Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Edgar Shaw

    Wordspinner
    Troubleshooter
    Wordspinner
    Troubleshooter

    Mensagens : 814
    Reputação : 27

    Edgar Shaw - Página 2 Empty Re: Edgar Shaw

    Mensagem por Wordspinner em Seg Jun 22, 2020 2:04 pm

    Você corre tanto com as pernas quanto com os pensamentos. Processando o que aconteceu com a sua vida. A mente do lobo é mais simples. Procura um objetivo. Algo direto. Causa e consequência sem desvios. Quando o cheiro estranho invade as suas narinas. Por um segundo já nem sabe onde está. Mas o cheiro de um uratha desconhecido faz bem para a atenção. Te joga rapidamente de volta no mundo. Os olhos procuram logo algo que possa coloca-lo de volta no mapa.

    As patas sentindo o frio das pedras. A umidade. O cheiro do mar. Alguns passos e você pode ver a água. lá embaixo a praia. Lá atrás o velho estaleiro. A esquerda a reserva. Basicamente no meio de porra de lugar nenhum. O rastro não dizia nada além disso. Uratha. Desconhecido. Nenhuma marca de território onde está. O cérebro de lobo o joga para frente. Seguindo o fio. Seguindo a nuvem de cheiro. Saboreando a sua complexidade. Couro. Cinzas. cigarro de maconha. Já não consegue ver o mar. Mais passos sem pensar. O que mais deveria fazer? Cheiro de álcool. Suor. raiva.

    Imediatamente suas patas ficam leves e te levam de sombra em sombra. Seu próprio rastro se torna uma preocupação. Talvez devesse voltar, não é? Um grito. Medo. Medo absoluto. O grito não tem palavras. É puro terror. Atrás de você o sol alto brilha no mar. O grito é cortado ao meio como se alguém apertasse o botão de mudo. Talvez se estivesse vestindo a pele de gente o segundo de indecisão teria o mantido parado. Mas o lobo sempre se move. Se esgueira para perto.

    Sangue no chão. Sangue em uma arvore grande com a casca cinza quebradiça. Um chapéu vermelho bonito e fofinho pendurado em um galho, balançando. Prestes a cair. O sangue é fresco. Quente. Um arrepio frio estica seus pelos. O dromo, o espaço entre os mundos foi violado.
    Faor
    Tecnocrata
    Faor
    Tecnocrata

    Mensagens : 319
    Reputação : 10

    Edgar Shaw - Página 2 Empty Re: Edgar Shaw

    Mensagem por Faor em Seg Jun 22, 2020 3:03 pm


    Dromo, problema.

    O lobo percebe o sangue e avança furtivamente para próximo da árvore. Sabe que nessas condições está em risco e que não deve caçar sozinho ali, mas não foge.

    Com prontidão total e esforço em ser furtivo, ele segue com pelo eriçado em posição de caçador.

    Wordspinner
    Troubleshooter
    Wordspinner
    Troubleshooter

    Mensagens : 814
    Reputação : 27

    Edgar Shaw - Página 2 Empty Re: Edgar Shaw

    Mensagem por Wordspinner em Seg Jun 22, 2020 3:49 pm

    "Ei, sabe como eu chego em casa?" A voz é brincalhona e despreocupada. Um sobressalto. Ela vem do vazio a sua frente. Certeza absoluta. Seus ouvidos de lobo nunca se enganaria. Bem do meio da possa de sangue quente. "Ei cara, eu te conheço? to meio confusa. Aquele chapéu é meu, não é?" O braço translucido é a primeira coisa visível. Logo depois o resto do corpo em um vestido listrado. "Eu sou a Wendy. Não vai falar comigo?" Ela sorri para você ainda brincando. Provocando e implicando. Sem malicia. Ela pula e se estica, mas não alcança o chapéu. O cabelo curto balança com o movimento, mas como se ela estivesse debaixo d'água. O vestido se comporta da mesma forma.

    Do outro lado árvore dá para ver uma toalha de flanela grande jogada sobre a grama. Alguns potes e uma garrafa de vinho aberta e vazando. O cheiro de outro uratha e algo mais. Algo estranho. Algo que nenhuma parte escondida do seu corpo reconhece. Algo que nenhum instinto pode iluminar. Algo mais alienígena que qualquer espírito. Pior. Esse rastro parece ter desfeito o outro.

    O chapéu é deslocado pela brisa e a mulher olha para ele como uma garota assistindo uma borboleta. "Meu lobo de fogo de me deu ele." Ela estica a mesma mão na direção dele. Fazendo força para alcançar. Mas por algum motivo não move as pernas. Pernas que você vê, não tocam o chão. "Ele nunca mente para mim. Nem para ninguém. E você, vai ajudar uma mocinha indefesa?" Ela sorri com doçura o suficiente para quebrar um coração de gelo. Ela é linda. Tão linda quanto morta.
    Faor
    Tecnocrata
    Faor
    Tecnocrata

    Mensagens : 319
    Reputação : 10

    Edgar Shaw - Página 2 Empty Re: Edgar Shaw

    Mensagem por Faor em Ter Jun 23, 2020 1:47 pm


    * - É errado. É problema. * - Os pensamentos de Shaw tentam empurrá-lo para longe dali, mas o lobo sempre se move, não?

    Um fantasma inocente falando com o lobo num território sem guardiões. Motivos suficientes para dar o fora dali. Dois Urathas desconhecidos estiveram ali, um deles, algo sinistro. Mais motivos. Mas como sair agora? O que fazer?

    Urshul

    Não tem outro jeito. Ele experimenta a visão em Hisil, mesmo ocultando o fantasma. O que mais revelaria? Um lobo enorme, garras se enterrando no solo, olfato pouco menos aguçado mas ainda poderoso. Ele não responde, não se move, mas ainda está pronto para um ataque furioso. É seu último movimento antes de sair dali. Esse território precisa de atenção.

    Wordspinner
    Troubleshooter
    Wordspinner
    Troubleshooter

    Mensagens : 814
    Reputação : 27

    Edgar Shaw - Página 2 Empty Re: Edgar Shaw

    Mensagem por Wordspinner em Ter Jun 23, 2020 10:12 pm

    A dor da mudança de forma é aguda e rápida. Some antes dos olhos mudarem para o Hisil. O brilho do sol desaparece instantaneamente. As nuvens de tempestade cobrem o céu com um cinza metálico feroz. As árvores se alongam e escurecem, são garras verdes, marrons e negras tentando alcançar o céu. O chão parece esticar e aumentar. Não. Subir e descer como se respirasse. Um bando de pássaros foge gritando em desespero. Pássaros de asas longas demais com uma voz humana demais. Veios escuros a sua frente. Mais escuros que a sombra. Eles emanam escuridão. Não, sugam a luz.

    Eles serpenteiam até o corpo da menina. O rosto lindo é impossível de confundir. Isso já seria ruim. Aquele rosto perfeito morto e frio e cinza. Mas a forma sobre ela devorando suas entranhas. Três metros, talvez mais. A pele um gramado coberto dos mesmos veios negros. Eles são uma coisa só. Uma coisa enorme e forte. Olhos como estrelas azuis e frias. Dentes afiados e brancos, imaculadamente brancos. O sangue parece desaparecer neles. Congela e se quebra. As mãos terminam em garras que amassam o corpo e o enfiam de uma vez na bocarra arreganhada de lobo. O corpo sendo espremido goela abaixo e olhos de fogo azul apontam para os seus. De alguma forma a coisa sorri. De alguma forma ela o vê.

    Os pés descalços logo afundam e desaparecem na escuridão fria. Gauru. A forma do pai lobo. A pele da guerra. Uma perversão blasfema da sua herança sagrada.
    Faor
    Tecnocrata
    Faor
    Tecnocrata

    Mensagens : 319
    Reputação : 10

    Edgar Shaw - Página 2 Empty Re: Edgar Shaw

    Mensagem por Faor em Qua Jun 24, 2020 1:44 pm


    * - Morte. Fúria. * - Coração acelerado, Shaw recua instintivamente. A visão no segundo mundo é linda e aterradora, mas a criatura representa uma violação tão importante que não há o que fazer ou como enfrentar.

    O lobo avalia a ameaça e também considera suas opções de fuga. Precisa sair dali. Com um forte movimento das patas dianteiras, ele se projeta pra o lado e precisa abandonar a visão do segundo mundo para se localizar entre as ruas. Shaw dispara, ainda em Urshul, mas precisa garantir que não está sendo perseguido e para isso escolhe um local favorável para espiar novamente, tentando garantir alguma segurança.

    Se acredita que conseguiu escapar minimamente usa seu dom, Feet of Mist, para realmente deixar a região, já de volta à forma de lobo. Dependendo do quanto se sentir ameaçado, pode tentar o Shadow Pelt antes disso, para conquistar alguma vantagem para sua furtividade.

    Wordspinner
    Troubleshooter
    Wordspinner
    Troubleshooter

    Mensagens : 814
    Reputação : 27

    Edgar Shaw - Página 2 Empty Re: Edgar Shaw

    Mensagem por Wordspinner em Qua Jun 24, 2020 9:16 pm

    "O lobo se assustou?" A voz dela vem assim que você pula. Parece preocupada, mas é logo esquecida. Ela fica para trás em um instante. Uma árvore acaba com o movimento. A batida lateral é alta e dolorida. Mas nada sério. Um pulo para longe e uma espiada para trás. Sem nenhum som a coisa escorre para fora da sombra. Um parto profano, lento e arrastado. Tudo a sua volta escurece e esfria. Não há tempo para observar. O lobo corre. Precisa viver.

    Um arrepio frio e profundo anuncia o rompimento definitivo do dromo. Os passos pesados atrás de você fazem o chão vibrar. A respiração da coisa é profunda e arrastada. Errática. Mas cada uma delas parecem gritos distantes e abafados. Como se todas covas do cemitério tivessem hospedes desesperados para sair. Hospedes que nem sabem que estão mortos.

    Mais alguns segundos correndo e as árvores dão espaço a casas amontoadas e trailers de um subúrbio pobre. A visão de crianças brincando em uma quadra de areia faz as garras cravarem fundo no chão. Olhar para trás é inevitável. Um par de estrelas azuis e frias te encara na sombra impossível sob o sol do meio dia. A boca aberta é ainda mais escura. Os dentes brancos demais em contraste. A boca aberta demais, grande demais.

    Mais um passo e o segredo é quebrado. Nu Bath Githul. O rebanho não pode saber.

    A coisa não avança. Ao contrário. Se afasta lentamente. Sumindo entre as sombras das árvores. o sorriso branco lentamente desaparecendo e junto com ele as vozes abafadas. Um truque? Um desafio? Uma impedição? A coisa, seja o que for, ainda entende o juramento?

    "Você esqueceu o chapéu. Meu chapéu." A voz dela bem do seu lado. A acusação é casual, como se ela te perdoasse por esquecer o chapéu. "Vai voltar lá e pegar, né?" A pergunta absurda o faz olhá-la. Ela parece sincera com aquele rosto perfeitamente simétrico e até inocente. O vento que move as suas roupas não é o mesmo que lambe seus pelos. Pelos. Crianças de Dover sabem como é um lobo. Nunca vão se enganar com Urshul.

    Começa a fugir escondendo seus traços e rastros. Os dons são necessários. Mas depois de algumas quadras não sabe dizer para onde está indo. Casa?
    Faor
    Tecnocrata
    Faor
    Tecnocrata

    Mensagens : 319
    Reputação : 10

    Edgar Shaw - Página 2 Empty Re: Edgar Shaw

    Mensagem por Faor em Qui Jun 25, 2020 6:09 pm


    Shaw estava pronto para se sacrificar? Talvez sim. Mas pelo quê deveria? Ao contrário, o propósito em viver foi reforçado. Precisa fazer parte do enfrentamento a essas aberrações.

    Isso de alguma forma está no sangue, no sangue de um lobo. Urshul.

    O lobo ignora o fantasma. De alguma forma essa companhia o aproxima da bestialidade da qual quer se afastar. Avaliando a vizinhança e amaldiçoando a claridade do dia, em algum lugar Shaw volta a ser um lobo menor, com aspecto comum. A chance de ser visto ali é alta.

    A dor agora é muito mais forte do que foi quando se preparou para enfrentar o desconhecido. Isso não é verdade. A dor é terrível e antes também foi, mas a adrenalina ajuda a suportar. Agora a consciência é maior. Edgar Shaw já escolhe o ponto em que retornará a Hishu. Ele usa seus dons das sombras para realmente escapar. Quando consegue, volta a caminhar entre os homens.

    É hora de ver o pai. Mais tarde há uma assembleia, uma reunião dos Uratha, de todas as alcateias, do protetorado. Shaw não tem uma opinião formada sobre isso. A Legião é contra, mas alguma união é razoável, parece razoável. Agora que vê uma ameaça real, terrível, tão próximo, o irraka espera integrar uma força que possa lidar com esse mal.

    Wordspinner
    Troubleshooter
    Wordspinner
    Troubleshooter

    Mensagens : 814
    Reputação : 27

    Edgar Shaw - Página 2 Empty Re: Edgar Shaw

    Mensagem por Wordspinner em Qui Jun 25, 2020 7:23 pm

    Estar em casa é tão decepcionante quanto esperava. O pai sentado em frente a tv de tubo. A camisa velha cheirando a suor e ao whisky barato que estava no copo derramado no chão. A luz da sala que trocou ontem está piscando de novo. Um idiota qualquer gritava sobre posse de armas de dentro da televisão. Um hambúrguer de micro ondas estava meio comido no colo do pai.

    A casa tinha quase o mesmo cheiro. Exceto que agora dava para saber que ele tentou limpar tudo. Muito mal. Mas tentou. O cheiro de alvejante e cloro impregnado nas mãos dele. Será que ele percebeu o quanto o fedor te incomoda agora? O quanto o chão meio podre faz um barulho insuportável a cada passo? Não tem muito mais o que ver. Ao lado da poltrona um sofá de dois lugares mais velho que você. O primeiro móvel que eles compraram juntos. Todas as coisas que eles tinham foram vendidas, mas não ele. Nunca.

    Passos na cozinha. O olhar corre toda extensão, talvez dois metros inteiros, e não há ninguém. Mais um passo. Dá para ver a cozinha toda da entrada pelo balcão. Dá para acompanhar os passos. O próximo passa pela pilastra velha marcada com a sua altura em um monte de anos. O rosto brincalhão de Wendy aparece olhando as marcações com cuidado. "Porque me trouxe aqui? Assistir tv?" Ela anda até o sofá e se senta. Exatamente como era antes.

    Seu pai se coça ouvindo sua reação e lentamente começa a acordar. Ela parece prestes a falar de novo. Mas some quando ele abre os olhos vermelhos dá bebida.
    Faor
    Tecnocrata
    Faor
    Tecnocrata

    Mensagens : 319
    Reputação : 10

    Edgar Shaw - Página 2 Empty Re: Edgar Shaw

    Mensagem por Faor em Qua Jul 01, 2020 10:07 pm


    * - Whisky fedido. *

    Na casa do pai, Edgar não conseguia mais energia para se revoltar, para reclamar da vida. Desde a perda da mãe, a casa inteira é uma âncora para ele, sempre cheio de drama e melancolia. Mas quando se descobriu Uratha, a âncora ganhou outro significado.

    A casa, assim como o pai e tudo o que representam reforçam em Shaw sua natureza humana, apenas parte dele, é verdade. Mas é ali com o pai que esse lado dele fica mais latente, mesmo que cheio de sentimentos mais complexos agora.

    Por tudo isso a presença de Wendy ali deixava ele puto. E ela ainda vai ao sofá. O pai até percebe a agitação e ele conduz a visitante para fora.

    - Para fora! Pode ficar pai. Eu vou para fora. - Sem esperar resposta ou reação, ele sai de casa e dá um passo além do portão. Avalia se está sendo observado, mas não está muito preocupado em ser visto falando sozinho, ainda que não deseje atrair atenção.

    - Eu quero saber porque você veio comigo. Mas também quero entender o que aconteceu com você. Do que você lembra antes de me ver? - Ele fala com o fantasma em tom ameno, depois que ela deixa a casa do pai.

    Wordspinner
    Troubleshooter
    Wordspinner
    Troubleshooter

    Mensagens : 814
    Reputação : 27

    Edgar Shaw - Página 2 Empty Re: Edgar Shaw

    Mensagem por Wordspinner em Qui Jul 02, 2020 10:06 am

    Quando chega lá fora. Lá ela está. "Eu que pergunto. Porque me trouxe para cá? Meu chapéu ficou lá atrás." Ela parece pensar enquanto anda, mas não sai do lugar. Seus pés se movem, mas ela não. "Eu vi o lobo. Eu vi você e aí percebi que não era meu lobo de fogo. Então... Então... Eu perdi meu chapéu." Ela pareceu perdida por um instante e o ar ficou frio e morto. No fim ela sorri ao lembrar do chapéu.

    Seu pai aparece na porta. "Tem macarrão com bolonhesa." Ele fala tentando esconder a voz arrastada pela bebida. "Tava te esperando pra comer." Ele espera um segundo inteiro antes de entrar. Pelo som dos passos ele não foi para a cozinha. Ele abriu o armário da sala, provavelmente mexendo em alguma tranqueira inútil.

    Wendy tenta abrir o portão. Mas seus dedos não conseguem movê-lo. Ela se assusta. Mas um instante depois esqueceu o susto "A onde vamos agora? Eu adoro macarrão. Adoro mesmo. Eu to com fome. Nem deu pra comer meu picnic." Wendy sorri e começa a andar como se fosse entrar na casa, mas novamente ela não sai do lugar e parece nem perceber.
    Faor
    Tecnocrata
    Faor
    Tecnocrata

    Mensagens : 319
    Reputação : 10

    Edgar Shaw - Página 2 Empty Re: Edgar Shaw

    Mensagem por Faor em Qui Jul 02, 2020 10:29 am



    Pai escreveu:"Tem macarrão com bolonhesa."


    - Eu vou precisar sair pai. Não vou poder comer agora. - De alguma forma se sentia culpado, constrangido. Sentia que devia dar atenção ao velho, talvez até sentisse falta disso. Era muito difícil entender o que sentia. Ali em casa Shaw era inseguro demais, sempre fora. Mas estar conversando com um fantasma ali esquentava o sangue e ele entendia que não deveria ser agressivo com a criança.

    - Wendy... - Shaw se esforçava para não se irritar e tentava compreender a situação. - Quantos anos você tem? Eu preciso pedir para você não entrar comigo aqui nessa casa... Nós vamos caminhar para conversar. Você pode falar mais sobre seu amigo lobo? Lobo de fogo...

    Edgar caminha devagar perto de sua casa, falando baixo. Ele está se sentindo perdido com a presença dela. * - Não é assunto para a Legião ou para o Francys... Talvez os Uivadores... mas mais tarde tem a assembleia... Vou precisar de alguma ajuda...*

    Wordspinner
    Troubleshooter
    Wordspinner
    Troubleshooter

    Mensagens : 814
    Reputação : 27

    Edgar Shaw - Página 2 Empty Re: Edgar Shaw

    Mensagem por Wordspinner em Qui Jul 02, 2020 11:09 am

    Ela sorri quando pergunta sua idade. Mas seu rosto se acende quando fala do lobo de fogo. "Eu tenho treze" Ela faz dez com as mãos e depois três. "É segredo, mas você é um lobo também. Então tudo bem, né? Meu pai é um lobo também. Meu lobo de fogo. Ele nunca nunca nunca mente. Você mente muito? Eu sei que errado, mas todo mundo mente um pouquinho não é?" Ela te acompanha na sua caminhada mesmo sem se mover. Como se estivesse em uma esteira que segue os seus passos.

    Mais alguns passos e ela começa andar na direção oposta e mesmo assim se move junto com seus passos. "Papai me levou pro picnic, mas disse que tinha que sair e estava voltando. Eu sei que ele voltou. Tenho certeza. Porque ele nunca mente. Nunca mesmo. As vezes é ruim. Nem sempre é bom ouvir a verdade. Sabe, seu pai é estranho, ele parece uma sombra." Ela fala pensativa.
    Faor
    Tecnocrata
    Faor
    Tecnocrata

    Mensagens : 319
    Reputação : 10

    Edgar Shaw - Página 2 Empty Re: Edgar Shaw

    Mensagem por Faor em Qui Jul 02, 2020 11:50 am



    - Já tem treze, é? Olha só. - Perdido, Shaw tenta ser simpático e dificilmente consegue. - Seu pai deve ser especial, já que ele nunca mente, não é? Qual o nome dele?

    Shaw segue caminhando mas acaba acelerando o passo. Ele avalia que precisa procurar uma Sombra Descarnada. - Ah... não ligue pro meu pai. - Ele desconversa sobre o pai e avalia a melhor forma de contactar Loba sem Sombra. - Agora me conta uma coisa... Porque você veio comigo, hein? Tudo bem, você está aqui e nós vamos conversar com uma amiga, mas quero saber mais sobre você e seu pai.

    Wordspinner
    Troubleshooter
    Wordspinner
    Troubleshooter

    Mensagens : 814
    Reputação : 27

    Edgar Shaw - Página 2 Empty Re: Edgar Shaw

    Mensagem por Wordspinner em Qui Jul 02, 2020 1:55 pm

    Os olhos dela brilham quando fala do pai "O nome dele é Hank, mas o nome secreto dele é... Qual o seu nome secreto?" Ela agora parece ainda mais animada e corre a sua volta. "Vai diz." Mas logo ela concentra que falou sobre seu pai. "Não devia tratar seu pai assim. Ele te ama muito. Eu sei. dá para ver. Dá sim e eu não sei. Não sei porque você tá me trazendo até aqui e me levando para passear. Eu só quero meu chapéu. Mas se pegar meu chapéu de volta eu te conto tudo que quiser. " Ela sorri triunfante como se de alguma forma tivesse ganho alguma disputa.

    Uma pessoa quase esbarra em você com fones de ouvido e música muito alta. Música muito alta mesmo. A mulher se sente ofendida com isso, como se fosse culpa sua ela não olhar por onde anda, e te encara resmungando. Wendy sai imediatamente em sua defesa. "Hey! Olha onde..." A mulher passa por dentro dela e Wendy não está mais lá. A mulher sacode a cabeça e continua andando.
    Faor
    Tecnocrata
    Faor
    Tecnocrata

    Mensagens : 319
    Reputação : 10

    Edgar Shaw - Página 2 Empty Re: Edgar Shaw

    Mensagem por Faor em Qui Jul 02, 2020 5:21 pm



    - Hank? Hum... será que eu conheço? - Aquilo vai longe demais mas ele não pode deixar a figurinha perambulando por aí. - Eu não tenho um nome secreto, Wendy. Seu pai tem? Então ele é um sujeito especial, mesmo, hein? Você pode me dizer o nome especial dele?

    Com música alta e cheia atitude a mulher que se aproxima está perto demais do muro. Shaw visualiza um golpe forte e rápido, acertando a cabeça dela na parede. Chega a imaginar o tamanho do ferimento. - Nós até podemos pegar seu chapéu, mas eu preciso ver alguém antes, tudo bem? Eu te falei isso e, bem... você veio comigo, né?

    - Wendy?! - Surpreso, Shaw espia o segundo mundo procurando o fantasma.

    Wordspinner
    Troubleshooter
    Wordspinner
    Troubleshooter

    Mensagens : 814
    Reputação : 27

    Edgar Shaw - Página 2 Empty Re: Edgar Shaw

    Mensagem por Wordspinner em Qui Jul 02, 2020 7:11 pm

    Olhando para um lado e outro da rua nada. Do outro lado do dromo a cidade sob o eterno céu de tempestade. As linhas de informação correndo de um lado para o outro como relâmpagos. Nada de Wendy. O asfalto rolando como se fosse a algum lugar. Nada de Wendy. Onde as lanças de luz solar rasgam as nuvens e tocam o chão não há movimento. Nada de Wendy. Uma matilha de cães selvagens corre pela rua perseguindo uma coisa estranha feita metal, rodas, penas e mais bocas que dá para contar. Nada de Wendy.

    O que é um nome secreto? Quem é Hank? Nenhum lobisomem do protetorado, é?

    Os passos da mulher vão diminuindo irritantes. Slap, slap, slap.
    Faor
    Tecnocrata
    Faor
    Tecnocrata

    Mensagens : 319
    Reputação : 10

    Edgar Shaw - Página 2 Empty Re: Edgar Shaw

    Mensagem por Faor em Sex Jul 03, 2020 7:19 pm



    - Puta merda, eu realmente preciso aprender sobre essas coisas. Vou dar a volta e a garota vai estar no meu sofá outra vez!

    Shaw olhava de um lado para o outro e logo trouxe sua visão para o mundo das pessoas. Voltaria por onde veio e precisaria se segurar para não arrancar o fone de ouvido da mulher, ou quem sabe os ouvidos mesmo? Mas foda-se, tem muito pior. Ele tem certeza que precisa conversar com as Sombras Descarnadas e agora mandaria isso para a casa do cacete e voltaria para enfrentar a macarronada do pai.

    Como Uratha sabores e cheiros ganharam outras nuances, outras proporções, mas a presença do pai, a casa, as âncoras dele, mantinham o significado de comer um macarrão requentado com o velho.

    Wordspinner
    Troubleshooter
    Wordspinner
    Troubleshooter

    Mensagens : 814
    Reputação : 27

    Edgar Shaw - Página 2 Empty Re: Edgar Shaw

    Mensagem por Wordspinner em Sex Jul 03, 2020 9:19 pm

    Quando você chega em casa o velho já encheu outro copo. Mas não está roncando. Está sentado no chão usando a luz oscilante da tv para ver um álbum de fotos. Sua mãe de uniforme em uma formatura. É sempre impactante vê-la assim orgulhosa e sorridente. Mas ele era outro homem. Claro que foto te faz odiar o uniforme. Ele também odeia. É o simbolo do que arrancou ela de vocês. A foto é enorme e tem os três no dia de glória da mãe.

    Ele olhava as fotos sem nenhuma expressão. Mas tocava cada pedaço de plastico com carinho e ternura. Ao lado dele uma caixa empoeirada cheia de tralhas velhas. Coisas dela e coisas dele. Coisas que ele não teve coragem de se livrar. Nada de Wendy. Ele tira uma boina velha com uma medalha na frente. Você já a viu um monte de vezes. Só que antes não tinha os olhos certos. 'Devorador de Nomes' na primeira língua. Para os olhos do seu pai aquilo era apenas uma mancha na parte de dentro de um pedaço velho de vestimenta.

    Seu pai não ouviu você chegar, mas percebe a luz e você consegue ouvir o riso contido de satisfação que ele tenta esconder.
    Faor
    Tecnocrata
    Faor
    Tecnocrata

    Mensagens : 319
    Reputação : 10

    Edgar Shaw - Página 2 Empty Re: Edgar Shaw

    Mensagem por Faor em Sab Jul 04, 2020 3:42 pm



    Nada de Wendy.

    Edgar entra em casa e sente o cheiro do whisky e mais ao longe o do macarrão. Também tem cheiro coisa velha, guardada faz tempo.

    Ele entra em silêncio mas o pai percebeu. Está sorrindo.

    Fotos antigas, coisas velhas dela.

    -  Maldito uniforme.

    Acaba pensando alto e quase ignora todo o restante mas percebe a boina.

    -  Tudo isso era dela? - A resposta era clara mas ele continua pensando alto. Shaw olha o restante do conteúdo da caixa e a caixa em si. Também tenta reparar na foto da mãe, tentando olhar para ela de um jeito completamente diferente.

    Por fim ele pega a boina e cheira com vontade. Avalia a escrita e começa a fazer uma dúzia de perguntas na cabeça.

    * -  Devorador de nomes. *

    Conteúdo patrocinado


    Edgar Shaw - Página 2 Empty Re: Edgar Shaw

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Dom Set 27, 2020 2:58 am