eu te ensino." Então richard tapa os ouvidos da menina com os dedos. Ela ri e luta para escapar. "Me agradece com ações e não testa o Klaus. Toreto pelada."

    Sam sai do seu banho e quando vai para o espaço que ela faz de cômoda ela encontra um homem sentado em uma cadeira de armar, lendo como se ela não tivesse acabado de aparecer ali. Uma delicada taça de vinho cheia ao seu lado e outra vazia com a garrafa.

    Casa dos Algozes - Página 6 Klausf10
    Bastet
    Mestre Jedi
    Bastet
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1226
    Reputação : 63
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Casa dos Algozes - Página 6 Empty Re: Casa dos Algozes

    Mensagem por Bastet Qua Fev 10, 2021 6:41 pm



    Samantha
    Doiley

    Sam apenas assente ao que Richard diz, dando uma risada enquanto é puxada por Ilona pra brincadeira deles. Ainda estava cedo, aceitou brincar com as crianças por uns quinze minutinhos, talvez mais atrapalhando do que ajudando... Mas os pestinhas pareciam se divertir.

    Depois da brincadeira, foi pra casa se limpar tanto da bagunça da tinta quanto da bagunça na floresta. Ficou um bom tempo de molho no banho, se esfregando bem e lavando o cabelo. Quando estava satisfeita, se enrolou na toalha e pegou uma toalha seca pra secar o cabelo enquanto escolhia uma roupa.

    Nem reparou no homem ali a princípio,  levando um susto quando ouviu o barulho da taça mesinha. Se virou rapidamente, com os olhos arregalados.

    - Klaus? Porra... O Richard não tava brincando quando disse que você ia ficar de olho em mim – balançou a cabeça em desaprovação – Vai me vigiar trocar de roupa também? – perguntou,  fazendo barulho proposital pra atrapalhar ele a ler.

    Começou a procurar as roupas que queria, esperando que o homem se tocasse e saísse dali pra ela se trocar.

    thendara_selune
    Tecnocrata
    thendara_selune
    Tecnocrata

    Mensagens : 332
    Reputação : 15

    Casa dos Algozes - Página 6 Empty Re: Casa dos Algozes

    Mensagem por thendara_selune Qua Fev 10, 2021 9:39 pm

    (Chloe estava aproveitando o momento. Entretanto, quando a garota passou ao seu lado e falou aquelas coisas segurou a vontade de rir. Durante um momento acreditou que James se afastaria, mas ele estava quente e acolhedor. Podia sentir seu interior arde, mas afastou-se dele um pouco. Seu rosto estava a poucos centímetros do dele, os lábios tão perto que ele podia sentir o delicioso calor de seu fôlego contra seu nariz. Ela não conseguia desviar o olhar, congelado naquelas íris de azul intenso. Gostava dele pela maneira que ele se portava com ela, estava cansada de ser um objeto decorativo e predestinado a um acordo entre os mais velhos de seu antigo lar)

    .— O que é que vai ser? Sim ou não?(Ela tinha um sorriso malicioso e olhar cheio de todo tipo de vontades. O convite ficou pairando no ar.)

    (Ela tinha uma ousadia reprimida. Seu corpo parecia cantarolar alegremente, eletrificado pela adrenalina. Riu de si mesma. Então lembrou que a sorte favorece os audazes. O papel de boa filha, de moça recatada, de senhora do lar há muito tinha se fragmentado, talvez culpa de Ian que a fez ficar daquele jeito ou ela sempre foi assim. Asia tinha razão, podiam morrer amanhã, podiam se separar hoje, mas naquele momento seria bom desfrutar do agora. Até as palavras de Shaw faziam sentido, deveria decidir que papel desempenhar naquele turbilhão e as coisas andavam tão caóticas após aquele ataque que não tinha tanto sentido agora se conter.)



    Falas em branco
    Pensamentos e ações entre parênteses












    Faor
    Mutante
    Faor
    Mutante

    Mensagens : 557
    Reputação : 19

    Casa dos Algozes - Página 6 Empty Re: Casa dos Algozes

    Mensagem por Faor Qui Fev 11, 2021 10:15 am






    Casa dos Algozes - Página 6 268_2610



    Tão próximo da ruiva toda exuberante e com toda a intensidade da conexão dela aos Algozes naquele momento, dificilmente Shaw conseguiria pensar em outra coisa, sentir outra coisa. O instinto do lobo é muito simples, muito direto. Por que lutar contra? Por que negar? Não dava para saber que tudo ia desmoronar logo, mas aquela noite já não estava indo bem para os Algozes, nada bem. O Garra Sangrenta estava atento. Felizmente ou não, ela se distancia um pouco, entregando um papel com número e endereço que ele jogou em algum bolso. - Bem vinda ao expresso. - Ele piscou para ela mas a voz saiu seca, como se não falasse há um bom tempo. Ele não mostrou nenhuma reação ao que ela falou sobre o passado dela. Por ele, isso fica para depois.






    A voz de Axel é clara na mente de Shaw e ele falou o óbvio e grave. "O Caminhante nos abandonou com essa traição". Francis age num impulso e Shaw acompanha o movimento dele com total aprovação. O irraka ficou paralisado um tempo, tentando absorver o que acontecia sem sucesso enquanto, na verdade, só estava deixando crescer mágoa e raiva. Chloe estava ali fora, Axel mostrando um telefone para Olena, Sam longe. A porra do Connor na puta que o pariu. Francis agindo. Os Sangue de Lobo reagindo.

    Sebastian.

    - Por um acaso ela não está segura agora, Lágrimas da Lua? - O tom era de puro desafio e fúria. A irritação era visível em todo o corpo do irraka. Ele respira fundo, levanta uma mão aberta como quem pede para o outro esperar, mas não consegue desviar os olhos da garganta do rahu. Ele sabe que tem uma garrafa vazia alguns metros à direita e consegue ver o segundo passo, já com a garrafa quebrada mergulhando abaixo da nuca do Mestre de Ferro. Claro que não seria fácil assim. Mas a reação de nojo à postura de Francis só alimenta a raiva de Shaw. - Eu entendi o que você disse. - O esforço para controlar a voz tem algum resultado e Shaw fala enquanto balança a cabeça negando, condenando sua própria reação anterior. - Mas se não for problema para vocês, eu quero Sam aqui logo. Nenhum de nós três vai pisar no território de vocês hoje, mas estaremos esperando logo ao lado. Chloe deve ir direto até Sam agora, tudo bem?

    O Lua Nova caminha lentamente vendo os efeitos do afastamento do Caminhante na alcateia e da explosão de Francis contra os convidados. Shaw só agradece ao irmão. A satisfação do outro Garra é outra provocação forte. Os ossos e músculos se contorcem sobre a pele. - Vocês ouviram. TODOS VOCÊS OUVIRAM. Amanhã? Amigos e aliados. Hoje, todos LONGE daqui! - Era difícil usar frases longas. Simplesmente não é o jeito dele agir com nervosismo. Mas não dá para arrancar pedaço de ninguém ali. Não dá para afogar ninguém no próprio sangue. Já tem problemas demais.

    Ash.

    Ele segue até ela sem pressa e estende uma mão, com toda educação e respeito. Ele avalia ela, mede cada movimento no rosto, mas não tem nenhum impulso violento. Ele espera ela aceitar o cumprimento no tempo dela. - Você sempre será bem vinda aqui e pra mim. Mas agora, preciso fechar a casa com os Algozes dentro. - Ele é até cordial. - Mas me diz, Ash, o que você pode me dizer sobre o que o seu filho está fazendo? - Shaw não falaria com ninguém de fora da alcateia sobre qualquer membro dos Algozes, sobre qualquer assunto dos Algozes. Não naquela situação. Mas Connor Mcleary não era mais um Algoz. Então também não era exatamente a prioridade dele! - Esquece... Amanhã a gente fala disso. Agora não dá.

    Dali, Shaw tenta juntar o que tem. "Sílvia, coloca alguma roupa". "Emilie você é um Algoz do Escuro e nós vamos te proteger, mas você está sóbria então preciso que segure as pontas com os outros Parentes que estão aqui para mim". - Francis, Axel. A Chloe está lá fora. Façam ela ir buscar a Sam na vila dos Uivadores. Esperem elas na borda do território deles, e voltem direto para cá, por favor. Não vou deixar a casa sem um de nós hoje. - Não queria fazer Francis sair do próprio território mas ele não aguentaria a espera ali. Era melhor manter o Garra em ação. Tinha medo de outra reação exagerada do Axel também. - Não entrem lá. - Era um pedido, algum sexto sentido dizendo que era errado pisar do outro lado da fronteira.



    GodsCorpse
    Sacerdote de Cthulhu
    GodsCorpse
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2704
    Reputação : 74
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Casa dos Algozes - Página 6 Empty Re: Casa dos Algozes

    Mensagem por GodsCorpse Dom Fev 14, 2021 10:56 pm

    Sebastian chegou e Franco agradeceu ele baixinho, seus olhos perdidos em outras coisas quando falou com ele e, ao notar que fez meio mal, olhou olho no olho, agradeceu de novo e sorriu. George foi mais chato e tratou meio de canto - É é. Vai vai logo. Não me faz tirar o bagulho da bunda que é pior. - E copm outras poucas palavras, ia "guiando" a conclusão da festa. Onde Francis começou, Shaw continuou e foi até Chloe - Gatinha, temos um papo para tirar e buscar a Sam. Ajuda?

    Praticamente rosnava em vez de falar, misturando palavras com ordens - Temo que buscar tua amiga e achar o grandão. - Depois de uns papos, virava as costas mais afastado, longe dos olhos do pessoal e chutava uma cadeira inocente para cair no chão e morrer. Pobre cadeira - Tão pronto? Tá feito? Vamo. - correu correu para o carro.
    Wordspinner
    Adepto da Virtualidade
    Wordspinner
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1528
    Reputação : 71

    Casa dos Algozes - Página 6 Empty Re: Casa dos Algozes

    Mensagem por Wordspinner Ter Fev 16, 2021 12:24 pm

    Ele parece não se incomodar com os barulhos. "Você pode se trocar no banheiro? Uma cortesia que não será ignorada. Trouxe suco para te adoçar, mas não tem outro cômodo nesse lugar. Então, por favor." Ele diz sem tirar os olhos do livro. "Muito obrigado Samantha, é muito menos cansativo impedir que você fuja sozinha sentado aqui onde ninguém vai me jogar tinta. Tenho certeza que entende que forçaram minha mão." Ao invés de levantar ele pega a taça e a aproxima do rosto.

    --

    A voz de Sebastian é polida, controlada, mas ainda assim parece dolorida. "Chloe é muito bem vinda e certamente pode ir conosco até Samantha, mas depois disso elas irão onde desejarem acompanhadas de um de nós." Ele se retira logo depois.

    --

    Ela segura a mão de Shaw com mais energia do que o esperado, mas logo cambaleia tentando ficar de pé. Ela ri bem alto se segurando no irraka. "Eu quero meu neto e a mãe dele." Ela fala surpreendentemente baixo. "Deixa eu cuidar deles." Então ela se deixa levar por George que resmunga coisas impossíveis de entender na língua dos ébrios. Eles são os últimos a sair. Ela se apoiando no homem e ele nela.

    --

    Silvia não tá nada feliz. Especialmente sendo deixada de fora e Emillie permanece aérea e sem foco. Ela definitivamente não está pronta para o que Shaw pediu, mas Silvia, com uma camisa que não é dela, começa a arrumar as coisas e impede os algozes que foram postos para dentro de saírem.

    --

    "Precisam de você e eu tenho que levar o carro." A voz dele cuidadosamente mantinha a frustração fora das palavras. "Vamos ter mais oportunidades." As palavras e o tom trazem uma despedida que as mãos não acompanham. Ele faz um esforço visível para não olhar os urathas que vieram tirar Chloe dele. Quando as mãos se afastam do corpo dela é com claro esforço. Sebastian passa pelos dois e arrasta James para o carro com um movimento de cabeça. Eles esperam para ver se Chloe vai junto.

    --

    "Estão vindo te buscar." Ele diz ficando de pé com um sorriso no rosto. "Me prometa que vai esperar e só vai sair daqui acompanhada de um de nós e não vai me ver mais. Eu vou poder ler em paz na minha casa sem a sua respiração barulhenta." De alguma forma ele faz aquilo parecer realmente feliz. Ele não espera Sam falar, imediatamente volta ao livro e a taça como se soubesse que Sam nunca seria tão dócil.
    Bravos
    Antediluviano
    Bravos
    Antediluviano

    Mensagens : 4750
    Reputação : 365
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh32.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh23.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh41.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh29.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh44.png

    Casa dos Algozes - Página 6 Empty Re: Casa dos Algozes

    Mensagem por Bravos Ter Fev 16, 2021 1:55 pm




    Axel Brown

    As coisas corriam atropeladas e eles iam tropicando sobre elas. Ele, sem poder falar, estava praticamente condenado a acenas e seguir. Foi o que fez quando Shaw delegou que ele e Francis fossem até o limite do território para buscar Samantha, junto com Chloe. Axel aproximou-se da nova Algoz, deixando espaço para ela e James se atracarem à vontade. Ele sabia o que era aquilo e como os Uivadores sempre foram muito corteses com ele e Olena, não poderia ser diferente.

    Foi ela inclusive que chamou James mais de uma vez até que Sebastian o levasse definitivamente. Axel parou ao lado de Chloe, como um espelho sem luz. Não adiantava ele tentar falar, ela não entenderia. O elodoth pousou a mão no seu ombro, com delicadeza. Mas na face de Axel dava para ver a tensão do momento. Franco fala, mas tão atravessado que até Axel sem língua poderia se expressar melhor. Ele bufa. Puxa o celular e escreve para Chloe: As coisas saíram um pouco de controle, siga Sebastian para o carro. Francis e eu vamos no carro atrás. Iremos parar na estátua do urso e esperar você voltar com Samantha. - Era uma esquina que estava praticamente na fronteira dos dois territórios. Ele mostrou o celular e apontou para o carro onde Sebastian já estava dentro.

    Depois que ela fosse, iria a passos rápidos para o carro deles. Bateu a porta ruidosamente e olhou para o cahalith. Estava transtornado. Ainda assim fez um esforço: - Calma. - Doía. Ele fazia gestos também pedindo calma. Não poderiam extrapolar os limites. Não naquela hora.






    thendara_selune
    Tecnocrata
    thendara_selune
    Tecnocrata

    Mensagens : 332
    Reputação : 15

    Casa dos Algozes - Página 6 Empty Re: Casa dos Algozes

    Mensagem por thendara_selune Ter Fev 16, 2021 2:14 pm

    (Assim que Franco surge o convite acaba naufragando fazendo os dois se afastarem um do outro com esforço. O rosto dela estava vermelho, sentia calor e ouvir o pedido do membro da alcateia era algo que não esperava naquele exato momento. A voz de James a faz olhar pra ele e dar um sorriso em resposta às palavras que tinha dito. A presença de Axel juntamente com as palavra no celular reforçam a urgência deles sobre o assunto.)

    — Farei como me pedem(Ela dá um sorriso conformado para os dois membros de sua alcateia e se afasta para seguir Sebastian que já tinha levado James até o carro. Assim que ela entra é notório que sentia uma leve ansiedade por não entender o motivo daquele pedido ou conseguir ler o semblante de Sebastian.) — Hmm...tem alguma coisa acontecendo Sebastian?(A pergunta foi solta no ar, mas ela não insiste para obter a resposta, pelo contrário tirou da bolsa lenços demaquilantes para retirar a maquiagem leve e depois arrumava o cabelo em um coque mais justo.)


    Falas em branco

    Pensamentos e ações entre parênteses
    Bastet
    Mestre Jedi
    Bastet
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1226
    Reputação : 63
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Casa dos Algozes - Página 6 Empty Re: Casa dos Algozes

    Mensagem por Bastet Ter Fev 16, 2021 8:17 pm



    Samantha
    Doiley

    Samantha suspira, tirando as roupas da sua “cômoda” improvisada.  Pareceu que ia responder algum desaforo, por um momento, mas apenas balançou a cabeça em negativo... Com a mente cansada demais pra ter energia pra aquilo. Juntou as roupas e foi até o banheiro.  Se trocou lá, reclamando alguma coisa... O banheiro não era grande como os das casas... Não era uma tarefa fácil se trocar ali, sem molhar as roupas. Vestiu um jeans e uma blusa qualquer.

    Roupa:
    Casa dos Algozes - Página 6 Bxms1vt

    Logo saiu do banheiro, vendo Klaus ainda imóvel.  Foi pegar uma escova pra pentear o cabelo, encarando o homem que parecia impassível e chique demais para aquela cadeira de armar. Era quase cômico.

    Não disse nada, nem bebeu o suco, até ele se levantar.  Assentiu, indo até a porta e abrindo., indicando pra ele sair.

    - Você sabe o caminho da sua casa ou quer que eu te acompanhe? – sorriu, revirando os olhos em seguida – Se eu quisesse fugir, já teria fugido. Ou te dado mais trabalho pra me impedir.

    Bom, se estavam indo buscar ela, provavelmente não teria trabalho nem de pedir carona pra praia.  Ele saindo ou não, Sam pegaria a mochila jogada em algum lugar ali e a carta na jaqueta, indo pra fora. Estava ansiosa demais pra fazer bem a si mesma sozinha. Queria que aquela noite tivesse seu desfecho logo.  

    Faor
    Mutante
    Faor
    Mutante

    Mensagens : 557
    Reputação : 19

    Casa dos Algozes - Página 6 Empty Re: Casa dos Algozes

    Mensagem por Faor Qui Fev 18, 2021 9:28 am






    Casa dos Algozes - Página 6 268_2610



    Ash escreveu:"Eu quero meu neto e a mãe dele." Ela fala surpreendentemente baixo. "Deixa eu cuidar deles."


    - Eu não vou dificultar isso. - Ele responde no mesmo tom e segue a mãe de Connor com os olhos até ela desaparecer.

    Logo todos os convidados saíram e ele deixa de sentir Axel, Francis e Chloe por perto. Ele finalmente olha para a casa e sente um ódio ridículo. Emillie está desnorteada mas não é problema agora. - Você tem tudo o que precisa para passar a noite aqui, no quarto de vocês? Fique aqui com a gente, até a gente entender o que está acontecendo. - Ele fala com calma para ela, acolhendo, protegendo. Não é o tom natural dele, mas ele se esforça.

    Silvia está mais ativa, ela não está tão derrubada pela bebida, isso é ótimo. - Você entende o que está acontecendo, não é? A prioridade hoje é não deixar ninguém mais aqui ser um problema que a gente tenha que resolver. Você sabe que eu e Francis vamos segurar o que for preciso para os Algozes seguirem em frente, Silvia. Nós vamos ter problemas... - Era um pedido de ajuda mas ele mal conseguiu encontrar as palavras. Por que ele não falou o nome de Axel? Porque o problema não é com Connor, é com a tribo deles. E Lobo Partido sofreu tanto quanto o alfa anterior. Dois urathas cortados da alcateia em uma noite, sem alfa, sem totem, com um território valioso e com parentes vulneráveis.

    Inquieto, ele junta o lixo espalhado depois de retirar as carnes do fogo. Passa a recolher roupas, pertences e colocar cadeiras no lugar, esperando o retorno do restante da alcateia. Ele encontra a faca que Connor usou cravada na mesa e usa ela para escrever o nome dele a dois palmos do nome riscado de Ethan. Deixa a faca jogada ao lado.

    Quando os outros chegarem, ele estará esperando do lado de fora, imóvel.



    Wordspinner
    Adepto da Virtualidade
    Wordspinner
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1528
    Reputação : 71

    Casa dos Algozes - Página 6 Empty Re: Casa dos Algozes

    Mensagem por Wordspinner Sab Fev 20, 2021 4:41 pm

    Olena claramente preferia ter ido com Axel, mas seguiu as instruções do Elodoth com resignação. Ela aperta Axel no braço antes de ir. A dona do bar é a última a entrar no carro. Chloe sente o movimento começar assim que ela chega. "Algo com Connor, eles vão te contar com detalhes. Ele foi fazer algo fora da cidade e não sei se ele volta." A voz dele fazia parecer um pedido de desculpas, como se ele tivesse feito algo. James estava no volante e as duas mulheres estavam atrás já que Sebastian tinha entrado antes no banco do carona. James dirige com calma mesmo com o esportivo colado na traseira.

    --

    Klaus responde a pergunta bebendo um gole de suco e pegando a garrafa. Ele parece muito satisfeito em sair. Mas assim que Sam abre a porta, lá está ele esperando. "James tá dirigindo. Eles vão chegar naquele portão." Ele aponta com a garrafa, até o outro lado da vila. Ela teria que atravessar o que tinha sido uma guerra de tinta e agora era bagunça de sabão e crianças sonolentas e mangueiras perigosamente descontroladas. "Melhor dar a volta por ali." Ele aponta para outro portão, o mais próximo, que abre como se alguém tivesse empurrado. "Eles não vão demorar muito e a barra tá limpa lá fora." Ele enche mais uma taça de suco enquanto assiste a limpeza.

    --

    Silvia faz o trabalho ficar mais fácil para Shaw, Judas também ajuda. Marco e Emillie ficam mais perdidos e sentidos que os outros. Emillie porque entende que o problema é com Connor e Marco...? Talvez ele perceba o afastamento do Totem ou o humor dos urathas. Joe, não dá muito trabalho depois que o colocam no sofá, mas ele também não ajuda em nada. Só se abraça com a garrafa e fica lá de olhos abertos fitando o teto. "Eu tenho tudo que eu preciso. Tudo que eu tenho." Emillie fala sem emoção e sobe para o quarto que Connor usava.

    Silvia segura Shaw e o puxa um pouco para o lado. "As malas dela tão no meu carro, as coisas todas. Ela combinou de se mudar com o Connor e achou que era uma hora incrível pra fazer isso. Ela alugou uma casa com quintal pros dois. Agora, eu sei que vocês vão segurar, mas não vão conseguir sozinhos. Me diz o que precisar e me conta também que porra tá rolando assim que cê entender, pode ser?"

    --

    Quando Chloe chega na vila dos Uivadores, James se despede dizendo que ia ficar acordado esperando ela ligar. Como se fosse exatamente o que ela ia querer saber. Sam estava do lado de fora esperando. Olena sai do carro dando um aperto carinhoso na mão de Chloe. "Cuida deles, por favor." e mais nada. Quando só Samantha e Chloe estão ali Sebastian se dirige as duas. "Vocês não tem nenhuma obrigação agora. Não precisam fazer nada. As duas são bem vindas aqui e nos vamos protegê-las enquanto estiverem conosco. Os Puros não vão tocar em vocês, mas são livres. Querem entrar ou eu levo vocês para algum lugar?" Ele tinha um tom gentil, mas firme. Aquelas palavras eram importantes para ele.

    --

    No ponto de encontro Sebastian para o carro perto do esportivo com Axel e Francis. "Podem me ligar a qualquer momento." Mas não ficava claro exatamente para quem.

    --

    Na casa Marco ainda estava acordado esperando olhando para a entrada. Silvia também estava acordada arrumando a casa mais que o necessário. Judas estava dormindo em um sofá e Joe em outro. Emillie não estava em nenhum lugar visível, mas Shaw sabia que ela estava lá em cima, acordada, chorando.
    Bastet
    Mestre Jedi
    Bastet
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1226
    Reputação : 63
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Casa dos Algozes - Página 6 Empty Re: Casa dos Algozes

    Mensagem por Bastet Sab Fev 20, 2021 9:55 pm



    Samantha
    Doiley

    Sam se surpreendeu com a rapidez do homem, mas apenas assentiu.  – Obrigada – disse, colocando a mochila nas costas e parando por um momento, antes de seguir por onde ele indicou – Bem vindo de volta – deu um pequeno sorriso,  andando para o portão e esperando James.

    ---

    Do carro saíram James, Chloe, Olena, Sebastian, Asia... O que fez Samantha questionar quantas pessoas cabiam ali. Cumprimentou quem passou por ela e viu Sebastian se aproximar de si e da ruiva.  Ela olhou pra outra mulher, vendo se tinha alguma objeção.

    - Hoje nós precisamos ir. Bem, eu preciso ir.... – olhou pra Chloe e James, suspirando. Não era difícil imaginar que após uma festa e algumas bebidas os dois quisessem aproveitar. Não responderia pela ruiva, portanto. – Valeu pelo cuidado, Sebastian.  De verdade. Em breve a gente volta pra aqueles dois aproveitarem a noite – deu uma risadinha, tentando quebrar aquele clima que havia se instaurado. Parecia que ambas estavam indo pra um enterro e aquilo assustava um pouco Sam.

    ---

    - Você tá bem? – perguntou pra Chloe, no caminho até o ponto de encontro – O que rolou lá na festa? – como tinha saído cedo, não fazia ideia do que eles sabiam, do que não... A pergunta tinha sido feita pra ruiva e pra Sebastian.

    Quando o homem parou o carro, Sam assentiu... Sem saber se tinha sido pra elas ou pros meninos. Logo saiu e entrou no carro dos meninos.  – E ai... – cumprimentou eles, um pouco sem jeito. Não diria nada ali, caso eles não perguntassem.

    ---

    Na casa, iria para onde Axel e Francis as conduzisse, aguardando todos os lobos estarem reunidos para falar.

    - Eu acho melhor que vocês saibam primeiro, antes dos outros... Principalmente antes da mulher do Connor.  Já peço desculpas pra vocês pela notícia que to trazendo... Puta que pariu – puxou a carta do bolso do jeans e entregou para Shaw. – O Connor vazou. Me convidou pra alcateia de vocês e depois vazou – resumiu bastante o ocorrido, os detalhes não importavam tanto no momento – Ele escreveu os motivos aí e pediu pra te entregar, Shaw. Eu não entendi metade... Mas... Leiam a carta. Parece importante – queria xingar Connor, por tudo e ainda por fazer dela a portadora daquela notícia? Sim. Mas não era o momento.  

    Após soltar a bomba, responderia caso quisessem saber mais coisas... Batia o calcanhar no chão, ansiosa.

    Carta de partida do Connor:

    Primeiramente eu preciso dizer que vocẽs são os caras mais leais, os melhores amigos e companheiros que alguém pode ter.

    Eu vou terminar o acordo em Londres pra limpar a barra do Franky, e não vou voltar mais, nunca mais. É um sacrifício que eu preciso fazer.

    Eu sei que parece covarde me despedir assim e talvez até seja, mas eu sei que só ia tornar as coisas muito mais difíceis se fosse pessoalmente e que talvez eu nem teria tempo.

    Eu tive sorte de conseguir ser alertado e conseguir ver a coisa vir na minha direção. Minha mãe sempre me avisou, mas eu demorei a acreditar.
    Essa coisa desgraçada desmonta a realidade daquilo que você vê e mais ama quando menos espera, começa pequeno, como no dia que eu, Franky e Silvia fomos atrás dos nazis, eu ficava com vontade o tempo todo de comer a orelha da Silvia só pra ver ela crescer de novo, eu sei que a gente tem impulsos malucos, mas eu nunca machucaria um companheiro de alcateia. A vontade de comer os nazi foi pior, por isso eu fiz o meu melhor pra eles não sangrarem.

    Quando Emillie foi dar a notícia de que tava grávida do bebê, eu quase matei todo mundo, ela, Silvia, Marco e Joe só queriam me fazer uma surpresa, e eles só não morreram porque eu preferi morrer antes deles, na minha mente eles todos tinham sido clamados por alguma coisa e tavam debochando da minha cara enquanto a coisa toda era um churrasco normal, no chão eu via uma poça de sangue do tamanho do galpão, as paredes completamente carbonizadas, tripas e pedaços de sangue na mesa do churrasco.

    A coisa continuou ruim quando a gente caçou na treta dos Patas de Ferro, eu fui, mesmo sabendo que não deveria, eu fiquei com essa na cabeça de que não deveria abandonar vocês, sem perceber que eu era a maior ameaça, antes do rolo com Olhos Vermelhos a minha vontade era de empurrar o Ethan pra dentro, eu entrei na armadilha óbvia pelo meu gosto por violência, e sinceramente nem esperava sair de lá, eu não teria saído se não fosse pelo Axel, e talvez tivesse sido melhor assim, sem querer ser ingrato. Talvez eu deveria ter morrido numa caçada. A verdade é que depois do disco eu tenho minhas dúvidas se aquilo foi realmente minha vontade, o Cahalunim avisou da escuridão que vem de dentro.

    Hoje com o disco com o Rahulunim depois de ter sentido aquela dor toda e visto o que eu vi no Axel, eu consegui sentir o gosto dele de ossos velhos, e o cheiro de carne queimada, essa coisa é muito mais poderosa e medonha do que eu podia imaginar, é a coisa mais cruel, perversa e sem propósito que eu já pude ter um pequeno vislumbre, o filho da puta tava olhando pra mim, eu vi os olhos dele, é pior do que qualquer espírito que eu já vi, qualquer um.

    Eu não sirvo ao juramento morto, nem sirvo enlouquecido tentando matar vocẽs, eu tenho um bebê que eu quero ver nascer, eu sei que o pessoal de Londres é esperto, talvez eu consiga alguma informação por lá, se eu achar qualquer coisa eu entro em contato. A partir daí eu nem mesmo sei pra onde eu vou.

    Minha mãe achou que que deveria propor a gente sair de Dover, mas eu não achei justo com vocês, ela vai estar lá pro Axel caso ele precise, talvez ele tenha mais tempo que eu.

    Eu não vou poder mais contribuir com os afazeres do Caminhante, mas eu fiz minha parte hoje enquanto assava as carnes, vocês tem uma semana com sorte duas pra agradar ele mais, principalmente do jeito que ele ficou abalado quando eu cortei o Ethan, ele pode ser um traidor, mas era o favorito dele.

    No mais ajudem as meninas, a Samantha carrega um legado, ela veio do nada e cavou tudo que tem, ela pode ensinar mais a gente do que a gente a ela. A Chloe é difícil de ler, ela não é o tipo de pessoa com quem eu lido bem, mas dá pra ver que ela pode muito mais do que parece.

    Eu não sei se algum dia eu vou conseguir me curar dessa corrupção, mas eu espero que sim, espero não cause problema onde quer que eu vá.

    Deem o melhor de vocês, nãod eixem os Algozes quebrarem.

    Um abraço a todos vocês, do eternamente amigo Connor Mcleary
    thendara_selune
    Tecnocrata
    thendara_selune
    Tecnocrata

    Mensagens : 332
    Reputação : 15

    Casa dos Algozes - Página 6 Empty Re: Casa dos Algozes

    Mensagem por thendara_selune Sab Fev 20, 2021 10:52 pm

    (Chloe ouviu a resposta de Sebastian, franziu o cenho, mas não disse mais nada permanecendo em silêncio até chegarem no local para buscar Samantha. Quando chegam à vila , as mãos dela tocam suavemente as de James, um leve beijo e um olhar carinhoso quando ele fala sobre esperar uma ligação dela. Quando ele vai embora os olhos dela  o seguem até que a voz de Olena chega até a ruiva.)

    — Eu farei o melhor…(Disse ela, desejando que a voz não tremesse e nem permitindo que sua ansiedade fluísse até a outra moça tão preocupada. Chloe estava sentindo-se temerosa também e toda aquela situação a deixava ansiosa.)




    *Com Sam e Sebastian*

    (Ela captava em Sebastian fragmentos de centenas de emoções e sentimentos nobres que foram expressados em suas palavras pras duas.  Chloe aproximou-se dele e o abraçou com força, lembrou de Asia e de sua gentileza. Por fim, afastou-se de Sebastian com o olhar emocionado.  Torcia que eles ficassem bem na vila, seu coração pesou pensando em James e se era justo permanecer envolvida com ele, mas limitou-se a dizer quase como se fosse um murmúrio doce e olhos presos nele por um tempo.)


    — Obrigada e sei que podemos contar com vocês, mas como Sam disse precisamos ir
    (A voz dela era suave)

    (Quando escuta as palavras de Sam ela dá um sorriso calmo, mas estava ansiosa e sentia que as coisas estavam estranhas)

    —  Bem...aquela algazarra toda parecia fluir loucamente até que Sebastian veio e falou algumas coisas(O olhar dela tem aquela preocupação escondida e ela toca levemente o ombro de Sam tentando passar alguma segurança) Shaw me pediu pra vir buscar você e os dois ali nos acompanharam (Ela aponta pra onde Axel e Franco ficam esperando e quando termina de falar tenta passar tranquilidade) eu estou bem Samantha, fiquei preocupada com você, mas fico aliviada vendo que está bem, mas não faço ideia do que está acontecendo de fato.


    (Quando chegam na casa a voz de Sebastian  reforça mais uma vez que elas podem contar com ele. Chloe se esforça para dar um sorriso mais tranquilo, mas começa a pensar  como vai ser lidar com aqueles lobos e porque a atmosfera parece tão carregada?! Shaw os esperava  e as palavras dele ecoaram novamente dentro dela com força. Aquela alcateia seria uma nova barreira de proteção e ela se esforçaria para ajudá-los)

    Falas em branco
    Ações e pensamentos entre parênteses
    Conteúdo patrocinado


    Casa dos Algozes - Página 6 Empty Re: Casa dos Algozes

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qua Mar 03, 2021 5:37 am