Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    O Jogo dos Tronos - Felinight

    Claude Speedy
    Semi-Deus
    Claude Speedy
    Semi-Deus

    Mensagens : 6038
    Reputação : 90
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh30.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh21.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh17.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh38.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh43.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh36.png

    O Jogo dos Tronos - Felinight - Página 25 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Felinight

    Mensagem por Claude Speedy Sex 21 Jan 2022 - 22:36

    —Você usar o Gato das Sombras era justamente para ser símbolo da casa... O plano que eu tinha era justamente para demonstrar nossa presença... Por que acha que eu queria o simbolo? Se eu for como eu mesmo simplesmente o Raposa ira me reconhecer... eu estava querendo um disfarce melhor, o de membro dos Fellinigth... Mas se pensa que é melhor não chamar nenhuma atenção, faremos isso... o cão hoje... Amanhã tenho outro plano então.[/quote]

    Havia mais por trás disso... Tentar algum dia realmente fazer parte daquela família... Mas a sutileza não foi pega por Asdulfor e isso não surpreendeu Gaspar.
    Sandinus
    Mefistófeles, Lorde do Oitavo
    Sandinus
    Mefistófeles, Lorde do Oitavo

    Mensagens : 12570
    Reputação : 124
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/111.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh42.png

    O Jogo dos Tronos - Felinight - Página 25 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Felinight

    Mensagem por Sandinus Sáb 22 Jan 2022 - 0:47

    Claude Speedy escreveu:—Você usar o Gato das Sombras era justamente para ser símbolo da casa... O plano que eu tinha era justamente para demonstrar nossa presença... Por que acha que eu queria o simbolo? Se eu for como eu mesmo simplesmente o Raposa ira me reconhecer... eu estava querendo um disfarce melhor, o de membro dos Fellinigth... Mas se pensa que é melhor não chamar nenhuma atenção, faremos isso... o cão hoje... Amanhã tenho outro plano então.

    Havia mais por trás disso... Tentar algum dia realmente fazer parte daquela família... Mas a sutileza não foi pega por Asdulfor e isso não surpreendeu Gaspar.

    O velho põe a mão no queixo pensativo.

    - Se fizermos isso não descobriremos o mandante, porém garantiremos a segurança do raposa. Podíamos mesclar os planos. Você leva a capa e se mantém escondido surgindo quando o suspeito aparecesse, eu controlando os animais ouviria a conversa e daria um sinal para que você surgisse.

    Porém há um risco de sermos emboscados ou de termos que confrontar o suspeito junto com capangas, não acredito que irá sozinho e claro, ele já pode ter os capas douradas nas mãos , o que pioraria ainda mais a situação.

    Encerrava o velho levantando possibilidades.
    Claude Speedy
    Semi-Deus
    Claude Speedy
    Semi-Deus

    Mensagens : 6038
    Reputação : 90
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh30.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh21.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh17.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh38.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh43.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh36.png

    O Jogo dos Tronos - Felinight - Página 25 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Felinight

    Mensagem por Claude Speedy Sáb 22 Jan 2022 - 11:18

    O selvagem concordava com a cabeça com as palavras do pai e seu olhar era de empolgação complementado em um semi-sorriso.
    Wordspinner
    Antediluviano
    Wordspinner
    Antediluviano

    Mensagens : 3101
    Reputação : 175
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f51/19/64/68/80/dourad13.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh33.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh22.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh42.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh28.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh44.png

    O Jogo dos Tronos - Felinight - Página 25 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Felinight

    Mensagem por Wordspinner Dom 23 Jan 2022 - 2:11

    O bastardo ouviu calmamente enquanto os outros falavam. Quando seu pai falou o pegou de surpresa. Antes mesmo que pudesse responder o irmão o dá seu voto de confiança. Voto que ele talvez não merecesse.

    Uma mesura profunda. "Meu Lorde Pai não Vai se arrepender." Ou vai, mas ele ia fazer o melhor que poderia. Ele conhecia os soldados. Todos eles. Suas falhas e forças.

    Imediatamente ele começava a planejar. Ele ia precisar de Olac vigiando Esdres. Alguém que soubesse reconhecer jogo sujo. Alguém em quem o irmão confiava.

    O guarda bonito e solteiro ficaria perto de Lícia, um adereço para ela usar se precisar fazer alguma intriga.

    Aubrey e Krotalus revezariam a segurança de Beron e sua esposa.

    Um furo na porta de uma carruagem e logo ele levaria a tal filha do ferreiro para ver os seus amigos nobres. Tinha assuntos com eles de qualquer forma.

    Os guardas estariam cansados para a liça? Sim, mas Esdres e Arthur também.

    Aproveitaria seu controle dos servos e mudaria tudo de lugar forçando um espião a tomar novas rotas com novas desculpas e tendo uma chance de se enrolarem. Também garantiria que a maior parte do trabalho estivesse visivel aos guardas. Assim eles se vigiariam sem nem pedir.

    "Irmão, vou levar sua menina para onde pediu. Vou garantir que ela esteja segura. Vou pedir a Tasso para ajudar Esdres com a montaria no torneio e Olac para vigiá-los." Manteria os dois mais seguros dessa forma. Pediria também a Sivon para vigiar os servos como um desocupado.

    Não sabia quem colocar para proteger o velho adulsfor, ou se era melhor deixar Gaspar o vigiando para apresentar fraqueza. Lu Mei, a bela e exotica arqueira. Não queria confiar nela. A deixaria acompanhando Licia já que seu guarda podia ter segundas intençoes inesperadas.

    --

    Mais tarde Gylen combina com Gaspar como levar a menina para ver o raposa e pela manhã vai direto aos seus amigos nobres com a menina escondida na carruagem, mas não sem antes contar a Gaspar. O selvagem contaria ao velho, sempre contaria e assim Gylen não precisaria. Pegaria uma espada curta de treino para levar.
    Dycleal
    Mefistófeles, Lorde do Oitavo
    Dycleal
    Mefistófeles, Lorde do Oitavo

    Mensagens : 10510
    Reputação : 224
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    1º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png

    O Jogo dos Tronos - Felinight - Página 25 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Felinight

    Mensagem por Dycleal Dom 23 Jan 2022 - 16:00

    Arthur ouve os planos do irmão e se maravilha com a sua inteligência e senso prático. Eles sempre fizeram um ótima dupla e ambos aprendiam com o outro e ficou surpreendido com a capacidade do pai em observar, pois nunca imaginara que o pai soubesse da rica parceria dele com Gylen e aumentou com isso a admiração pelo pai e fez uma anotação mental sobre desenvolver melhor essa característica.

    Aprova efusivamente o plano do irmão e elogia as suas ideias e pede para que não esqueça de incentivar a Lícia e a lu Mei, a treinarem e se saírem bem no torneio de arquearia e o apressa para agilizar as suas tarefas que não são poucas e agradece pela sua amizade e pedi que aproveite a oportunidade que esta tendo de mostrar o seu valor e claro, a oportunidade de aprender novas coisas com essa nova experiência.

    Espera o irmão sair para descansar e esperar Inês para se alegrar com a sua simples visão.
    Alexyus
    Semi-Deus
    Alexyus
    Semi-Deus

    Mensagens : 5512
    Reputação : 440
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    1º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh43.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f51/19/64/68/80/dourad10.png
    • https://i.servimg.com/u/f51/19/64/68/80/bronze13.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh40.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh20.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh18.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh39.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh45.png

    O Jogo dos Tronos - Felinight - Página 25 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Felinight

    Mensagem por Alexyus Qua 26 Jan 2022 - 13:26

    MAEHRA

    - Boa noite, senhores! - Disse ao avistar aqueles dois homens distintos ao lado da carruagem. - Para o estabelecimento da madame Chataya. - Respondi.

    Aubrey fechou a porta da carruagem depois que Maehra se acomodou na confortável cabine do veículo e depois tomou seu lugar ao lado do assento do condutor que Krotalus ocupou. O peso do enorme soldado sacudiu a carruagem até que ele se posicionasse no asssento, mas os cavalos eram fortes e colocaram o veículo em movimento, embora de uma forma suave e agradável, e também bastante silenciosa, quase como um veículo de passeio, permitindo que qualquer palavra entre os ocupantes fosse ouvida sem grande esforço.   

    Durante a viagem até a casa de Chataya, Maehra foi tentando conversar com os soldados Felinight, Aubrey Abyss e Krotalus Khant. O homem mais alto comandava as rédeas dos cavalos e mostrava-se pouco disposto a papear, mas a violinista sentia estar progressivamente mudando a disposição dele tornando-a cada vez mais amistosa. Quanto ao homem mais velho, Aubrey mantinha-se em alerta aos arredores da carruagem, sempre com a mão na espada, mas respondia educadamente às palavras da dama, falando com propriedade sobre temas genéricos e banais, demonstrando ser um homem informado e de boa cultura mas também ssagaz e cauteloso para não revelar demais.

    Maehra teve que indicar o caminho aos soldados, pois eram nortenhos e não estavam familiarizados com as ruas da capital de Westeros. Quando chegaram ao destino, Maehra tentou persuadi-los a entrar no bordel. 

    - Gostariam de entrar para descansar antes de retornar? - Sorri gentilmente. - As meninas de Chataya saberão muito bem como fazer-lhes relaxar. - Meu sorriso gentil tomou um tom argucioso. - E devido a todas as pessoas nas ruas e a distancia, creio que ninguém irá questionar uma hora a mais. - Inclino-me em direção a eles e sussurro em tom audível para ambos. - Ouvi dizer que a musica aqui é muito boa. - Completo com uma piscadela.

    Abyss mostrou-se reticente, mas Krotalus disse:

    - Ora, vamos, Aubrey! Essa era nossa última tarefa de hoje! Não temos nada para fazer até amanhã de manhã, então podemos muito bem aproveitar a chance de beber num lugar agradável!

    E com essa persuasão de Krotalus, Aubrey rendeu-se ao convite de Maehra e ele e Khant entraram no bordel com ela.

    O local estava cheio, mas ainda foi possível achar uma mesa para os dois soldados. Depois que Maehra foi buscar seu violino e retornou ao salão, os dois homens já encontravam-se sentados e com copos nas mãos. Aubrey bebia cautelosamente sua bebida enquanto Krotalus virava um copo após outro com uma velocidaade impressionante.

    Maehra tocava seu violino e também cantava, alternando suas apresentações com as dos outros artistas, tornando o ambiente harmônico e aconchegante para todos os presentes. Havia muitos nobres e cavaleiros endinheirados ali, e a maioria estava num ânimo animado e bem disposto, exultantes por suas vitórias no evento. Alguns contavam bravatas de como se sairiam no dia seguinte mas os mais cautelosos analisavam as lutas daqueles que poderiam vir a ser seus concorrentes. Uma minoria mantinha-se calada sobre o torneio, concentrando-se na bebida ou nas mulheres, provavelmente tentando esquecer suas derrotas prematuras.   

    Maehra aproveitava as pausas em suas performances para sentar-se com Krotalus e Aubrey para conversar. Os dois soldados recusavam a companhia das garotas do estabelecimento, preferindo beber e escutar (a música ou as conversas?). Mas o álcool já agira sobre a postura deles, e ambos estavam mais falantes do que na viagem que fizeram. 

    A violinista não teve dificuldades para descobrir que Krotalus já tivera esposa e terras, tendo sido um cavaleiro vassalo dos Felinight na época do pai de Lorde Beron, mas perdera tudo ao partir para uma batalha e, ao voltar, encontrar sua esposa morta. Krotalus caçara os assassinos e os matara um a um, mas sua vingança não lhe trouxera paz, e ele tornou-se um mercenário vivendo de glutonarias, bebedeiras e orgias por mais de um ano. Mas finalmente tivera uma visão, ou sonho, com sua falecida esposa que o fez regenerar-se, retornando ao serviço dos Felinight como uma espada jurada. Isso explicava a recusa dele às mulheres pagas de Chataya, mas seu entusiasmo pela bebida e por comida não diminuíra.

    Já Aubrey era mais discreto, mas respondia às perguntas pessoais da violinista. Ele tinha sido desde cedo um homem de armas, escudeiro de um Lorde Stark já falecido, e depois elevado à condição de espada jurada dos Felinight. Havia lutado na Rebelião Greyjoy ao lado de Beron, na Rebelião de Robert sob Jasper Felinight, e antes disso na Guerra dos Reis de Nove Moedas defendendo Uster Felinight. Embora a modéstia impedisse de admiti-lo, ficava implícito que Aubrey se destacara em cada um desses conflitos, e parecia gozar agora de grande prestígio entre as tropas que serviam a casa dos gatos das sombras.

    Antes que a madrugada avançasse muito, Maehra já tinha ganho um total de dois dragões de ouro em pagamento de suas apresentações, dados por alguns nobres embriagados e generosos.
     

    LÍCIA

    Lícia seguiu para a tenda onde sua mãe dormia com seu pai, mas teve sorte: antes que o casal entrasse no recinto, seu irmão Esdres abordou seu pai, deixando que ela pudesse falar com sua mãe sem a presença do lorde.

    Lady Maria fez sinal para que Lícia entrasse enquanto se sentava em seu leito, olhando-a com uma expressão séria e compenetrada.

    Demorou mais de um minuto antes que Lady Felinight falasse:

    - Você ainda é jovem, mas precisa aprender a agir sabiamente no jogo dos nobres. Como damas, nós temos a responsabilidade de fazer tudo transcorrer suavemente para que os homens possam sentir-se felizes e satisfeitos em tempos de paz e partam tranquilos para matar ou morrer em tempos de guerra. Você pode achar que fazemos pouco, mas não é assim: nós comandamos a casa e todos os assuntos domésticos aos quais os homens não querem dar atenção, mas que os incomodariam sobremaneira se tivessem de lidar com eles.

    Maria começou a analisar atentamente sua filha:

    - Seu pai a instruiu bem nos detalhes administrativos da casa Felinight, e o meistre Asdulfor talvez tenha lhe dado mais treinamento teórico do que eu jamais tive, mas você precisa aprender a usar bem suas habilidades. Você fez bem em organizar a torcida em favor de seus irmãos, mas perceba que seu pai fez um ajuste que tornou sua estratégia permanente e ainda preserva sua imagem perante os outros nobres. Você teve uma boa iniciativa em levar o meistre para verificar a segurança das comidas do jantar, é exatamente o tipo de coisa que seu pai e seus irmãos não dariam atenção pessoal, mas que pode matá-los se forem deixadas descuidados. No jantar, era claro que seu pai tinha algo em mente ao convidar a violinista, e o seu papel assim como o meu era mostrar uma imagem forte e unida de nossa família, apoiando nosso líder  em tudo que ele fizer; qualquer discordância não pode ser demonstrada na presença de pessoas de fora e deve ser guardada para ocasiões em particular.

    A matriarca Felinight assumiu um tom de voz mais duro que era raro de ser ouvido em sua voz suave:

    - Você lembra do que eu lhe disse durante o jantar? Eu não esqueci. Você terá seu castigo, mas por ora eu seguirei as ordens de seu pai e lhe ajudarei em sua chance de redenção. Amanhã de manhã, eu e você partiremos para Porto Real e procuraremos tecidos com as cores da nossa casa, e também vestidos que sigam a moda destes reinos do sul. À tarde, você e eu nos sentaremos nas arquibancadas e vamos assistir todas as lutas do torneio como dignas damas da nobreza, e eu lhe ensinarei mais sobre como agir nos bastidores desses eventos. Agora, deixe-me, vá dormir!

    Lady Maria acomodou-se na cama em suas vestes de dormir e deitou-se para a noite.   


    ESDRES

    Esdres alcançou Beron Felinight antes que ele entrasse em seus aposentos com Maria para falarem à parte de ouytras testemunhas.

    - Senhor meu pai, desculpa encher o senhor com mais conversa depois do jantar.. Mas.. Queria fazer uma pergunta.. Eu sei que minha missão principal aqui em Porto Real é me manter no torneio o máximo possível. E farei isso com muita dedicação, e orgulho de representar nossa casa. Mas o que eu queria saber é.. Quais os planos que o senhor tem pra mim, pro futuro? Queria ajudar nossa família, além de um torneio eu digo.

    Beron olhou para seu filho com a expressão séria, mas havia um briho em seu olhar que Esdres pensou que poderia ser de satisfação. O lorde demorou alguns segundos para responder:

    - Você não é tão ingênuo quanto gosta de fazer parecer, Esdres. Eu sei disso, vejo suas qualidades para além de sua postura desleixada. Então, vou esclarecer algumas coisas para você:

    Beron começou a contar didaticamente:

    - O motivo de seu nascimento, como o de qualquer segundo filho, é ser um seguro para a linhagem da família. Se a qualquer momento acontecer algo ruim com Arthur, você se torna o Herdeiro Felinight, assumindo o manto dele e a responsabilidade de fazer nosso nome perdurar. Se Arthur morresse na infância, você tomaria o lugar dele. Se Arthur tiveesse morrido na luta de hoje, você assumiria todos os compromissos dele, inclusive o casamento com a Allafante. Se Arthur se casas e não tiver filhos, você é o próximo herdeiro da linhagem, assim como seus descendentes quando os tiver. Você cresceu sob essa ameaça constante, embora nós tenhamos feito o melhor para que isso não esmagasse seu espírito. Tenho orgulho do homem que está se tornando, mas você ainda precisa estar mais preparado para o futuro. 

    O lorde pausou e fez uma pergunta:

    - Qual o objetivo do torneio, Esdres? Ser campeão? Não, pois só poderá haver um campeão. A razão para eventos assim é demonstrar a força dos guerreiros de cada casa nobre, tanto para o povo quanto para outros nobres. Às vezes, essa força é demonstrada pela sabedoria tática de reconhecer quando recuar ou se retirar do campo de batalha. As histórias e canções fazem parecer que aqueles que abandonam uma batalha são inferiores aos que lutam até o final, mas isso é uma falsa impressão. Se sua vitória custar tanto que o impeça de se defender da próxima ameaça, então ela é uma derrota apenas adiada, como foi o caso com Arthur, que terá que se retirar do torneio. Porém, se você se retira de uma batalha perdida com suas forças conservadas, você estará apto para lutar novamente muito em breve. Não se deixe iludir pelo luxo e a fanfarra que um torneio assim evoca! Nosso real objetivo aqui é demonstrar força, e seu desempenho nas liças é apenas uma das formas de fazer isso, mas não a única...

    Beron pensou por um momento e depois acrescentou:

    - Você gosta de jogos de cartas, não é mesmo, Esdres? Então, eis uma analogia apropriada: neste jogo, eu sou um jogador e você é meu coringa. Você quer saber se tenho planos definidos para você, e eu não os tenho. Eu ainda não conheço todas as cartas dos outros jogadores, então tenho que me adaptar ao que formos descobrindo com o passar dos dias. Você acha que vai arrumar um casamento aqui nesse torneio? Está enganado. Se você se mostrar um guerreiro valoroso e a importância de nossa casa for sublimada, irão chover propostas de casamento, e nós vamos escolher a mais vantajosa, sem nenhuma pressa e com bastante ponderação. Para ressaltar seu valor, posso até lhe dar uma posição de comando em nossas terras, mas veremos isso mais adiante.

    O pai colocou a mão sobre o ombro do filho e disse:

    - Por ora, lute o melhor que puder nas lutas do torneio, comemore ostensivamente, evite se meter em confusões. Quando os cavaleiros derrotados vierem lhe trazer seus cavalos e armas, recuse, e convide-os para servirem nossa casa; qualquer espada jurada adicional nos será útil. E não morra! 


    GYLEN

    O bastardo Gylen Snow foi imbuído de uma autoridade inédita para ele, e logo começou a fazer planos.

    Aubrey e Krotalus tinham ido escoltar a violinista Maehra de volta a Porto Real e ainda não tinham voltado até a meia noite. Andy Anx não ficou particularmente feliz ao saber que deveria escoltar Lícia, mas era disciplinado demais para expressar descontentamento. Olac aceitou a tarefa de escoltar Esdres com um grunhido afirmativo de sua voz arranhada. A discreta Lu Mei também confirmou a aceitaçãao de sua tarefa com um simples aceno de cabeça.

    Talvez devido à sua falta de hábito em se locomover no interior de carruagens, Gylen achou que seria preciso fazer um furo na lateral do veículo para permitir que alguém em seu interior visse o exterior, mas assim que checou o veículo, constatou que as cortinas nas janelas eram suficientes para ocultar seus ocupantes de olhares externos e permitiam visão entre ou através do tecido.

    Mudanças no acampamento só seriam possíveis na manhã seguinte, mas o bastardo já estava definindo bem os planos.


    ARTHUR

    Arthur estava esperando Inês Allafante, mas quem veio lhe dar boa noite foi a governanta Elizabeth Cooper.

    Ela perguntou se Arthur precisaria de mais alguma coisa além dos preparativos habituais e informou que Inês só chegaria, junto com seu pai, no dia seguinte, após passarem a noite ainda na estalagem da cidade.



    ASDULFOR & GASPAR

    Asdulfor e seu filho secreto Gaspar estavam empenhados em sua missão noturna, apesar de ambos estarem um pouco fatigados após o dia agitado que tiveram.

    Asdulfor tirou a coleira de Balerion e depois deitou-se em sua carruagem, expandindo sua mente para controlar o cão e o gato Rakashar.

    Gaspar percebeu quando Asdulfor assumiu o controle do cão, que ficou com olhos vidrados e subitamente muito mais analíticos que instintivo.

    Gaspar e Balerion/Asdulfor caminharam por bastante tempo, saindo do acampamento em direção à cidade, atravessaram o portão e enveredaram pelas ruas escuras e movimentadas da capital festiva.

    O posto de vigilância dos capas douradas em que Gaspar tinha deixado o Cavaleiro Raposa estava bastante silencioso, com apenas dois guardas sonolentos vigiando a porta principal.

    Como Gaspar e Balerion/Asdulfor iriam chegar ao interior? 



    TERCEIRO DIA

    Ao amanhecer do terceiro dia, o céu encontrava-se escuro com nuvens cinzentas, com ocasionais trovões prenunciando uma tempestade vindoura para breve.

    O desjejum foi servido cedo a todos do acampamento, pois o dia seria movimentado.

    Gylen comandou os servos numa completa reconfiguração do acampamento, mudando tendas de lugar, reposicionando os cavalos e carruagens, fazendo todos os servos trabalharem pesadamente para executar a tarefa o mais rápido possível.

    Lady Maria partiu em sua carruagem em direção à Rua da Seda em Porto Real, acompanhada de Lícia, Isabella Locke e Alice Lake. Elas passaram horas ocupadas nas frivolidades de escolher vestidos e tecidos bonitos, regateando preços com vendedores e experimentando o caimento das roupas.

    Inês Allafante e seu pai Henry chegaram quase no meio da manhã. O banqueiro tinha seus próprios guarda-costas, cinco homens discretos, fortes e silenciosos. Inês foi direto à tenda de Arthur checar seu estado.

    - Como você passou a noite? Trouxe uma surpresa para você...

    Ela pegou um tecido familiar a Arthur, mas ele não o reconheceu de imediato. Apenas quando ela o abriu foi que o Herdeiro percebeu que era uma capa, formada de duas partes costuradas juntas. Elas mostravam o brasão dos Felinight associado ao Titão de Braavos, com uma borda pontilhada em vermelho.

    Spoiler:

    - O que você acha? Eu também trouxe algumas anotações sobre os meus planos, seu pai disse que discutir eles seria uma boa distração para você durante a recuperação...

    Conforme definido por Gylen, Tasso iria servir como escudeiro de Gylen, ajudando-o a se preparar para seu terceiro combate no torneio.

    Ao meio-dia, os nobres ocuparam seus lugares e o mestre dos jogos deu o anúncio para iniciar os combates do terceiro dia do torneio.


    OFF: A cena das operações noturnas de Gaspar e Asdulfor continuam na cena anterior. Para a cena do terceiro dia, vocês podem fazer todos os preparativos que quiserem durante a manhã, pois na próxima rodada começará o combate do Esdres. 
    Saphira Odin
    Wyrm
    Saphira Odin
    Wyrm

    Mensagens : 8189
    Reputação : 124
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f51/19/64/68/80/bronze10.png

    O Jogo dos Tronos - Felinight - Página 25 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Felinight

    Mensagem por Saphira Odin Qua 26 Jan 2022 - 16:24

       Entrou no quarto de sua mãe estava tão desconfortável com a situação que não a encarava direito por vezes desviava o olhar para as paredes ou qualquer outra parte do quarto o mais assustador às vezes era encara-la, pois parecia estar olhando para um espelho, para uma versão mais madura de si mesma fisicamente.
      Não tinha o que falar apenas ouvir e aceitar tudo, pois havia passado do limite com seu pai e sua mãe qualquer tentativa em explicar suas atitudes poderiam tirar os dois do serio e piorar sua situação e isso era tudo que ela não queria naquele momento.
      Guardou bem as palavras de sua mãe, não gostava da ideia de ainda ser tratada como criança, mas sabia o que tinha que fazer. Agora mais que nunca quando retornasse para a proteção de suas terras, deveria gastar o pouco que ganhava para começar a construir algo particular um refugio para ficar sozinha e chamar de seu, não estava mais gostando da ideia de ser controlada, teria que fazer brotar mais ouro para sua família a deixar em paz.
      Não respondia a sua mãe sobre a ideia de pensar em ficar calada e não expressar o que sentia na frente de qualquer um não importando quem seja, mas se queriam que ela seguisse as regras da nobreza, pois bem o faria. Chateada ficou quando sua mãe apenas a mandou sair.
     Foi para seu quarto trocou de roupa com ajuda da Isabella e Alice, a dispensando para descansarem, logo pegou seu travesseiro pediu para Alice e Isabella não se preocupem e voltarem a descansar.
        Levando seu travesseiro e com suas vestes de dormir entrava no quarto do seu irmão sem muita cerimonia, cansada de dormir com ele quando era mais nova e o fazia agora porque estava muito cansada e sentindo um pouco abandonada, acenou para as servas do seu irmão deixarem o quarto, pedindo para descansarem no seu quarto junto a suas servas, sem mais ela se jogava na cama do seu irmão, querendo ele ou não o mesmo ainda era seu porto seguro, com ele se sentia mais a vontade sem contar que sentia-se protegida contra tudo e o mundo, agora só queria a paz de estar ao seu lado esquecendo do dia difícil que teve.
       Conversaria um pouco com ele ou ficaria calada apenas dormiria abraçada nele como fazia quando eram crianças, provavelmente ele saberia que ela estava muito chateada segurando o choro, para fingir ser forte.


    OFF:
    1. Vai lá dormir com o irmão gêmeo dela, lembrar os tempos de quando era criança, querendo ou não ela tá puta da vida que todo mundo vem mandando nela e a controlando que precisa ficar um pouco perto dele que não fica cobrando ela e nem julgando.
    2. Coitada um erro e Papai junto da Mamãe me descascam, mas pelo menos tenho reconhecimento pela torcida
    DariusNovadek
    Adepto da Virtualidade
    DariusNovadek
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1557
    Reputação : 39
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh24.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh42.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh39.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh15.png

    O Jogo dos Tronos - Felinight - Página 25 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Felinight

    Mensagem por DariusNovadek Qua 26 Jan 2022 - 16:51

    Esdres consegue interceptar seu pai antes que ele entre em seus aposentos.

    - Você não é tão ingênuo quanto gosta de fazer parecer, Esdres. Eu sei disso, vejo suas qualidades para além de sua postura desleixada. Então, vou esclarecer algumas coisas para você:

    Esdres não consegue se conter e libera um pequeno sorriso. Seu pai já era um cara mais reservado, e sendo o segundo filho, dificilmente conversava com Esdres, quanto mais elogia-lo. Realmente Esdres tinha pra si que não era burro como muitos talvez imaginariam, por seu modo de viver leviano. Aliás, justamente por causa dessa vida leviana, tinha adquirido outras formas de inteligência, do tipo da qual não se encontra nos livros.

    - O motivo de seu nascimento, como o de qualquer segundo filho, é ser um seguro para a linhagem da família. Se a qualquer momento acontecer algo ruim com Arthur, você se torna o Herdeiro Felinight, assumindo o manto dele e a responsabilidade de fazer nosso nome perdurar. Se Arthur morresse na infância, você tomaria o lugar dele. Se Arthur tiveesse morrido na luta de hoje, você assumiria todos os compromissos dele, inclusive o casamento com a Allafante. Se Arthur se casas e não tiver filhos, você é o próximo herdeiro da linhagem, assim como seus descendentes quando os tiver. Você cresceu sob essa ameaça constante, embora nós tenhamos feito o melhor para que isso não esmagasse seu espírito. Tenho orgulho do homem que está se tornando, mas você ainda precisa estar mais preparado para o futuro.

    Ta, apesar de Esdres ter certeza de que seu pai estava tentando falar algo bom para ele, voltava a ser colocado como segundo. Esdres queria crescer muito na vida, queria ser reconhecido pelos sete reinos. Mas não queria que isso dependesse da morte de seu irmão. Obviamente não queria que Arthur morresse, muito pelo contrário, queria que ele tivesse uma vida farta e muito feliz. Pelo menos seu pai tinha terminado aquela fala com mais um elogio, e dos grandes! Esdres solta mais um sorriso.

    - Qual o objetivo do torneio, Esdres? Ser campeão? Não, pois só poderá haver um campeão. A razão para eventos assim é demonstrar a força dos guerreiros de cada casa nobre, tanto para o povo quanto para outros nobres. Às vezes, essa força é demonstrada pela sabedoria tática de reconhecer quando recuar ou se retirar do campo de batalha. As histórias e canções fazem parecer que aqueles que abandonam uma batalha são inferiores aos que lutam até o final, mas isso é uma falsa impressão. Se sua vitória custar tanto que o impeça de se defender da próxima ameaça, então ela é uma derrota apenas adiada, como foi o caso com Arthur, que terá que se retirar do torneio. Porém, se você se retira de uma batalha perdida com suas forças conservadas, você estará apto para lutar novamente muito em breve. Não se deixe iludir pelo luxo e a fanfarra que um torneio assim evoca! Nosso real objetivo aqui é demonstrar força, e seu desempenho nas liças é apenas uma das formas de fazer isso, mas não a única...

    Enquanto ouve seu pai falando, Esdres faz uma nota mental, logo após as primeiras frases de seu pai "Ta, demonstrar força, mas mesmo assim quero ser o campeão!". Mas compreendeu o que seu pai quis dizer. Era hora de demonstrar força perante os plebeus e os outros nobres.

    - Você gosta de jogos de cartas, não é mesmo, Esdres? Então, eis uma analogia apropriada: neste jogo, eu sou um jogador e você é meu coringa. Você quer saber se tenho planos definidos para você, e eu não os tenho. Eu ainda não conheço todas as cartas dos outros jogadores, então tenho que me adaptar ao que formos descobrindo com o passar dos dias. Você acha que vai arrumar um casamento aqui nesse torneio? Está enganado. Se você se mostrar um guerreiro valoroso e a importância de nossa casa for sublimada, irão chover propostas de casamento, e nós vamos escolher a mais vantajosa, sem nenhuma pressa e com bastante ponderação. Para ressaltar seu valor, posso até lhe dar uma posição de comando em nossas terras, mas veremos isso mais adiante.

    A analogia e explicação tirou um pouco do peso de suas costas, tinha ido aquele torneio com a ideia de que voltaria casado, não porque queria casar cedo, mas por ajudar a família. E seu pai mostrou que ali era só uma preparação, uma plantação que devíamos cuidar com carinho para colher bons frutos futuramente. Seu pai até falou de dar uma posição de comando algum dia, o que lhe deixou muito feliz, aquilo nem era sua pretensão quando foi falar com o pai, foi um bônus!

    Depois seu pai lhe falou para lutar bem o torneio e comemorar ostensivamente, o que Esdres com certeza iria fazer.

    - Obrigado meu pai, suas palavras acalentaram meu espírito e me encheu de vigor para manter-me no torneio. Entendi perfeitamente o que disse, e quero dizer que sou grato por pertencer a família. Posso parecer meio desleixado as vezes, mas estou sempre atento ao que acontece ao meu redor e no que possa ser feito para o bem de nossa família. Pode contar comigo sempre, senhor meu pai.

    Queria dar um abraço em seu pai, mas estranhamente parecia não ter intimidade para isso. Tentou esboçar um aperto de mão, e saiu para sua tenda.

    Ja na sua tenda, acompanhado de suas aias, Esdres disse as três.

    - Daria, Anya e Beatrix. Estou muito feliz de ter vocês aqui em Porto Real aqui comigo.. Mas tenho sido um Lorde muito desatento, apesar de conversarmos, não perguntei a vocês como vocês estão aqui, se estão gostando da capital ou não.

    Conversaria um pouco com elas até chegar em seu objetivo:

    - Bom, amanhã vou precisar da ajuda de vocês três.. Com certeza irão me ver participar da liça amanhã né? Preciso que façam o seguinte: Amanhã se misturem com o povo durante a minha luta, cada uma em um ponto, para cobrir mais área, e terão duas tarefas.. Uma será incentivar o povo a torcer por mim, e pela nossa casa. Outra é ouvir os boatos, murmúrios e conversas fiadas, sobre mim e sobre minha casa. Quero saber se eu estou sendo bem aceito pelos cidadãos da Capital, e também como nossa casa é vista...

    - Bom, é somente isso, posso contar com vocês?


    Logo depois disse a elas que poderiam descansar, e se arrumou para ir dormir, porém logo sua irmã adentrou no quarto, e sem dizer uma palavra, deitou ao seu lado. Esdres apenas se arrumou para que ela deitasse com a cabeça em seu peito, acolhendo-a com um dos braços em uma espécie de abraço. Sabia que sua irmã estava bem triste, e obviamente passando por maus bocados. Ficou feliz por ela estar ali, não gostava do clima tenso que vinha se criando entre ele e ela, esperava que esse clima tinha morrido ali, naquela noite.

    Sabia que o melhor era não dizer nada para sua irmã. Mas doía o peito ver ela tristinha daquele jeito. Beijando o topo da cabeça de sua irmã, apenas disse:

    [colo=orange]- Não se preocupe, querida irmã. Isso vai passar, e vai chegar um dia que não será questionada de mais nada.[/color]

    E adormeceu ao lado dela.

    ...

    O outro dia amanheceu cedo. Foi acordado por Lícia, que tinha um relógio biológico bem melhor que o dele. Perguntou a ela se estava melhor, e disse que poderia contar com ele quando quisesse.. Sabia que Tasso seria seu escudeiro, com a ausência de Arthur, e antes mesmo do desjejum foi procura-lo.

    - Tasso, bom dia! Por favor, após tomar seu desjejum, vá ja preparar a minha armadura e meu cavalo para a liça, não quero me atrasar para o combate, nem ter que ficar muito corrido.

    Esdres já tinha conhecimento de que Tasso não era um escudeiro muito animado com o serviço. Queria estimula-lo a não ser mais assim, procurando nele o que o motivava a servir. Queria devolver o escudeiro para seu irmão de uma forma melhor.

    Após o desjejum seguiu para sua tenda e pediu para Tasso o ajudar a colocar a armadura, conversou muito com ele, tentando faze-lo não desanimar de suas tarefas. Depois seguiu com ele e Olac para o torneio, dizendo a Olac.

    - É bom ter você ao meu lado de novo Olac.
    Saphira Odin
    Wyrm
    Saphira Odin
    Wyrm

    Mensagens : 8189
    Reputação : 124
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f51/19/64/68/80/bronze10.png

    O Jogo dos Tronos - Felinight - Página 25 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Felinight

    Mensagem por Saphira Odin Qua 26 Jan 2022 - 21:01

      Seu irmão não falou nada, apenas sedia espaço como sempre, por fim ela finalmente conseguiu dormir em paz. Descansar um pouco sua cabeça que doía com tanta energia negativa jogada sobre ela em palavras que a machucaram, realmente não estava acostumada com aquilo. No momento apenas recordava de tempos passados junto a seu irmão.
       Na manhã seguinte acordava antes do seu Esdres, teria deixado ele dormir mais um pouco, mas o acordou, todos da família pelo visto tinham muitas tarefas a fazer durante todo o torneio, ordens de seu pai e como sua mãe mencionou antes deveria agrada-lo como uma boa filha obediente.
      Apenas ficava sentada na beirada da cama se espreguiçando, por fim levantava-se tentando animar-se reunindo forças para enfrentar seu martírio, apenas beijava o Esdres na bochecha.
    -Obrigada!
      Pegava seu travesseiro e saia do quarto, na porta ou (cortinas?) ficava parada de costas.
    -Sempre. Por isso eu vim...Apenas acenava e seguia para seu quarto, acordou bem cedo depois que tomou seu banho e arrumou-se com o seu melhor vestido e acessórios, pediu para Isabella e Alice ajuda-la com os afazeres de sua mãe, preparou o banho, roupas, acessórios desjejum, novamente na cozinha tratou de estar presente na preparação de tudo sem contar que pedia para Isabella e Alice ficarem atentas também, ao seu tio sempre dava uma amostra de tudo que estava sedo preparado.
      Tratou de realizar suas tarefas da melhor forma possível e o mais eficiente para todos não queria desperdiçar seu tempo, por fim esqueceu um pouco das intrigas, como seu pai havia ordenado ela deveria focar só no bem estar de sua mãe e assim o faria.
       Estranhou em não ver o Olac na sua escolta, tinha mais confiança naquele soldado do que em qualquer outro, não que desconfiava do restante era coisa de afinidade mesmo, mas Andy Anx era uma grande e bela distração que ela não podia negar, mas ainda assim queria o Olac que não era a grande e bela distração, estranhou ver a Lu Mei também, mas não questionou a escolha de seu irmão quem sabe uma mudança nas coisas não mostraria um outro resultado mais eficiente. O único incomodo que seu a sua mãe foi pedir para Linda Snow acompanha-las pois sabia das habilidades da jovem e sugeriu a opinião dela entre os tecidos, costuras e formas da mesma em vestidos, realmente não gosta de desperdiçar dinheiro, mas sua mãe era quem mandava ela apenas obedecia e ao subir na carruagem antes de seguir para à Rua da Seda, pediu para algum soldado ir a frente verificando e observando o caminho, Lícia não queria nenhum tipo de surpresa ou incomodo para sua mãe.
      Por sim só estendia a mão pedindo auxilio para o Andy Anx ajuda-la a subir na carruagem.
    Pelo caminho prestava atenção nas lições de "Como ser uma dama exemplar" com sua mãe, sem contar que querendo ou não gostou muito de jogar conversa fora e falar sobre diversos assuntos que não chegavam nem perto de algum assunto sobre intriga ou traição entre as lojas não teve o prazer de escolher suas roupas, pois sua mãe incentivada por Isabella, Alice usavam Lícia como manequim escolhendo o que combinava com a jovem entre diversos adereços femininos, foi um dia cansativo, mas lucrativo na arte da barganha na hora de pagar.
      Lícia presenteava Isabella, Alice, Liu Mei e Linda com algum vestido/tecido, para compensar seu trabalho em acompanhar sua mãe. Estava começando a gostar da ideia de ter saído um pouco, sua cabeça parecia estar mais leve e o peso em seus ombros mais leve, no momento queria apenas aproveitar o passeio e deixar as problemas de sua família a cargo dos demais que pareciam ser mais competentes que ela. Lícia percebeu que precisava ser um pouco mais leve com a vida igual ao seu irmão Esdres, mas não tão leve assim só um pouco.


    OFF: Cara só mandar um soldado a frente para ver se está tudo tranquilo pelo caminho, evitar roubo, sequestro, assalto etc... e o safado do Andy Anx vai carregar e guardar todas as compras se possível... Por fim aliviar um pouco a tensão psicológica de que tem alguém tramando contra nossa família, ela vai esquecer u pouco desta paranoia, vai deixar para os demais que tem
    Sandinus
    Mefistófeles, Lorde do Oitavo
    Sandinus
    Mefistófeles, Lorde do Oitavo

    Mensagens : 12570
    Reputação : 124
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/111.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh42.png

    O Jogo dos Tronos - Felinight - Página 25 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Felinight

    Mensagem por Sandinus Qua 26 Jan 2022 - 21:54

    Dominar o Balerion e o Rakashar era apenas o começo, no caminho dentro do corpo de Balerion ele tentava dominar outras criaturas, de preferência gatos ou cachorros e quem sabe alguma coruja que visualizasse, ele iria focar em procurar por corujas, pois teria uma visão melhor de cima, caso conseguisse se manteria no comando das criaturas e discretamente as espalharia vigiando todos os lados da prisão onde estaria o raposa. Geralmente escondidos por trás de qualquer coisa que estivesse pela rua, mas de modo que a visão geral se mantivesse.

    De cima ele pousaria com a coruja no telhado da prisão num local onde pudesse ouvir conversas tanto internas quanto externas nos arredores. Restava agora aguardar o que ocorreria. E com um dos gatos tentaria escalar e adentrar a prisão pelas janelas.
    Claude Speedy
    Semi-Deus
    Claude Speedy
    Semi-Deus

    Mensagens : 6038
    Reputação : 90
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh30.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh21.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh17.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh38.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh43.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh36.png

    O Jogo dos Tronos - Felinight - Página 25 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Felinight

    Mensagem por Claude Speedy Qui 27 Jan 2022 - 2:10

    Ao contrário dos nascidos ao Sul da Montanha, os livres da Tirania dos Sete Reinos assim como Gaspar sabia bem como funcionava um Warg, mas não sabia o quanto seu pai superava as condições disso para um troca-Peles.

    Não havia ainda nenhuma forma que seu pai não pudesse tomar, enquanto observava das sombras aos poucos era vigiado por passados da noite ... Se sentisse que as mudanças eram para além de Balerion, o selvagem iria tentar se comunicar com esses animais.
    Pikapool
    Antediluviano
    Pikapool
    Antediluviano

    Mensagens : 3113
    Reputação : 97
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh31.png

    O Jogo dos Tronos - Felinight - Página 25 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Felinight

    Mensagem por Pikapool Qui 27 Jan 2022 - 6:33


       
           
           
       

               

               
    Informações

    • Mote: Sou a última da minha casa, e cabe a mim garantir que seus nomes se tornem lendas!

    • Itens Carregados: Adaga (oculta em meio as roupas), Gazua (oculta em meio as roupas), Traje de Viajante, Mochila, Traje de Nobre, Odre, Bolsa (Cinto) e Perfume.

    • Vestimentas: Camisa preta, calças pretas, casaco com capuz preto, botas pretas e um cachecol preto.


           

               

                   

    Sorridente, bati palmas em aprovação assim que Aubrey aceitou a sugestão de Krotalus e logo adentramos ao estabelecimento de madame Chataya.



    A noite seguiu animada e mesmo em meio a toda aquela bebedeira, os nobres não deixavam escapar nenhuma indiscrição, intriga ou mesmo boato. Parecia que tais atos eram exclusividade da plebe... ou apenas desconfiassem de uma desconhecida. Contudo, eram generosos para com minha apresentação.



    Por outro lado, tudo indicava que eu havia conseguido novos amigos... ou seria o efeito do álcool em seus corpos? Em todo caso, consegui conhecê-los um pouco melhor.



    O homenzarrão mostrou-se ter um passado trágico. Fiquei comovida com sua historia a ponto de deixar escapar algumas lágrimas. Eu compreendia sua perda, eu também havia perdido minha família. Com um sorriso terno voltei-me a ele:



    - Sabe, senhor Krotalus. Dizem que quando uma pessoa morre, ela vai para o paraíso, mas eu discordo. Acredito que quando ela morre, ela viaja para o coração de seus entes queridos. Tentando fazer com que sua presença ali seja o bastante para amenizar sua dor. - Pouso minha mão sobre o peito do homenzarrão. - Fico feliz em saber que vossa esposa o alcançou.



    Diferente do grandalhão, Aubrey era mais introvertido. Tive que conduzir a conversa. Felizmente, se mostrou disposto a responder minhas perguntas. Toda aquela grandeza que ele demonstrava em sua aparência era mais que justificada perante sua historia.



    - Wow!! - Esbocei admirada com a história do cavaleiro. - O senhor é realmente incrível, senhor Aubrey. Acho que o senhor perece uma homenagem. Prometo escrever-lhe uma canção. - Completo com uma piscadela.



    Sabendo que deveria estar pronta para seguir até o local do torneio já de manhã, não me prolonguei, despedi-me de meus novos companheiros e segui para meus aposentos.



    [...]



    Dormir tarde e acordar cedo acaba por me deixar indisposta e ao olhar pela janela e ver o céu escuro prevendo um possível temporal fazia-me choramingar desejando voltar para a cama.



    Sem mais delongas, arrumei minhas coisas na mochila, tomei café e parti para a feira do torneio.



    Na feira tratei de puxar assunto com praticamente qualquer pessoa. Talvez hoje eu obtivesse alguma informação relevante para Lorde Beron. No mais aguardei a chegada dos menestréis e assim que os visse iria até a colina.



    - Hey, pessoal! Trago-lhes boas novas. - Digo abrindo um largo sorriso. - Graças a nossa manifestação de ontem, o próprio Lorde Beron Felinight veio até mim pessoalmente e disse que pagará para que nossa musica soe a favor da casa Felinight. - Faço uma breve pausa. - Então, senhores. O que me dizem? - Aguardo uma resposta enquanto tento calcular mentalmente os gastos.



    Off:


               

           
    Alexyus
    Semi-Deus
    Alexyus
    Semi-Deus

    Mensagens : 5512
    Reputação : 440
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    1º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh43.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f51/19/64/68/80/dourad10.png
    • https://i.servimg.com/u/f51/19/64/68/80/bronze13.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh40.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh20.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh18.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh39.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh45.png

    O Jogo dos Tronos - Felinight - Página 25 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Felinight

    Mensagem por Alexyus Qui 27 Jan 2022 - 21:04

    NOITE DO SEGUNDO DIA

    ASDULFOR & GASPAR

    Gaspar percebia uma grande quantidade de animais agindo coordenadamente com Balerion ao redor do posto da guarda da cidade. Corujas, gatos, ratos, cães, pareciam obedecer a um balé orquestrado para espionar e distrair os capas douradas.

    A Coruja/Asdulfor pousou no telhado e pôs-se a escutar as conversas do interior que lhe chegavam através de uma pequena janela alta. Não tardou até que ouvisse algo interessante:

    - Sargento, e aquele cavaleiro patife que chegou hoje? Quando ele vai ser enforcado?

    - Paciência, soldado! Aqueles nobres do Norte querem acompaanhar o interrogatório, então o carrasco vai ter que esperar até o cavaleiro cantar tudo que sabe igual um passarinho...

    Quando teve certeza de que sseria seguro tentar uma invasão, Asdulfor vasculhou com o olhar o interior do posto da guarda. Era um edifício pequeno, com um arsenal numa das paredes, uma mesa com cadeiras para tarefas administrativas do sargento e alguns bancos para os guardas descansarem; no fundo do recinto, uma pequena cela rodeada de grades e forrada com palha era visível... mas estava vazia.


    ESDRES

    - Daria, Anya e Beatrix. Estou muito feliz de ter vocês aqui em Porto Real aqui comigo.. Mas tenho sido um Lorde muito desatento, apesar de conversarmos, não perguntei a vocês como vocês estão aqui, se estão gostando da capital ou não.

    As três aias de Esdres tinham muito para contar, pois tinham visto mais coisas em Porto real do que em toda a sua vida anterior. O festival, os outros acampamentos, a cidade capital e os competidores do torneio rendiam-lhes inúmeras impressões, que mostravam-se ansiosas para comentar sempre que tinham oportunidade.

    Mas dessa vez não tiveram muito tempo, pois Lícia Felinight logo chegou e as pôs para fora.



    MANHÃ DO TERCEIRO DIA

    GYLEN

    O reposicionamento do acampamento deu bastante trabalho para Gylen Snow, ainda mais porque alguns dos soldados estavam longe fazendo a escolta de outros membros da família. Quando ele terminou e pôde seguir com suas outras tarefas, já era metade da manhã.

    A curvilínea Alyse Brazier, a filha grávida do ferreiro que fôra chantageada para dizer que o filho era de Arthur, seguiu submissamente o comando de Gylen. Ela ficou impressionada com o luxo da carruagem na qual Snow a conduzia.

    Gylen sabia que seus amigos da casa Lugus provavelmente estavam acampados junto às casas das Terras Ocidentais, mas era incerto se todos estariam ali no acampamento. Talvez um, dois ou todos oss três estivessem ainda na estalagem da Árvore Verde. Embora ainda faltassem quase duas horas para o início das lutas do torneio daquele dia, provavelmente ao menos Naton Lugus estaria nas proximidades da arena, se preparando para lutar novamente.

    Onde Gylen iria procurá-los?  


    LÍCIA

    Lícia estava sendo acompanhada de perto pelo belo e calado Andy Anx, que não demonstrava qualquer prazer em cumprir tal tarefa. Lady Maria, por sua vez, era escoltada pelo gentil e educado Aubrey Abyss, provavelmente o mais capaz dos soldados da comitiva.

    Alice e Isabella aceitaram com naturalidade o comando para acompanhar Lady Maria à cidade, mostrando-se animadas com a perspectiva de visitar as lojas de tecidos e os alfaiates da capital. Lu Mei não mostrou nenhum entusiasmo, mas permaneceu educadamente em silêncio. Já Linda Snow ficou positivamente em êxtase com o convite, esforçando-se para conter seu entusiasmo transbordante sem muito sucesso.

    Aubrey cavalgou à frente enquanto Andy conduzia a carruagem, que abria caminho por entre a população das ruas com grande esforço e um tanto vagarosamente. As lojas de tecido estavam cheias de damas nobres e ricas, e os comerciantes se desdobravam para dar atenção a todas as clientes. Lady Maria sempre analisava o efeito que cada tecido e vestido poderia causar, mostrando-se bastante estratégica em suas escolhas, no que era contrabalançada pelo senso estético muito sofisticado de Lindas Snow, que a todo momento se maravilhava com novas descobertas. Alice e Isabella respondiam com boas maneiras, concordando ora com uma, ora com outra, bastante empenhadas na prazerosa tarefa. Lu Mei parecia um pouco entediada, preferindo conversas com Aubrey e Andy, mas foi só até encontrar sedas do Oriente, de Yi-Ti e além, que ela se animou sobremaneira e quase implorou que Lady Maria lhe comprasse esses adereços.

    As barganhas de Lícia em relação ao preço ajudaram a conter as despesas, mas a quantia gastas naquela manhã foi assombrosa. Lady Maria trajava agora um vestido preto e vermelho positivamente régio, Lícia tinha sido obrigada a envergar um belo vestido cinza-prateado com detalhes vermelhos que a faziam parecer uma princesa, Alice, Isabella e Linda Snow tinham ganho vestidos cinzentos com bordados pretos, enquanto Lu Mei trajava um exótico vestido vermelho com detalhes negros.

    Spoiler:

    Ao se dirigirem para a arena de torneios, as damas da casa Felinight atraíam olhares de admiração de todos os nobres, os homens com desejo, as mulheres com inveja e competitividade. A plebe estava decididamente hipnotizada pelas senhoras do Norte, que rivalizavam em glamour com as maiores damas da corte.


    ESDRES

    Enquanto Gylen comandava todo o desmonte e remonte do acampamento, Esdres foi visitado pelo cavaleiro do dia anterior, Ruud Greyiron, que trazia seu cavalo e sua armadura sobre a sela.

    - Sor Esdres? Aqui está o pagamento pela sua vitória. Por favor, cuide bem do meu cavalo, ele já andou por todos os Sete reinos...

    O cavaleiro parecia um tanto infeliz, mas mantinha sua postura honrosa ao oferecer seus despojos ao vencedor Esdres.

    O jovem Tasso era esperto e rápido, embora fosse ainda bem pequeno. Ele não tinha muito prática em ajudar um cavaleiro como escudeiro, mas com o auxílio de Olac, Esdres foi devidamente armado em aço para seu próximo desafio.


    MAEHRA

    Maehra vestiu-se de modo prático para o terceiro dia do torneio.

    Ao chegar ao local, ela encontrou 17 menestréis que poderiam ser convencidos a colaborar com ela em sua torcida pelos nortenhos.

    As pessoas comuns ao redor comentavam animadamente sobre as lutas do dia anterior e as perspectivas das lutas que ocorreriam naquele dia. Algumas jovens já elegiam os cavaleiros mais bonitos, com Sor Jayme Lannister, Sor Loras Tyrrel e Sor Esdres Felinight estando bem cotados. Evidentemente os cavaleiros da Guarda Real e os senhores das grandes casas eram mais frequentemente citados como  favoritos, mas o impacto da torcida no dia anterior em favor da casa Felinight surtira efeitos que ainda eram sentidos no dia seguinte.

    - Hey, pessoal! Trago-lhes boas novas. - Digo abrindo um largo sorriso. - Graças a nossa manifestação de ontem, o próprio Lorde Beron Felinight veio até mim pessoalmente e disse que pagará para que nossa musica soe a favor da casa Felinight. - Faço uma breve pausa. - Então, senhores. O que me dizem? - Aguardo uma resposta enquanto tento calcular mentalmente os gastos.

    Como artistas autônomos sempre à procura de oportunidades de trabalho bem remunerado, a maioria dos menestréis ali saudou a notícia da oferta dos Felinight com urras e vivas alegres e animados. Mas não tardou até que um deles fizesse a inevitável pergunta:

    - Quanto ele propôs pagar?



    TERCEIRO DIA - O TORNEIO

    Apesar do dia escuro pontilhado pelo clarão de relâmpagos e o ribombar de trovões, a multidão que viera assistir o terceiro dia de torneio ainda era bem grande e numerosa.

    As arquibancadas dos nobres pareciam ainda mais lotadas que no dia anterior, pois embora alguns cavaleiros andantes tivessem derrotado os favoritos dos nobres, o número de senhores e cavaleiros jurados ainda era muito maior, e alguns parentes nobres que não tinham se dado ao trabalho de acompanhar o primeiro dia de embates estavam agora mais inclinados a assistir as disputas em que provavelmente haveria mais confrontos diretos de nobres contra outros nobres.

    Lorde Beron Felinight já estava sentado entre os nobres nortenhos quando Lady Maria e Lady Lícia chegaram e se sentaram ao lado dele. Lu Mei, Alice e Isabella não tinham espaço na arquibancada e tiveram de se juntarn aos outros servos da casa, mas isso ajudava a aumentar a torcida comandada por Maehra. Esdres estava numa área em que os cavaleiros aguardavam sua vez, acompanhado de Olac e Tasso.

    A família real, o Rei Robert, a Rainha Cersei e o Príncipe Joffrey, junto com a mão do rei Lorde Jon Arryn chegaram e ocuparam o pavilhão principal, e o mestre dos jogos deu início aos combates.

    Havia bem menos cavaleiros andantes restantes no torneio, mas um deles, Elras Errol, um cavaleiro com uma águia amarela sobre um escudo azul, derrubou Sor Perwyn Frey na primeira imvestida, fazendo-o capotar diversas vezes até cair gemendo no chão; isso deixou Lorde Walder Frey furioso, e a vitória de Sor Hosteen Frey sobre o jovem Lorde Butterwell aliviou apenas parcialmente a fúria de Senhor da Travessia.

    Mais tarde, Sor Archibald Yornwood derrotou facilmente o jovem Sor Perros Blackmont. Robett Glover quebrou seis lanças contra Brandon Tallhart. Bartholomeu Belgrave derrotou Roland Rollingford na terceira investida. Sor Edmund Breakstone venceu Sor Andar Royce de Pedrarruna ao quebrar a segunda lança. Sor Jayme Lannister não teve dificuldade alguma em desmontar Sor Forley Prester na primeira investida. A exemplo dele, Sor Loras Tyrrel venceu Sor Arys Appleton sem dar chance alguma ao adversário. Sor Naton Lugus quebrou quatro lanças contra Barnett Banefort. Ainda houve mais algumas "zebras" como Sor Gennady Shannin derrotando Sor Deziel Dalt, o Cavaleiro de Limoeiros, após um combate disputado no solo.

    Tygor Wyll foi anunciado para enfrentar Sor Cornell de Alcanceleste e resistiu a duas lanças quebradas estrondosamente contra ele, mas o terceiro impacto o derrubou, dando a vitória ao caçula dos Felinight (mas que não se anunciava com esse nome).

    Em dado momento, Beron Felinight deu um tapa na perna e disse para Maria e Lícia:

    - Eles estão colocando homens da mesma região para lutar entre si!

    Finalmente chegou a vez de Esdres, que foi anunciado para lutar contra Langley Woods.

    Beron falou com Lícia e Maria:

    - Os Woods são vassalos dos Glover de Bosque Profundo, mas esse Langley não é o herdeiro, deve ser um dos filhos mais novos ou primos...

    Langley acenou amistosamente para Esdres antes de colocar o elmo, mas sua armadura tginha um detalhe que era um tanto quanto... exótico?

    Langley Woods :

    A bandeira do intendente subiu e Langley investiu contra Esdres
    Sandinus
    Mefistófeles, Lorde do Oitavo
    Sandinus
    Mefistófeles, Lorde do Oitavo

    Mensagens : 12570
    Reputação : 124
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/111.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh42.png

    O Jogo dos Tronos - Felinight - Página 25 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Felinight

    Mensagem por Sandinus Qui 27 Jan 2022 - 21:42

    Tudo corria conforme esperado e aproveitando a oportunidade o gato-Asdulfor saltou e escalou uma das janelas, observando o interior do local que tinha apenas uma sela, porém, para surpresa de Asdulfor ela estava vazia. O gato salta para dentro do local para vasculhar e olharia calmamente cada canto e assim que tivesse certeza que o raposa não estava ali iria avisar  e com a coruja-Asdulfor, ele iria até Gaspar.

    Chegando, a coruja balançava a cabeça em sinal negativo e abria as asas apontando para todos os lados, baixando a cabeça em seguida balançando-a negativamente. Ela ergue sua cabeça e golpeia com uma de suas garras alguma planta próxima, destruindo-a, como se socasse algo para aliviar a raiva.

    Por fim ela ergueria vôo para observar no perímetro alguém próximo que estivesse se afastando apressadamente. Voaria em círculos, ampliando cada vez mais o perímetro e Iria seguir com a coruja até onde essa pessoa iria para saber onde agir futuramente, caso encontrasse alguém suspeito.
    Pikapool
    Antediluviano
    Pikapool
    Antediluviano

    Mensagens : 3113
    Reputação : 97
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh31.png

    O Jogo dos Tronos - Felinight - Página 25 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Felinight

    Mensagem por Pikapool Sex 28 Jan 2022 - 6:55


       
           
           
       

               

               
    Informações

    • Mote: Sou a última da minha casa, e cabe a mim garantir que seus nomes se tornem lendas!

    • Itens Carregados: Adaga (oculta em meio as roupas), Gazua (oculta em meio as roupas), Traje de Viajante, Mochila, Traje de Nobre, Odre, Bolsa (Cinto) e Perfume.

    • Vestimentas: Camisa preta, calças pretas, casaco com capuz preto, botas pretas e um cachecol preto.


           

               

                   

    Nada de interessante circulava entre os cidadãos. A disposição deles estava voltada para o torneio e seus cavaleiros. Pela forma que se portaram no dia anterior não podia culpá-los por estarem a espera de mais selvageria. Mas, nem tudo era barbárie. Algumas garotas, e creio ter visto uns garotos também, discutiam apontando quais eram os cavaleiros mais belos. Confesso que por um instante desejei juntar-me a elas.



    Já na colina, os músicos receberam as boas novas com festa. De cara, eu imaginei que eles aceitariam o trabalho sem nem ao mesmo saber das condições, contudo...



    - Cada um de vocês lucrará quatro gamos de prata por dia. - Enunciei um valor que parecia justo para mim. - Mas, com um possível bônus com base no nosso desempenho. - Não sabendo ao certo quanto dinheiro restaria, sugeri uma provável gratificação a mais. - Visto que apenas um dos Felinights segue no torneio. E então, amigos? - Dei de ombros. - É um dinheiro fácil. - Completei com um sorriso matreiro.



    [...]



    Assim que Esdres foi anunciado, gesticulei para que as trombetas soassem. No momento em que Esdres surgiu montado em seu cavalo, sinalizei para que os tambores tivessem inicio. Estava pronta para empunhar meu violino e...



    - Mas hein? - Olhei espantada para meus pertences. - Meu violi... - Perdi as palavras ao recordar-me que havia deixado meu violino sobre a cama. Havia perdido tanto tempo escolhendo um vestido para o jantar com os Felinights que acabei por negligenciar meu velho amigo.



    Sem o que fazer, rapidamente comecei a puxar o coro.



    - ESDRES! ESDRES! ESDRES! - Bradava enquanto agitava os braços tentando excitar a plateia.



    Off:


               

           
    Saphira Odin
    Wyrm
    Saphira Odin
    Wyrm

    Mensagens : 8189
    Reputação : 124
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f51/19/64/68/80/bronze10.png

    O Jogo dos Tronos - Felinight - Página 25 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Felinight

    Mensagem por Saphira Odin Sex 28 Jan 2022 - 11:28

    @Alexyus

    Depois de uma pesada batalha de escolhas e indecisões nas lojas com sua mãe e o restantes das servas finalmente ela saia vestida ao agrado de sua mãe, realmente não gostava de tantos babados no vestido isso sempre deixou bem claro a sua mãe, no entanto como foi ordenada a obedecer nada falou e nem reclamou, por vezes andava sozinha pelas lojas a procura de alguma Dama do Norte, queria saber mais um pouco quais eram as casas ou clãs que estavam participando no torneio sempre tentando associar a casa no mapa se era ou não vizinhas de suas terras.



    OFF:
    Dar um giro para encontrar as Dondocas do Norte, conversar indagando sobre casa, quem está participando e tudo mais.
    Escrevi pouco, mas é para você quebrar a cabeça e colocar algumas dondocas do norte ai te vira Muahauhauhauhaua
    Dycleal
    Mefistófeles, Lorde do Oitavo
    Dycleal
    Mefistófeles, Lorde do Oitavo

    Mensagens : 10510
    Reputação : 224
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    1º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png

    O Jogo dos Tronos - Felinight - Página 25 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Felinight

    Mensagem por Dycleal Sex 28 Jan 2022 - 13:27

    Arthur estava entediado com todo aquele descansar. Não era seu costume ficar tanto tempo parado e decidiu ler os seus livros, primeiro sobre as famílias de Westeros, lendo algumas do norte, e algumas interessantes do sul. Depois começou a ler sobre as cinco cidades livres e seus itens de comércio, tanto de exportação quanto de importação e algumas ideias de comércio e agregação de valor as mercadorias que sua família produzia e podia produzir.

    Cansado, se levanta para olhar o céu e ver as estrelas, achando que Inês estava demorando para chegar e sua cabeça fervilhava de ideias. Quando se senta confortavelmente em sua cadeira preferida, logo chega a mama Elisabeth e Arthur sorri e pergunta se ela está bem e a boa senhora sorri dizendo que tudo está indo bem, porém veio comunicar que a menina Inês só viria com o pai no dia seguinte, pois ainda estavam na estalagem.

    No dia seguinte toma seu desjejum com as servas que tentam alegra-lo e lhe trazem um livro que ele pediu sobre Porto Real e a guerra que levou o rei Robert ao trono. Achou o livro deveras enfadonho, e na metade da manhã chega a noiva e o futuro sogro e mentor. Ele fica bastante feliz e os recebe de pé, embora deambule com cuidado para não machucar as costelas, embora as faixas estejam bem colocadas. Almoça com ambos e conversa sobre generalidades, sobre sua saúde e os negócios que o sogro andava fazendo na capital. Depois ele deixa Inês com ele e se retira com seus seguranças para os seus afazeres comerciais.

    O herdeiro puxa as suas anotações, mas se admira com as anotações e planos que Inês desenrola em cima da mesa e conversam animadamente sobre os planos de Arthur para fortalecer a posição do grande lago e da estratégia de provocar os Bolton para um confronto e ataca-los como se estivessem se defendendo. Isso aumentaria a nossa importância junto aos Stark, pois teríamos aumentado a segurança dele e tornado mais seguro o comercio pela rota do mar oriental. E ela dá um beijo caloroso no amado dizendo que ama a inteligência e o charme dele.

    Arthur galante como sempre, diz que planeja chamar aa torre que controlará o complexo de Solar da Madame Inês e pergunta o que ela acha, pois ela será a senhora de tudo aquilo e ele pede que ela fale e detalhe os seus planos, para ele.
    DariusNovadek
    Adepto da Virtualidade
    DariusNovadek
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1557
    Reputação : 39
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh24.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh42.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh39.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh15.png

    O Jogo dos Tronos - Felinight - Página 25 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Felinight

    Mensagem por DariusNovadek Sex 28 Jan 2022 - 18:06

    Esdres começou a conversar com as aias, elas pareciam estar animadas em conversar com ele, e pareciam que tinham muito a contar, mas logo sua irmã apareceu. Disse a elas que teriam outra oportunidade conversar mais.

    ...

    O acampamento estava uma movimentação enorme, com Gylen, que se mostrava um ótimo líder, dando ordens e fiscalizando-as. E em meio a toda essa movimentação, Esdres viu Ruud Greyiron adentrar no acampamento, Esdres ja sabia do que se tratava, e foi até seu encontro.

    - Sor Esdres? Aqui está o pagamento pela sua vitória. Por favor, cuide bem do meu cavalo, ele já andou por todos os Sete reinos...

    Esdres respondeu o cumprimento de forma educada, olhou para o cavalo e para a armadura em cima da cela, e para o semblante infeliz do cavaleiro. Esdres pensou que atitude tomaria se não fosse as palavras do pai, será que Esdres tomaria o cavalo e a armadura pra si? Vai até o cavalo, e faz uma espécie de carinho na crista do cavalo.

    - Realmente Sor Ruud, parece ser um cavalo muito bom, e que aguenta grandes cavalgadas.. É claro que pra ter um rendimento assim, só com um ótimo entrosamento entre o dono e seu cavalo.. E por isso mesmo, digo que esse laço não deve ser quebrado. Agradeço pelo ato honroso Sor Ruud, mas educadamente recuso. Seu cavalo e sua armadura continuam sendo sua propriedade.

    Esdres sorriu amigavelmente, provavelmente Sor Ruud iria agradece-lo, Esdres deu tempo para isso, porém acrescentou.

    - E acrescento Sor Ruud, estamos com um ferreiro trabalhando momentaneamente aqui no nosso acampamento, use de seus serviços para concertar sua armadura, caso ela sofreu algum dano..

    [color:cbfe=#orange]- Sor Ruud, percebi durante nossa justa que não tinha ninguém para auxilia-lo e te dar suporte, com isso concluo que está sozinho. Parece ser um cavaleiro muito experiente, uma casa como a nossa sempre reconhece as experiências de cavaleiros. Te digo, Sor Ruud, torne-se uma espada juramentada de nossa casa, e terá o apoio de nossa casa que o senhor precisa. Habilidades como a sua são sempre bem vindas aqui. A inimizade entre nortenhos e homens de ferro ja se estende bastante e é improdutiva.

    Caso sor Ruud aceite, Esdres ri de felcidade, e batendo levemente em seu ombro diz:

    - Haha , que notícia boa! Teremos muito a conversar, sei que aprenderei muito contigo. Por enquanto, vamos levar sua armadura para o ferreiro e enquanto ela é arrumada, venha torcer conosco por nossa casa!

    ...

    Esdres foi montado para o local da Justa. Queria sentir como seu cavalo iria se comportar com o solo afetado pela umidade do tempo. Detalhes como esse fazem a diferença na justa. No local destinado aos combatentes, Esdres ficou acalmando seu cavalo e se concentrando. Viu seu pai chegar na arquibancada e logo depois sua mãe e sua irmã chegaram, com vestidos incríveis da cor da casa, elas estavam radiantes.

    Como estava se concentrando, Esdres não olhava todos os combates, apesar da curiosidade. Viu mais um Frey ser derrotado, mas depois ouviu um outro ser anunciado.. Esses Freys eram realmente numerosos.
    Viu tanto Sor Jaime e o cavaleiro das Flores derrotarem seus adversários como não fossem nada. Pensou se outros nobres olhavam para Esdres da mesma forma que ele olhava para esses dois guerreiros, será que Esdres era um favorito a ser finalista? Provavelmente não, mas pra Esdres era sim. Mas para isso tinha que ganhar essa justa.
    Ouviu seu tio ser anunciado, ainda sem representar o nome Felinight, Esdres pensou como isso seria possível, alguém renegar seu próprio sangue. Gostaria de saber o que seu pai iria fazer em relação a isso.

    Enfim, chegou o momento de sua luta, e foi anunciado que Esdres iria combater Langley Woods. Esdres a princípio não lembrava de o conhecer, mas estranhamente seu nome não era esquisito.. Esdres fuçou em suas memórias, até que finalmente conseguiu se lembrar: Ouviu seu nome em um boato na estalagem do grande Cervo, ele estava prometido em casamento a Marita Lugus, que era conhecida como Viúva negra, pois todos os maridos morreram misteriosamente. Como um ímpeto, Esdres sabia como usar isso. Rapidamente virou para Olac e para Tasso.

    - Olac, Tasso, precisam que façam algo urgente! Esse Langley Woods esta prometido em casamento a Marita Lugus, a viúva-negra! Rápido, espalhem essa informação para a plateia, tanto os plebeus quanto os nobres, peçam ajuda aos outros servos da casa. Murmurem um pouco alto para ele ouvir algo do tipo "Iiih.. Esse vai morrer, é a maldição da viúva-negra.." , "Não deve durar muito..". Façam os plebeus e os Nobres murmurarem isso, antes da justa começar! Vamos desestabilizar ele. Corram!

    Esdres ficou feliz por ter tido a ideia, qualquer desestabilização era um ganho na justa.

    ...

    Ele acenou amigavelmente para Esdres antes de colocar o elmo, aceno que Esdres retribuiu imediatamente, porém com uma cara de dó.. Dó por estar fazendo isso com ele, e aproveitando para "fingir" que estava com dó do futuro dele com a mulher, salientando os murmúrios, que a este momento ja deviam estar chegando ao seu ouvido. Antes de colocar seu elmo, Esdres viu um detalhe um tanto quanto exótico na armadura do inimigo, aquilo seria um protetor das partes íntimas? Esdres também tinha um apreço por suas partes intimas, mas não era por isso que faria um adorno para protege-lo. Esdres pensou que aquilo podia ajudar a ele se desequilibrar de sua cela, por ser um relevo nas partes baixas.

    Mas Esdres tinha que se concentrar, colocou seu elmo, respirou fundo, e assim que foi dada a ordem, disparou contra o seu combatente.
    Wordspinner
    Antediluviano
    Wordspinner
    Antediluviano

    Mensagens : 3101
    Reputação : 175
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f51/19/64/68/80/dourad13.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh33.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh22.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh42.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh28.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh44.png

    O Jogo dos Tronos - Felinight - Página 25 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Felinight

    Mensagem por Wordspinner Sex 28 Jan 2022 - 20:17

    Gylen não tinha tempo. Mas tinha homens e cavalos a disposição. Mandou os mais rápidos disponiveis, um ao que seria o acampamento dos Lugus e outro para o torneio enquanto ele iria a taverna. Lá teria a chance de apontar Mayo a menina gravida de deu não-sobrinho. Caso o visse, é claro.

    Os homens deveriam procurá-lo na taverna, Seria fácil eles o encontrarem com o que viram. Seu alvo provavelmente gostaria da ideia de violência depois do dejejum, mas seus irmãos eram mais prudentes e não deveriam ser alertados do seu plano.

    Gylen não prestava muita atenção na menina que o acompanhava, pensava e Tasso, Esdres e Licia. Talvez não nessa ordem. Mas suas seguranças dependiam de decisões dele. Sivon teria sido avisado para perambulate pelo acampamento Felinight e fofocar, tinha até deixado uma garrafa de vinho com ele para amolecer o bom senso dos servos. Muitos não teriam coragem de reclamar ou criticar as mudança diretamente a um Felinight, mesmo com questões legitimas. Mas para um de seus pares?

    'Você sabe que não deve sair ou falar nada com ninguém certo? Exceto, eu claro. Pode me responder ou qualquer coisa. Eu vou sair e fingir que não tem ninguém aqui."

    Ele dá uma olhadinha para fora por um breve momento. "Se alguém te atacar você grita." Ele volta a olhar para ela. Um bastardo em produção ali na frente dele. "Vai ficar tudo bem. Sei que já te disseram isso. Mas vai."

    Ele vê a taverna e a observa bem, assim como seu arredor antes de entrar. Procuraria ver que carruagens estavam por perto e se tinha algum servo ou soldado com as cores de uma casa ou outra antes mesmo de sair. Ele precisava ganhar e para ganhar é melhor conhecer o terreno.



    Alexyus
    Semi-Deus
    Alexyus
    Semi-Deus

    Mensagens : 5512
    Reputação : 440
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    1º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh43.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f51/19/64/68/80/dourad10.png
    • https://i.servimg.com/u/f51/19/64/68/80/bronze13.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh40.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh20.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh18.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh39.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh45.png

    O Jogo dos Tronos - Felinight - Página 25 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Felinight

    Mensagem por Alexyus Sáb 29 Jan 2022 - 18:42

    NOITE DO SEGUNDO DIA

    ASDULFOR & GASPAR

    O gato/Asdulfor entrou furtivamente para verificar o interior do posto da guarda.

    A cela mostrava sinais de ter sido ocupada recentemente, mas nenhum objeto dava qualquer pista de quem teria sido seu ocupante.

    Enquanto ainda estava dentro do edifício, o gato/Asdulfor ouviu o resto da conversa entre o sargento e o soldado dos mantos dourados.

    - Sargento, o que devo dizer para aqueles Felinight se eles vierem aqui amanhã?

    - Diga-lhes para ir à Fortaleza Vermelha! Archay está nas Celas Negras dos calabouços do Refúgio de Maegor!

    - Acha que ele vai sair vivo de lá? Eu gostaria de ver algum bandido enforcado...

    - Veremos, soldado, veremos! Sor Ilyn Payne é cruel mas não costuma deixar que os interrogatórios passem dos limites da sobrevivência, mas nunca se sabe...  



    MANHÃ DO TERCEIRO DIA

    GYLEN

    Enquanto cuidava da realocação do acampamento, Gylen Snow observava cuidadosamente os servos da cada Felinight.

    Sivon estava vagueando pelos arredores, tagarelando com os servos que trabalhavam no recolhimento e reasteamento das barracas, atrapalhando as tarefas em vez de ajudar. Algumas das mulheres bronqueavam com ele, mas não muito rispidamente. Já os soldados o ignoravam, mantendo sua concentração e disciplina, com uma flagrante exceção: Krotalus praguejava abertamente, reclamando tanto do trabalho quanto do incômodo de Sivon, aparentando estar com uma ressca terrível, o que só acentuava seu mau humor e sua zanga. Ele não chegou a reclamar da família Felinight, mas estava amaldiçoando "as ideias absurdas de bastardos entojados".

    Aubrey Abyss e Andy Anx estavam escoltando respectivamente Lady Maria e Lícia. Lorde Beron esperou até que o trabalho comandado por Gylen terminasse antes de partir rumo à arena, escoltado por Krotalus. Olac trablhou calado até o final antes de ir encontrar Esdres, a quem ajudaria ao lado de Tasso.

    Os soldados mais rápidos da casa (após a morte do confiante Roddick) eram os arqueiros gêmeos, Anthony e Maxwell Arrow, então Gylen enviou um para onde deveria ser o acampamento da família Lugus e o outro para a arena do torneio (qual foi para onde, Snow não saberia dizer, pois eles eram idênticos).

    Portando uma espada curta, Gylen chamou a filha do ferreiro, Alyse Brazier, que veio correndo muito submissa e solícita. Ele a instalou numa das carruagens e assim ele partiu rumo a Porto Real, à procura da estalagem da Árvore Verde.
    Alyse Brazier:
    No caminho, ele aproveitou para dar instruções à garota gestante:

    'Você sabe que não deve sair ou falar nada com ninguém certo? Exceto, eu claro. Pode me responder ou qualquer coisa. Eu vou sair e fingir que não tem ninguém aqui."

    - Sim, lorde! Farei o que o senhor mandar - respondeu a garota obedientemente.

    Logo eles chegaram ao local pretendido, e Gylen falou com a moça mais uma vez:

    "Se alguém te atacar você grita." Ele volta a olhar para ela. Um bastardo em produção ali na frente dele. "Vai ficar tudo bem. Sei que já te disseram isso. Mas vai."

    Alyse acenou com a cabeça, encolhendo-se na carruagem para esconder-se e ainda poder observar o que ocorria do lado de fora.

    Gylen observou o pátio onde estacionavam os cavalos e os veículos que puxavam, mas naquele dia e momento havia apenas três cavalos nas baias, não selados. Nenhuma carruagem. Um cavalariço pouco mais velho que Gylen mas aparentando ser  muito menos esperto veio recebê-lo:

    - Olá, milorde, quer que eu estacione sua carruagem e cuide dos seus cavalos?  

     
    ARTHUR

    Almoça com ambos e conversa sobre generalidades, sobre sua saúde e os negócios que o sogro andava fazendo na capital. Depois ele deixa Inês com ele e se retira com seus seguranças para os seus afazeres comerciais.

    Henry Allafante era muito bom em conversar sobre generalidades e disfarçar seus verdadeiros interesses, mas Arthur o conhecia bem e tinha a confiança do banqueiro para fazê-lo falar mais abertamente. Henry não era apenas um dos portadores da chave do Banco de Bravos, mas um executivo habilidoso em negociações. Como tal, ele se reunia com diversos nobres que tinham interesse em fazer empréstimos do Banco de Ferro, ou no caso de já tê-los feito precisavam ser lembrados e cobrados de suas dívidas. Não houve menção a nomes específicos, mas quantias gigantescas de dinheiro estavam envolvidas. A saúde de Henry era aparentemente um assunto desimportante, e o pai de Inês garantia que ela estava muito bem. Inês, como uma filha educada, mantinha silêncio enquanto o pai falava.

    Após a refeição, Henry saiu para seus compromissos, deixando o casal de noivos para conversarem em privado na tenda de Arthur.

    O herdeiro puxa as suas anotações, mas se admira com as anotações e planos que Inês desenrola em cima da mesa e conversam animadamente sobre os planos de Arthur para fortalecer a posição do grande lago e da estratégia de provocar os Bolton para um confronto e ataca-los como se estivessem se defendendo. Isso aumentaria a nossa importância junto aos Stark, pois teríamos aumentado a segurança dele e tornado mais seguro o comercio pela rota do mar oriental. Arthur galante como sempre, diz que planeja chamar aa torre que controlará o complexo de Solar da Madame Inês e pergunta o que ela acha, pois ela será a senhora de tudo aquilo e ele pede que ela fale e detalhe os seus planos, para ele.

    Arthur observava Inês enquanto ele falava e viu nela muito da atitude do pai. A jovem Allafante era inteligente, perceptiva e engenhosa, analisando tudo com olhares inteligentes e críticos. Quando instada a falar, ela respondeu:

    - O Lago Longo tem três grandes rios afluentes, dois deles cortados pela estrada real. Além de fazer postos de passagem nessas travessias, seria bom ter postos de vigia na foz dos três rios. Além disso, você precisa criar várias torres de vigilância na costa oriental do lago. O complexo que você quer criar precisa ficar na ponta norte do lago mas na margem ocidental, para evitar que em caso de batalha o inimigo corte seu contato com o Castelo dos Sussurros. Esse complexo precisa ter um forte, um porto e uma comunidade ao redor, então seria bom procurar uma vila de pescadores para trabalhar em cima dela. Esse nome, Solar de Madame Inês, é horrível! kkk Primeiro que eu não quero ser chamada de madame, isso passa uma imagem completamente errada da minha pessoa. Segundo, que Solar parece o nome de um palácio de verão, nada menos nortenho que isso. Não, o nome deve ser algo que evoque respeito nos plebeus e temos nos inimigos. Algo como Forte Arthur...  

    Ela deixou que Arthur pensasse na ideia enquanto mudava de assunto:

    - Eu sei que tanto vocês quanto os Starks têm rixas antigas com os Boltons, mas eu não acho que provocá-los seja uma boa ideia. É óbvio que vocês têm que estar preparados para qualquer agressão, mas antagonizá-los abertamente poderia dar razão para ele reclamar com o suserano Stark e colocar Lord Eddard contra vocês. Eu prefiro algo mais sutil...

    Após ouvir as ideias de Arthur, Inês abriu suas anotações e começou a explicar:

    - Eu sei que os homens adoram castelos e guerras, mas os meus projetos vão além disso. Atualmente, os Felinight são inferiores aos Starks e aos Manderly, e eu estudei bem tanto Winterfell quanto Porto Branco. Os Felinights têm mais ouro que as duas outras casas, mas perdem em dois pontos importantes: prestígio e comércio. Além disso, eles sofrem com a principal desvantagem do Norte: população pequena e dispersa. Então como resolvemos isso?

    Ela olhou para ele enquanto respondia:

    - Winterfell tem às suas portas a Vila de Inverno, que fica quase deserta durante os verões, mas triplica a população durante os invernos. Toda essa população tem que ser atraída para as terras Felinight para aumentar a população durante o inverno e seria bom se vários bebês nascessem ali para enraizar as famílias em definitivo. O que atrai plebeus em qualquer lugar? Comida e abrigo!

    Ela começou a mostrar rabiscos e anotações em mapas, ilustrando o que queria dizer:

    - O primeiro passo é alardear aqui em Porto Real que os Felinight oferecerão abrigo, comida e trabalho servil a todos os interessados a emigrar para o Norte, e aproveitar a viagem de volta para levar tantas famílias quanto quiserem acompanhar sua comitiva. É importante que haja provisões para alimentar todas essas pessoas durante toda a viagem, e que navios carregados de grãos partam para abastecer os seus celeiros antes que vocês cheguem ao Norte. Mesmo depois do retorno, seria preciso continuar comprando e estocando mantimentos para o inverno, garantindo que ninguém passe fome. Os Starks tem um sistema de cultivo em estufas que garantem comida fresca mesmo durante o inverno, então seria bom estudar como eles fazem isso e replicar ao máximo possível para criar culturas a longo prazo nas suas terras.

    - O segundo ponto é a logística. Além da construção do porto no Lago Longo, é preciso melhorar o porto ocidental, criando uma comunidade ao redor dele, com depósitos, estalagens, armazéns, aduanas, tudo que um bom porto comercial precisa ter. A vila de Breakstone Hill deveria continuar sendo a maior comunidade de vocês, mas precisa se transformar numa cidade bonita e sofisticada, e para isso precisa haver uma ótima estrada da cidade até o porto ocidental, que eu sugiro chamar de Via Maria. Do mesmo modo, também precisa ter uma estrada igual até o porto do Lago Longo, até mesmo para permitir que seus exércitos se movam rapidamente de um lugar para o outro; essa poderia ser a Via Inês. Uma terceira estrada poderia sair do porto ocidental para o sul até as terras Redmayne (cujo porto deveria virar um estaleiro, já que tem mais madeira próxima, assim eles tem uma atividade comercial mas não competem com o porto de vocês), e essa estrada seria a Via Lícia. Uma outra via, seja um túnel subterrâneo separado das minas Felinight, seja um passo de montanha, precisa ser feito para melhorar a ligação entre o Castelo dos Sussurros e Breakstone Hill. A construção dessas estradas precisa ser feita por especialistas, que façam vias retas, sem curvas, e com inclinações suaves para amenizar a mudança de altitudes. Eu proponho usar todo o meu dote nessas obras, que eu calculo que vão impulsionar o comércio e multiplicar a população, além de modernizar o modo de vida dos nortenhos, trazendo uma nova era de desenvolvimento e mostrando para todas as outras casas que os Felinight serão a vanguarda do futuro.

    - Eu faço questão de cuidar pessoalmente das ampliações de Breakstone Hill, então você e eu teríamos que residir na Torre Myrella, ao menos temporariamente. Os especialistas contratados poderiam cuidar da construção das estradas e criando fazendas resistentes ao inverno nas margens de cada caminho. A ampliação do porto ocidental precisa ser supervisionado pessoalmente por alguém de confiança, talvez a sua irmã. A mesma coisa para o porto no Lago Longo, onde talvez seu irmão Esdres poderia ficar encarregado, já que pode haver algum combate por lá. Eu também sei que há clãs nas montanha das suas terras, e seria importante fazer encontros diplomáticos com eles para explicar o que estamos fazendo e oferecendo a chance de colaborarem conosco se desejarem.

    - Outra coisa importante: indústria. Vocês já tem dois ferreiros novos pelo que eu vi, mas precisam de mais, muito mais. As suas minas tem minérios e pedras que podem ser utilizados ao máximo para melhorar a condição das terras. Por exemplo, Winterfell fica numa planície e é construído em cima de águas quentes que aquecem o castelo; já o Castelo dos Sussuros fica num passo de montanha elevado, o que o torna muito frio se enfrentar um inverno rigoroso. Mas se você instalar as forjas dos ferreiros nos subterrâneos e mantiver o fogo sempre aceso, pode usar encanamentos para levar o calor gerado para todos os outros ambientes do castelo. Esse truque também funcionaria no complexo do lago e no porto ocidental. Produzindo bastante metal, vocês podem ter uma produção em série de armas e armaduras para equipar seus exércitos além de produzir utensílios úteis para outras atividades, que poderiam ser vendidos por todo o Norte e além.


    Inês parou para respirar um pouco, aguardando as impressões de Arthur.

    Planos de Inês:

    ESDRES



    - Realmente Sor Ruud, parece ser um cavalo muito bom, e que aguenta grandes cavalgadas.. É claro que pra ter um rendimento assim, só com um ótimo entrosamento entre o dono e seu cavalo.. E por isso mesmo, digo que esse laço não deve ser quebrado. Agradeço pelo ato honroso Sor Ruud, mas educadamente recuso. Seu cavalo e sua armadura continuam sendo sua propriedade.

    Sor Ruud ficou felicíssimo com a recusa de Esdres:

    - Eu lhe agradeço imensamente, Sor Esdres! Tem minha gratidão, e espero que se saia bem no resto do torneio!

    - E acrescento Sor Ruud, estamos com um ferreiro trabalhando momentaneamente aqui no nosso acampamento, use de seus serviços para concertar sua armadura, caso ela sofreu algum dano..

    Ruud fez um gesto de despreocupação:

    - Só um pequeno amassado no elmo, nada com que se preocupar, senhor...

    - Sor Ruud, percebi durante nossa justa que não tinha ninguém para auxilia-lo e te dar suporte, com isso concluo que está sozinho. Parece ser um cavaleiro muito experiente, uma casa como a nossa sempre reconhece as experiências de cavaleiros. Te digo, Sor Ruud, torne-se uma espada juramentada de nossa casa, e terá o apoio de nossa casa que o senhor precisa. Habilidades como a sua são sempre bem vindas aqui. A inimizade entre nortenhos e homens de ferro ja se estende bastante e é improdutiva

    - Eu nasci nas Ilhas de Ferro, mas minha lealdade é para com meus votos de cavalaria. Não sou tão experiente assim, mas eu servirei bem à sua casa, sor! Eu aceito sua proposta!

    - Haha , que notícia boa! Teremos muito a conversar, sei que aprenderei muito contigo. Por enquanto, vamos levar sua armadura para o ferreiro e enquanto ela é arrumada, venha torcer conosco por nossa casa!

    Ruud acompanhou Esdres pelo acampamento, e os outros soldados receberam o novato com cordialidade e a típica camaradagem dos irmãos de armas. O cavalo de Ruud foi colocado junto aos demais equinos da casa, e ele foi alojado junto com os outros servos.


    LÍCIA

    As tentativas de Lícia de se esquivar do olhar vigilante da mãe foram coibidas pela atenção sempre alerta da Lady Felinight.

    - Não se distancie de nós, Lícia! Fique aqui!

    Interpelada desse modo, Lícia percebeu que não conseguiria ausentar-se da presença da mãe sem ser notada, e Maria não parecia disposta a permitir qualquer perambulação solitária.

    Depois de todas as andanças pela manhã, ficar a tarde inteira sentada assistindo o torneio não era tão ruim assim.

    Mas sentada ao lado da mãe, Lícia ouvia de Lady Maria muitas observações sobre as pessoas importantes do Norte presentes em Porto Real. Era perceptível que poucos senhores do Norte tinham trazido suas damas, fosse pelo desgaste da longa viagem até a capital, fosse porque não tinham ninguém confiável para assumir o comando de suas terras durante suas ausências.

    A velha Lady Lyessa Flint, senhora de Atalaia da Viúva, viera prestigiar seu primogênito Robin Flint, que competia no torneio. Sybelle Glover, nascida na casa Locke, era a esposa de Robett Glover, irmão do Lorde Galbart Glover, senhor do Forte da Mata Profunda, a principal casa da Mata de Lobos, nas terras ao sul dos Felinight.  A filha de Lorde Medger Cerwyn, a donzela Jonelle, já com seus trinta dias de seu nome, também estava presente, embora parecesse extremamente desconfortável em meio à multidão de nobres. As netas do Lorde Manderly, a morena Wynafryd e a loira que tingia as madeixas com um verde berranteWynlla, também estavam nas arquibancadas.

    Spoiler:



    TERCEIRO DIA - O TORNEIO

    Os menestréis que Maehra abordara pareceram decepcionados com a quantia anunciada pela violinista como pagamento oferecido pelo Lorde Felinight, mas sem a perspectiva de ganhar mais de outra forma acabaram concordando e juntaram suas vozes à torcida comandada por ela. Essa iniciativa acabaou contagiando muitos populares ao redor, que junto com os servos da casa do Norte, começaram uma corrente de incentivo impressionante e barulhenta.


    Finalmente chegou a vez de Esdres justar contra Langley Woods.

    Esdres tem Luta 6 (Lança 0), Lidar com animais 4 (Cavalgar 0) (passivo 12), causa 6 de dano com a Lança de Torneio (Lidar com animais+3) e sua meia armadura tem VA 9
    Langley Woods tem Luta 3 (Lança 0), Lidar com animais 2 (Cavalgar 0) (passivo 6), causa 5 de dano com a lança de torneio (Lidar com animais+3) e sua armadura de placas tem VA 10

    Primeira Investida:
    Esdres rolou para atacar 1 , 2 , 1 , 5 , 1 , 3 , 1 = 14 = sucesso x2 = 12 de dano - VA 10 = 2 de dano
    Langley rolou 6 , 1 para não cair do cavalo = 7 = caiu
    Langley rolou para atacar 4 , 2 , 5 = 11 = errou

    Esdres avançou firme contra Woods, vendo que o escudo e a lança do oponente balançavam a cada passada do cavalo. Diferente dele, o Segundo Filho Felinight manteve sua lança solidamente apontada para o braço de Woods.

    O impacto da lança contra o ombro de Woods fê-la despedaçar-se, lançando uma nuvem de lascas de madeira enquanto lançava o cavaleiro no ar para fora da sala, até fazê-lo aterrissar pesadamente com as costas no chão poeirento da arena.

    A multidão explodiu em aplausos e ovações comemorando a vitória de Esdres, abafando o anúncio do mestre dos jogos.

    Woods ficou deitado no chão imóvel, seus fracos gemidos quase inaudíveis, e seu escudeiro e alguns intendentes correram para socorrê-lo. Eles saíram carregando-o e gritando por um meistre, com Langley ainda apresentando poucos movimentos físicos.

    Na arquibancada, os nobres aplaudiam a vitória arrasadora de Esdres, entre eles o Lorde Beron Felinight.
    Conteúdo patrocinado


    O Jogo dos Tronos - Felinight - Página 25 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Felinight

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Seg 22 Jul 2024 - 20:02