Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Samantha Doiley

    Bastet
    Mestre Jedi
    Bastet
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1302
    Reputação : 73
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Samantha Doiley - Página 5 Empty Re: Samantha Doiley

    Mensagem por Bastet Sab Fev 13, 2021 4:56 pm



    Samantha
    Doiley

    - Outro lado? Cê não falou muito disso... Tem mais coisa além dessas coisas que eu vejo? – perguntou, curiosa, logo puxa a mão, levando um susto com a espetada – Ai – ri, estalando os lábios – Aqui é mais carne de segunda, só osso... Sorte que lobo gosta de roer osso né? – um sorriso levado no rosto, voltou a comer em seguida.

    Achou estranho quando ela pediu pra não repetir o nome, ainda mais tão séria... Então apenas assentiu. Será que tinha xingado alguém sem saber? Who knows?  De qualquer forma, ouviu atenta quando a mulher começou a falar de Ash.  – Nossa, pode ser humano, pode ser lobo... Homens sempre são cafajestes né? – riu – Eu pensei que vocês não ligassem pra essas coisas. Ou tem cara realmente possessivo? – Até o momento, ela conhecia poucas pessoas de fato.  E, de estilo de vida, menos ainda. Só Anne mesmo.

    - Por que não é uma boa notícia? – perguntou, confusa. Tava animada com a noticía, até aquele momento... Talvez fosse a sua única pista – Não acha que eu devia falar com a mãe do Connor? – Sam franze o cenho vendo o rosto da loba ficar sério e preocupado. Ergue a mão, fazendo um carinho no rosto dela – Hey, o que foi? Fala comigo...


    Wordspinner
    Adepto da Virtualidade
    Wordspinner
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1674
    Reputação : 80

    Samantha Doiley - Página 5 Empty Re: Samantha Doiley

    Mensagem por Wordspinner Seg Fev 15, 2021 11:06 am

    "O outro lado é bem maior do que esse lado. Lá tem todo tipo de horror. Tipo todo tipo de coisa. Não tenho nem palavras que cê entenda pra te dizer. Normalmente o que cê vê tá no lugar errado na hora errada e aí cê vê, sacou?" Quando Sam fala sobre carne de segunda ela lambe os lábios. Mas ela sorri animada quando Sam fala sobre homens cafajestes. "Todos, exceto o Teo. Ele é de boa, mas é sozinho. Mas eu bem que roía aquele lá, um dia ele aprece pra você ver. " Ela joga um pedaço de carne na boca. "Tem gente de todo tipo cara." Ela fala depois de engolir. "A gente gosta de proteger os nossos e não quer eles sendo carregados para longe também. Eu entendo o velho, até porque o outro lá é casado."

    "Péssimo." É a resposta para Sam. "Eles todos ficam loucos aqui e a coisa foi ficando mais rápida. Mais forte." Ela tem um tom sério e larga o garfo. "Essa porra é... Não comenta com o Teo. Deixa que eu conto. Ele tem uma história com os caras que nem a Ash. Sabe, a gente pode se juntar a uma tribo. Quase todo mundo faz isso. Nem sempre é o lugar perfeito para você, mas é uma sensação boa de... de ... preenchimento eu acho. Não desse jeito que cê tá pensando sua pervertida. " Ela começa a comer de novo com um pouco de alegria no rosto. "Vai falar com ela sim, mas não fala de mim, ela vai te tratar melhor. Ela nem é uma vadia escrota, mas é melhor, saca?" Ela corta mais um pedaço e põe na boca

    --

    No bar. Ele estava bem vazio, mas parecia cheio enquanto Aponi cantava. O ar parecia denso com a aquela voz. Como se ela fizesse cada célula vibrar com ela. A mão de Anne a puxa para perto pela cintura. As duas encostadas na entrada pintada com tinta barata e cal. A loba não diz nada. Respira como se pudesse sentir o cheiro da música em Sam. No seu pescoço.

    Uma meia duzia de motos estavam lá fora e o lugar não era nada demais. Chão de concreto. Luminárias fluorescentes irritantes. Um bar sem nenhuma garrafa exposta e nem espelhos. Paredes sem decoração exceto por pneus velhos pendurados em cima da entrada e uns alvos de madeira, grande e lascado, na parede oposta. Aponi cantava em um palco pequeno feito de caixas pregadas juntas com um microfone diretamente ligado em caixas de som pequenas. Sua única companhia um violão eletrônico ligado em outra caixa. Um barbudo gordinho no comando das cordas.
    Bastet
    Mestre Jedi
    Bastet
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1302
    Reputação : 73
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Samantha Doiley - Página 5 Empty Re: Samantha Doiley

    Mensagem por Bastet Seg Fev 15, 2021 3:20 pm



    Samantha
    Doiley

    Sam coça de leve a cabeça, tentando encaixar todas as informações que tinha sobre aquele novo “universo”, em sua mente.  – E como vocês vão pra esse outro lado? De moto? – a primeira pergunta era séria, a segunda saiu com um tom de brincadeira. Deu um sorriso quando ela falou de Teo – Ele tem vocês... E tá inteirão, pô. Quando cês duas não tão olhando, deve pegar altas novinhas – deu uma risada, mas não duvidava disso. – Ah, sendo um Crestwood, não duvido que seja bonitão mesmo... Assanhada – deu um encontrãozinho de ombro dela, quando ia pegar uma carne, fazendo a mulher errar a boca e rindo.

    - Você disse que vocês não tem parentes... – Samantha perguntou, quando Anne comenta sobre proteger os dela – Por quê? Digo, sei que viajam pra todo lado quase sempre... Mas nunca quiseram ter pra onde voltar? – estava curiosa, justamente, por perceber como todos eram unidos. Mesmo com pessoas de outras alcateias...

    Quando a mulher comenta sobre os descendentes da Loba caçadora, Sam dá um gole na sua água, balançando a cabeça.  – Além de ser doida como humana, também sou descendente dos malucos da cidade. Tinha de ser comigo mesmo – riu, apesar que sem humor dessa vez – Vou ficar quieta, podexá.  Mas o que rolou? Os malucos fizeram algo pra ele? – aquele almoço estava sendo bastante... informativo. Pra não dizer “fofocativo”.  – Nossa, vocês tem tanta coisa... Tribo, alcateia... parente, outro lado – suspirou – A gente também tem? Digo... Quem não passou pela mudança...

    Assentiu quanto não falar sobre Anne pra Ash. Era melhor não arrumar problemas além do normal.
    - Cê sabe o endereço dela?

    ---

    Aquele bar era um tanto curioso. Nada pretensioso como muitos da cidade... Nem com as tecnologias de um karaokê mais high tech. Eram apenas mesinhas, motoqueiros espalhados aqui e ali, um palco improvisado, um microfone e um cara no violão. Sam não era muito de música... Mas Aponi deixava tudo tão bonito. Era como se transformasse cada nota cantada em uma melodia única. A respiração de Anne em seu pescoço e seu corpo perto também ajudava a mulher curtir ainda mais aquele momento.

    Sam pousou a mão sobre a mão que estava em sua cintura e aproveitou o momento. Nem tinha visto onde Teo tava... Depois elas encontravam ele. Quando a música tava terminando, fez carinho no rosto de Anne, aproximando os lábios dos dela e beijando de forma doce.

    - Sua vez de cantar algo bonito... – murmurou, ainda com os lábios nos dela, roçando de leve a língua na boca de Anne...

    Spoiler:
    Samantha Doiley - Página 5 Tumblr_mqv91d2Iru1s6ft4zo1_500



    Wordspinner
    Adepto da Virtualidade
    Wordspinner
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1674
    Reputação : 80

    Samantha Doiley - Página 5 Empty Re: Samantha Doiley

    Mensagem por Wordspinner Sex Fev 19, 2021 1:14 pm

    "De moto sim. Sua boco." Ela diz rindo. "Mas é sim, a gente vai de moto. Elas são feitas para isso. São fodas mesmo. Mas o normal é achar um lugar onde a barreira entre os mundos é mais fina e atravessar. Espelhos ajudam. James é um lugar desses, pobre bichinho..." ela fala com a voz carregada de pena de verdade. "Espero que sim. Ele é muito cheio de bagagem, saca?"

    Ela fica pensativa quando Sam fala de um lugar para o qual voltar. "A gente tem o que pode Sam. A gente faz o que sente que é certo. Sei lá se é baboseira, mas é o que a gente faz." Ela bate um pedaço de carne de um lado para o outro no prato. "O que eles fizeram? Sam, eu não quero falar disso assim. Aqui... e eu to comendo." Ela coloca um pedaço grande de carne na boca e mastiga devagar. Bem devagar. "Pra vocês é de boas, é só não vacilar com o Totem que tá tranquilo. Vida fácil." Ela sorri de lado.

    --

    "Depois não reclama." Ela corre para o palco passando na frente de uma mulher claramente emocionada com a canção anterior. Anne tira o microfone das mãos de Aponi que dá de ombros sem graça para a moça. "Winds of change..." Ela fala no microfone olhando para o gordinho com o violão. O que se segue é uma performance surpreendentemente boa. Nem perto tinha a potência ou carisma de Aponi, mas definitivamente não foi a primeira vez que ela fez isso. Porém o que foi realmente constrangedor é que Anne não parou de apontar para Sam e fazer gracinhas no palco.

    Bastet
    Mestre Jedi
    Bastet
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1302
    Reputação : 73
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Samantha Doiley - Página 5 Empty Re: Samantha Doiley

    Mensagem por Bastet Sex Fev 19, 2021 3:28 pm



    Samantha
    Doiley

    Sam deu uma risada quando ela confirmou que era de moto. Não esperava realmente aquela confirmação – É sério mesmo? – e logo ouviu a explicação sobre os lugares por onde atravessar – O James? Quer dizer... como?  - imaginava que era algo difícil a se fazer sendo apenas um Sangue de Lobo... Bem, Samantha certamente ficaria se cagando pra ir num local desses (não que fosse dizer isso, claro).  Assentiu sobre Stuarts.  – Sejam boazinhas se ele vier apresentar uma loirona pra vocês, com aqueles peitos grandes de silicone – ela imitou os peitos grandes com as mãos – e boca com preenchimento – fez um bico... E logo riu.

    Negou quando Anne disse que aquilo podia ser baboseira – Não é... Vocês parecem tão unidos, não importa se tem ou não – sorriu – Bem, mas agora você tem algo pelo quê voltar... Não, sua besta, não eu, esse mini lobinho aqui dentro – riu, embora quisesse que Anne voltasse por ela também.

    Revirou os olhos quando ela mudou de assunto, apenas assentindo e voltando a comer – Eu não vacilo com ninguém, pô – disse séria, mas nem ela mesma conseguiu conter uma risada.

    ---

    Samantha viu a mulher correndo pro palco e se aproximou de onde Aponi estava, só pra se arrepender logo depois. Perto do palco, dava pra Anne fazer mais gracinhas. A mulher fingia que não era com ela, assoviando no ritmo da música... Mas logo a outra começou a apontar e fez Sam ir se encolhendo na cadeira.

    - Sua amiga tem um dom, sabe? – comentou com Aponi, vermelha como pimentão.

    Wordspinner
    Adepto da Virtualidade
    Wordspinner
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1674
    Reputação : 80

    Samantha Doiley - Página 5 Empty Re: Samantha Doiley

    Mensagem por Wordspinner Qua Fev 24, 2021 2:58 pm

    "De um jeito perigoso pra caralho. As coisas do outro lado podem passar para cá e você não quer estar perto disso." Ela entre uma bocada e outra. Ela quase cospe a comida quando ouve falar da loira. "Nunca, ele me aparece com uma falsificada vagabunda dessa eu bota ela num porta malas e vendo de volta pra Vegas." Apontando o garfo enquanto fala.

    Ela estica a mão na direção de Sam quando ela fala do lobinho. "Eu fico muito dividida. Eu não sei se eu quero isso pro coisinha crescendo aí." A voz baixa e indecisa. Ela se levanta. "Eu vou pagar a conta dessa vez enquanto você termina e a gente corre pra lá."

    --

    Aponi gargalha. Alto e sem jeito. "Ela se esforça bastante e é uma das únicas músicas que ela sabe a letra. Ela cantava bem pior no começo." A mulher parece ser atingida por uma ideia. "Ah, você tá falando de te deixar assim? Ela deve ser boa nisso mesmo." Ela diz analisando Sam como se pudesse ler alguma coisa secreta.

    Anne pula do quase palco cheia de energia. Aponi ensaia aplausos bem fraquinhos com um sorriso enorme no rosto. Anne segura Sam e a puxa para perto, forçando a ficar de pé para receber um beijo. "Agora já podemos começar a beber?" Stuarts tem três copos de tequila e uma lata de água tônica na mão. "Espero que goste." Ele diz sentado dando um toquinho com o copo de shot na lata.

    Aponi se senta e pega sua bebida, mas espera as outras duas. Anne dá um leve empurrãozinho em Sam e também se senta pegando o copo. Os três esperam Sam se juntar a eles, mas viram sem ela se for preciso. Ao bater o copo de volta na mesa Stuarts faz uma carreta para o palco, a música era 'I am the walrus' dos Beatles. "Então Samantha, Anne já deu com a língua nos dentes, como cê tá engolindo tudo isso? Toda nossa loucura?" Ele olha para ela só quando termina de falar. Anne parece bem relaxada com as pernas cruzadas e mãos atrás da cabeça. Aponi por outro lado mantém os olhos fixos nela como se Sam estivesse prestes a fazer um truque de mágica.
    Bastet
    Mestre Jedi
    Bastet
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1302
    Reputação : 73
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Samantha Doiley - Página 5 Empty Re: Samantha Doiley

    Mensagem por Bastet Qua Fev 24, 2021 5:54 pm



    Samantha
    Doiley

    Sam dá uma risada – Você nem tem porta malas. Vai ter de aturar a loira – indicou a moto ao falar do porta malas e suspirou quando o assunto mudou para a realidade que o filho teria de enfrentar. Samantha ficou com a questão do “outro lado” na cabeça, pensando se uma criança estava realmente segura nesse mundo. Provavelmente não. Mas quem estava, afinal?

    Pegou na mão de Anne, fazendo um carinho – Bem, acho que não tem como fugir. Eu fui criada longe de tudo isso e cá estou eu. Você também passou uma parte da vida sem saber de nada... A diferença é que esse bebê vai ter pessoas pra cuidar dele, duas mães meio piradas? Sim... Mas certamente melhores que os nossos pais foram pra nós – suspirou,  deixando Anne se levantar sem objeções – Ou, cê sabe que eu tenho emprego fixo né? – riu, pensando como a mulher ganhava dinheiro. Era uma coisa pra se perguntar depois.

    Terminou de comer, indo esperar a morena na moto.

    ----

    - Vocês vêm muito aqui? – perguntou, quando Aponi comentou que Anne tinha uma certa experiência naquela música e que cantava pior no começo.  Aquele encontro tava sendo bastante... revelador, pra dizer o mínimo. Quando a outra mulher finalmente entendeu o ponto da reclamação de Sam, ela ficou ainda mais vermelha, encarando os olhos esquisitos de Aponi. Ela sempre parecia saber mais do que dizia. Aquilo incomodava um pouco Sam, quase como se a privacidade dos seus pensamentos estivesse sendo invadida.

    A troca de olhares só se quebrou quando Anne a puxou para um beijo. Sam não recusou, mas não exagerou no beijo, visto os outros dois estarem de vela ali. Logo se sentou com eles, abrindo sua lata de tônica e fazendo o brinde com Stuarts... Vendo o assunto ir em direção a ela. Parte que ela costumava não gostar da conversa... Todo mundo olhando pra ela, esperando uma resposta bonita.

    Prolongou o gole na tônica, lambendo o lábio e suspirando. – Bem, a vida parecia mais simples quando eu servia bebidas como essas aí e não sabia de tudo isso – deu uma pequena risada – Mas acho que to engolindo bem, já tava acostumada com um pouco de loucura – respondeu, respondeu e não respondeu nada – Vocês vão ficar em um shotzinho? Que fracos... – brincou, se levantando de supetão, indo até o bar e pegando mais uma rodada pra eles. Voltou e colocou um shot azul na frente deles. - Me empresta o isqueiro? - pediu pra Anne e logo que pegou, colocou fogo na bebida, com um sorriso. - Esse é interessante, podem abafar o fogo com a mão, se quiser, antes de beber - os olhava, dando mais um gole em seu refri, tamborilando os dedos na lata.

    Wordspinner
    Adepto da Virtualidade
    Wordspinner
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1674
    Reputação : 80

    Samantha Doiley - Página 5 Empty Re: Samantha Doiley

    Mensagem por Wordspinner Sab Fev 27, 2021 4:29 pm

    "Droga, ela escapou dessa vez. Mas na próxima eu pego vagabunda e mando pelo correio então." Ela diz lutando para não rir demais. "Eu vou ser uma mãe muito maneira, pode apostar seu emprego fixo nisso. Nem vem perguntar o que eu faço pra ter minha grana, isso é segredo." Ela coloca o dedo na frente da boca sorrindo.

    --

    Aponi confirma a pergunta com a cabeça sem nem mudar de expressão.

    Nenhum deles abafa com a mão. "Conheci um cara que adorava essa parada, ele misturava com diesel. Insano, combustível é pesado demais." Ele brinca com o dedo nas chamas antes de virar. Anne lambe a borda e vira, mas por pouco não deixa tudo cair nela mesma. "Me queimei. Aí porra." Aponi ri. "O mundo é complicado. É só abrir bem os olhos que nada faz sentido." Ela aproxima o copo da boca e suga as chamas. O fogo deixa o copo e dança dentro dela. Aponi pisca e bebe de uma vez, mas o fogo continua lá até ela fechar a boca em um sorriso travesso. "Então cê não gosta de falar de você? Quem era Samantha antes disso? Antes de descobrir que era outra pessoa? Você consegue ver quem você era?" Ele fala brincando com o copo, mas olhando para Aponi e seu jogo com o fogo.
    Bastet
    Mestre Jedi
    Bastet
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1302
    Reputação : 73
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Samantha Doiley - Página 5 Empty Re: Samantha Doiley

    Mensagem por Bastet Sab Fev 27, 2021 8:36 pm



    Samantha
    Doiley

    Sam deu uma risada longa com a resposta da mulher. Logo arregalou os olhos quando Anne adivinhou sobre a dúvida dela sobre o dinheiro. Deu de ombros – Se não for vendendo bebês bonitinhos que você faz por aí pro mercado negro, eu to de boa com sua renda secreta – piscou pra ela.

    ---

    A mulher sorri quando eles não abafam o fogo. A verdade era que aquilo podia realmente machucar uma pessoa normal, mas duvidava que os lobos fossem se machucar de alguma forma.  Ficou surpresa com a história de Stuarts. – Nossa, sério? – olhou em volta, vendo se tinha alguém perto pra fazer a pergunta a seguir – Vocês se curam tão rápido assim? Digo... queimaduras podem ficar feias muito rápido, ainda mais por dentro – parecia fascinada em saber sobre essas particularidades da saúde dos lobisomens. Assim que pergunta, Anne responde sem querer. Faz uma gracinha e acaba se queimando. O instinto ainda era verificar se tava tudo bem.

    - Porra Anne, cê tá bem? – pegou um guardanapo, puxando ela de frente pra secar a bebida de onde tinha caído, tirando uma casquinha enquanto afastava a gola da camisa.  Ficou observando a pele avermelhada se curar num instante. – Mais rápido que a faca... Maneiro – falou quase pra si, esquecendo dos demais.

    Quando voltou a olhar pra eles, Teo tava hipnotizado pela dança do fogo na boca de Aponi... Sam não conseguiu não olhar também, pigarreando sem graça, quando o homem voltou a falar.

    - Ah, mano... – começou, se corrigindo – Stuarts... Eu era só uma pessoa comum, vivendo à base de remédio controlado, estudando e fode... Ficando com umas pessoas legais que apareciam no bar de vez em quando – tentava respeitar o cara que Anne considerava um “pai”, devia ser engraçado pra mulher ver ela controlando a boca. Olhou pra Anne quando falou das pessoas legais, com um sorrisinho que nem percebeu estar no canto de seus lábios – Nunca fui muito mais que isso não. Nem sei se tô diferente agora. Só vendo umas coisas mais doidas de vez em quando... – deu de ombros – E vocês? O que são quando ninguém tá olhando? – olhou pros três, mudando novamente de assunto. Não era a mesma pergunta, mas Sam achava mais interessante.


    Wordspinner
    Adepto da Virtualidade
    Wordspinner
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1674
    Reputação : 80

    Samantha Doiley - Página 5 Empty Re: Samantha Doiley

    Mensagem por Wordspinner Sex Mar 05, 2021 9:49 pm

    "Nem, isso é um ótimo jeito de ficar bem sujo bem rápido. Também pode muito fácil te arranjar uma passagem sem volta pra depois. Eu faço meus corres." Ela diz estranhamente séria.

    --

    "To bem. Só to burra eu acho. " Mas ela olha fita os olhos de Sam com encanto. "Tem mais coisas maneiras aqui" ela diz olhando do pescoço de Sam para boca.

    "A gente? Amigos que gostam de motos e música. A gente fala de um monte de besteira. As vezes fala de coisa importante. Essa é uma noite de coisas importantes. No caso, você. O bebê também. " Ele fala tranquilo como quem fala de pão. Mas não tem um tom de brincadeiras ou zombaria. "A gente cuida uns dos outros e você é algo único. Pelo menos algo inédito na nossa história. Uma mudança de paradigma." Ele bate de Leve o Copo na mesa para pontuar. "E você quer ver tudo. Entender. Experimentar. Eu acho Isso bom. Mas eu também quero saber de você. O que é mais importante em um amigo?" Eles pergunta como se fosse uma daquelas revistas de adolescentes.
    Bastet
    Mestre Jedi
    Bastet
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1302
    Reputação : 73
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Samantha Doiley - Página 5 Empty Re: Samantha Doiley

    Mensagem por Bastet Sab Mar 06, 2021 1:08 am



    Samantha
    Doiley

    Sam dá uma risadinha quando Anne fala aquilo e logo ergue o olhar da “queimadura” pros olhos da mulher, ficando levemente vermelha com as “coisas maneiras” que a outra tinha falado. Por um momento esqueceu das outras pessoas, mordendo o lábio de leve... Mas se lembrou dos outros dois ali tão rápido quanto havia esquecido – Daqui a pouco você me mostra, então... – piscou pra ela, se recompondo do momento levemente inapropriado pra uma mesa de bar.

    Se ajeitou na cadeira pra ouvir Stuarts, cruzando as pernas pra tentar sossegar os pensamentos. – Uma mudança boa ou ruim? – perguntou, curiosa... Aponi tinha falado algo parecido, ela não entendia o motivo de acharem um bebê algo tão único.  Por fim suspirou, ficando mais séria e cruzando os braços, claramente desconfortável. O homem estava tocando em limites que Samantha certamente não gostava de passar.

    - Eu sou curiosa. Talvez isso me ferre um dia. Até lá, acho que tá sendo bom sim – se ajeitou de novo na cadeira, inquieta – Quem eu era... Quem eu sou, como vejo isso tudo... qual o perfil dos meus amigos. Tá pior que quando me obrigaram a fazer terapia – disse, um pouco malcriada... Mas logo olhou pra Anne e respirou fundo por um instante. Voltou a olhar para o alpha.

    - Meus amigos tem de ser pessoas confiáveis. Que sei que não vão me meter a faca pelas costas por qualquer merda. – Pareceu se perder em pensamentos por um ou dois segundos. Na verdade, em geral, evitava fazer amizades muito próximas, pois sabia que as perderia. Sempre perdia. Mas aquela era uma definição que achava boa, no fim das contas. Fez uma careta como se realizasse algo – Talvez agora seja isso literalmente. A Faca ou as garras – deu de ombros.

    Wordspinner
    Adepto da Virtualidade
    Wordspinner
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1674
    Reputação : 80

    Samantha Doiley - Página 5 Empty Re: Samantha Doiley

    Mensagem por Wordspinner Sab Mar 13, 2021 3:47 pm

    Sam escreveu: Quem eu era... Quem eu sou, como vejo isso tudo... qual o perfil dos meus amigos. Tá pior que quando me obrigaram a fazer terapia

    "Tão frágil." Ele fala bem baixinho, como se tivesse escapado sem ele perceber. Anne ri e Aponi vira um pouco o rosto concentrada em Sam. Todos prestam atenção nela até ela terminar de falar. Quando ela fala sobre facas nas costas Anne coloca a mão na sua perna por debaixo da mesa. Do joelho subindo lentamente. O rosto dela não entrega nada além de uma risadinha quando Sam fala das garras. Stuarts faz que sim com a cabeça como se concordasse com a coisa das facas. "Não leva a mal, mas essa coisa da faca é meio obvia. Se alguém vai te ferrar assim, esse cara não é um amigo. Nos não somos sempre os melhores, a gente viaja muito. Não conseguimos ser muito presentes. Claro que cê já percebeu essa parte." A mão de Anne continuava subindo, as unhas arranhando o tecido como se quisessem atravessá-lo. Ela conseguia fazer isso sem usar nenhuma força.

    "Eu não vou ser uma mãe ausente, juro. Vou ficar bem dentro da vida de vocês." Ela fala chegando bem mais perto, como se fosse contar um segredo para ela. "Não vai ser tão presente assim, Fran. A gente tá sempre seguindo o vento por aí." A voz dela parece um sino de cristal, cheia de alegria. Não parece nem um pouco que ela estava falando o que acabou de falar. "Acho que a gente consegue garantir mais paradas em Dover que o normal. Especialmente agora com os puros. Anne te falou para não circular muito pela cidade? Se possível fique sempre no território de alguém. Um daqueles desgraçados sente o seu cheiro e a gente nunca mais se vê." Anne se move subitamente. Talvez movida por um pouco de raiva. A mão sobe bem rápido e Sam sente um dos dedos tentando subir pela borda da calça.

    "Sem essa de ficar assustando ela. Se um desses otários te pegar a gente come um por um até te achar." Ela pega a mão de Sam e finge que vai morder. "Esse lobinho é uma mudança deliciosa." Claro que ela não está falando da criança no ventre dela e sim do caminho até lá.
    Bastet
    Mestre Jedi
    Bastet
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1302
    Reputação : 73
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Samantha Doiley - Página 5 Empty Re: Samantha Doiley

    Mensagem por Bastet Sab Mar 13, 2021 7:34 pm



    Samantha
    Doiley

    Samantha apenas sorriu com o comentário que escapou da boca do alpha. Não era um sorriso muito gentil, mas não rebateu... Estava percebendo que, com eles, até evitar algum assunto trazia uma exposição que a mulher não queria. Logo assentiu sobre a obviedade da resposta. De alguma forma, aquilo tinha a tirado de foco, o que era bom.

    - Acho que de todas as pessoas que conheci... como vocês, imaginei que fossem as que perceberiam a não obviedade disso. As pessoas não são 100% lineares para se julgar um bom amigo por uma ou outra atitude cotidiana. Nem sempre eles tão perto... Nem sempre podem lidar com nossas merdas no momento. Não são atitudes simples que me fazem desistir de alguém com quem me importo – o problema, para Sam, era se importar a esse ponto (ou se permitir a isso). A relação com Anne e com o bebê deixava ela preocupada justamente por isso. Será que ela tinha forças pra proteger o lobinho e a mulher, dentro desse mundo sobrenatural? Duvidava...

    Sam não olhava pra eles enquanto dizia. Os olhos acompanhavam os dedos de Anne, nem tanto por estar aproveitando, mas por ser algo que a acalmava. Talvez tivesse falado demais. Sentia que sim.

    Segura a mão da parceira quando os dedos estão querendo entrar pela barra de sua calça, fazendo um carinho.  A olhou, tava tão perto...

    - Eu sei que você vai ser a mãe legal. Trazendo coisas maneiras de fora, levando o lobinho pra andar de moto... sua boba  - deu um pequeno sorriso e uma risadinha. Apertou a mão dela, como quem sabia que o que ela disse era verdade... Não imaginava Anne ficando longe por mais tempo que o necessário. – Fran? – Sam sorriu como se descobrisse um segredo. Um apelidinho de “irmãs”.

    - Ela me disse. Tô morando na vida dos Uivadores por isso... E meu trabalho também é no território deles... Acho que estou segura enquanto vocês estão viajando... Acho – pousou a mão livre na barriga, não gostando de pensar sobre os perigos que a criança sofria, mesmo antes de ter nascido. A mordida de brincadeira de Anne a distraiu desse pensamento.

    - De fato é  - a puxou pra um selinho – Está pronto pra ser vovô, Stuarts? E titia Aponi? – perguntou, querendo amenizar o clima meio tenso ali – Vocês nunca tiveram uma criança no meio de vocês? – aproveitou para perguntar, já que Anne não era a primeira a falar da mudança que o lobinho traria.


    [/quote]
    Wordspinner
    Adepto da Virtualidade
    Wordspinner
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1674
    Reputação : 80

    Samantha Doiley - Página 5 Empty Re: Samantha Doiley

    Mensagem por Wordspinner Qua Mar 17, 2021 9:31 pm

    Sam escreveu: com quem me importo...

    "Claro que as pessoas não são feitas para o nosso conforto, mas se alguém te enfia uma faca nas costas esse puto não é seu amigo. Logo, você só disse que na real que não quer um amigo em quem não possa confiar." Ele brinca com o copo. "Não que tenham respostas erradas, mas eu sei que a Anne gosta de gente difícil de prever, curte conversar da vida vida dos outros e as pessoas que curtem ouvir esse tipo de papo. Ela não é uma má ouvinte, mas ela fala bastante as vezes e é difícil ganhar a atenção dela sendo uma pessoa muito séria. Mas se resolver abrir a matraca sobre o seu passado e tiver umas viagens na bagagem ela vai te ouvir por horas." Ele olha para Anne nessa parte e ela mostra o dedo do meio para ele e Aponi ri dos dois. "Ele não quer fazer seu perfil no tinder não. Ele é velho e não sabe que as pessoas não conversam assim. Um velho babão que também adora histórias. Fala de mim, mas quem tem um monte de fita de conversa velha pra ouvir na estrada?" Ela fica um pouco envergonhada de Sam ouvir aquilo e a risada de sino de Aponi definitivamente não ajudou em nada. A mão na perna da morena pontuava cada palavra com um dedilhar incessante.

    Ele levanta as mãos em sinal de paz e Aponi ri um pouco mais se escondendo no copo. "Só porque alguém gosta de ouvir sobre lugares e coisa diferentes não quer dizer..." "Nada? Quer dizer alguma coisa sim. Mas é só uma parte."


    "Fran é essa moça aí do seu lado. Quando ela faz besteira eu chamo de Frankie porque ela odeia." O sorriso ainda não saiu dos lábios dela. Aponi dizia muito pouco e escondia menos ainda. Ela faz que sim e junto com os outros dois quando ela fala sobre estar morando com os uivadores. "São legais, Amy vai ter uma pasta com seu nome em algum lugar, pode acreditar. Ela não parece, mas é uma bisbilhoteira profissional. Ela registra um monte de coisa e deixa a Anne ver porque elas são meio que feitas da mesma costela." Aponi logo coloca o copo na mesa e diz uma palavra. "Conta." A palavra é leve como quase tudo que ela fala, mas Anne fica agitada e nem deixa Stuarts dizer nada. "Eles vão ser uma família linda, Teo vai fazer o bebe dormir de tanto falar e a Nini vai cantar e vai ser linda e dizer coisa que não faz sentido. "

    Stuarts sorri algo torto, mas segue a liderança de Anne. "A gente nunca teve uma criança, nós três. Acho que a gente vai se dar bem. Especialmente se a criança gostar das motos." Ele olha para a entrada como se pudesse vê-las dali. "Já teve que cuidar de alguém?" ele pergunta ainda sem olhar e a pergunta deve ser para Sam. Provavelmente era.
    Bastet
    Mestre Jedi
    Bastet
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1302
    Reputação : 73
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Samantha Doiley - Página 5 Empty Re: Samantha Doiley

    Mensagem por Bastet Sex Mar 19, 2021 9:46 pm



    Samantha
    Doiley

    Sam apenas dá um sorriso com toda aquela fala dele. Era engraçada a relação de Anne e Stuarts. Uma hora ela tava toda boba falando do “pai” que o lobo era pra ela e, logo depois, tava mandando o dedo do meio pra ele e falando que ele era um velho babão.

    Samantha não interrompeu,  afastando um pouco mais as coxas, sentindo os dedos de Anne ali, tranquila que eles tinham se entretido naquela “discussão” familiar de quem era mais fofoqueiro e se esquecido dela.  Por fim, ela apenas respondeu. – Se a Anne ficar entediada conversando comigo,  eu animo ela ocupando minha boca de outra forma  – sorriu com o canto dos lábios,  chupando o restinho da água tônica pelo canudinho.

    Apesar disso, fica pensativa.  Algumas questões surgindo em sua mente: as duas conversavam tanto sobre o agora, mas raramente falavam do passado.

    ***

    Se antes Sam tinha sentido que tinha descoberto um segredinho, agora, com Aponi explicando a origem do apelido, ela olhou pra Anne com um sorriso ainda mais levado. Não disse nada ali, a conversa fluindo rápido. Ergueu uma sobrancelha com aquela informação sobre amy.

    - Bem, eu moro numa garagem que fica aberta quase sempre. Até as crianças devem saber mais sobre mim do que eu gostaria – Era meia verdade. Vivendo na vila, ela tinha se aberto à possibilidade de ter pessoas tão próximas e queridas, principalmente as crianças. Talvez isso incomodasse menos do que ela tinha percebido.

    Samantha não entende bem se Aponi quer a Conta ou se quer que os outros dois contem algo. Fica realmente perdida, mas logo sorri, com Anne contando como os amigos seriam após o lobinho nascer.

    - Acho que vai demorar um pouco até ele conseguir sentar numa moto. Até lá providenciamos uma motinha elétrica  - ela riu, achando fofo o homem imaginar aquilo – Eu... Sim e não – diz, pensando se devia continuar – Não um bebê, claro. Mas, onde eu cresci, os mais velhos sempre cuidavam dos mais novos... Bem, e eu sou boa com filhotinhos, não deve ser muito diferente  - claramente não estava falando sério.

    Wordspinner
    Adepto da Virtualidade
    Wordspinner
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1674
    Reputação : 80

    Samantha Doiley - Página 5 Empty Re: Samantha Doiley

    Mensagem por Wordspinner Dom Mar 21, 2021 3:41 am

    Sam escreveu:Se a Anne ficar entediada conversando comigo, eu animo ela ocupando minha boca de outra forma

    Todos, até Anne explodem em risadas. A mão de Anne puxa Sam como se fosse para um beijo, mas ela só respira bem fundo no cabelo dela.

    Sam escreveu: Bem, eu moro numa garagem que fica aberta quase sempre. Até as crianças devem saber mais sobre mim do que eu gostaria

    "Sabe onde eles guardavam as coisas pro churrasco? Lá que ela quis ficar. A casa do Klaus só poeira e ela se entocando em garagem." Ela fala alto demais. Animada. "Eles tem algumas casas vazias ali." Ele fala contagiado com a alegria dela. Aponi só assobia uma melodia estranha que parece parece arranhar os cantos da cabeça de Sam.

    "Mas tem aquelas coisas lá tipo mochila ao contrário. Dá pra levar." Ela faz com as mãos como se colocasse um bebê no colo. "Tipo assim, sabe?" Aponi ri de novo. "Você nunca pegou um né? No colo? Um desses pequenininhos? São moles feito geleia numa sacola de mercado." A cara dela fica branca, mais branca, como se tivesse passando mal. "Não é nada." Os olhos dela procurando ajuda em Sam.

    Sam escreveu:...Bem, e eu sou boa com filhotinhos, não deve ser muito diferente

    "São muito diferentes como água e vinho. Mas são fluidos os dois." Ela vira um copo com um pouco de bebida em cima da mesa e ela não cai, o copo cai e rola pela mesa para longe dela. Stuarts segura o copo e coloca de volta para a posição normal parando a brincadeira dela, mas não reclama e nem repreende. Ele só bebe o líquido. Anne tinha seguido o copo com os olhos como se estivesse hipnotizada. Ela fica um pouco triste quando o outro pega a bebida. "A gente nunca faz bagunça por aqui. É sempre bem tranquilo quando a gente vem. As vezes eu dor sorte e alguém mexe com a minha bandeira do Mexico." Ela fala como se aquele fosse o rumo natural daquela conversa. "Lembra quando um baixinho te acertou e cê escorregou? Meu coração quase saiu. Não dava pra acreditar. O soco foi bom, eu ouvi de longe mesmo com a música." Ele fala ficando animado com a lembrança. "Fran ficou dando desculpas um mês inteiro. Sabe lutar?" Ela pergunta como se tivesse perguntando se ela já provou pudim.
    Bastet
    Mestre Jedi
    Bastet
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1302
    Reputação : 73
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Samantha Doiley - Página 5 Empty Re: Samantha Doiley

    Mensagem por Bastet Ter Mar 23, 2021 6:24 pm



    Samantha
    Doiley

    Sam riu com eles, aproveitando para manter Anne perto quando ela a puxou. Deu de ombros sobre ela ter escolhido a garagem e não uma casa.

    - Eles até tem casas vazias sim, mas são pro povo deles. – parecia motivo suficiente para ela – e, além do mais, quanto mais espaço, mais coisa pra limpar e embalar se preciso – pegou um pouco do amendoim que tava na mesa, essas cortesias duvidosas dos bares, e comeu, misturando a melodia estranha de Aponi com o crec crec do amendoim em sua cabeça.

    Não conteve uma risada com a comparação de Stuarts para o bebê... Nem com a reação de Anne. Pegou na mão dela, entrelaçando os dedos. – Uma sacola de mercado com geleia e cocô fedido dentro – completou, apesar de ela mesma não ter quase experiência segurando bebês – Acho que é melhor deixar crescer um pouco antes das viagens – ela riu, se não Anne ia querer sair com o bebê dois dias após ter nascido, pendurado na moto.

    ***

    Sam até se esquece da colocação de Aponi, vendo ela brincar com o copo e o líquido dentro dele – Como você faz isso? Quer dizer... super força, garras afiadas... Mas não sabia que vocês era mágicos também – perguntou, genuinamente curiosa com aquilo... Apesar de perceber o quão ridícula aquela pergunta tinha soado em voz alta.

    Ouviu as histórias, adorando os ver brincando daquela forma.  – Você apanhou de um cara menor que você? – perguntou, incrédula e logo fez um sinal de mais ou menos pra Aponi, indicando o nariz inchado pela porrada que tinha ganhado de Anne mais cedo – Tô aprendendo. Apanhei um tanto... Mas até finquei uma faca na mão dela hoje – ergueu a mão de Anne que segurava – Sem querer, mas já é um avanço...


    Wordspinner
    Adepto da Virtualidade
    Wordspinner
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1674
    Reputação : 80

    Samantha Doiley - Página 5 Empty Re: Samantha Doiley

    Mensagem por Wordspinner Sex Mar 26, 2021 1:05 am

    Sam escreveu: ...são pro povo deles.

    "Eu sou o povo deles cara." Ela fala ofendida, mas não de verdade. O curioso foi ver os outros dois concordando com ela sem nenhuma hesitação, ciume ou possessividade aparente.

    Sam escreveu: ...cocô fedido dentro

    Anne fez uma careta e Aponi também. Stuarts só riu mais um pouco. Então Sam falou sobre eles serem mágicos e Aponi começa a rir sem parar e quase sem respirar. "O cara era bom e eu só pisquei na hora errada..." Aponi faz que não com o dedo que parece ser a única coisa que ainda era capaz de controlar. "Oh, cara, para. Foi só um deslize. Nem doeu." Subitamente, mas ainda sem nenhuma força Aponi segura o braço de Sam. "Deuses..." Ela diz com a voz ainda falha. "Somos filhos de deuses. Deuses de verdade." Ela solta o braço de Sam assim que parece recuperar um pouco de força. "Você não contou para ela. Bom...""Ela é curiosa, mas a gente nunca chegou lá...""Acho que é a hora..."

    Os três se levantam juntos do mesmo jeito sincronizado como estavam falando. Eles sabiam que Sam não ia ficar ali com os estranhos. Anne dá uma olhada para trás por cima do ombro para Sam com um sorriso e nenhuma palavra. Os três nem se preocupam com a conta, eles só andam.

    --

    Lá fora eles dão a volta até a parte de trás do lugar. Aponi dançando na frente com uma música só dela. Um barril de ferro no meio de uns tocos jogados em volta fez Sam pensar em petróleo. Stuats passa a mão rápido na borda e faíscas voam como se a pele dele fosse um isqueiro. Depois disso a noite parecia ainda mais escura ali. Com as faíscas voando no ar ao invés de se apagarem no ar frio. Anne faz a mesma coisa que Stuarts e as fagulhas se jutam as primeiras numa dança que acompanha os passos de Aponi. Anne sorri algo alucinada ou selvagem para Sam. "O Sol. A lua. O Lobo...""Em um mundo que já não existe mais..." Aponi bate as mãos forte na borda do barril e as fagulhas mergulham para dentro fincando raízes e florescendo em chamas. "Os deuses no céu lutavam contra o vazio lá fora e frio sem fim...""Aqui e entre os mundos o Lobo caça...""Coloca tudo em seu lugar, todos que traem suas posições encontram fim em sua fúria...""Três mundos e três deuses...""Os filhos do Lobo corriam e caçavam e devorar os transgressores...""Deuses. Demônios. Monstros. Coisas para as quais não se tem mais palavras...""Se escondiam e tremiam em qualquer buraco que conseguissem...""Não estavam seguros em lugar nenhum. Onde um pudesse ir os filhos do Lobo poderiam caçar. Iriam caçar. Iriam matar...""Isso era o certo. Isso era bom. A Lua via e sabia que era o certo. O Sol via e sabia que era bom...""Então ela desce do paraíso escuro e se encontra com o Lobo. Da canção da Mãe e da fúria do Pai...""Da carne dos homens e do poder dos espíritos...""Nós eramos livres para caçar e ver e cruzar qualquer barreira. Caçávamos entre os deuses...""O que acha que somos?...""Nós somos aqueles que mataram o Lobo quando ele mesmo traiu sua posição...""Nem as presas mais vis nós perdoaram pela insolência...""Exceto o Guardião Lunar com todo amor insano...""Então o lugar sem tempo..."

    Aquilo. Aquelas ultimas palavras quebraram a cadencia perfeita entre as vozes. Uma completando a outra como se tivessem os mesmos pensamentos. Aponi afasta as mãos do barril e as chamas enfraquecem, não morrem. "O pesadelo de novo Nini?" Era uma pergunta que ela não precisava responder. "E aí? Que cê acha das mentiras que acabou de ouvir?" Os olhos dela ainda brilham com a emoção da história. Foi uma experiência visceral para ela. Porque chamar de mentira? "A gente conta as histórias assim, as vezes a Nini se perde nas visões e nos sonhos. Ela logo tá bem." A mulher de pele escura estava abraçada a Stuarts como uma criança com medo do escuro. Olhos cheios de lágrimas, e uma risada nos lábios. Ela ria dela mesma. Dás emoções que não podia controlar.
    Bastet
    Mestre Jedi
    Bastet
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1302
    Reputação : 73
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Samantha Doiley - Página 5 Empty Re: Samantha Doiley

    Mensagem por Bastet Sab Mar 27, 2021 6:11 pm



    Samantha
    Doiley

    Sam ainda não entendia bem essa questão de ser “povo” de alguém. Até onde ela sabia, isso era ser parte de uma alcateia... Como então Anne podia estar com aqueles dois ali e ser o povo dos Uivadores? Confuso, mas perguntaria depois, não queria interromper o papo deles. Estavam alegres, talvez a bebida fazendo um pouco de efeito.

    A mulher ficou envergonhada com a crise de riso de Aponi após a sua pergunta, se assustando quando ela pegou em seu braço e disse aquilo. Nem zoou Anne por ter apanhado de um cara baixinho,  ouvindo aquele papo de “deuses” da Aponi.

    - Cara, vocês só podem tá me zoando... – disse, mas percebeu que não estavam. Principalmente quando eles saíram do Bar calados, com o convite no olhar de Anne para que Samantha os seguisse.

    “ é agora que sacrificam a grávida pros deuses”, não conseguiu evitar de pensar, após ver filmes de terror demais. Riu sozinha, se levantando e seguindo os três esquisitões pra fora.

    ---

    REALMENTE ela não tava esperando o que viu lá fora. Um espetáculo de luzes e vozes sincronizadas, no qual os três lobos contavam uma história cheia de intensidade e misticismo. O lado racional de Sam achava tudo meio baboseira.  Nunca acreditou nessas histórias religiosas, que explicavam a criação etc... Uma que falava de seres sobrenaturais em uma época antiga, então?

    Mas...

    Tinha algo mais. Um arrepio que doía os ossos, uma verdade que parecia estar escrita em sua alma. Ela não era um dos que mataram o lobo, mas tinha o sangue deles. Ela sentia que fora assim, que o passado estava próximo de todos, por isso eram muito ligados ao lado espiritual.

    ---

    Quando Anne se aproximou, Samantha estava com os braços cruzados, com a expressão confusa. Olhava as chamas mais fracas, erguendo o olhar só quando ouviu a voz da mulher.  – Isso não é mentira. É? – ela pergunta, puxando Anne pra perto de si,a olhando nos olhos, como se procurasse algo ali – Vocês são incríveis – ela sorriu, envergonhada, passando o nariz de leve no da loba.  Logo viu Aponi toda chorosa.

    - Ela está bem?

    Wordspinner
    Adepto da Virtualidade
    Wordspinner
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1674
    Reputação : 80

    Samantha Doiley - Página 5 Empty Re: Samantha Doiley

    Mensagem por Wordspinner Qua Mar 31, 2021 5:50 pm

    As gotinhas de suor brilhavam com a dança do fogo no rosto de Anne "É claro que é mentira, só que nem tanto. Alguma coisa aconteceu lá atrás, mas o que?" Ela dá de ombros. "Pode ser que tenha sido algo assim mesmo. Mas a história é importante e isso é verdade, as entrelinhas são a verdade, a história não." Ela olha para os outros dois. "Ela lembrou de um sonho ruim. Acontece as vezes. Ela vai fundo quando a gente conta histórias, mas não deixa isso te fazer subestimar ela. A mulher pode fazer chover fogo em um bairro inteiro cara." Anne segura a mão de Sam. "A gente é bem mais que um monte de pelos e dentes." Ela tira um pedaço do barril como quem rasga um pouco de papel de pão e dobra fazendo um avião bem grosseiro, mas com as pontas bem lisas e fechadas como se fosse de cartolina. Ela vira a mão de Sam para cima e coloca o pedaço de metal dobrado nela. Pesado. Duro. Tão inflexível quanto deveria ser. A uratha sorri com um jeito travesso.

    "Isso deixa tudo pior? Nós somos um tipo de predador, sim. Mas somos também ligados a mudança e transfomação." Ela olha para o fogo de novo. "Alguns acham que é a autoridade da lua que dobra o mundo usando a gente. Eu acho que não, acho que é alguma coisa que veio de Urfarah. Desculpa, do Lobo." Ela se corrige depois de ter dito alguma coisa na primeira língua. "Os filhos do Lobo não são só lobos, assim como nós não somos só lobos. Acho que a mudança que lua faz a gente ser ajuda, sabe? Uma finta e depois um soco bem no queixo." Ela mostra devagar com o punho no próprio rosto. "Ela acredita de verdade na coisa toda. Teo? Eu não sei, acho que ele decidiu acreditar por pura convicção. Aposto meus dois olhos que uma história velha dessas foi mexida e remexida. Tem mais de uma versão das coisas. Os detalhes são diferentes. As vezes o Lobo é a mãe. As vezes é o pai. Mas é certo que os puros não mataram o Lobo e nós sim. Todo mundo odeia a gente por isso? Não acho não. Tem que ser alguma outra coisa." Ela da de ombros de novo.

    Aponi limpa os olhos e o nariz. No momento seguinte um sorriso enorme e cheio de dentes. "O que nós somos agora?" Ela pergunta com a voz musical.
    Conteúdo patrocinado


    Samantha Doiley - Página 5 Empty Re: Samantha Doiley

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qua Abr 14, 2021 5:08 am