Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Edgar Shaw

    Faor
    Mutante
    Faor
    Mutante

    Mensagens : 703
    Reputação : 27

    Edgar Shaw - Página 6 Empty Re: Edgar Shaw

    Mensagem por Faor Seg Fev 22, 2021 10:49 am






    Edgar Shaw - Página 6 268_2610



    - Recruta? - Ele levanta os olhos para o cahalith visivelmente confuso. - Desse nome eu não lembro, não conheço. - Sabia que a alfa tinha morrido junto com a mãe e história da bala no peito de Krantz dá o nome a ele, mesmo para quem não possa duvidar nisso. Mas quem mais caiu junto com Sortuda?

    Ao fechar os olhos, tudo é diferente, intenso demais. Ele vai caçando as memórias mas elas desafiavam a mente de Shaw, como se brincassem com ele, como se o caçassem de volta. Mas quando ele realmente escuta os uivos, o filho de Elizabeth fica o tempo todo brigando consigo mesmo para não disparar e correr junto com ela. É difícil. A cabeça gira por cima dos ombros em todas as direções e o rosto de contrai todo para segurar os olhos fechados. O impulso de uivar de volta é gigantesco, como em todo lobo, e ele cerra os dentes apenas rosnando em resposta. O irraka mal percebe que deixou a mão que tocava a pedra escorregar para o solo e que começa a cavar com garras. A arma no chão sendo pressionada pela outra mão e os joelhos e os pés revolvendo a terra enquanto ele se esforça para não sair do lugar, para não disparar e encontrar espaço para correr junto com ela.

    Sem pressa, ele escuta até entender que não pode fazer nada. Que está ali para contemplar, para reconhecer. E que só pôde fazer isso porque foi conduzido, foi carregado por um Garra Sangrenta, como ele. Ele percebe que está em dalu logo antes de abrir os olhos. As botas, camisa e jaqueta não estão expostas e a calça cargo está esticada ao limite. A arma um pouco afundada no chão seco e a outra mão cheia de terra. Ele se levanta deixando a poeira cair e segurando a 9 mm como um brinquedo com a mão enorme.

    - Você me trouxe ao passado, Atiçador. - Ele segue falando na primeira língua, mas a voz é mais grossa que antes. - Um passado que eu não sei se me persegue ou se sou eu que quero perseguir de volta. Obrigado.

    Ele retorna à aparência humnana segurando a pistola com as duas mãos, alisando a arma com os dedos. - E sobre o futuro, Atiçador? Não me entenda mal, eu quero beber em todos os copos que ela já usou, e não vou esquecer que me trouxe aqui. Mas você acha que sou um garotinho do protetorado ou consegue sentar comigo para falar sobre os Anshega?

     


    Wordspinner
    Garou de Posto Cinco
    Wordspinner
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2045
    Reputação : 125

    Edgar Shaw - Página 6 Empty Re: Edgar Shaw

    Mensagem por Wordspinner Qui Fev 25, 2021 5:44 pm

    "Ele era bom. O Recruta. Ele passava o tempo todo contando histórias de quando era aluno em uma academia militar americana. A verdade é que ele era um companheiro incrível mesmo que não calasse a boca nunca." Ele parece olhar para o chão, mas definitivamente sua atenção está no passado. Então um longe momento em que Shaw está ouvindo outra coisa, mesmo que Atiçador tenha dito algo.

    "Teria te mostrado antes se soubesse." Ele faz uma careta pra próxima pergunta de Shaw. "É... os dois. Eu não apareço lá sempre que me chamam? Quando Franco pediu ajuda, Krantz não atendeu? Simon não aceitou ir no julgamento que vocês decidiram que vão fazer?" Ele parece um pouco desgostoso. Mas não irritado ou ofendido. "Termina aí e a gente conversa. Só não vai dar para ser agora. Manda uma mensagem, você tem o meu número." Depois disso o líder da Legião de Sangue vai embora.
    Faor
    Mutante
    Faor
    Mutante

    Mensagens : 703
    Reputação : 27

    Edgar Shaw - Página 6 Empty Re: Edgar Shaw

    Mensagem por Faor Sex Fev 26, 2021 2:38 pm






    Edgar Shaw - Página 6 268_2610



    - Recruta então, vou tomar alguma coisa pensando nesse sujeito mais tarde. - Fala baixo, não perturbando as lembranças do outro uratha.

    O irraka acena para Atiçador. - De algum jeito, ninguém sabia. Mesmo assim, parece que todo mundo soube antes de mim. - Ele dá de ombros, não reclamava da sorte. - Não tinha como eu imaginar antes, não é? - A pergunta era quase sem sentido, não só retórica. Ele pensava na sua pré adolescência, com as memórias sobre a mãe. Sobre o jeito dela, o sorriso. Que merda perder isso.

    A reação do Cahalith sobre cooperação foi clara e Shaw não queria piorar. - É só apetite para bater de volta. Não gosto do cheiro de Anshega tão perto. Mas isso fica pra depois. - De pé, ele olha para a arma e para o cenário tão intocado. - Daqui para frente terá mais um retornando a cada ano. Ela era demais, não era? Toma uma comigo para eu te agradecer direito, olhando só pro passado e pra a tribo? Eu é que nunca mais fui chamado pra um churrasco de verdade! - Não era artificial. Se conectando mais com a mãe ele pensa nos tempos que passou com a Legião, a única referência que tem dos Garras Sangrenta. Ainda que tenha anotado na cabeça que deveria bater um papo com Quebra Correntes também.

     


    Wordspinner
    Garou de Posto Cinco
    Wordspinner
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2045
    Reputação : 125

    Edgar Shaw - Página 6 Empty Re: Edgar Shaw

    Mensagem por Wordspinner Ter Mar 02, 2021 3:52 pm

    "Tá muito perigoso por aí. Os caçadores ainda tão rondando. Brincando de gato e rato com os puros, sem nem saber que tão sendo usados pra distrair os caras." Ele diz parado. "Quer saber, vem comigo." Ele olhava para os ossos brancos e empoeirados no Sheol e seu rosto é cortado por um espasmo de raiva. "Churrasco agora só quando os Anshega tiverem longe daqui. De preferência sete palmos pra baixo."

    --

    Mesmo sentado na mesinha de madeira do restaurante Shaw ainda consegue sentir o cheiro daquele lugar, do lugar onde ele a ouviu uivar pela primeira vez. As garrafas de vidro fazem barulho ao bater na mesa. "Seu pai sempre foi menos do que ela merecia. A gente nunca falava dele. " Atiçador abre a garrafa dele bebe direto dela ignorando o copo. "Claro que todo mundo te viu quando você nasceu. Seu pai ficou cheio de ciume e queria arranjar briga. Ele sempre ficou fora. Nunca soube porra nenhuma, nem o risco que corria. Eles brigavam muito por causa da alcateia e ela manter segredo. Mas o trabalho dela ajudava, dava boas desculpas e mesmo assim acho que nunca engolia de verdade." A voz dele não tem muita emoção e ele vigia bem o outro uratha. "É meio que por isso que a gente não sabia, saca? Isso faz o que? Vinte anos? Teo queria te tirar do maluco, achava que o manguaça ia ser uma merda na tua vida. Era uma briga atrás da outra quando a gente perdeu eles. Sem alfa e cheios de coisa pra arrumar. Trovão louco pra ver nosso rabo desaparecer no horizonte. Aquele cara não gostava de ninguém por perto, tava sempre lutando pra não ser o cuzão que ele queria ser. Dá pra ver se tu souber o que procurar."

    Ele se ajeita na cadeira rodando o liquido no fundo da garrafa, esperando Shaw falar.
    Faor
    Mutante
    Faor
    Mutante

    Mensagens : 703
    Reputação : 27

    Edgar Shaw - Página 6 Empty Re: Edgar Shaw

    Mensagem por Faor Ter Mar 02, 2021 6:39 pm






    Edgar Shaw - Página 6 268_2610


    - Se você me falar o que pensa, talvez eu até entenda. - Atiçador não concordar com as ações das outras alcateias, não traz surpresas, mas o irraka tem uma cara aberta o bastante para tentar pescar outro ponto de vista.

    Ele faz um aceno como quem diz "tá vendo"? - Então bora pensar em garantir esse churrasco. - É um convite para falar sobre os puros, sem forçar.






    Shaw acompanhava, seguia o outro olhando mais para as lembranças do que para frente. Os sentidos são fundamentais para o lobo e ele valoriza ainda mais, mas estava tudo misturado. Não precisou pensar para pedir um copo de whisky barato, sem gelo. Ele não conhecia a bebida, não mais que um sujeito qualquer, pelo menos. Sabia que o cheiro da garrafa do pai era muito pior que o de uma garrafa que Axel trouxe da Olena. O sabor não era exatamente bom, mesmo o da Olena. O barato que comprou, era pior que aquilo. Bem pior. Esse aqui não vai muito além. Mas é diferente. Legal sentir isso.

    O cheiro da bebida se mistura com o cheiro da terra sem vida onde escutou a mãe. O pai perdeu tudo e fede a álcool e o cheiro da mãe é pouco além de uma memória fraca. O cheiro do pai melhora quando ele está próximo, mais presente, o que significa que não anda muito bom. Que merda.

    Isso na cabeça antes do primeiro gole.

    - Sortuda. - Ele levanta o copo. - Pegadas Vermelha e o bom Recruta também. - Fala baixo, olhando para Michael. Logo Michael volta a ser o Atiçador e Shaw chega na metade daquela dose. - É é.. meu pai deve ser um merda mesmo. Nem sabia lidar com a vida tendo uma mulher oficial militar sempre ausente que puro acaso era um uratha. - Fala como quem dá pouca importância e usa a palavra na primeira língua de propósito para evitar a audiência.

    - Vocês são um barato. - Ele não explica. - Já pensou que ele era exatamente o que ela precisava que ele fosse? - A tentativa de defender o pai era bem mais óbvia aqui, mas não cheia de energia. - Mas diz aí.. Stuarts não "me tirou do velho"... - Fazendo "aspas" com uma das mãos. - Vocês perderam meu rastro... como ficou a previdência da minha mãe? Simplesmente deixaram a gente pra lá? - Pelo tom, muito longe de ser uma cobrança. Realmente rolou uma curiosidade sobre o filho de um uratha caído.

    Escutando sobre Trovão, Shaw levanta o copo outra vez. Outro caído. - Cara, eu não vou remoer e tô cagando se ele gostava ou não de alguma coisa. Mas querer os Garras indo embora? Por que?

     


    Wordspinner
    Garou de Posto Cinco
    Wordspinner
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2045
    Reputação : 125

    Edgar Shaw - Página 6 Empty Re: Edgar Shaw

    Mensagem por Wordspinner Sab Mar 13, 2021 3:25 am

    Shaw escreveu:É é.. meu pai deve ser um merda mesmo...

    Ele parece satisfeito quando Shaw diz aquilo. Então o irraka faz sua pergunta e o outro uratha olha para o lado balançando levemente a cabeça de cima para baixo. A boca torcida.

    "Quebra Correntes sabia exatamente quem você era o tempo todo. Ele deve ter achado que seu pai era isso aí. O que você precisava que fosse. Ela deixou um buraco nele, eu sei. Deixou na gente também. Mas Trovão?" Ele pega a garrafa e cheira. "Ele tinha o cercadinho dele e ainda assim achava que era dono da cidade toda. A gente? um bando de estranhos chega aqui e começa a pisar no jardim do cara. Não só a gente. Todo mundo. O cara era uma lenda antes de eu começar a uivar. Ele tinha ido mais longe do que eu jamais vou conseguir. O puto matou o porra do Rei dos Lobos. Ele não queria um bando de novatos ali. Ele chamava todo mundo de novatos e o que a gente ia dizer?" Ele dá de ombros e toma um gole longo.

    "Depois de uns anos todo mundo achou que você não ia mais virar, sacou? Que tu tava seguro aqui. Ideia besta. Segurança fora da alcateia nem parece que existe. Trovão não gostava de ninguém que tenha chegado depois deles. O velho se segurava, mas não gostava nem um pouco. O juramento era importante pra ele saca? Não falava merda com você. Mas essa coisa de protetorado foi enfiada na garganta dele e a real é que acho isso errado. Uma união pela metade onde ficam uns atrapalhando os outros e não podem ser urathas de verdade porque tem que seguir as regrinhas inventadas." O veneno dele é mais brando dessa vez. Mais fraco. Diluido com bebida. "Eu ia querer que essa galera querendo brincar de casinha bem longe de mim. Não é o que a gente. Tu acha que é?" agora ele prestava muita atenção no irraka. Olhos vidrados no filho da Sortuda.
    Faor
    Mutante
    Faor
    Mutante

    Mensagens : 703
    Reputação : 27

    Edgar Shaw - Página 6 Empty Re: Edgar Shaw

    Mensagem por Faor Qua Mar 24, 2021 10:38 am




    Stuarts sabia o tempo todo e nem mandou um cartão de Natal. Que coisa. Sobre Trovão, era difícil acrescentar qualquer coisa. Ele era O cara, Shaw estava cagando se foi ruim pra ele ver chegar um bando de novatos.

    - Pois é... eu virei e foi uma fudição só. Normal. - Passado os primeiros goles, Shaw está claramente mais relaxado e cada vez mais distante de provocar qualquer coisa - ou de cair em uma provocação.

    - Ahhh o protetorado... Eu estou há pouco tempo nisso e não vivi em um mundo onde isso não existia, né? O que eu acho? Acho que dá para viver sem e acho também que é uma boa saber que o meu vizinho vai defender a minha casa se eu me afastar caçando um Anshega filho da puta.

    Shaw dá de ombros, a chance de mudar a opinião de um cabeça dura é zero, mas a conversa está suave. - A verdade é que eu tenho uma convicção mais forte sobre isso. O que importa mais? Vencer uma disputa contra outra tribo, outra alcateia? Talvez arrebatar algum Parente ou um pedaço de território? Um fetiche talvez? Ou até garantir uma caçada valiosa, sei lá... - A voz era propositalmente baixa. - Isso tudo ou enfiar o dedo no olho de um Puro? Isso ou lutar contra alguma merda maior, que arregaça todo mundo, de tudo que é cor ou marca? Entende o que eu digo? Eu aceito opiniões de todos, respeito ou estou cagando e andando para quem pensa diferente, tanto faz. Mas eu não consigo admitir abrir mão de uma vantagem contra algo que realmente importa. Não sem um motivo realmente muito bom.

    Ele levanta o copo quase vazio brindando ao argumento. - Aliança, protetorado, pacto, campo, o que for. Se é o que a gente é... talvez não, a gente é mais primitivo que isso, no bom sentido. Mas deixar de bater mais forte num puto porque não gosto de ter um outro alfa do meu lado? - Ele não responde termina a bebida.






    - Eu queria ouvir de você porque eu não tive espaço na Legião. - Mais uma vez, não era difícil de ler a intenção de Shaw de conhecer mais e não questionar qualquer parte do passado.

    Wordspinner
    Garou de Posto Cinco
    Wordspinner
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2045
    Reputação : 125

    Edgar Shaw - Página 6 Empty Re: Edgar Shaw

    Mensagem por Wordspinner Sex Mar 26, 2021 2:00 am

    Ele ouve atentamente. Claramente interessado. Quando Shaw fala mais baixo ele se aproxima. Ele ri alto com o brinde de Shaw, mas responde sua pergunta final com uma batida na mesa. O som era seco e duro. Os dedos se afastam. Ossos. A primeira parte de um monte de dedos. "Anshega." Ele tira mais alguns ossos de um bolso com a outra mão. "Não ia ser eu que ia deixar vocês morrerem. A verdade é que vocês não iam conseguir correr na velocidade que eu precisava. Um pouco ofensivo, né?" Ele não ri. Não oferece nada para amenizar o que disse. "Cada um deles é um desses desgraçados." Shaw conta os ossos sem nem tentar. Impossível não contar. Nove. "Trouxe para mostrar pra eles. Esse aqui é do dia que o Trovão morreu. Mas nem foi a gente que matou. A Chaya tá quase pirando com a pressão." Dava para sentir na voz que até ele não estava curtindo a viagem. "Tá querendo sair do cercadinho?" Era ele de novo. "Me trás um desses."
    Faor
    Mutante
    Faor
    Mutante

    Mensagens : 703
    Reputação : 27

    Edgar Shaw - Página 6 Empty Re: Edgar Shaw

    Mensagem por Faor Qua Mar 31, 2021 6:08 pm



    Ossos.

    Atiçador segue apresentando seus troféus ou o quer que ele considere que está mostrando e Shaw segue acompanhando. Uma provocação? Não incomoda ainda. - Pra mostrar pra eles? Calma aí... - Ele não para, não precisa parar. O Algoz fica quieto encarando os ossos. - Cara, você caça os puros? Você enfrenta a presa? - A voz ainda era como antes, como se buscasse argumentos. - Bom, ninguém tem que te pedir para fazer isso, não é? Ninguém tem que te agradecer também! São Anshega! - Ele não se altera, segue falando baixo.

    Mas é difícil simplesmente querer manter a argumentação. - Você acha que eu não corro, ou que estou me segurando num cercadinho, ou que quero provar que posso sair? Aí você não me conhece, então. Você acha que eu não dou conta e espera que eu queira provar alguma coisa para você? Para alguém? Na boa? - Ele falava quase sorrindo, não esperava, nem queria respostas. - Não não... você vai ver algo útil em mim, ou alguém vai, a gente vai tomar outra garrafa, e de uma conversa como essa vai sair um jeito de dar um golpe tão bem dado nos filho das putas que aí sim vai valer a pena ver uratha caindo de bêbado.

    Shaw já mal olhava para Michael, perdeu o apetite e ficou encarando o copo vazio. - Você diz que a gente não é protetorado, eu digo que você não conseguiria carregar todos os ossos que seria capaz de arrancar se fosse. Mas pode mudar o nome. Pode chamar de aliança, vizinho, amigo. Alguém que faça você fazer mais e melhor o que você gosta de fazer, o que você é bom em fazer. - Com uma alegria sem explicação ele até fala um pouco mais alto. - Vontade ou motivo para arrebentar alguém próximo assim? O tempo todo. Você conhece o Franco, a vontade de afundar os dentes no rosto dele é constante. Mas eu arrancaria a cabeça de qualquer um de fora que olhasse desse jeito pra ele... enfim, você já entendeu o que eu quero dizer e eu não quero ser mais chato. - A alegria vai embora e leva junto a paciência.

    - Você é foda e eu realmente adoraria correr contigo para foder esses putos. - Ele aponta para os ossos. - Eu acho que você seria ainda mais foda se concordasse comigo. Mas é isso. Do jeito que está não é ruim. Ou vai continuar sendo uma merda, tanto faz.

     
    Wordspinner
    Garou de Posto Cinco
    Wordspinner
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2045
    Reputação : 125

    Edgar Shaw - Página 6 Empty Re: Edgar Shaw

    Mensagem por Wordspinner Qui Abr 01, 2021 6:43 pm

    Shaw escreveu:São Anshega!

    "São e tão fervendo e iam ter jantado vocês. Pior, vocês iam ter dado um mole e aí ia morrer todo mundo." O tom era superior, mas o rosto mostrava alguma satisfação com o que o Irraka falava.

    Shaw escreveu:...quero provar que posso sair?

    "Acho mesmo e cês vão ser arrancados pra fora disso antes de tarem prontos, mas vão tá melhores do quando bateram na minha porta." Alguma coisa no que Shaw falava agrava o cahalith. "Vocês vão levar aqueles putos molengas pra guerra, é? Pra bater pesado nos puros?" Ele gargalha, mas não de Shaw.

    "Eu não quero mais ossos pra carregar, Ed. Eu vou continuar lutando enquanto eu conseguir, mas uma porra dessas mexe com você. Mexe até com os desgraçados do lado de lá." Ele gargalha de novo quando Shaw fala de Franco e faz sinal para mais uma garrafa. "Aquele idiota levou um tiro na frente das cameras e tá escondido dos tiras, cê sabe?"

    Ele ouve as ultimas palavras de Shaw e os olhos do cahalith parecem brilhar de emoção. "Então corre porra. Shaya vai ficar uma semana de molho, depois disso a gente vai pra cima de novo e bem fundo dessa vez. Afia as garras até lá e se despede, que não vai voltar todo mundo dos seus. Não moles como são." Ele conseguia sempre misturar as ofensas e provocações em qualquer coisa. As garrafas chegam na mesa e o garçom não pergunta nada, só se afasta.

    "Cês tem coragem mesmo? Correr na porra da sombra e lutar com inimigos de verdade? Que sentem seu cheiro no ar. Que não morrem e você tem que derrubar de novo e de novo. Pegar os caras na covardia e arrastar os putos pra uma morte inglória e nojenta?" Tinha uma provocação ali também. Um teste.
    Faor
    Mutante
    Faor
    Mutante

    Mensagens : 703
    Reputação : 27

    Edgar Shaw - Página 6 Empty Re: Edgar Shaw

    Mensagem por Faor Sex Abr 09, 2021 5:17 pm



    Shaw volta a beber e só acompanha as palavras de Michael. Ele ignora as gargalhadas. O cahalith entendeu o argumento. Vantagem ou desinformação: o que você prefere?


    Atiçador escreveu:"Aquele idiota levou um tiro na frente das câmeras e tá escondido dos tiras, cê sabe?"
    - Franco contina curtindo uma câmera, é a vaidade. Tem a ver com tua Lua cara. - Ele tenta zombar sem desrespeito e mostrando que sabia o que tinha acontecido.

    O outro garra logo se empolga, os olhos brilham, e o irraka tenta se manter na dele. Shaw não comenta sobre Morte Cinza. - Você quer o Shaw animal, o Shaw filho da puta? O Shaw que arranca pedaço sem nem olhar de quem é? O Shaw que caga pro que é certo? Ahhh esse é o cara divertido! Eu adoro ele! - Sorriso aberto, salivando com os olhos arregalados.

    - Mas tem que pagar o pacote completo, porra! O Shaw Algoz que tem compromisso com o Caminhante e com as outras alcateias vai junto, caralho. - Ele morde enquanto fala, mas não com irritação ou raiva. É seriedade e um pouco de whisky. - Vai mandar cartinha colorida pra mim mostrando onde tem brecha pra gente foder e onde tem uma casinha pra costurar um membro caído? Ou só quer soltar a coleira na hora certa?

    Ele se aproxima por cima da mesa, com os olhos dentro da mente do outro uratha. - Michael, alcateias, aliadas, batendo com isso aqui... - um indicador batendo na própria cabeça - ... muito antes de arrancar ou perder qualquer pedaço. - Ele fala devagar.

    Um gole e ele acha que está sendo repetitivo. - Porra cara, você mesmo disse. Eu corri sem saber que vocês seguravam um flanco, só voltei porque vocês estavam lá e eu mal podia saber onde minha alcateia estava! - Ele volta a se encostar na cadeira. - Eu estou pronto para bater pesado nos putos, e se precisar, eu não vou esperar cartinha de ninguém. Vou pra cima, na sujeira, como você disse. Mas aí vou cair antes de saber em quem estou batendo... isso não é bem um problema para mim, não como para a maioria pelo menos. Mas tem jeito melhor, não é?

     
    Wordspinner
    Garou de Posto Cinco
    Wordspinner
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2045
    Reputação : 125

    Edgar Shaw - Página 6 Empty Re: Edgar Shaw

    Mensagem por Wordspinner Qui Abr 15, 2021 1:58 pm

    Shaw escreveu:Vai mandar cartinha colorida pra mim mostrando onde tem brecha pra gente foder e onde tem uma casinha pra costurar um membro caído? Ou só quer soltar a coleira na hora certa?

    Ele dá de ombros de forma cínica. "Não é para isso que vocês tem seus amiguinhos do cercadinho?"

    Quando o Irraka bate na própria cabeça o cahalith parece aprovar. Ele ouve o irraka até o final. "Faz seu plano então. Se mete lá pra olhar ou pede ajuda pra algum dos coleguinhas. Cê tem uma semana." Ele fica paralisado um instante. "Ei, qual teu nome? Já tem um?"

    --

    -Manhã seguinte a conquista de Shaw como Alfa, logo depois da casa-

    O irraka ainda precisava olhar a fronteira e rodar todo território era um ótimo jeito de ficar sozinho e pensar. Ele também ia ter que dividir as tarefas de Ethan e Connor e suas partes da ronda. A sombra parecia ainda pior agora, Ethan foi só o primeiro a fugir, mas era um covarde útil nisso aí. Entrar numa luta sem ele não era o ideal, sem Connor também poderia ser um desastre. O convite de Atiçador ficava rodando na cabeça dele como um daqueles motociclistas do globo da morte. Mas todos esses pensamentos são interrompidos pelo cheiro de uratha.

    Shaw estava perto da praia quando sentiu. O corpo todo responde aquilo. O cheiro de outro predador era sempre uma ameaça. Reconhecer aquele cheiro trazia sentimentos e sensações conflitantes. Sombra Vermelha. Não era o momento perfeito para tirar de circulação o alfa de uma alcateia rival? Ela não sabia ainda, sabia? De qualquer forma, era bom tirar um deles sozinho antes da luta. Não era impossível de imaginar. Mas os puros deixavam isso impossível, não é? O telefone dele vibra. Uma mensagem. "Precisamos falar com você." Shaw respira fundo. Só consegue sentir o cheiro dela. Logo depois tem uma foto, ela não aparece na foto, mas o lugar fácil de reconhecer já que ele vê todos os dias. Não mais que cinco minutos a pé. Pensar nisso já é andar na direção.

    Logo Shaw vê os três. Duas motos. Richard, William e Amy. A ultima tinha curativos frescos. Ela segurava duas bolas de tenis na frente do corpo e Richard segurava as mãos dela por cima. Toda vez que ela largava uma ele tentava pegar antes de cair no chão. William estava deitado na moto com o celular na mão. Eles não parecem ter percebido Shaw, mas definitivamente percebiam o limite do seu território e ficaram fora dele.

    Richard se vestia como sempre, como se tivesse pego as roupas velhas de um irmão maior que não gostava de cores. Mangas compridas e jeans puído. Amy se vestia como se fosse correr, um top e shorts justos e curtos para ficarem fora do caminho, mas sem nenhum interesse em mostrar nada. Um moletom roxo com olhos no capuz amarrado na cintura. William usava uma camisa de botões quase toda aberta e um colete cinza completamente aberto, a calça escura combinava com os sapatos que também eram escuros.

    De onde eles estavam dava para ver o mar, dava para ver o lugar onde Shaw ia todas as noites para seu acordo com a maré.
    Faor
    Mutante
    Faor
    Mutante

    Mensagens : 703
    Reputação : 27

    Edgar Shaw - Página 6 Empty Re: Edgar Shaw

    Mensagem por Faor Qui Abr 15, 2021 4:38 pm



    O clima da conversa é bom, o whisky ajuda. Shaw fica com uma cara vazia por um tempo, falta alguma coisa. *- Faz seus planos? E a parte que você abre o jogo com alguma informação útil? * - O pensamento ele engole junto com a bebida.

    Atiçador paralisa e Shaw aponta o indicador com a mão que segura o copo mas logo vem uma pergunta atravessada. - Não, nenhum. - Ele fala sorrindo, parando pra pensar e largando a bebida. - Nada. - Ele acrescentou depois de procurar na memória algum momento que pudesse ter um nome no ar.

    - Uma semana, então? - Ele deu tempo para o outro se divertir com a ideia de Shaw não ter um nome e traz de volta suas dúvidas. - Eu posso trocar uma ideia com um ou outro, mas até aqui sei duas coisas: puros e uma semana. Se achar que pode falar mais, agora, ou antes da próxima lua, manda uma cartinha. - Ele pisca um olho.

    - Quem deu o seu? - Fora do contexto, difícil de entender. - "Atiçador".


    -Manhã seguinte a conquista de Shaw como Alfa, logo depois da casa-


    A noite anterior foi longa, longa demais, e agora Shaw estava sozinho e ocupado - estava de bom humor. Não estava desatento, porém, desatento nunca. Tinha muito o que fazer e com o que se preocupar e as sombras eram boa fonte de preocupação.

    Algumas coisas ele deixa de lado, mas não esquece de verdade. O sujeito que reapareceu respirando depois de uma morte bem convincente é um incômodo e a sensação de não estar farejando o que recebeu de Amy é azeda, mas ele faz o que dá.

    Amy. Amy não é um problema, mas os Dragões? Talvez Amy seja um seguro ou quem sabe uma bomba relógio, por enquanto, ela é um desejo forte, pouca coisa a mais. O cheiro dela é fácil de seguir, não precisa pensar.

    Vendo os outros dois com ela, um sorriso. Ela é quase um irraka. Ele se aproxima avaliando se Richard tem alguma dificuldade em completar a tarefa.

    - Saudades? - Falou para ninguém.

    Shaw está vestido como sempre: botas curtas e confortáveis, calça nada justa e nem grande demais - uma cargo de tecido médio, boa numa rápida corrida curta, péssima numa maratona - e uma camisa qualquer de algodão, lisa e clara. Óculos escuros pendurados na gola.

     
    Wordspinner
    Garou de Posto Cinco
    Wordspinner
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2045
    Reputação : 125

    Edgar Shaw - Página 6 Empty Re: Edgar Shaw

    Mensagem por Wordspinner Dom Abr 18, 2021 3:37 am

    Shaw escreveu: "Atiçador".

    "Cê nem acredita. O diabo do morto. Trovão. Eu era outra coisa antes." Ele ri e depois responde. "Pés na Areia. Mas ele começou a me chamar assim. Começou e as pessoas pegaram o coro e não tinha o que eu fizesse. O nome combina mais na verdade. Nem posso negar." Ele raspa o fundo do copo no topo da mesa. "Os puros tão agindo estranho. Divididos mais que o normal. Se isso te ajuda. Os caçadores daquele dia ainda tão por aí com os caras de fora e os Dragões tentando empurrar eles na direção dos puros e pra longe daqui." Ele faz uma careta de desgosto.

    "Essa porra é impossível sair seguindo qualquer rastro. Tem um monte. Quando a gente acha alguma pista e avança a gente pode encontrar qualquer coisa. Uma casa vazia ou um bando deles ou todos eles. Se a gente tiver muito azar encontra eles antes dos caçadores encontrarem todo mundo. Eles são muito bens, especialmente o puto do parente no meio deles." Um sorriso torto que as garotas da mesa do lado pareciam achar especialmente charmosos pelo barulho excitado que fizeram "Nosso primo. Sparhall é o lugar mais fácil de achar um dos puros e os caçadores também ou até aquele idiota Garras de Ferro achando que tá enganando todo mundo. " Ele bate um dos dedos na cabeça. "Tão levando todo mundo que eles acham pra longe daqui, parentes e outros urathas porque?" Ele bate o copo na mesa, mas sem muita força. Só raiva.

    --

    Richard pega a a maior parte das bolas. Shaw percebe Amy tentando distrair o outro irraka movendo as mãos como uma finta. Falando e apontando coisas. Abrindo e fechando a mão rápido demais para a bola cair. Richard tenta continuar focado, mas ri. Talvez seja o suficiente. Um riso e você perde o fio. Amy larga as duas bolas ao mesmo tempo quando ele fala. Richard é pego de surpresa e deixa as duas cairem. William assiste elas rolando para longe com cara de preguiça, o irraka escorrega da moto lentamente para ir atrás delas. "Olha, veio rápido." Ela coloca uma das mãos na cintura depois de dar um passo mais para perto. Richard olha em volta devagar e por fim para os olhos em Shaw e qualquer traço de um sorriso já desapareceu. "Eu vou dar um tempo pros meninos conversarem e vou molhar os pés na água." Ela passa perto do irraka enquanto fala. "Inteiro." Ela diz olhando ele de cima a baixo como se pudesse ver bem mais do que o confortável. Ela ri, ou mostra os dentes, ou algo no meio do caminho e a expressão logo se enche de uma alegria quase infantil quando os olhos se desviam para a água.

    "William acha que o protetorado vai se reunir para debater vocês. Eu concordo e acho que o resultado do debate não vai ser bom para vocês." A voz de Olhar Curioso era controlada e calma, o tom deixava claro que ainda não tinha dito tudo que queria, mas que não ia se apressar e atropelar Shaw. "Melhor pegar." Ele joga as bolinhas para Richard. "Seu território já era grande para cinco e agora são três. Garra de Ebano moveu a primeira peça na mesma noite. Stuarts concorda com ela e assim que ele responder a mensagem ela vai ter o que precisa pra chamar uma reunião bem legítima. Richard vai atender o chamado, claro. Assim como todo mundo. Até vocês, eu tenho certeza." O outro irraka parece triste por um instante quando William diz o seu nome e concorda com a cabeça.

    "Esse não é motivo de estarmos aqui, mas essa é a razão pela qual viemos tão cedo." A voz ainda sem expressão contrando intensamente com o outro que era amigável e familiar. O espaço que Richard mantinha entre as pessoas William ocupava como se sempre tivesse estado ali. "Eu sei que não teve muito tempo para pensar, mas eu tenho uma pergunta antes de a gente continuar. " Ele aperta o ombro de Richard com afeto genuino e olha cheio de expectativa para Shaw e o espaço entre os dois parece encurtar, como se a qualquer momento Shaw fosse levantar a mão para repetir o gesto que acabou de ver. "Está pronto para ser um de nós? Pronto para se alistar na de Torre de Prata, Edgar Shaw?" De alguma forma ele fazia o seu nome completo parecer solene e ao mesmo afetuoso. Cada silaba tinha um cuidado como se até pronunciar o seu nome fosse algo importante. Talvez fosse se o mestre do ferro realmente acreditasse no garra sangrenta como disse.

    No fundo, com os pés na água fria e ténis nas mãos Amy corria pela espuma.
    Faor
    Mutante
    Faor
    Mutante

    Mensagens : 703
    Reputação : 27

    Edgar Shaw - Página 6 Empty Re: Edgar Shaw

    Mensagem por Faor Sab Abr 24, 2021 10:17 am



    - Pés na areia? - Ele se diverte. - Temos que admitir que Trovão fez um bom trabalho.

    Ele volta a falar sério. - Sei que não dá para marcar hora na guerra, mas não sei o que consigo fazer em uma semana. Eu não sei jogar xadrez, nem quero aprender. Eu sou o burro da turma. Mas não vou afundar os Algozes na merda, não de olhos fechados. A menos que a merda suba ainda mais rápido, claro. - Shaw não recua, só é honesto. - Mas não me tira do jogo. Eu quero ir pra cima.






    - Vim rápido? Fedor de uratha do lado da minha casa... não dá para deixar passar. - Ele sorri e estica o pescoço para farejá-la, mas não a impede de ir na direção da água. Ele para diante dos outros dois.

    Shaw escuta os dois e os passos de Amy se afastando. Não demonstra nenhuma resistência. - Os Algozes no centro das atenções. - Ele fala quase debochado. - Mas é legítimo, todos devem atender o chamado. - Ele realmente parece concordar mas fica encarando Olhar Curioso. - Três alcateias iriam conversar sobre territórios antes de uma assembleia. Eu prefiro fazer isso com você, Amy e o meu elodoth. Preciso ouvir sobre os Anshega, sobre Sparhall. Os Algozes estão só reagindo, e não por que queremos. Mas tudo ao seu tempo. - Ele também não quer atropelar a conversa.

    O Algoz respeita o tom solene que William propõe mas não está tão aberto e alegre como ele. Na verdade, Shaw parece no meio do caminho entre o entusiasmo de um e as restrições do outro. Ele não toca os demais, não estende as mãos e termina por cruzar os braços, ouvindo cada letra, atento. - Obrigado. - Ele sorri e abre os braços. - Obrigado mesmo. Significa muito para mim agir contra o que está errado. Eu não sabia disso, mas significa. Espero que você esteja certo, William, espero que eu possa ajudar. Eu sou um Garra Sangrenta e eu não conheço outros campos. Mas a Torre de Prata aponta exatamente para as presas que eu quero caçar, que eu quero destruir. Não posso ser contra uma colaboração assim. Eu quero fazer parte. - Ele olha para cima rapidamente e tem algum peso nos ombros.

    - Eu sou um Algoz e hoje não sou tão leve quanto antes, vocês precisam saber disso. Se estou pronto? Eu sinto que sim, e estou pronto para colocar isso à prova. - Ele quer mas pontua o que não pode abrir mão.

     
    Wordspinner
    Garou de Posto Cinco
    Wordspinner
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2045
    Reputação : 125

    Edgar Shaw - Página 6 Empty Re: Edgar Shaw

    Mensagem por Wordspinner Sab Maio 01, 2021 4:33 am

    "Você é o sem lua, amigo. Cê arranjas as informações, eu só dou o chamado pra guerra. Só boto fogo nas coisas, você que tem que encontrar o caminho para fora dele." O cahalith da de ombros olhando em volta e achando bastante graça de si mesmo. Quase como se procurasse uma plateia para receber dela aplausos. "Te mando um aviso se precisar, sinal de fumaça ou sei lá." Para ele aquilo tinha acabado.

    --

    Richard concorda quando Shaw fala sobre falar de terrtório sem envolver o protetorado e lança um olhar sofrido na direção de Amy. "As cartas tão caindo da sua mão e as apostas tão subindo." Quando os olhos dele voltam para Shaw não tem nenhuma emoção. Olhos de lobo.

    Shaw escreveu:Eu quero fazer parte.

    William sorri, os dentes brancos e o rosto alegre diferentes da seriedade alerta de Richard.

    Shaw escreveu:Eu sinto que sim, e estou pronto para colocar isso à prova.

    "Nós nunca o tirariamos de sua alcateia, Shaw. Se você fosse o tipo de pessoa que os trocaria por nós nunca receberia o convite." Ele fala como se de alguma forma tivesse ganho algum sorteio que em que nem tinha entrado. Richard confirma com a cabeça, satisfeito e sério. "Sempre são necessários dois de nós para se ter um terceiro." Ele move o e fecha os dedos como se tivesse apanhado algo no ar ao lado do corpo. Shaw ouve um som de correntes. Richard abre e fecha os dedos com os olhos no chão, o rosto pura concentração enquanto William parece pronto para pedir uma cerveja. O mundo fica frio em um instante. Não o frio congelante do inverno, mas algo que era ligeiramente desconfortável. O frio que te mantém atento e seca o suor. O sol parecia esmorecer coberto por fantasmas das nuvens tempestuosas do Hisil. As sombras cheias de movimento, vivas.

    Richard estica uma das mãos na direção de Shaw. Fechada. Segurando a sugestão de elos escuros como prata esquecida se arrastando para as sombras. "Para usar as forças um do outro..." A voz solene e lenta. "Carregamos as fraquezas dos nossos irmãos..." e então juntos "Como eles carregam as nossas." A corrente parece mais real, quase real o suficiente para tocar quando eles oferecem os elos para o Irraka. Shaw sente os dedos formigando, ele sente como se os horrores ocultos nas sombras não fossem todos inimigos.


    --

    "Eu tenho uma ideia pra fazer os Algozes não ficarem mal na fita no próxima reunião. Espere uma ligação." Ele tem um raro sorriso no rosto e ainda parece satisfeito. "Bom, garotos, eu tenho que correr. Tenho um compromisso indaiável com um pessoal do outro lado da ilha." Ele sobe em uma das motos e sorri ao mostrar que a chave tem um monstrinho como chaveiro. Uma miniatura gorducha do godzilla. "Se me dão licença." Ele arranca com a moto e o sorriso de Richard se desfaz em um suspiro. "Infelizmente eu também tenho que correr." Ele não parecia apressado um segundo atrás. Mas não demora mais que alguns segundos para estar em movimento.

    Quando o segundo motor ronca os dois ouvem Amy gritando. "Hey!" Indignação. Incredulidade. Richard ri, mas algo baixo e rouco e quase sem emoção. Quando ela coloca os pés molhados no asfalto ele já está longe. "Ele roubou a minha moto." Os olhos seguindo o alfa dos Uivadores. Ela joga os tenis no chão irrtada. Ombros tensos e rosto fechado.  "Não dá pra confiar em ninguém..." Os dentes aparecem em um rosnado irritado, mas ela olha para os pés e ri. Depois olha para o irraka dando de ombros e rindo ainda mais alto. "Você dá carona para alguém..." Ela balança a cabeça devagar e uma das mãos vai na direção da barriga. "... Nenhuma boa ação fica impune." Ela gargalha como se fosse a coisa mais engraçada que poderia ter acontecido.
    Faor
    Mutante
    Faor
    Mutante

    Mensagens : 703
    Reputação : 27

    Edgar Shaw - Página 6 Empty Re: Edgar Shaw

    Mensagem por Faor Qua Maio 12, 2021 1:31 pm



    Shaw acompanha o olhar de Richard para Amy. - Você sabe que eu detesto apostar, não é? Eu não gosto de correr, não gosto de blefar, não sou bom jogador. - O algoz devolve os mesmos olhos de lobo para Richard. - Mas eu tenho meus recursos. - Sem explicação, ele dá de ombros. A mente simples trás algum conforto e firmeza de decisão em decisão.

    Ele concorda com os olhos quando falam sobre a alcateia, ele não esperava outra coisa, não se enganou. A partir dali, ele acompanha, tenta seguir os passos dos outros. Tenta aprender. Frio.

    Logo as sombras parecem transbordar e o som metálico se aproxima. Ele ainda olha de um para o outro, ainda tem as mãos junto ao próprio corpo, enquanto eles se movimentam e conduzem grossas correntes pela sombras. Ele deixa as mãos buscarem os elos que se alongam na direção deles, e ainda encarando os outros dois, sem precisar baixar o olhar, as palmas abertas para cima logo se fecham. Ele torce os punhos cerrados girando as mãos que agora sentem as correntes reais, três vértices sólidos, unidos.

    O algoz só muda de postura acompanhando os demais e logo o calor retorna e as sombras se acalmam, mas não se afastam.

    O sorriso de Richard não pode deixar ninguém tranquilo. Ele move tabuleiros enquanto os outros se concentram em poucas peças. Ainda assim, Shaw está em paz com todas as suas desvantagens e não vai fugir dos problemas e nem das oportunidades que aparecerem. - Vocês sabem que quando acaba um ritual importante, uma conquista, um convite assim, é razoável dar uma festa, pelo menos oferecer uma boa costela assada, certo? Vocês tem muito o que aprender ainda... - Ele se despede em tom de brincadeira, como se não houvesse nada pra se preocupar.

    Amy irritada é uma delícia e Shaw só sorri enquanto ela chega bem perto. - Para de fingir que não queria um tempo aqui comigo. - Ele fala convencido, ainda embalado pelo humor. - As crianças estão bem? - A pergunta surpreende até ele. Diante dela, explode uma vontade de se afastar das alcateias, dos campos, das tribos, de tudo que não seja apenas ser um lobo livre. Ele estica a mão para a mecha vermelha nos cabelos da rahu. - Eu não sei onde tô pisando, nem é contigo. É com tudo. Mas contigo eu tô bem. Do meu lado pelo menos! - Ele ri sem olhar pra ela, como se estivesse vendo algo por cima de Sombra Vermelha, está concentrado em algum ponto entre os fios coloridos. - Mas mesmo assim é bom saber até onde você está aqui. Até onde você quer, porque você provoca algo bom demais para eu silenciar sem você pedir.

    Wordspinner
    Garou de Posto Cinco
    Wordspinner
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2045
    Reputação : 125

    Edgar Shaw - Página 6 Empty Re: Edgar Shaw

    Mensagem por Wordspinner Sab Maio 15, 2021 2:56 am

    Shaw escreveu:Mas eu tenho meus recursos

    Richard meneia com a cabeça e William parece satisfeito, mesmo não tendo parecido se importar antes.

    Richard não parece muito satisfeito com a ideia de comemorar. Mas William faz um gesto de telefone e pisca.

    --

    Sam escreveu:Para de fingir que não queria um tempo aqui comigo.

    "Bom, não é como se fosse ruim. Só não tava nós meus planos voltar a pé para casa." Ela empurra Shaw, mas é algo sem força e no fim os dedos dela acabam segurando o braço do irraka. Ele pergunta das crianças e a preocupação aparece clara como o céu azul acima deles. Ela balança a cabeça que sim e abre a boca para falar, mas fecha e confirma de novo. "A gente não é feito para silêncio o tempo todo. Me fala mais disso aí." Os olhos azuis procurando no rosto de Shaw. Ela respira fundo como se pudesse arrancar as respostas do cheiro que Shaw deixa no ar. "Cê sabe que eu não sou normal, né? Não o que você chamaria de normal antes da mudança e provavelmente não o que você chamaria de normal hoje." Ela se estica na ponta dos pés. Ela cheira a areia e mar. Cheira ao perfume que ele sentiu no pai dela. Cheira a madeira, ferro e óleo. Cheira também de um jeito que o lobo entenderia, emoções correndo embaixo da pele. "Eu quero que você fale." A voz era mais baixa e quase rouca, estava perto demais para usar um tom normal. As notas infantis evaporadas do discurso. Ela não olhava em volta ou desviava o olhar. O rosto branco e corado virado para o dele o tempo todo. Os olhos famintos pulam da boca para os olhos do irraka.

    Ela era mais baixa e mais leve. O peso do corpo apoiado no dele. O aperto das mãos só forte o suficiente para não cair.


    Faor
    Mutante
    Faor
    Mutante

    Mensagens : 703
    Reputação : 27

    Edgar Shaw - Página 6 Empty Re: Edgar Shaw

    Mensagem por Faor Dom Maio 16, 2021 3:33 pm



    O ar quente entre eles e a umidade tem cheiro, gosto e eletricidade. Ou ele sente isso, a intensidade dela atraindo ele sem encontrar resistência alguma. Ele sorri e a mão livre apenas se aproxima do pescoço dela, apontando com os nós dos dedos. - Falar disso o quê? Das crianças? - Ele ainda sorri e segura com suavidade o braço que ela deixou preso nele. - Seus filhos. Tudo bem por lá, não é? Não achei que eu curtia crianças, não sei se curto, mas é isso que importa. Sei lá, deve ser esse monte de grávidas em volta. - Ele fica sem graça, perdido. - Tem muita coisa acontecendo e eu tô tentando me concentrar no que realmente importa. E aí? Como eles estão?

    Ele também tinha todos seus sentidos concentrados nela. - Do que você acha que eu fugiria? - Os olhos baixos, mãos desligando dos braços dela para a cintura. - Eu quero saber o que é normal. - Ele fareja ela. Fala com a boca escancarada, cheio de desejo. - Você quer que eu fale? Dá até pra falar sobre você, sobre o que eu vejo. Mas eu sou menos que isso, bem mais simples. - Os olhos negros bem abertos espelhando os dela. - É o que eu sinto, sem peso. Viver o que vale a pena, pelo que realmente tem valor.

    Passa um braço por trás dela. - Porque isso fica forte contigo? Não me interessa muito. Mas eu gosto e quero isso. - Era sobre ele, não sobre ela. Todo o resto de lado.

    Wordspinner
    Garou de Posto Cinco
    Wordspinner
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2045
    Reputação : 125

    Edgar Shaw - Página 6 Empty Re: Edgar Shaw

    Mensagem por Wordspinner Ter Maio 18, 2021 4:54 pm

    Shaw escreveu:E aí? Como eles estão?

    "Dando problemas." Os olhos dela destraidos nele não abrem espaço para aquele assunto continuar. Não naquela hora.


    Shaw escreveu:Porque isso fica forte contigo? Não me interessa muito. Mas eu gosto e quero isso.

    "Forte?" Ele sente os dedos dela procurando um espaço para entrar pela camisa. O rosto sério, faminto. "Quão forte?" Ela faz força contra os braços dele, não para fugir, mas sentir. "Se não tem mais nada pra falar, me mostra." As palavras e o ritmo misturavam suplica e demanda, ordem e pedido. Ela aperta o corpo contra ele agora, as mãos procurando a pele e a boca procurando a dele.

    --

    Ela é um pouco como Anne competindo em cada momento, cada segundo. Como se tudo fosse algo que ela pudesse vencer e o prêmio devesse ser compartilhado com suor e prazer. Amy parece uma adolescente no seu entusiasmo, mas claramente já esteve com um homem antes. Ela se entrega com abandono intenso e um desejo que so arrefece quando o irraka precisa, ou quer parar. O corpo da lua cheia então amolece e relaxa. Ela se aninha nele sem nenhuma palavra. A respiração agitada é deixada para correr seu curso até se acalmar sozinha. A pele pálida vermelha com o esforço. Os cabelos grudados na pele molhada de suor. Ela espera em silêncio. Ou só fica em silêncio. Sem nenhuma preocupação no mundo.

    --
    Conteúdo patrocinado


    Edgar Shaw - Página 6 Empty Re: Edgar Shaw

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Ter Jul 27, 2021 3:43 am