Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Edgar Shaw

    Faor
    Mutante
    Faor
    Mutante

    Mensagens : 703
    Reputação : 27

    Edgar Shaw - Página 7 Empty Re: Edgar Shaw

    Mensagem por Faor Sex Maio 21, 2021 2:28 pm



    Puta que pariu! Finalmente o tempo parou. Desde quando Shaw sente que está despencando, rolando ladeira abaixo, fingindo que toma decisões sobre onde é melhor bater a cabeça?

    Os momentos com Amy fora da Casa dos Algozes antes de Connor... aquele filho da puta. Aquilo faz quantos anos? Foi ontem à noite.

    Amy não é só fúria e garra, é a fortaleza que os filhos e os mais próximos precisam e merecem. Tudo o que ela é ela é demais, intensa. Shaw não tem dificuldade em mergulhar naquela loucura.

    Ao sentir o toque sobre a camisa, a peça vai pro chão junto com os óculos. Ele puxa a lua cheia para si até sentir a parede da construção em suas costas.

    Os sentidos do lobo, do irraka, não deixam ele desligar dos movimentos das outras criaturas. Um velho na outra quadra é suficiente para ele girar e empurrar Amy em direção à praia. O muro do condomínio oferece a privacidade suficiente, quase nenhuma.

    A filha de William não recua, não resiste, não para de apertar e marcar a pele dele. O azul dos olhos apontados para cima quando ele entrega para ela toda a dedicação que ela deseja. Ela permite os movimentos dele, desde que ele não pare, não hesite.

    Não durou muito. Os dois estavam em sintonia e se entregaram ao máximo e exigiam intensidade, sem resistência.

    O silêncio cúmplice não deixava dúvidas. Os dois queriam exatamente assim. Sentados por um instante na grama baixa, grudados encarando as ondas, eles logo levantam e caminham lentamente para onde estavam as motos antes. Não tinham pressa, já respiravam devagar, ainda se tocavam.

    - A gente pode ter isso? - "Não"s vinham de vários lados, mas ainda assim era uma pergunta genuína, sem lamentação.

    Ele ia dizer que ligaria depois, mas era sobre Dover, não sobre eles. Fez outro carinho na mecha vermelha dela e afastou qualquer chance de acompanhá-la para outro lugar. O território dos Algozes não estava longe.






    Avisou a Axel que logo falariam com os Dragões e os Uivadores sobre o território. Esse assunto ele não queria tratar em uma reunião com todo o protetorado.

    OFF:

    Isso aqui foi logo depois da saída de Connor e Shaw assumir o posto de alfa. A invasão com Skye e Clara acontece dias depois e não faz sentido (ainda que seja meta jogo) reunir Shaw, Axel, Richard e Amy antes dos acontecimentos de Skye e Franco. Minha sugestão é um tópico, que pode ser na Casa, para falar sobre isso entre o sítio e a próxima reunião - ainda que isso possa ser forçar a barra. Narrador com a palavra.

    Wordspinner
    Garou de Posto Cinco
    Wordspinner
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2221
    Reputação : 127

    Edgar Shaw - Página 7 Empty Re: Edgar Shaw

    Mensagem por Wordspinner Qui Maio 27, 2021 4:12 am

    Shaw escreveu:A gente pode ter isso?

    Ela demora para falar, os olhos variam entre fome e plenitude. "A gente pode ter tudo que conseguir pegar. Pegar e segurar." Ela abre e fecha a mão no ar na frente dos dois. "A gente pode ter qualquer coisa que a gente quiser." Os olhos animados, a postura extravazando confiança. "Anne me contou de vocês na praia. Parece um milhão de anos atrás e nem se foram dois meses." Ela sorri algo travesso e segura a cintura do irraka.

    "Eu to preocupado com vocês, não é meu lugar falar nada e nem fazer perguntas. Mas vocês perderam dois caras muito rápido e um deles era o alfa..." Ela suspira e cada palavra parece ser difícil. "Eu não posso ajudar, eu to mantendo o meu pessoal sem território e é por causa da Rail. Mas eu não vou ter uma boa desculpa quando o protetorado questionar nossos porques. Não vou conseguir colar o que os Lobos a Diesel fazem e vão tentar empurrar a gente pegar uma parte do que é de vocês e eu não quero isso." Ela morde o lábio, mas o que ela ia dizer depois não era muito difícil de imaginar. Ela querer ou não é só uma pequena parte do quebra cabeça. Eles iam precisar de um território e iam querer ficar perto dos Uivadores e o território dos Algozes era muito bom. "Se chegar isso e eu escolher outro lugar eu vou parecer fraca e vocês também. Mais gente vai vir pra cidade, gente de Willow Crest ou Eastmound e até Sparhall. Pior, talvez de fora." Ela para de falar e sorri. "Richard disse que tá pensando em uma solução, então não se joga nos Anshega. Eles tem farejado a redondeza e a Legião tem aproveitado qualquer erro dos caras ou qualquer retirada quando eles atritam com a gente. Eles estão mais e mais agressivos. É uma espiral de vingança onde quem sobrevive acaba sempre perdendo um pedaço de si mesmo." As palavras tem um tom próximo de um pedido, ou talvez um conselho. Mas a mão na cintura aperta e acaricia o Irraka. "Como foi com a Anne?" O sorriso travesso de novo.


    OFF:
    Pode seguir esse aviso e até posso começar um tópico para você ter esse papo com o Axel. Mas prefiro começar com todo mundo depois de avançar mais no sítio pra todo mundo estar no humor de imediatamente depois de tudo que tá pra acontecer lá...
    Faor
    Mutante
    Faor
    Mutante

    Mensagens : 703
    Reputação : 27

    Edgar Shaw - Página 7 Empty Re: Edgar Shaw

    Mensagem por Faor Qui Maio 27, 2021 2:05 pm

    Amy escreveu:"A gente pode ter tudo que conseguir pegar. Pegar e segurar."

    A resposta era ótima e era a cara dela. Shaw só consegue sorrir concordando. A confiança dela não tem limites, e para provocar ela lembre de Anne. Aí ele ri com mais vontade. - O tempo está maluco, sem dúvidas. - Ele responde divertido, fingindo que prefere trocar de assunto.

    Mas o assunto muda de fato e Shaw escuta o que ela tem a dizer. Quando ela tenta mudar de postura ele firma os braços da Lua Cheia de volta à sua cintura. - Pegar e segurar. - Ele diz baixo sem interromper.

    - Eu vejo o que você vê também, todos vêm. É por isso que quero juntar a gente e o Richard para colocar isso na mesa antes da próxima reunião. Axel comigo, quero que ele esteja bem com isso, mas eu não tenho dúvidas que a gente consegue um desenho aceitável. Não só pro protetorado ou pra fora, pra todo mundo. - Ele nega uma ideia com a cabeça e tenta não se esticar. - Hoje já tá foda de abraçar a tudo e eu simplesmete não acho que alguém deva tentar. Não tô sendo menino aqui, sei que tem muita coisa em volta, mas não vai ser problema. Não se a gente falar isso antes de reunir a plateia toda.

    Shaw não tinha dúvidas e nem escondia que acreditava que os Algozes deveriam ter um território menor. O quão menor e onde cortar, ele não tinha muitas ideias, mas tinha algumas. E uma ou outra podem ser bem radicais. Mas esse assunto não era só dele. Na verdade, ele pretende apoiar a visão de Lobo Partido sobre isso, mesmo que eles não tenham conversado a fundo ainda. - Mas duas coisas eu não entendi, nem tentei ainda. - Encara Amy e repete o carinho no cabelo dela. - Como vocês estão se segurando sem um território? Passou pouco tempo, imagino que tenha muita coisa na cabeça de cada um, mas nós precisamos disso... Sei que os Lobos a Diesel tem outra pegada, mas mesmo eles tem boas garagens. A outra coisa é Rail. - A voz vacila e volta cheia de curiosidade. - Nem vou falar da noite em que ela NÃO virou um Algoz, nada disso, mas o que você quer dizer com "é por causa da Rail?" - Ele sabia que estava se intrometendo e a cara deixava claro que não queria pressionar nada.

    - Eu falei com a Legião. - Ele diz sem emoção mas suspira antes de continuar. - Uma música a mais, um passo pro lado, e lá no início, não fosse o Richard e a cabeça dele, e eu estaria correndo com eles, sabe? E na boa, com a cabeça lá dentro, sem saber o que sei hoje, conhecendo tudo do ponto de vista deles, eu seria outro cara, nada melhor, não mesmo, mas não estaria arrependido. - Ele ri e olha para os lados. - O que quero dizer é que eu não acho má ideia eles manterem esse jogo com os Puros. Acho até bom. E se o mundo não fosse muito maior, eu faria isso também. Não se engane, entre trabalhar para manter a paz do lado de dentro, cuidar dos que estão do nosso lado, e a guerra, eu acho que ainda escolheria a guerra, Amy. Eu também acho que quero mudar, mas hoje? Eu já disse isso antes. Eu e os Algozes estamos só reagindo. Dá uma merda e a gente corre para cima. Eu não vou mergulhar de olho fechado num convite da Legião, ou de qualquer outro, sem que muita gente pare e comece a trocar ideia pra valer. - Era um baita desabafo.


    Amy escreveu:"Como foi com a Anne?"

    - Ha ha ha ha - Ele ri alto. - Como se ela não tivesse te dito! Eu lembro daquela noite, era o início do início da minha galera. Ethan apareceu na hora que ela me puxava para fora do bar da Olena... Lembro do idiota do Connor babando em volta da Asia... - Quando falou o nome do filho da Ash a voz saiu rouca, amarga. Deixou para lá. - Você tinha... lembra né? Com Atiçador? Eu estava de cabeça cheia e você estava uma delícia correndo atrás dos moleques. Anne queria provocar alguém e eu caí bem rápido. - Ele para olhando os olhos azuis dela e a boca entreaberta. - Ela botou maior pilha para a gente chegar junto em você. Porra era 20 min, em outro lugar. Muito melhor ficar na boa com alguém do que decepcionar duas pessoas, não?! - Ele pisca sorrindo.

    OFF:

    Tô vendo que a caixa de maldades ainda não foi fechada e que o sitio ainda promete emoções... bom, a conversa que o Shaw quer é entre agora e a próxima reunião. Ele não sabe disso ainda, mas não faz sentido acertar alguma coisa antes da partida do Franco e chegada da Skye.

    Eu não sei se faz sentido, se cabe, uma conversa sobre território entre o sítio e a reunião, não parece muito natural. É o que eu quero, ainda assim.

    Dito isso, faça na boa, quando quiser! Inclusive, pode ser na reunião com todos, contra a vontade do Shaw. Merdas acontecem...

    Te mandei por mensagem uma ideia de atualização da ficha para você avaliar. Pressa nenhuma, só registro!
    Wordspinner
    Garou de Posto Cinco
    Wordspinner
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2221
    Reputação : 127

    Edgar Shaw - Página 7 Empty Re: Edgar Shaw

    Mensagem por Wordspinner Dom Jun 06, 2021 4:02 am

    Shaw escreveu: Pegar e segurar.

    Ela se deixa levar pelo gesto do irraka e se aninha mais, ouvindo as palavras dele com atenção. O rosto com os traços suavizados pelo conforto. Ela fala sobre um desenho aceitável e ela balança a cabeça com um risinho bobo no rosto. Ele fala sobre ajeitar tudo antes da reunião e o risinho aumenta, mas ela não fala nada. Só fica com os olhos nele.

    Logo depois Shaw diz algo que faz uma sombra tomar o rosto dela, mas não se afasta. Pelo contrário, ela se aproxima com os dentes aparecendo em um sorriso afiado. Ela mordisca o queixo do lua nova com carinho. "Querendo saber os meus segredos tão rápido?" Ela se estica para chegar mais perto. "Eu to começando de novo, meus lobos caçam muito sem locis. Eles ficam muito ocupados e eu preciso deles afiados. A gente precisa de recursos, especialmente para manter a Rail lá fora e estar sempre com alguém perto dela. Um monte de coisa boba tipo comida e lugar para dormir. Sempre diferente." A mulher fala com os lábios no pescoço do irraka, quase um sussurro. "Ela normalmente dorme no Hisil, ela tem se dado bem em fazer rastros confusos pros puros." Ela fala como se as palavras fossem algum tipo de fórmula infalível de sedução. "Eu to deixando ela o mais longe possível, ela é da tribo do Axel." Ela diz como se fosse o suficiente, ou como se não tivesse mais o que dizer. Os lábios e os dentes roçando a pele de Shaw.

    Ela dá um pouco de espaço quando ele fala da legião. Ele sente os dedos dela apertando e puxando ele para perto, como se ela quisesse segurar ele no momento. Como se quisesse puxar ele tão perto que seria impossível discordar. Ela cola o rosto no peito irraka. "Você disse as palavras e elas já estavam lá Shaw. Cê sabe, elas fazem parte de você e eles estão cometendo um erro horrível. Eu vi o que eles fizeram e não posso por falhas na tática." A preocupação na voz se torna uma especie de dor. "Mas é assassinato, não é guerra. Eles estão... Eu tenho pena da Shaya, ela não é isso. Você..." Ela balança a cabeça. "Você vai tomar suas decisões e fazer o melhor pra sua alcateia. Eu sei." Ela diz com certeza, mas sem nenhuma animação. "Eu vou estar aqui quando precisar." O irraka não tem duvidas de que ela vai estar por perto, mas não é tão fácil dizer o que ela vai fazer.

    Ela faz uma cara de inocênte. "Ela não disse muito, mas não precisava ser nem um pouco esperto para ver onde vocês iam parar." Um sorriso como uma adolescente fofocando. "Timing horrível do Ethan e o Connor perdeu uma oportunidade de ouro. A Asia é bonita demais para ele." Ela parece pensar por um segundo como se tivesse acabado de perceber algo óbvio. "Bonita demais para qualquer um." Ela balança a cabeça afirmando sobre a luta com o Atiçador. "Onde está o seu amor pelos desafios lua nova? Duas luas cheias são demais para você?" Ela pergunta puxando ele de novo como se quizesse voltar ao que tinham terminado. "Ela é um pouco competitiva e eu tava precisando muito de companhia naquela noite. Podia oferecer uma cama quentinha sem nenhuma criança por perto..." Ela tenta ser sedutora e languida, mas desiste na metade do caminho e se joga em uma risada baixa e envergonhada.
    --

    "Shaw, você confia no Richard?" Ela balança a cabeça antes de deixar ele responder. "De verdade, não é uma pegadinha e nem um teste. Eu sei que você não tem como confiar do jeito que eu confio, mas você confia nele? Sabendo que tanto do caminho de vocês saiu da cabeça dele, das palavras dele?" Os olhos azuis sérios e cheios de curiosidade, claramente cheios de outros pensamentos correndo no escuro atrás deles.
    Faor
    Mutante
    Faor
    Mutante

    Mensagens : 703
    Reputação : 27

    Edgar Shaw - Página 7 Empty Re: Edgar Shaw

    Mensagem por Faor Ter Jun 08, 2021 4:27 pm



    Amy escreveu:"Querendo saber os meus segredos tão rápido?"


    - Eu não quero forçar nada, mas segredo seu tem gosto e cheiro bom. - Ele tenta brincar, mesmo não gostando da escolha de palavras. Duvidava que quisesse conhecer todos os segredos dela. Duvidava também que iria gostar deles. Mas não dava a mínima.

    Ouvir Amy falando daquele jeito não era fácil. Tudo nela é uma provocação. A mensagem tem valor, mas o calor dela rouba a atenção. Ele vinha afundando na voz dela, beijando o rosto em direção à boca até ouvir o nome do Caça nas Trevas dos Algozes. Ele para e encara ela, deixa claro o alarme, mas não alimenta o assunto.

    - Estou te ouvindo Amy... - E estava mesmo. Quando ela fala da Legião, Shaw escuta e outra vez não responde. Ele não sabe se concorda com tudo. Ela vê isso. - Pena de Shaya? - Ele pergunta mas não espera resposta. - Vou sim e é bom que você esteja mesmo! - Tinha os Uivadores como ponto de referência. Agora os Dragões e também a Torre. Não podia esperar muito, não podia pedir muito, mas estavam lá.

    Ele só ri e acompanha a provocação dela, deixando ela falar enquanto as mãos a apertam mais forte. - Duas luas cheias são demais para muita gente... - Fala em tom de brincadeira. - Naquela noite eu ia ter que sair antes da cama esquentar de verdade. Não me arrependo, ainda. - O tom de controle, de que estava seguro de si. - E agora? Com tempo? A praia está logo ali... - Ele tenta provocar mas nem chega perto de jogar como ela. Ainda que ele realmente tenha tempo, não tem pressa.

    - Richard? - Parece pensar para responder, tentar entender o que ela realmente quer saber. - Me incomoda que eu simplesmente TIVE que confiar até agora. Eu não tô andando pra frente, escolhendo onde pisar. Eu tô caindo, só isso. Só reagindo. Aí é difícil de conhecer, de saber. - Resignado, ele não parece magoado ou desapontado. - Mas com tudo isso, com tudo o que já rolou, eu confio nele. Confio mesmo, "de graça", você pode dizer. Não à toa e nem sem ficar de olho, mas até aqui eu confio nele. - Falava a verdade.

    - Ele diz que tem uma ideia mas não disse a ideia. Eu espero cada vez menos dos outros, mas uma ideia dele pode mudar tudo. Já mudou algumas vezes. Eu preferia o tempo dele. Dele e de outros. Tempo, não uma rota, um lado, uma ideia. Mas uma ideia pode ser uma coisa boa.

    Wordspinner
    Garou de Posto Cinco
    Wordspinner
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2221
    Reputação : 127

    Edgar Shaw - Página 7 Empty Re: Edgar Shaw

    Mensagem por Wordspinner Qua Jun 09, 2021 12:43 am

    Shaw escreveu: Pena de Shaya?

    "Matar um uratha te quebra. Consome uma parte de você que foi feita pra ficar até o fim. Quando você é lua cheia é pior." Ela diz forçando a voz a sair. Forçando as palavras para fora. Mas o que Shaw diz logo depois parece deixar ela feliz.

    "Agora? Quer correr atrás do tempo perdido? Eu tenho o telefone dela em algum lugar aqui." Ela procura no irraka alguma coisa. "Aposto que ela vem." Ela diz mordendo a boca de Shaw e mostrando o celular. "Aposto que você não consegue falar com ela comigo te mordendo." Os olhos bem abertos e travessos. As mãos descendo pelo corpo do irraka até a cintura e se enfiando lentamente pela calça.

    --

    Ela parece demorar para digerir as palavras do irraka "Ele sempre tem ideias. Com Klaus de volta os Uivadores estão mais fortes." Ela faz uma careta. "Tava com saudades dele. Era meu maior apoiador quando eu era alfa, também era o que mais reclamava e você não tem ideia de quantas vezes eu tive que quebrar a cara de alguém porque o Klaus falou demais." Ela sorri do passado. Shaw não sabe se ela está lembrando das brigas ou do que mais. "Rich não vai sabotar a gente, mas ele tá de olho lá longe. Um xadrez." Ela quase pula. "Sabe que no começo ele era horrível com os planos? Eu tinha que colocar todos eles pra pensar em consequências e reações e inevitável queda das peças." Ela move os dedos meio desajeitada para demonstrar. "Eu sou forte e eu sei vencer uma luta. Meu Dragões também. A gente vai deixar uma marca. Mas e os Algozes? O que você vai fazer deles Shaw? Qual vai ser a ação de vocês?" Novamente ela estava desafiando ele como se isso fosse metade o jeito mais certo de conversar com alguém. Mas não era um truque, era a franca face de Amy. A mulher pequena e cheia de uma paixão ardente, mais uratha que gente.
    Faor
    Mutante
    Faor
    Mutante

    Mensagens : 703
    Reputação : 27

    Edgar Shaw - Página 7 Empty Re: Edgar Shaw

    Mensagem por Faor Qua Jun 09, 2021 10:32 am


    O que ela diz sobre matar urathas resulta em uma careta, algo que lembrava dor, agonia. A sensação de vomitar lâminas está lá. - Já é difícil o suficiente para um Lua Nova. - Ele deixa o assunto morrer concordando com Amy.

    A provação dela é forte, resistir ao quê? - Eu não vou nem tentar falar. Mas se fosse você, eu ligava. Afinal. Você ficou à pé e sair daqui com ela não é nada mal. - Ele devolve para Amy, fingindo que não ficou pensando nas duas juntas em volta dele. Fingindo mal. Ela não tem dúvidas que ele quer ela outra vez, com ou sem Anne.

    Ouvir ela falar de Klaus e do passado dos Uivadores é divertido. Ele sorri acompanhando a história. - Sério que ele era fraco nisso? Eu também penso nele como jogo de xadrez, sabe? Mas pra mim ele fica balançando as peças enquanto fica mexendo é em vários tabuleiros! Eu não vou nem tentar jogar. - Shaw era sincero mas parecia surpreso. - Mas se foi você que ensinou muito disso pra ele aí agora eu estou vendo que eu estou é me arriscando bem aqui! - Tinha alegria na voz, não medo.

    O desafio estampado na postura dela não tem cheiro de maldade. - Bom, os Algozes precisam acumular horas de vôo, não é? Não diminuir já seria uma boa notícia. Sentir que os que correm com a gente estão seguros, também é algo que preciso garantir logo. - Ele reflete olhando longe até voltar a encarar ela. - Um lugar na mesa, Amy. Um lugar de verdade, em que a gente sabe o que está fazendo antes de ser carregado. Não tenho pressa, mas isso tem que se firmar. Aqui e no Hisil. O território é um bom começo.

    O irraka diminui a distância outra vez, a segura mais forte e fareja o corpo dela, pescoço, orelha, ombro e nuca. Uma mão subindo até a cabeça dela, mantendo ela como ele quer. Um sorriso largo, colado na pele dela. - O território e um Lua Crescente! - Ele ri alto. - Não tem um ithaeur para me apresentar, não?

    Wordspinner
    Garou de Posto Cinco
    Wordspinner
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2221
    Reputação : 127

    Edgar Shaw - Página 7 Empty Re: Edgar Shaw

    Mensagem por Wordspinner Qui Jun 10, 2021 5:50 pm

    Shaw escreveu: Eu não vou nem tentar falar. Mas se fosse você, eu ligava. Afinal. Você ficou à pé e sair daqui com ela não é nada mal.

    "Realmente preciso de uma carona." Ela coloca o celular perto da boca e faz uma voz estranha quando coloca ele pra gravar. Uma voz que uma onda quente descer do pescoço para virilha. "Anne eu to precisando de uma mãozinha e de uma carona pra casa. Me ajuda por favor, eu juro que vai ser legal." O rosto dela fica vermelho com o irraka olhando, cheia de vergonha.

    "Fraco? Eles erram terríveis e sem a menor paciência. Ele nucna foi burro, mas a navalha de Occam só te leva até a pagina dois e Klaus e Sebastian brigando o tempo todo eram um saco, estragavam tudo tudo. Eu só convenci ele a pensar um pouco antes de fazer." Ela beija Shaw quando ele fala sobre ela ter ensinado Richard. "Ele ganhou a liderança com uma trapaça, fiquei tão orgulhosa dele." Era estranho ouvir aquilo, parecia as avessas.

    Ela relaxa quando o Irraka a aperta no corpo e se cola nele. "Não tenho nenhum Ithaeur. Mas um lugar na mesa vocês tem. Você tem. A gente vai te ouvir. Mostra o que você tem..." Ela para subitamente de tentar ocupar o mesmo espaço que o outro. A lua cheia olha o celular com um risinho no rosto e um brilho diferente no olhar. "Sua ultima chance para correr, ela tá vindo."
    Faor
    Mutante
    Faor
    Mutante

    Mensagens : 703
    Reputação : 27

    Edgar Shaw - Página 7 Empty Re: Edgar Shaw

    Mensagem por Faor Sex Jun 11, 2021 9:33 am


    Ele revira os olhos e passa um braço pela lateral do corpo dela quando ela liga para Anne. Ver ela sem jeito é outro convite que ele não recusa e logo estão se beijando depois dela desligar.

    - Em uma trapaça? Essa já combina com o cara que eu conheço. - Não era uma acusação e ele estava tentando deixar a própria confusão passar. Ele escondia que estava mais impressionado com o que ouvia sobre ela do que sobre o outro irraka.

    Shaw faz uma cara sem entusiasmo quando ela afirma sobre o lugar na mesa. Ele não diz nada porque ela logo se afasta. - Eu não vou a lugar nenhum, você tá viajando muito se acha que eu vou correr. - Sorriso aberto e alguma euforia adolescente na voz. Ele deixou a distância que ela tinha aberto e admirou o corpo dela ao mesmo tempo que lembrava do sangue quente de Anne na praia. Não comparava nada, só deixava excitação tomar conta.

    Wordspinner
    Garou de Posto Cinco
    Wordspinner
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2221
    Reputação : 127

    Edgar Shaw - Página 7 Empty Re: Edgar Shaw

    Mensagem por Wordspinner Sab Jun 19, 2021 3:31 am

    "Logo antes dos gêmeos nascerem. Ele achou que eu tava indo longe demais e só tinha um jeito de me botar no banco. Ele ganhou." Ela diz com satisfação.

    "A gente devia arranjar um lugar para esperar a Anne né?" Ela não espera resposta e nem permissão. Ela começa a andar na direção de um dos condomínios residenciais, ela ajeita o cabelo bagunçado enquanto anda firme e decidida para o portão. Ela tira um chaveiro do bolso e parece lutar com a fechadura, porém quando o irraka tem certeza que ela não tem a chave o portão abre. "Oi!" Ela diz para o porteiro educado que não reconhece nenhum dos dois. A lua cheia espera o homem perguntar nada. "Vem, eles tão esperando." Ela diz apressada para Shaw e o homem engole seu protesto a contra gosto.

    Cada um dos quatro pequenos prédios tem uma bela recepção e garagens privativas. O lugar era mais baixo que os arredores e os muros altos faziam o lugar parecer um segredo a parte com uma praia particular particularmente fria. Ela deixa os dedos roçarem na paredes revestidas com pedra lisa e polida na primeira recepção e corre para o próximo prédio com animação adolescente. Dessa vez ela espera Shaw na escada e corre de novo assim que o vê. Subindo e rindo. O irraka a encontra de novo na porta aberta de um dos apartamentos. Ela entra e deixa a porta ali meio aberta.

    "Vem tá vazio... por enquanto..." O lua nova ouve da porta. Porta que abre para uma sala grande e luxuosa com uma parede coberta por um espelho que reflete o mar. Amy deitada no sofá enorme e branco. Nenhuma televisão. O lugar era cheio de coisas que gritavam para serem quebradas. Peças delicadas de cristal. Um vazo grande de porcelana. Uma estátua branca tão delicada que dava para ver a dobras do tecido. Quase nenhuma cor no lugar. Era tudo branco. Imaculado.

    --

    Quando Anne chega, Amy já tinha encontrado o armário de bebidas ignorando qualquer protesto de Shaw, mas adorando qualquer incentivo e incentivando qualquer investigação ou exploração. Ela não pega nada além da bebida que oferece direto da garrafa. Vinho escuro. Na outra mão, Gin. "Quer?" Ela olha Anne na porta. "Quer também?" Anne mostra a chave da moto. "Claro que quero, to dirigindo." Ela olha Shaw como se tivesse o medindo. "Mudou de ideia, é?" Ela diz cutucando a barriga do uratha e presta atenção em Shaw, mas Amy a beija com a boca cheia de vinho que escorre entre as duas. Anne ri e deixa ainda mais derramar, mas segura a outra e endireita o beijo. Nenhuma das garrafas caem. Quando elas se separam, sem descolar o corpo Amy derrama bebida na boca de Anne, o vinho manchando ainda mais a camisa cinza com Judas estampado que fica colada no corpo. Anne, com os lábios entreabertos se vira para Shaw e Amy olha de um para o outro com o rosto vermelho e olhos animados.
    Faor
    Mutante
    Faor
    Mutante

    Mensagens : 703
    Reputação : 27

    Edgar Shaw - Página 7 Empty Re: Edgar Shaw

    Mensagem por Faor Qui Jun 24, 2021 3:51 pm



    Amy escreveu:"A gente devia arranjar um lugar para esperar a Anne né?"

    - Sem dúvidas! - Ele pegou os óculos no chão e ela já estava andando como se soubesse exatamente para onde. A confiança dela e o corpinho pequeno e firme são deliciosos. Diante do porteiro Shaw nem olha para o cara, fica focado no tintilar das chaves e na urgência de Amy. Quando ela entra ele acompanha sem perder tempo e ainda acena para o sujeito na portaria.

    Ele dá uma meia corrida atrás da morena e estica o pescoço para morder a nuca dela. - Invadir condomínio de luxos? Essa era uma boa diversão tempos atrás, antes de... Antes! Mas nunca mandei tão mal uma conversa com um porteiro! - Ele brincava implicando. - Não era meu jeito de entrar. Não é ainda. Mas gostei de ver. Você seria uma irraka surreal. - Shaw fica alguns instantes calado, lembrando de ter ouvido "ela é quase uma irraka", do Richard, mas principalmente lembrando dos dois avançando juntos no início da caçada no vazio e de toda a merda que rolou lá. Ele estremeceu e ela dispara na frente.

    O Lua Nova sorri e aproveita para olhar para trás, para o homem na portaria, muito rapidamente. Um rápido pensamento assassino trouxe os instintos de volta e ele segue farejando a Rahu sem dificuldade nenhuma. Ela pouco acima na escada, sorrindo e provocando, já era estímulo demais para ele saltar sobre ela, antes de entrar. Outra vez ela corre e ele acompanha o movimento até as pernas firmes sumirem da vista outra vez. Quando a vê novamente ela está deitada e agora ele realmente salta sobre o sofá caindo ao lado, tentando segurar os braços dela, como se quisesse imobilizá-la. Ele ainda para e estica o nariz e os olhos em volta, girando a cabeça e se esforçando para não soltá-la até que sobe as mãos ao rosto a beija com muita vontade.

    Ainda sozinhos ele não abandona velhos hábitos e avalia outra vez a casa, muito abastada. Repara nas fotos da família, nas peças expostas, tecidos. Mas agora mais sensível às texturas e especialmente aos cheiros. Pouca madeira, muita pedra fria. Tapetes, ele logo avança até a cozinha e não demora a encontrar um escritório, algo que chame atenção. Ele pega um souvenir, um enfeite qualquer de uma mesa ou estante e troca outros dois ou três de lugar. Uma travessura menor. Sempre comentando com ela o que acha, uma vez ou outra avaliando a entrada ou outros barulhos. Ela com duas garrafas na mão, mas ele já sentia o cheiro de Anne. A filha de Willian oferece a bebida e ele nega sem dizer nada, encarando a porta, sério. A outra Lua Cheia o medindo e ele a medindo de volta, o corpo maior e com mais curvas. As duas são demais.


    Anne escreveu:"Mudou de ideia, é?"

    - Você tá brincando? Eu não mudei nada! Eu queria antes e quero agora. - Ele pisca para Amy. - Mas agora eu posso. - A cena de uma espalhando o vinho na outra dura segundos antes dele chegar ao lado delas. Ele passa uma das mãos na cintura de Anne deixa as duas curtirem um instante mas logo ela olha para ele e chega de perder tempo. - Agora eu quero vinho também. - Mas beija ela em seguida e coloca a outra mão entre elas, mas ainda agarrando e apertando Vermelha como Sangue, aproveitando ao máximo a vontade dela, lambendo o suor e o cheiro de combustível e do trânsito que ela tem. Quando ele para de beijar e lamber, sem pressa, ele encara Amy. - Eu te pedi vinho, não? Mas antes, esse lugar aqui está ficando bom, mas vocês merecem a cama do quarto principal, hein?

    Shaw afasta qualquer dúvida, crise ou futuro. Vai aproveitar ali o melhor que pode e curtir elas aproveitando o que quiserem.

    Wordspinner
    Garou de Posto Cinco
    Wordspinner
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2221
    Reputação : 127

    Edgar Shaw - Página 7 Empty Re: Edgar Shaw

    Mensagem por Wordspinner Qua Jun 30, 2021 3:57 am

    Shaw escreveu:Você seria uma irraka surreal.

    "Melhor não me deixar convencida demais, senhor ladrão de mansões..." Ela diz brincalhona.



    As duas seguem o irraka para o quarto com a maior cama. Anne e Amy juntas atrapalham o caminho todo mudando coisas de lugar e beijando e mordendo Shaw e uma a outra. O empurando em uma parede ou outra. Quando ele finalmente descobre o quarto com a maior cama, uma monstruosidade branca elvada em três degraus do chão. A luz entrava pelas cortinas finas e imóveis, mesmo com o som do vento lá fora. O piso escuro e liso. Uma delas começa a pertar os botões de um controle em cima da mesa. Luzes acendem e apagam em alcovas e reentrâncias. Caixas de som começam a vibrar uma música suave e uma tv sobe de um compartimento no chão. Anne faz a cara mais esnobe que consegue segurando a garrafa de vinho como se fosse uma taça delicada."Querida, melhor servir o café na cama hoje." Amy agarra o irraka com força. "Não acho que consiga comer isso tudo, sozinha. Acho que vou ficar com um pedaço." Ela diz tentando empurrar ele para cama. "Pode apostar que eu consigo." A voz da lua cheia transbordando determinação. Determinação e fome.

    As duas faziam cada momento uma disputa onde Shaw era objeto e juiz. Amy sussurrava das curvas e covinhas no corpo de Anne enquanto a outra tirava a roupa para os dois, orgulhosa do próprio corpo. As duas juntas tiravam cada peça de Shaw como uma dupla treinada de ladrões de rua tiram cateiras de turistas. Amy não tinha muito para tirar além e mesmo assim acabou sendo a última. As duas disputavam a atenção do irraka, mas também disputavam tudo que conseguissem.

    Embriagadas com mais que o vinho, elas brincavam e zombavam durante sempre que podiam. Os pudores deichados longe dali. Elas se moviam de forma muito diferente até estarem casualmente em uma posição parecida. Então elas eram a dupla treinada de novo, lambendo para cima e para baixo em perfeita sincronia, as mãos exatamente na mesma posição subindo e descendo juntas.

    --

    "Deviam ter umas motos, são melhores que aquele carrão para patrulhar." Amy morde a orelha de Anne que se assusta e rola. "É sério cara." Ela diz, mas não consegue não rir. "Deixa o menino..." Ela diz segurando o cabelo de Shaw. "... Mas ela tá certa." As duas riem de novo e Anne empurra a outra antes de se segurar na cintura do irraka e traçar um dedo comprido pelas suas marcas. "Será que dá para ser outra coisa? A gente devia querer ser que nem o rebanho? Porque eu gosto dessa merda toda..." Ela diz e morde o irraka com um pouco mais de força do que o confortável. "Acho que nunca entendi os normis, a gente chama eles de normis lá..." ela balança a mão em qualquer direção. "Eu odeio que essa porra toda existe, mas eu não quero ser mais nada." Ela diz com uma convicção muito parecida com a que Anne tinha. O tipo que te faz pensar, será que elas estão erradas?

    O irraka pensa no belo abridor de cartas com uma pedra que devia ser mais cara que uma casa popular no meio das suas roupas no chão e a dúvida vem pedir permissão. Quanto do que ele é, é ele mesmo e não a Lua? Quanto do que ele sente é real? O lobo lutando no fundo da sua mente, uma parte secreta de si mesmo? Um invasor devorando ele aos poucos cada vez que o irraka fica mais forte? Cada vez que as marcas na pele consomem o que sobrou de Edgar Shaw depois da mudança?
    Faor
    Mutante
    Faor
    Mutante

    Mensagens : 703
    Reputação : 27

    Edgar Shaw - Página 7 Empty Re: Edgar Shaw

    Mensagem por Faor Qui Jul 01, 2021 2:22 pm




    A luxúria é viciante e ele está entregue. A última vez que ele fez algo parecido, e ele fez isso muitas vezes antes, foi antes da Primeira Mudança. Agora, todas essas lembranças são pobres, fracas, falta cor, brilho e intensidade. Ali, com as duas Lua Cheia e com seus instintos e sentidos totalmente desenvolvidos, cada cheiro, cada toque, tudo é forte e saboroso. A diversão pura de estar ali, em um lugar proibido e mesmo assim sem limites.

    No quarto ele reage mal as distrações do som artificial ou das luzes, mas logo ignora quando Anne começa a provocá-lo e Amy não perdoa qualquer desvio de atenção. Ele fez o que pode e o que queria. Se dedicava ao máximo a uma delas de cada vez, quase protestando quando era reclamado para só então trocar de alvo com intensidade. Nos momentos em que as duas o deixavam de lado ele bebia realizado e aproveitava o show. Incentivava e provocava sempre até não poder falar nada.






    - Nem me fala daquele carro! - Ele passava uma mão nas pernas de Amy. - Não é algo que eu goste. Mesmo motos, só pensei nisso depois de andar contigo. - Olhava para Anne e uma rolou sobre a outra. - Eu devia ter algo assim, mas bom mesmo é sentir a terra...

    Anne alisando as marcas do irraka e chamando os humanos de rebanho. Ele iria responder mas precisou se concentrar para aguentar a mordida. Segurou os cabelos dela e o rosto com as mãos, sem forçar, mas conduzindo a um beijo rápido. Amy responde e ele sente falta de uma bebida mais forte mas não se move. - Eu já achava a maior parte das pessoas diferentes, meio vazias. Isso antes. Agora, eu estou tão distante do resto... acho que nunca pensei nisso. Meu mundo só aumentou, explodiu, mas às vezes parece que está menor, que tem menos gente. Menos gente com que me importo pelo menos... Mas o que eu quero? Eu não quero nada menos que isso agora. - Ele passa as mãos pelo peito e abre os braços apontando para elas, como se quiser colocar um duplo sentido.

    Os olhos caem para o chão, para as roupas, ainda sorrindo ele visualiza o presente que roubou para si mesmo. - Eu não sinto que estou mudando, sabe? Droga, é claro que mudei pra cacete, mas não que estou sendo mudado... - Ele volta a passar uma mão no corpo de Amy, agora alisando marcas no corpo dela. - Não sinto a Lua como um invasor. A gente é assim. A gente é mais. Algo maior mas mais primitivo. Eu só comecei a descobrir isso há pouco, comecei bem depois de vocês. - Ele ri sem graça. - Eu não sei o que eu odeio nisso.. não sei mesmo. - Ele estica o pescoço esfregando o rosto na pele de Amy antes de deixar o corpo cair na cama e procurar com os olhos onde está a garrafa mais próxima.

    Wordspinner
    Garou de Posto Cinco
    Wordspinner
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2221
    Reputação : 127

    Edgar Shaw - Página 7 Empty Re: Edgar Shaw

    Mensagem por Wordspinner Ter Jul 06, 2021 4:35 am

    Shaw escreveu:Eu devia ter algo assim, mas bom mesmo é sentir a terra...

    "O que vocês tem de território não dá para ver tudo a pé no mesmo dia. É muito grande." Amy concorda com a cabeça, mas não mostra preocupação. Relaxada ela sobra uma mecha de cabelo colorido.


    Shaw escreveu:Eu não quero nada menos que isso agora.

    "É completamente outra coisa, náo é?" Ela pergunta para Anne como se outra fosse saber muito melhor que ela. "O cada sensação e os instintos..." Ela faz uma garrinha com a mão para Anne. "Todo mundo sabe que é a melhor parte de tudo. Essa fome de viver e como tudo fica mais vivo e sensível depois da mudança." Ela belisca a outra que reclama e belisca de volta.

    Shaw escreveu: mas não que estou sendo mudado...

    As duas olham para ele de um jeito parecido. Porém muito diferente, as duas demonstrando dúvida com expressões muito claras e distintas.

    Shaw escreveu:Eu não sei o que eu odeio nisso.. não sei mesmo.

    "Vou deixar você descobrir isso sozinho garotão. Mas se cê não odiou o tiro de prata que levou é melhor eu trazer um chitote na próxima." Anne ri alto e para do nada. "Cês também ouviram?" Não enquanto ela falava, mas logo depois. O som da chave lutando contra a fechadura. Amy faz cara de que não percebeu nada e estica o pé até o de Anne para entrelaçar os dedos com os dela. As duas pernas por cima de Shaw quando ele ouve o barulho da fechadura finalmente cedendo.
    Conteúdo patrocinado


    Edgar Shaw - Página 7 Empty Re: Edgar Shaw

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Sex Set 17, 2021 7:42 am